Consumo e produção responsáveis

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 12 diz: “Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis”.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 12 diz: “Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis”. As metas incluem reduzir pela metade o desperdício de alimentos per capita mundial; alcançar o manejo ambientalmente saudável dos produtos químicos e todos os resíduos; e reduzir substancialmente a geração de resíduos por meio da prevenção, redução, reciclagem e reuso; entre outros.

 

Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods12 e notícias sobre o tema abaixo.

Cerrado. Foto: Agência Brasil/Elza Fiúza

Banco Mundial libera US$ 32 mi para ajudar governo brasileiro a cadastrar propriedades rurais do Cerrado

O Banco Mundial e o Ministério do Meio Ambiente assinaram na segunda-feira (22) um acordo de empréstimo para a implementação do Cadastro Ambiental Rural no Bioma Cerrado. Organismo financeiro disponibilizará 32,48 milhões de dólares para a pasta federal. Com o dinheiro, governo conduzirá ações de registro de propriedades, a fim de promover recuperação de áreas degradadas. Nove estados serão beneficiados.

Garimpo artesanal é uma das atividades humanas responsável por lançar mercúrio no meio ambiente, ameaçando a natureza e a saúde de homens, mulheres e crianças. Foto: PIXABAY (CC)/johnnyshwang0

Com novas ratificações, convenção da ONU para combater uso de mercúrio entrará em vigor em agosto

Maio de 2017 entrará para a história do combate ao uso de metais pesados que ameaçam o meio ambiente e a saúde da população. A União Europeia e sete de seus Estados-membros ratificaram neste mês (18) a Convenção de Minamata sobre Mercúrio, ultrapassando — e cumprindo — a exigência mínima de 50 países ratificadores para que o acordo entre em vigor.

Documento passará a valer a partir de 16 de agosto desse ano. O pacto prevê que países signatários proíbam a abertura de novas minas de mercúrio, fechem as já existentes e regularizem a mineração artesanal e em pequena escala do ouro.

As PCBs são fluidos isolantes presentes, principalmente, no setor elétrico. Foto: Deni Williams/Flickr CC.

PNUD e governo selecionam empresas para trabalhar com gestão de substâncias cancerígenas no setor elétrico

Até 20 de junho, o Ministério do Meio Ambiente e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) estão com edital aberto para a contração de empresas ou de consórcios interessados na realização de dois novos projetos demonstrativos de inventário e de planos de gestão das Bifenilas Policloradas (PCBs). Iniciativas serão implementadas na Eletrobras Eletrosul S.A e na Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D).

Um dos objetivos principais do memorando de entendimento é fortalecer os meios de subsistência do meio rural e promover práticas agrícolas sustentáveis. Na imagem, uma mulher colhe piri-piri na sua plantação na Reserva Especial de Maputo. Foto: Banco Mundial/Andrea Borgarello

Banco Mundial apoia parceria entre Brasil e Moçambique para promover gestão sustentável de recursos naturais

Para ajudar Moçambique a explorar seus recursos naturais de forma sustentável, o Brasil firmou neste mês uma nova parceria com a nação africana. Cooperação conta com o apoio do Banco Mundial e contempla iniciativas voltadas para a proteção da biodiversidade, para o combate às mudanças climáticas e para a regulamentação de territórios. Moçambique possui 40 milhões de hectares de florestas naturais, mas por ano, 140 mil hectares são perdidos para o desmatamento.

Resgatado aos 17 anos, Rafael deu voz às 21 milhões de vítimas da escravidão no mundo durante o lançamento da campanha 50 For Freedom no Brasil. Foto: Thiago Foresti

Trabalhadores resgatados da escravidão contam suas histórias no lançamento da campanha 50 For Freedom

Em evento realizado no Senado na terça-feira (9), a Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançou a campanha 50 For Freedom para pedir que o Brasil reforce o combate ao trabalho forçado com a ratificação do Protocolo sobre o tema.

Aproximadamente 21 milhões de pessoas ainda são vítimas da escravidão moderna. Trata-se da segunda atividade ilícita mais rentável no mundo, gerando anualmente 150 bilhões de dólares em lucros ilegais.

Castanha é produto florestal importante para comunidades que vivem na região amazônia. Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

UNFPA e governo selecionam instituição para elaboração de documento sobre juventude e meio ambiente

Até 18 de maio, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e o Ministério do Meio Ambiente do Brasil estão com edital aberto para institutos, fundações ou empresas que realizem pesquisas sobre o papel dos jovens na preservação da natureza. Processo de seleção vai escolher a instituição responsável pela elaboração de um documento técnico que será utilizado nas seções temáticas do processo de construção do Plano Nacional de Juventude e Meio Ambiente (PNJMA).

A mudança climática é uma prioridade urgente para a Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA), o fundo do Banco Mundial para os mais pobres. Sem um desenvolvimento rápido, inclusivo e adaptado ao clima, as mudanças climáticas poderão resultar em mais de 100 milhões de pessoas a mais na pobreza até 2030.

Financiamento de iniciativas contra as mudanças climáticas é tema de encontro de empresas do Pacto Global

Como o setor privado pode participar da luta contra as mudanças climáticas? Para responder à pergunta, a Rede Brasil do Pacto Global da ONU reuniu especialistas e representantes de empresas na sede da Schneider Electric, em São Paulo, para o primeiro workshop “Diálogos de Financiamento Climático”. Realizado em 25 de abri, encontro discutiu métodos para angariar fundos e investi-los em meios de produção sustentáveis.

Na caatinga sergipana, PNUD desenvolve projetos para capacitar população e promover manejo sustentável da terra e dos recursos naturais. Foto: PNUD Brasil / Tiago Zenero

PNUD apoia comemoração do Dia Nacional da Caatinga em Sergipe

Para celebrar o Dia Nacional da Caatinga, lembrado em 28 de abril, o governo de Sergipe realizou na terça-feira (25), em Aracaju, o I Workshop da Caatinga. Evento abordou técnicas de gestão responsável dos recursos naturais para evitar problemas como a degradação e o esgotamento dos solos. Iniciativa teve apoio do projeto “Manejo do uso sustentável da terra no semiárido do Nordeste brasileiro”, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Assinatura do protocolo aconteceu durante a abertura oficial do IV Encontro de Municípios com o Desenvolvimento Sustentável. Foto: PNUD Brasil/Tiago Zenero

Frente Nacional de Prefeitos, Caixa e PNUD firmam acordo para promover metas da ONU em municípios

Durante a abertura do IV Encontro de Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS), que teve início na terça-feira (25), em Brasília, a Frente Nacional de Prefeitos, a CAIXA e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) firmaram um novo acordo para apoiar o Observatório de Consórcios Públicos do Brasil e também para promover a Agenda 2030 da ONU a nível local.

Brasil é emergente que mais contribui para iniciativa da ONU sobre produção e consumo sustentáveis

O Brasil é o país em desenvolvimento que mais contribuiu com o Quadro Decenal de Programas sobre Padrões de Consumo e Produção Sustentáveis (10YFP) da ONU, disponibilizando recursos para iniciativas na África do Sul, Uruguai, Colômbia, Quênia, Nepal e Burkina Faso. A informação foi divulgada na semana passada pelo ministro brasileiro do Meio Ambiente, Sarney Filho, durante conferência em Brasília.

Sede da UIT em Genebra. Foto: UIT

UIT abre competição para escolher arquiteto de novo prédio da sede em Genebra

Até 5 de maio, a União Internacional de Telecomunicações (UIT) recebe inscrições de arquitetos e escritórios para uma competição que vai escolher o projetista de um novo edifício na sede do organismo. Agência da ONU terá matriz renovada em Genebra, cidade onde a instituição já mantém seu principal centro de atuação desde 1962.

A nova construção abrigará 723 espaços de trabalho e deverá ter espaços de última tecnologia para receber fóruns e conferências envolvendo os Estados-membros das Nações Unidas, parceiros do setor privado e da academia.

Em artigo, Jaime Nadal desmistifica ideias de que crescimento populacional causaria colapso da humanidade e destruição ambiental. Foto: UNFPA

Em artigo, representante do UNFPA combate mitos sobre crescimento populacional

Em artigo publicado em periódico do Instituto de Direito Ambiental dos Estados Unidos, o representante do UNFPA no Brasil, Jaime Nadal, combate mitos de que o crescimento da população seria o grande responsável pelas mudanças climáticas. Especialista defende o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva e lembra que, em todo o mundo, 200 milhões de mulheres não têm suas demandas por planejamento reprodutivo atendidas.

Líderes e especialistas de mais de 40 países se reúnem em Brasília para promover consumo e produção sustentáveis

Cerca de 150 representantes de mais de 40 países da África, América Latina e Caribe se reunirão no Palácio Itamaraty, em Brasília, a partir de amanhã (6), para a Conferência sobre Cooperação Sul-Sul para Produção e Consumo Sustentáveis.

Evento promovido pela ONU Meio Ambiente terá a participação do ministro do Meio Ambiente do Brasil, Sarney Filho, de especialistas das Nações Unidas, de autoridades estrangeiras e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

Projeto do PNUD visa a aumentar geração de energia elétrica na indústria de cana-de-açúcar

O projeto SUCRE avalia o impacto da remoção de palha de cana-de-açúcar na infestação de plantas daninhas com o objetivo de aumentar a geração de energia elétrica na indústria de cana-de-açúcar.

O Sugarcane Renewable Electricity (SUCRE) é uma iniciativa do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF).

Segundo OPAS/OMS, é essencial evitar alimentos ultraprocessados, que estão fortemente associados a sobrepeso, obesidade e doenças crônicas não transmissíveis. Foto: EBC

Brasil assume compromisso de frear avanço da obesidade até 2019

Durante evento internacional realizado na sede da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) em Brasília, o Brasil assumiu o compromisso de frear o crescimento do excesso de peso entre a população.

O país se comprometeu com três metas até 2019: deter o crescimento da obesidade na população adulta por meio de políticas de saúde e segurança alimentar e nutricional; reduzir o consumo regular de refrigerante e suco artificial em pelo menos 30% na população adulta; e ampliar em no mínimo 17,8% o percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente.

Imagem: UNV/Centro Rio+

ONU realiza hackathon no Rio para promover combate às desigualdades

Teve início nesta sexta-feira (10) um hackathon promovido por organismos da ONU no Rio de Janeiro e em outras oito cidades — Nova Iorque, Bali, Genebra, Lagos, Lisboa, Londres, Chandigarh e Manama. Mais de mil empreendedores participaram da iniciativa para encontrar soluções para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

No Rio, mobilização é promovida pelas organizações abeLLha e A Coorte, com apoio do Centro RIO+, ONU Mulheres e do Programa de Voluntários das Nações Unidas (UNV).

Foto: EBC

ONU lança campanha contra poluição dos oceanos provocada por consumo de plástico

Por ano, mais de 8 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos. É como se, a cada minuto, a carga de um caminhão de lixo cheio de plástico fosse despejada no no mar. Cerca de 90% de todo o lixo flutuando nos oceanos é plástico e, até 2050, 99% das aves marinhas terão ingerido o material.

Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente) lançou a campanha #MaresLimpos para cobrar compromissos de governos, setor privado e sociedade civil.

Secretário estadual da Agricultura e Pesca, Esmeraldo Leal (à esquerda), mostra produção de agricultor beneficiado pelo Dom Távora. Foto: Agência Sergipe de Notícias (ANS)/Marcelle Cristinne

Fundo da ONU libera mais de R$ 10 milhões para produção sustentável em comunidades do Sergipe

Em Sergipe, o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola das Nações Unidas (FIDA) financia o projeto Dom Távora, iniciativa do governo do estado para gerar renda e emprego em comunidades rurais. Cerca de 2,2 mil sergipanos já foram beneficiados, e outras 546 famílias de pequenos produtores serão integradas ao programa em sua segunda fase. Programa quer estimular produção agrícola sustentável.

Criança se lava em Kallayanpur, um bairro pobre de Bangladesh. Foto: David McKelvey (CC)

Em plataforma global, UNESCO divulga informações sobre uso de recursos hídricos

O Programa Hidrológico Internacional da UNESCO lançou recentemente uma nova plataforma online e aberta com dados sobre ciclos da água, bacias hidrográficas, pluviometria, reservatórios de lençóis freáticos, irrigação e outros outros temas. Portal permite a usuários criar mapas personalizados com conteúdos sobre diferentes regiões do mundo e informações atualizadas sobre abastecimento, consumo, clima, desafios ecológicos e riscos de desastres.

Carros elétricos em funcionamento em Fortaleza. Foto: Prefeitura de Fortaleza/Thiago Gaspar

Fortaleza aposta em carros elétricos e bicicletas para tornar setor de transportes menos poluente

Para reduzir emissões de gases do efeito estufa em 20% no setor de transportes, Fortaleza apostou em medidas como a criação de ciclovia, que já se estendem por 199km de pistas para bicicletas, e de faixas exclusivas para ônibus, que já cobrem 98 km. Capital do Ceará também disponibilizou 20 automóveis elétricos para uso da população. Iniciativas foram apresentadas em evento do Banco Mundial em Washington.

Representantes de agências da ONU e do governo do Acre discutiram possíveis parcerias em saúde, educação de jovens e empreendedorismo sustentável. Foto: SECOM/Sérgio Vale

Agências da ONU visitam Acre para discutir parcerias em saúde e empreendedorismo sustentável

Em visita ao Acre dos dias 15 a 17 de fevereiro, agências das Nações Unidas discutiram futuras parcerias com o estado para promover o crescimento econômico sustentável, bem como o acesso a educação, serviços de saúde e medicamentos. Organismos da ONU querem inserir unidade federativa no mercado internacional de preservativos e fármacos, além de estimular participação de jovens em negócios ecologicamente responsáveis.

Quase metade das crianças de Mossul estão sem acesso a água potável. Foto: UNICEF / Anmar

Fórum Mundial da Água abre consulta pública online com participação de agência da ONU

Em 2018, Brasília sediará o 8º Fórum Mundial da Água, evento que reunirá os principais especialistas, gestores e organismos envolvidos na gestão e preservação dos recursos hídricos do planeta. A organização do evento deu início nesta semana (13) a uma consulta pública que receberá contribuições online de qualquer pessoa interessada em debater os temas do encontro.

A Cap-Net, rede de capacitação em gestão da água do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), atuará como moderadora dos debates sobre desenvolvimento.

Mulheres e crianças pequenas chegam a passar horas perto do fogo, inalando fumaça tóxica que causa doenças e leva à morte. Foto: ACNUR/Anneliese Holllmann

ACNUR e empresa ajudam refugiados vivendo em Ruanda a trocar lenha e carvão por combustível limpo

Em Ruanda, praticamente todos os 150 mil refugiados dependem de lenha e carvão para cozinhar. A dependência dessas fontes de energia provoca problemas de saúde: 225 refugiados morrem todos os anos por causas relacionadas à poluição do ar em ambientes fechados. Outros riscos incluem o desmatamento das florestas. Globalmente, 80% dos refugiados dependem de biomassa tradicional para cozinhar, levando à queima de 64,7 mil acres de floresta por ano.

Mãe e filha preparam mandioca em comunidade indígena próxima a Manaus. Foto: Banco Mundial/Julio Pantoja

PNUD premiará comunidades que promovem manejo sustentável de recursos naturais

Até 8 de março, a Iniciativa Equatorial — liderada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) — recebe indicações para o Prêmio Equatorial 2017, que reconhece soluções locais para desafios ambientais. A edição deste ano da premiação é voltada para comunidades indígenas e pequenos grupos de áreas rurais que encontraram métodos inovadores para proteger, restaurar ou promover o manejo sustentável de recursos naturais.

Projeto do PNUD ajuda comunidades que vivem do extrativismo a aumentar produtividade. Foto: PNUD Brasil/Fernando Moretti

Acre: projeto do PNUD ajuda comunidades extrativistas a melhorar colheita da castanha-do-pará

Na reserva extrativista Cazumbá-Iracema, no interior do Acre, a colheita da castanha-do-pará não foi a mesma em 2017. Moradores que trabalham com o alimento sentiram o impacto positivo que conhecimentos sobre o manejo de recursos naturais podem ter sobre a produção. A comunidade é uma das beneficiadas pelo projeto Bem Diverso, parceria do PNUD e da EMBRAPA para levar capacitação e monitoramento a comunidades que vivem do que a natureza produz.

Substâncias cancerígenas usadas em sistemas elétricos devem ser eliminadas de cadeias produtivas até 2025, segundo a Convenção de Estocolmo, da qual o Brasil é signatário. Foto: Flickr (CC)/David Lenker

Cooperação pode ajudar países da América Latina a eliminar substâncias cancerígenas do setor elétrico

Em encontro de especialistas da América Latina e Caribe sobre a gestão de substâncias tóxicas na indústria, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) ressaltou o papel da cooperação para eliminar na região o uso das bifenilas policloradas, um composto cancerígeno presente no setor elétrico. Evento contou com a participação de cerca de 50 pesquisadores, que se reuniram em Brasília nos dias 9 e 10.

Trabalhador em mina de carvão na Colômbia. Foto: Banco Mundial/Scott Wallace

CEPAL e Alemanha anunciam parceria para promover mineração sustentável em países andinos

Por um período de três anos, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru participarão de um projeto que deseja articular autoridades ambientais, empresas e sociedade civil para promover iniciativas público-privadas sustentáveis no setor de mineração. Governo alemão disponibilizará até 4,5 milhões de euros para atividades desenvolvidas no âmbito de uma nova parceria com a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), além de fornecer recursos humanos e materiais.

Em um campo em Tindouf, na Argélia, um jovem refugiado saarauí constrói abrigos resistentes a tempestades — de chuva e de areia — usando garrafas de plástico. Foto: ACNUR/Russell Fraser

Refugiado usa garrafas de plástico para construir moradias resistentes ao clima do deserto

Em um campo para refugiados do Saara Ocidental, próximo à fronteira com a Argélia, Tateh Lehbib Breica constrói residências com garrafas de plásticos que iriam para o lixo. Material permite erguer residências mais resistentes às chuvas e às tempestades de areia da região. Ajudado pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), o rapaz está construindo 25 unidades residenciais que darão abrigo a deslocados forçados vulneráveis.