Arquivo da tag: Cidades e comunidades sustentáveis

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 11 diz: “Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 11 diz: “Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

 

Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods11 e notícias sobre o tema abaixo.

A convite da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o representante da ONU viajou para Belo Horizonte, onde foi recebido pelo Grupo de Trabalho da ALMG sobre a situação em Brumadinho. Foto: ALMG

No Brasil, representante da ONU discute direitos humanos com autoridades e sociedade civil

O representante para América do Sul do Escritório das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Jan Jarab, realizou sua primeira visita oficial ao Brasil.

Entre 17 e 19 de fevereiro, Jarab participou em reuniões com governo e parlamentares em Brasília, bem como em atividades no estado de Minas Gerais, com foco na situação de Brumadinho — após a tragédia causada pelo rompimento de uma barragem de mineração em 2019.

Na visita, a agenda do representante teve ênfase em assuntos relacionados com a prevenção da tortura, os direitos dos povos indígenas, empresas e direitos humanos e nos direitos econômicos, sociais, culturais e ambientais em geral.

Participantes do Fórum Urbano Mundial em Abu Dhabi. Foto: PNUMA

ARTIGO: Fórum Urbano Mundial destaca ação das cidades contra mudanças climáticas

Em artigo, a diretora-executiva adjunta do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Joyce Msuya, falou sobre os temas debatidos no Fórum Urbano Mundial, realizado este mês em Abu Dhabi, entre os quais o papel das cidades no combate às mudanças do clima.

“Há uma liderança incrível de cidades alcançando a neutralidade de carbono e cidades assumindo compromissos ambiciosos em elementos críticos nessa direção, de edifícios de neutralidade de emissões líquida até compromissos de energia 100% renovável ​​e similares.” Leia o artigo completo.

Foto: Flickr

Fórum global sobre cidades destaca necessidade de desenvolvimento urbano sustentável

Atualmente, as cidades são responsáveis ​​por cerca de 70% das emissões de gases de efeito estufa e consomem 75% da energia e dos recursos do mundo.

À medida que a população humana continua crescendo e o planeta enfrenta graves ameaças por conta das mudanças climáticas, a necessidade de planejamento urbano sustentável torna-se evidente.

Leia reportagem do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

Foto: ONU-HABITAT

Com apoio do ONU-HABITAT, delegação brasileira participa de Fórum Urbano Mundial

Representantes de governos federal, estaduais e municipais, membros da sociedade civil, universidades e outras instituições públicas e privadas brasileiras ligadas a temas urbanos participaram esta semana das discussões e trocas de experiências na décima edição do Fórum Urbano Mundial, em Abu Dhabi.

O fórum também teve a participação de líderes comunitários das “grotas”, assentamentos urbanos precários em áreas de fundo de vale em Maceió (AL), e a apresentação de dados para a melhoria das políticas públicas urbanas do Rio de Janeiro (RJ).

O setor dos transportes é o principal consumidor de combustíveis fósseis na região latino-americana e a principal fonte de poluição atmosférica. Foto: PEXELS(CC)/Joey Lu

Fórum Urbano em Abu Dhabi lança plataforma global de medição da qualidade do ar

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) e a empresa suíça IQAir lançaram na segunda-feira (10) em Abu Dhabi a maior plataforma de dados de qualidade do ar do mundo.

A ferramenta reúne dados sobre poluição do ar fornecidos em tempo real por mais de 4 mil colaboradores, incluindo cidadãos, comunidades, governos e setor privado, com o objetivo de tornar as cidades mais saudáveis ​​e sustentáveis.

As práticas vencedoras receberão, entre os dias 23 a 25 de novembro, durante a cerimônia da Expo 2020 em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, prêmios em até 1 milhão de dólares. Foto: StockSnap/CC.

ONU-HABITAT: concurso premia práticas urbanas inovadoras; inscrições vão até 30/4

Estão abertas até 30 de abril as inscrições para o 12º ciclo do Prêmio Internacional de Melhores Práticas, uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) em cooperação com a Prefeitura de Dubai que premiará práticas urbanas inovadoras em cinco categorias. Podem se inscrever indivíduos e organismos públicos, privados, não governamentais, acadêmicos e de mídia.

Publicação de OMS e ONU-Habitat coloca a saúde no centro das decisões de planejamento urbano. Foto: UNsplash

Fórum em Abu Dhabi debate desafios para garantir desenvolvimento urbano sustentável

A Década de Ação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) é também a década da rápida urbanização. Estima-se que, em 2030, 60% da humanidade viverá em cidades, e esse percentual deverá saltar para 70% em 2050.

O 10º Fórum Urbano Mundial (WUF, na sigla em inglês), conferência global que ocorre em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos) até quinta-feira (13), abordará os principais desafios para garantir o desenvolvimento urbano sustentável, incluindo a necessidade de alinhar a implementação da Agenda 2030 com a Nova Agenda Urbana.

Cidades das Américas trocam experiências em Campinas sobre redução do risco de desastres

Evento realizado em Campinas (SP) em dezembro teve o objetivo de fortalecer a rede de cidades inscritas na campanha global “Construindo Cidades Resilientes: minha cidade se está preparando!” e expandir a base de conhecimentos técnicos frente ao risco de desastres.

O evento foi acompanhado por Johanna Granados Alcalá, assessora de Resiliência Urbana do Escritório das Nações Unidas para Redução de Riscos de Desastres (UNISDR) no Escritório Regional para as Américas e o Caribe.

Moradoras da Grota Poço Azul, no bairro do Jardim Petrópolis, em Maceió (AL). Foto: Governo do Estado de Alagoas

ONU-HABITAT premia projeto de urbanização de assentamento precário em Alagoas

O trabalho da arquiteta e urbanista brasileira Debora Moraes Ferreira para a comunidade de Grota Poço Azul, em Maceió (AL), foi premiado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Alagoas (CAU-AL), com apoio do Programa das Nações Unidas para Assentamentos Urbanos (ONU-HABITAT).

O projeto urbanístico, no bairro de Jardim Petrópolis, foi inspirado em soluções adotadas por cidades latino-americanas de relevo acidentado cuja população mais pobre se concentra em áreas pouco acessíveis e com ausência de infraestruturas.

Até o momento, cerca de 50 prefeitos e governadores confirmaram sua participação no Fórum Urbano Mundial, provenientes de cidades, estados e províncias de países de África, Europa, Ásia e América do Norte e do Sul. Foto: Fórum Urbano Mundial

Fórum Mundial e festival de cinema em Abu Dhabi abordam questões urbanas

O Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) promove de 8 a 13 de fevereiro em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, o festival de cinema “Better Cities”, que visa apresentar documentários e filmes ficcionais sobre questões urbanas. As inscrições de filmes estão abertas até 31 de janeiro.

O festival, organizado em parceria com a produtora First+Main Films, ocorre durante a Décima Sessão do Fórum Urbano Mundial (WUF10), cujo tema deste ano é “Cidades de oportunidades: conectando cultura e inovação”. Para participar do Fórum, é necessário se inscrever até 4 de fevereiro.

Vista aérea da cidade de Teresópolis (RJ). Foto: Prefeitura de TeresópolisVista aérea da cidade de Teresópolis (RJ). Foto: Prefeitura de Teresópolis

Municípios do RJ investem em formação sobre desenvolvimento sustentável

Representantes das administrações municipais, da sociedade civil organizada e do setor privado das cidades fluminenses de Cachoeiras de Macacu, Itaboraí e Maricá reúnem-se em Teresópolis (RJ) até sexta-feira (31) para o Programa Presencial de Capacitação em Territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS.

O curso faz parte da segunda etapa do projeto de cooperação técnica Territorialização e Aceleração dos ODS, implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com a Petrobras. O encontro reunirá 36 pessoas, 12 de cada cidade, ao longo de cinco dias.

Vista aérea do centro de Maricá (RJ). Foto: Prefeitura de Maricá/Fernando Silva

Projeto facilita acesso de famílias pobres a programas sociais em Maricá (RJ)

Cerca de 200 profissionais das secretarias de Assistência Social, Saúde e Educação de Maricá (RJ) participaram em janeiro de treinamentos relativos a protocolos que serão adotados durante a implementação do projeto “Chegou a sua vez” no município.

A iniciativa, apoiada pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT), visa identificar e encaminhar famílias em situação de vulnerabilidade e extrema pobreza a programas sociais e serviços públicos na cidade.

Opening of Consciência, art exhibition to promote the SDGs - September 2019 -Photo: Naiara Azevedo

Mais de 140 mil pessoas visitam exposição do UNIC Rio sobre desafios globais

Mais de 140 mil pessoas visitaram a exposição Consciência, organizada em parceria pelo Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), Centro Cultural Correios e Instituto Claro na capital fluminense.

A mostra, inaugurada em setembro e encerrada este mês, apresentou ilustrações do artista peruano Ivan Ciro Palomino. As imagens despertam a curiosidade pelo uso provocativo de elementos do cotidiano (uma cadeira, uma mala, uma piscina, por exemplo) colocados em contextos de crises climática, migratória e humanitária.

O chefe da ONU visitou o memorial intitulado "A Breath" (um suspiro), que saiu de Porto Príncipe e agora fica na sede da ONU no centro de Manhattan. Foto: ONU

Vítimas de terremoto no Haiti são homenageadas na sede da ONU em Nova Iorque

Mais de 200 mil haitianos que morreram no devastador terremoto que atingiu a nação insular há dez anos foram homenageados nesta sexta-feira (17) em uma cerimônia solene na sede da ONU, em Nova Iorque. A homenagem incluiu os 102 funcionários das Nações Unidas vitimados pela tragédia.

Os haitianos estavam começando um novo ano com otimismo, lembrou o secretário-geral da ONU, António Guterres, durante a cerimônia, mas “em alguns segundos, suas esperanças se transformaram em pó”.

“Nunca esquecerei o choque e a tristeza em todo o mundo e nas Nações Unidas quando a escala da tragédia ficou clara”, acrescentou.

Complexo da Maré, no Rio de Janeiro (RJ). Foto: UIA2020RIO

Concurso premiará projetos com soluções de arquitetura e design no Complexo da Maré

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) apoia o Concurso Internacional de Ideias Maré-Cidade, que premiará projetos com soluções inovadoras de arquitetura e design urbano que visem integrar as favelas do Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro (RJ), ao seu entorno, levando em conta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). As inscrições estão abertas até 30 de março.

Promovido pela União Internacional dos Arquitetos (UIA) junto ao Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), o concurso é parte do 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2020RIO), que ocorrerá de 19 a 23 de julho na capital fluminense.

Destruição em um bairro pobre de Porto Príncipe, Haiti, depois do terremoto de 2010. Foto: ONU/Logan Abassi

Há 10 anos: Guterres presta homenagem às vítimas do terremoto do Haiti

O secretário-geral da ONU, António Guterres, divulgou uma mensagem em tributo às vítimas do terremoto no Haiti, ocorrido há 10 anos, lamentando a tragédia que deixou milhares de vítimas.

Em 12 de janeiro de 2010, mais de 222 mil pessoas morreram, incluindo 102 funcionários das Nações Unidas. Entre eles, o vice-chefe da Missão da ONU no Haiti, o brasileiro Luiz Carlos da Costa.

Na mensagem, o secretário-geral renovou o compromisso das Nações Unidas em ajudar o Haiti e o seu povo na construção de um futuro melhor.

Desafio Campus 2030

Desafio Campus 2030 para estudantes e professores universitários recebe inscrições até 16 de fevereiro

Estudantes e professores universitários de todo o mundo têm até o dia 16 de fevereiro para se inscrever no Desafio Campus 2030, uma competição internacional que tem por objetivo promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. As propostas devem ter soluções para campi mais sustentáveis.

Os times devem reunir de 2 a 5 pessoas e é possível se unir a uma equipe já existente – atualmente, 121 times procuram participantes. As propostas devem ser uma apresentação em inglês ou francês com cinco slides no formato PPT ou PDF.

Os vencedores receberão como prêmio uma Expedição de Aprendizado de uma semana no exterior, válido para duas pessoas do time e incluindo passagens aéreas, acomodação, treinamento e encontros profissionais.

Após reunião com Irã, UNESCO diz que mundo precisa proteger sítios históricos

A escalada da tensão no Oriente Médio e a importância da preservação de sítios históricos e culturais foram tema de um encontro do embaixador do Irã com a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Audrey Azoulay.

A reunião ocorreu dois dias depois de o presidente norte-americano, Donald Trump, declarar que 52 alvos iranianos poderiam ser atacados em caso de retaliação à morte do líder militar máximo do país, Qasem Soleimani.

A chefe da UNESCO mencionou os termos da Resolução do Conselho de Segurança 2347, adotada por unanimidade, que condena atos de destruição de patrimônios culturais.

Dois bombeiros em Queensland, na Austrália, onde os piores incêndios florestais vistos em décadas estão devastando grandes áreas do país. Foto: Queensland Fire and Emergency Services

UNICEF oferece apoio ao governo da Austrália diante de incêndios florestais

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) ofereceu apoio ao governo da Austrália, que enfrenta uma onda de incêndios florestais desde setembro, e que foi intensificada nas últimas semanas.

Em comunicado, o UNICEF elogiou o profissionalismo e dedicação dos bombeiros, dos serviços rurais e da organização Cruz Vermelha, que atua no país. A agência da ONU afirmou que sua experiência em situações de emergências e desastres naturais pode ser útil à Austrália neste momento.

Enchente ocorrida no Acre em 2015. Foto: Agência de Notícias do Acre/Sérgio Vale

OCHA: Brasil está entre países com maior número de pessoas expostas a inundações

O Brasil aparece entre os 15 países do globo com a maior população exposta ao risco de inundação. A informação é de um relatório da ONU documentando catástrofes naturais das últimas duas décadas na América Latina e Caribe.

No estudo Desastres Naturais na América Latina e Caribe, o Escritório da ONU para os Assuntos Humanitários (OCHA) aponta as inundações como o tipo de desastre mais comum na região desde o ano 2000.

A América Latina e o Caribe tiveram prejuízos de 1 bilhão de dólares causados por danos em 12 enchentes ocorridas entre 2000 e 2019.

Fazendeira trabalha em campos próximos à Vila Chatiune, no Nepal. Foto: ONU Mulheres | Narendra Shrestha.

Fundo Verde destina US$160 mi a Chile, Nepal e Quirguistão para combate às mudanças climáticas

Apoio financeiro do Fundo Verde para o Clima (GCF) ao Chile, Nepal e Quirguistão visa oferecer suporte às respostas implementadas por esses países no combate às mudanças climáticas.

A iniciativa foi aprovada em novembro (13), em Songdo, na Coreia do Sul. Estima-se que o Fundo, apoiado pela ONU, beneficiará 1,5 milhões de pessoas.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) tem apoiado a elaboração de projetos com o objetivo de combater as mudanças climáticas e construir resiliência nas três nações.

Prefeito Nelson Marchezan Júnior assinou o projeto de cooperação técnica internacional com as Nações Unidas para a revisão do Plano Diretor de Porto Alegre. Foto: Joel Vargas/PMPA

Em parceria com prefeitura e ABC, PNUD apoiará revisão do Plano Diretor de Porto Alegre

Apoiar a revisão do Plano Diretor de Porto Alegre é o objetivo do acordo de cooperação técnica internacional assinado na quarta-feira (18) entre a prefeitura da capital gaúcha, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

O projeto fornecerá subsídios para aperfeiçoar a gestão do planejamento urbano e promover o desenvolvimento integrado e sustentável do município, com base nos princípios da Nova Agenda Urbana e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especialmente o de número 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis.

Lagoa Azul, em Primavera do Leste, no estado do Mato Grosso. Foto: Reprodução/PNUMA.

PNUMA: Turismo sustentável é oportunidade de negócio em Mato Grosso

O programa Turismo Sustentável, uma iniciativa conjunta do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), estado do Mato Grosso, Parceria para Ação pela Economia Verde (PAGE) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), visa impulsionar a atividade no Mato Grosso, lugar que abriga três biomas – Amazônia, Pantanal e Cerrado – com polos de exuberante beleza.

Fruto desta parceria é o manual “Diretrizes para Normalização e Certificação de Turismo Sustentável”, lançado em março deste ano com o objetivo de auxiliar a construção de uma política pública efetiva de desenvolvimento de turismo sustentável na região.

Segundo a oficial sênior de programas do PNUMA, Regina Cavini, há uma demanda cada vez maior das pessoas por experiências de turismo que contribuam para o desenvolvimento social, econômico e ambiental das comunidades locais. “É uma tendência global que também sinaliza uma oportunidade de negócios aliada à conservação da natureza”, afirmou.

Houve 14 candidaturas, entre as quais se elegeu o jogo "Cidade do Amanhã", idealizado por uma equipe de cinco jovens do Rio de Janeiro. Foto: PEXELS

Jogo virtual estimula jovens brasileiros a pensar o desenvolvimento sustentável

Na semana em que se comemora o Dia de Combate à Corrupção, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) anunciou o projeto vencedor de seu 1° Concurso de Jogos Digitais.

A premiação é realizada em parceria com o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e o programa Nordic Dialogues. O concurso selecionou um game de interesse público que receberá apoio financeiro para seu desenvolvimento.

“Cidade do Amanhã” é um jogo virtual de cartas e estratégias para estimular jovens a pensarem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e incentivar a participação social.

Festejos do Bumba meu boi no Maranhão. Foto: IPHAN/Edgar Rocha

Bumba Meu Boi do Maranhão passa a ser Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

O Complexo Cultural do Bumba Meu Boi do Maranhão foi reconhecido na quarta-feira (11) como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O título foi concedido pelo Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO, que está reunido nesta semana em Bogotá, Colômbia.

O complexo é o sexto elemento brasileiro a integrar a lista, junto com a Arte Kusiwa, o Samba de Roda, o Frevo, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré e a Roda de Capoeira.

Foto: UNICEF | UN0120828

Relatório do UNICEF alerta para aumento de crianças deslocadas no Caribe devido à crise climática

Lançado em dezembro pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o relatório ‘Crianças desenraizadas no Caribe’ analisa o impacto da crise climática para as crianças que vivem nos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento do Caribe.

Documento aponta que cerca de 761 mil crianças foram deslocadas internamente por tempestades na região entre 2014 e 2018 – o período de cinco anos mais quente já registrado. Segundo a diretora executiva do UNICEF, Henrietta Fore, “Este relatório é um lembrete severo de que a crise climática é uma crise dos direitos da criança”.

O UNICEF alerta que, se nada for feito, picos de deslocamento forçado no Caribe podem se tornar nova norma, uma vez que mais furacões de categoria 4 e 5 estão previstos para atingir as ilhas da região. Relatório pede aos governos que tomem medidas para a proteção das crianças desenraizadas por desastres relacionados às mudanças climáticas.

Through the Lens of the Favela: Human Rights and Sustainable Development

Matheus Affonso is a 20-year-old photographer and graphic designer who lives in Nova Holanda neighborhood, a part of the Maré favela (slum) complex, in the north of Rio de Janeiro, Brazil. His work focuses on the LGBT community which continues to struggle for recognition.

Jacqueline Fernandes is a 33-year-old journalist who maintains a community website in the Riachuelo neighborhood, which is also located on the outskirts of the city. Both are young photographers that portray, with a new view, the daily life of these carioca communities despite the inherent socioeconomic inequalities within.

Direitos humanos: jovens fotógrafos retratam uma outra favela

Matheus Affonso é um fotógrafo e designer gráfico de 20 anos que mora no bairro de Nova Holanda, parte do complexo de favelas da Maré, zona norte do Rio de Janeiro. Ele retrata a comunidade LGBT do entorno onde vive. Jacqueline Fernandes é uma jornalista de 33 anos que vive no bairro Riachuelo, também localizado em uma região periférica da cidade. Ela mantém um portal de comunicação comunitária. Os dois são jovens fotógrafos que registram, com um novo olhar, o dia a dia das comunidades cariocas.

Ambos participaram em novembro das oficinas de fotografia do projeto Imagens do Povo, uma iniciativa da organização não governamental Observatório de Favelas que visa criar novas representações de territórios periféricos e desconstruir estigmas.

O resultado desse trabalho fez parte de uma exposição no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (RJ), realizada por Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) e Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) para celebrar o Dia dos Direitos Humanos.

"A lógica é mostrar que é possível, sim, ter uma trajetória de vida baseada em escolhas seguras”, Junia Quiroga, representando do UNFPA Brasil. Foto: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional.

Ação itinerante do UNFPA leva informação sobre gravidez não intencional na adolescência ao Paraná

Com o objetivo de percorrer 15 municípios do oeste do Paraná levando uma exposição interativa que dialoga com o tema da prevenção da gravidez na adolescência, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil e a ITAIPU Binacional inauguraram em 22 de novembro, em Foz do Iguaçu, uma caravana informativa sobre saúde sexual e reprodutiva.

“Esta é uma campanha muito bonita, com uma linguagem desenvolvida especificamente para o público adolescente, mas que também dialoga com a família, profissionais de saúde, escolas e a comunidade em geral”, avaliou a representando do UNFPA, Junia Quiroga.

Caravana faz parte da campanha ‘Tá no Rumo’, iniciativa do UNFPA e da ITAIPU Binacional que integra o projeto ‘Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná’. Ação itinerante começou na cidade de Foz do Iguaçu e termina em Ubiratã, no dia 20 de dezembro.

Vista aérea da cidade do Rio de Janeiro. Foto: ONU-Habitat/Julius Mwelu

UNESCO e parceiros realizarão eventos culturais e de arquitetura no Brasil em 2020

O Rio de Janeiro sediará o 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2020RIO), entre os dias 19 e 23 de julho. A cidade foi ainda designada como a 1ª Capital Mundial da Arquitetura, a partir de um acordo entre a União Internacional de Arquitetos (UIA) e a UNESCO, e será o local de diversas ações sobre o tema ao longo do ano.

Também em julho, de 13 a 17, Santos (SP) receberá a Conferência anual da Rede de Cidades Criativas da UNESCO. O evento reunirá cerca de 200 cidades e contribuirá para o fortalecimento da economia criativa local e nacional.

Segunda edição da Conferência de Políticas para Imigrantes da cidade de São Paulo contou com o apoio da Organização Internacional para as Migrações (OIM). Foto: Divulgação/OIM.

Em São Paulo, OIM apoia II Conferência Municipal de Políticas para Imigrantes

Entre 8 e 10 de novembro, cidade de São Paulo sediou a 2ª Conferência Municipal de Políticas para Imigrantes, com o apoio técnico da Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Sob o tema “Somos todos cidadãos”, evento reuniu 383 pessoas de 42 nacionalidades e discutiu mais de 400 propostas relacionadas à participação social e aos direitos da população migrante no contexto local.

Na estratégia de interiorização promovida pela Operação Acolhida do governo federal, cidade se tornou o principal destino escolhido por migrantes e refugiados venezuelanos que chegam ao país pelo norte. Segundo o coordenador de projetos da OIM em São Paulo, Guilherme Otero, município “aponta um caminho interessante para muitas outras cidades brasileiras que enfrentam desafios semelhantes”.

Jovens recebem orientações sobre saúde sexual e reprodutiva de oficiais do UNFPA em Pacaraima, Roraima. Foto: UNFPA Brasil | Yareidy Perdomo.

UNFPA realiza oficinas de saúde sexual e reprodutiva com refugiados e migrantes em Roraima

No mês de novembro, Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil promoveu encontros com pessoas refugiadas e migrantes venezuelanas vivendo na cidade de Pacaraima (RR), município fronteiriço entre os dois países.

Em parceria com a Associação Voluntários para o Serviço Internacional – Brasil (AVSI Brasil) e a equipe médica do Exército Brasileiro atuando na Operação Acolhida, o UNFPA realizou formação com jovens sobre saúde sexual e reprodutiva, especificamente sobre a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs); a gravidez não intencional; e o uso dos métodos contraceptivos.

Cerimônia de encerramento do Festival Cine Migração 2018, no Cairo, capital do Egito. Foto: OIM.

Festival Cine Migração da OIM exibe filmes em sete cidades brasileiras

Organização Internacional para as Migrações (OIM) inaugura nesta terça-feira (3) o Festival Global de Cinema sobre Migração (ou Cine Migração).

Realizado pela OIM desde 2016, o festival deste ano apresenta no Brasil uma seleção de nove filmes (três longas e seis curtas) “que abordam os desafios da migração e as contribuições únicas que os migrantes trazem para suas novas comunidades”, contou o chefe de missão da OIM no Brasil, Stéphane Rostiaux.

Com exibições em cinemas, auditórios e até abrigos para refugiados, a programação vai até 22 de dezembro e ocorre em sete cidades brasileiras: Curitiba, que sedia nesta terça-feira (3) o evento de abertura, Boa Vista, Brasília, Belo Horizonte, Manaus, São Paulo e Pacaraima, em Roraima, que abriga grande número de venezuelanos que chegam ao Brasil.

No Quênia, as mortes relacionadas à AIDS caíram mais de 50% desde 2010 e as novas infecções por HIV caíram 30%. Foto: UNAIDS.

ONU ressalta papel-chave das comunidades para acabar com a epidemia de Aids no mundo

Em mensagem oficial para marcar o Dia Mundial contra a Aids (observado anualmente em 1 de dezembro), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres afirma que, para aumentar a cobertura do tratamento a todas e todos e acabar com novos casos até 2030, as comunidades de base desempenham um papel fundamental.

Segundo o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), o trabalho de conscientização e acesso a serviços relacionados ao HIV realizados pelas pessoas que vivem e lidam com a Aids é essencial para combater o estigma, assegurar direitos e frear os avanços da doença globalmente.

Vista do centro de São José do Rio Preto (SP). Foto: Wikimedia Commons/Jesiel (CC)

Municípios de SP formulam planos locais de redução do risco de desastres

Com cerca de 1 mil municípios registrados, os estados brasileiros representam 25% dos participantes da campanha global “Construindo cidades resilientes” a desastres, sendo que metade são cidades do estado de São Paulo (SP).

A campanha é uma iniciativa do Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres (UNDRR), que incentiva cidades e governos estaduais a se preparar e aumentar a resiliência frente a catástrofes.

A erradicação da pobreza é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Foto: Agência Brasil / Marcello Casal Jr

PNUD e Petrobras apoiam políticas municipais para desenvolvimento sustentável

Fortalecer políticas públicas locais que contribuem para a implementação das metas dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é o objetivo do projeto “Territorialização e Aceleração dos ODS”, resultado de parceria entre a Petrobras e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O projeto inicia este mês sua segunda fase de implementação. Dos 116 municípios atendidos, a segunda etapa terá atividades em 28 cidades, por meio do Programa Presencial de Capacitação. A seleção ocorreu de acordo com critérios econômicos, sociais e ambientais.

“A mídia é o único recurso das comunidades sem voz”, afirmou a rede ACM. Foto: StockSnap/Pixabay.

Capacitação promovida pela Missão da ONU na Somália inspira campanha de rádio em prol da inclusão

Workshop de dois dias sobre estratégia e engajamento de mídia promovido pela Missão de Assistência das Nações Unidas na Somália (UNSOM) capacitou grupos a usarem as tecnologias de comunicação a seu favor. Integrantes da rede dos Ativistas de Comunidades Marginalizadas (ACM) que participaram do treinamento da ONU criaram uma campanha de rádio para impulsionar a inclusão social na Somália.

As sessões de 15 minutos serão transmitidas por emissoras de rádio de todo o país, incluindo dois canais de televisão, e cobrirão tópicos como igualdade e não discriminação, participação política, empoderamento de mulheres, igualdade de acesso à educação, saúde, emprego e atividade econômica, direitos sociais e culturais.

Na sociedade somali, dividida por clãs, as minorias são excluídas da participação política, do emprego e do acesso à justiça. O objetivo da campanha intitulada “Igualdade e justiça para todos” visa incentivar governos e organizações da sociedade civil a advogar pelos direitos das minorias e a construir políticas e estratégias eficazes.