Cidades e comunidades sustentáveis

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 11 diz: “Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 11 diz: “Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

 

Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods11 e notícias sobre o tema abaixo.

Fundação Banco do Brasil reconhece projetos sociais. Imagem: Fundação BB

Fundação Banco do Brasil divulga projetos sociais reconhecidos por premiação em parceria com a ONU

A Fundação Banco do Brasil divulgou nesta terça-feira (25) o resultado da primeira fase do seu Prêmio de Tecnologia Social. Das 735 iniciativas inscritas neste ano, 173 foram consideradas aptas para receber a certificação oferecida pela instituição. Em 2017, a premiação conta com a parceria da UNESCO, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), do Banco Mundial e do Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD).

Cidades são fonte de riqueza, mas também de desafios de habitação e infraestrutura. Foto: ONU-HABITAT

Centro da ONU analisa mais de 50 iniciativas sobre desenvolvimento urbano sustentável

O Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável do PNUD (Centro RIO+) lançou nesta semana (17), em Cabo Verde, uma publicação sobre estratégias de planejamento para a sustentabilidade urbana. Documento apresenta um panorama com mais de 50 iniciativas criadas por cidades, coalizações de municípios, universidades, ONGs e setor privado para fomentar o crescimento e o planejamento responsáveis dos centros urbanos a nível municipal.

Sameh Wahba, diretor de Prática Global de Resiliência Social, Urbana e Rural do Banco Mundial, e Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO. Foto: UNESCO

UNESCO e Banco Mundial defendem cultura e turismo como ferramentas para o desenvolvimento sustentável

O Banco Mundial e a UNESCO firmaram neste mês (13) uma nova parceria para promover o crescimento econômico sustentável através de políticas culturais e de desenvolvimento urbano. Acordo de cooperação prevê ações para os próximos seis anos, ao longo dos quais os dois organismos internacionais buscarão formas de usar a indústria criativa e do turismo para promover a prosperidade compartilhada.

Alain Grimard, do ONU-HABITAT, no lançamento do projeto 'Vida Nova nas Grotas'. Foto: Agência Alagoas

ONU-Habitat e Alagoas firmam parceria pelo desenvolvimento de zonas urbanas com assentamentos informais

O Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) e Alagoas iniciaram um projeto que inclui a elaboração conjunta de estratégias de desenvolvimento urbano, com foco na produção de dados de qualidade, sobretudo de assentamentos informais localmente conhecidos como “grotas”. Com uma duração de dois anos, iniciativa será implementada em regiões de Maceió e abordará temas como infraestrutura, inclusão social e prevenção da violência.

Irmãs sírias que vivem no Brasil há quase dois anos posam para uma foto depois de terem plantado uma muda de uma espécie típica da Mata Atlântica em São Paulo. Foto: ACNUR/Miguel Pachioni

Crianças refugiadas participam de plantio de árvores da Mata Atlântica em São Paulo

Em São Paulo, o primeiro sábado de julho amanheceu sem sol, com frio e a famosa garoa. Mas para um grupo de cerca de 50 crianças refugiadas e brasileiras, isso pouco importava. Todas acordaram com uma missão especial: plantar mudas nativas da Mata Atlântica no Parque do Rodeio, zona leste da capital paulista. Atividade contou com a participação do ator Victor Fasano e da organização não governamental I Know My Rights (IKMR), parceira da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Homem mostra ouriço de castanha-do-brasil na Floresta do Vale, reserva legal comunitária do assentamento Vale do Amanhecer, em Juruena (MT). Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

ONU: precisamos de soluções baseadas na floresta para melhorar a vida das pessoas

Atualmente, as florestas cobrem 30% da área terrestre do planeta, ou quase 4 bilhões de hectares. As florestas geridas de forma sustentável são ecossistemas saudáveis, produtivos, resilientes e renováveis, que fornecem bens vitais e serviços a pessoas em todo o mundo. Estima-se que 25% da população mundial – 1,6 bilhão de pessoas – depende das florestas para sua subsistência. A ONU lançou em 2017 um plano estratégico para as florestas e para as pessoas; saiba mais nesse vídeo.

Discutir como novas tecnologias podem colaborar com o cumprimento da Agenda 2030 para fortalecer a inclusão, a erradicação da pobreza, o crescimento econômico e a sustentabilidade do planeta é a proposta do estande ODS na Campus Party Brasília. Foto: ONU

Estande na Campus Party Brasília debate novas tecnologias e desenvolvimento sustentável

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a estatal Furnas, do grupo Eletrobras, promovem até sábado (17) na Campus Party Brasília discussões sobre como as novas tecnologias podem colaborar para o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O estande ODS servirá de espaço colaborativo para a troca de informações sobre iniciativas para a implementação dos objetivos globais.

Com tantos jovens nas cidades, são necessárias medidas urgentes para reverter o efeito “nem nem” e garantir a igualdade de oportunidades, inclusão e desenvolvimento. Foto: Flickr/Ricardo Flores (CC)

ONU-Habitat pede investimento na juventude para impulsionar economia das cidades

A crise econômica mundial, iniciada em 2008, contribuiu para criar um fenômeno global: a geração “nem nem”. Um em cada cinco jovens entre 15 e 29 anos na América Latina não estuda nem trabalha, uma condição que afeta mais de 30 milhões de jovens na região e mais de 260 milhões no mundo.

Segundo o ONU-Habitat, em 2030, cerca de 60% da população urbana nas cidades terá menos de 18 anos. Com tantos jovens nas cidades, são necessárias medidas urgentes para reverter o efeito “nem nem” e garantir a igualdade de oportunidades, inclusão e desenvolvimento.

Renato Saraiva, coordenador do evento na capital fluminense, durante abertura no Museu de Arte do Rio (MAR). Foto: UNIC Rio/Luciana Bruno

ONU Meio Ambiente pede conexão com a natureza em lançamento da Virada Sustentável

Na Semana do Meio Ambiente, agências das Nações Unidas participaram do lançamento da Virada Sustentável, no Rio de Janeiro, evento que promoverá até domingo (11) mais de 200 atividades gratuitas na capital fluminense, tendo como foco a conquista dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Uma das apoiadoras do evento, a ONU Meio Ambiente participou do lançamento no Museu de Arte do Rio (MAR). A agência promove a campanha #EstouComANatureza, cuja ideia central é impulsionar uma aproximação com a natureza para uma maior consciência sobre a necessidade de protegê-la.

Representantes da ONU debateram novos e antigos desafios que países precisam enfrentar para promover o desenvolvimento sustentável. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

No Rio, representantes da ONU alertam para mudanças climáticas e pedem compromisso com sustentabilidade

‘O nosso problema está na área de desmatamento.’ O diagnóstico é da representante da ONU Meio Ambiente no Brasil, Denise Hamú, que chamou a atenção na terça-feira (6) para os desafios que o país tem de enfrentar para combater as mudanças climáticas. Em simpósio realizado no Museu do Amanhã, a dirigente e outros especialistas das Nações Unidas defenderam políticas econômicas, ambientais e urbanas mais sustentáveis.

Nessa semana, a ONU realiza a Conferência sobre os Oceanos. Coincidindo com o Dia Mundial do Meio Ambiente (5) e o Dia Mundial dos Oceanos (8), o evento promove parcerias e ações para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14, que trata da conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos.

Concentração de plásticos nos oceanos é alarmante, dizem especialistas

Nessa semana, a ONU realiza a Conferência sobre os Oceanos. Coincidindo com o Dia Mundial do Meio Ambiente (5) e o Dia Mundial dos Oceanos (8), o evento promove parcerias e ações para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14, que trata da conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos.

O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) ouviu especialistas e ativistas, que alertaram para problemas como a alta concentração de plásticos e a acidificação dos oceanos. Confira nesse vídeo especial.

Ganhadores da competição ajudarão a equipe de jornalistas da ONU na cobertura da 23ª Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). Foto: PNUD

ONU abre concurso de vídeos para jovens que lutam contra as mudanças climáticas

Jovens engajados em iniciativas para combater as mudanças climáticas estão convidados a participar de uma competição de vídeos promovida pelo Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) e pela Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). Vencedor receberá como prêmio uma viagem de ida e volta para participar da 23ª Conferência do Clima da ONU. Evento acontece em Bonn, de 6 a 17 de novembro.

Foto: Flickr/percursodacultura (cc)

Prêmio de soluções sociais apoiado pela ONU tem inscrições prorrogadas para 19/6

As inscrições para o Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2017, que premiará experiências de sucesso para solucionar desafios sociais, foram prorrogadas para 19 de junho.

Realizado a cada dois anos, o prêmio tem a cooperação da UNESCO no Brasil e o apoio do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Banco Mundial, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Documentário Baía Urbana será lançado mundialmente em evento paralelo à primeira Conferência da ONU sobre os Oceanos. Imagem: Centro RIO+

Documentário da ONU sobre a Baía de Guanabara terá lançamento mundial em junho, em Nova Iorque

O documentário Baía Urbana, do biólogo e cineasta brasileiro Ricardo Gomes, será lançado globalmente em 7 de junho, em Nova Iorque, durante a primeira Conferência da ONU sobre os Oceanos. Produção é fruto de uma parceria entre o diretor e o Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável do PNUD (Centro RIO+). Organismo das Nações Unidas anunciou nesta semana (30) as datas e locais das primeiras exibições do filme fora do Brasil. Eventos são abertos ao público.

A instalação solar se estende pelo deserto ao norte da Jordânia. Foto: Fundação IKEA/Vingaland AB

Campo de refugiados na Jordânia se torna o primeiro no mundo a funcionar com energia limpa

O campo de refugiados de Azraq, na Jordânia, é o primeiro no mundo a ser abastecido com fontes de energia renováveis. O feito é fruto de uma parceria entre a Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e a Fundação IKEA, que disponibilizou 8,75 milhões de euros para a construção de uma usina solar de dois megawatts. A central foi inaugurada em maio (17) pelo organismo da ONU e beneficiará 20 mil refugiados.

VÍDEO: O que é desenvolvimento sustentável?

ONU e BNDES reafirmam importância das parcerias para a conquista dos objetivos globais

A conquista dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) pelo Brasil até 2030 depende de parcerias e da cooperação entre governos, sociedade civil, academia e setor privado, inclusive no âmbito municipal.

Essa foi a conclusão de participantes do “IV Seminário sobre a Localização dos ODS no Brasil: Parcerias para Integrar, Inovar e Incluir”, realizado nesta sexta-feira (26) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro.

Filme ‘Baixada Nunca Se Rende’ será exibido esta semana no interior de SP

Lançado este mês no Cine Odeon, no Rio, o filme do Centro RIO+ “Baixada Nunca se Rende” será exibido em diversas cidades brasileiras, começando por Botucatu, interior de São Paulo, e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O filme de Christian Tragni e Juliana Spinola faz parte de um projeto-piloto que tem como objetivo desenvolver nova metodologia de engajamento de cidadãos das periferias com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Agência da ONU e BNDES promovem seminário sobre parcerias para o desenvolvimento sustentável

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) promove na sexta-feira (26) junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) um seminário no Rio de Janeiro com o objetivo de discutir parcerias entre setores e políticas para o desenvolvimento sustentável.

Representantes de sociedade civil, setor privado, organismos internacionais, academia e governos participarão dos debates.

Ilhas Rabi, Fiji. A elevação do nível dos oceanos e as mudanças climáticas são ameaças à existência das ilhas do Pacífico. Foto: OCHA/Danielle Parry

Países insulares participam de fórum no México sobre redução de riscos de desastres

Furacões, ciclones e tsunamis são ameaças cada vez mais comuns aos países insulares vulneráveis às mudanças climáticas. Representantes dessas nações reúnem-se nesta segunda-feira (22) em Cancún, no México, antes de uma importante conferência das Nações Unidas sobre redução de riscos.

No ano passado, 445 milhões de pessoas foram afetadas por desastres ligados a perigos naturais no mundo, incluindo enchentes, tempestades, terremotos e secas; 8 mil pessoas morreram e as perdas econômicas foram estimadas em quase 140 bilhões de dólares.

Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil, cumprimentou a criação do Movimento de Mulheres Municipalistas e convidou municípios para adesão ao projeto Cidade 50-50 Foto: CNM

ONU Mulheres enfatiza importância das políticas locais para igualdade de gênero

A representante da ONU Mulheres Brasil, Nadine Gasman, destacou durante encontro em Brasília o caráter estratégico das políticas locais para a igualdade de gênero.

Nadine fez referência à pesquisa Ibope/ONU Mulheres segundo a qual oito em cada dez mulheres querem cidades mais igualitárias. “Isso quer dizer que gestores, gestoras, legisladores e legisladoras precisam desenvolver políticas de promoção da igualdade entre mulheres e homens nas cidades”, disse Nadine.

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e o PNUD lançaram o “Guia para Integração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” durante a 20ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Foto: Agência Brasil / Marcello Casal Jr

Confederação de municípios e agência da ONU lançam guia para promover objetivos globais

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançaram o “Guia para Integração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)” durante a 20ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, encerrada na quarta-feira (20) em Brasília.

A proposta da publicação é orientar prefeitas e prefeitos na promoção dos ODS no nível municipal e no planejamento de políticas públicas para o alcance da Agenda 2030.

Juristas e especialistas em direitos humanos e ambientais se reunirão nos dias 22 e 23 de maio, em Brasília. Foto: ONU

ONU Meio Ambiente realiza conferência regional sobre proteção legal e direitos humanos

Juristas e especialistas em direitos humanos e ambientais de todo o mundo se reunirão nos dias 22 e 23 de maio, em Brasília, para discutir os aspectos legais e constitucionais de proteção ambiental na América Latina e no Caribe.

No encontro, serão discutidos o papel dos juízes na proteção ambiental e a interpretação e aplicação das normas ambientais no direito internacional, regional e constitucional.

De nacionalidade mexicana, Julio Berdegué tem doutorado em Ciências Sociais pela Universidade de Wageningen, Países Baixos, e é mestre em agronomia pela Universidade da Califórnia-Davis, Estados Unidos. Foto: ONU

FAO nomeia Julio Berdegué como representante regional para América Latina e Caribe

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) nomeou o engenheiro agrônomo e doutor em Ciências Sociais Julio Antonio Berdegué Sacristán como novo subdiretor-geral e representante regional para América Latina e Caribe.

“A única maneira de alcançar a fome zero na América Latina e Caribe é por meio de uma transformação real. Isso não se alcança por meio de projetos e intervenções pontuais, mas requer uma mudança de grande escala. Essa é a missão da FAO na região”, ressaltou o novo representante regional.

Secretário-geral da ONU, António Guterres, fala na abertura de fórum em Pequim, na China. Foto: ONU/Zhao Yun

ONU diz que plano de desenvolvimento chinês deve estar conectado a objetivos globais

Em discurso durante conferência internacional em Pequim, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, fez comparações entre programa chinês de crescimento econômico e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), afirmando que ambos estão baseados em uma mesma visão de desenvolvimento global.

“Ambos pretendem criar oportunidades, bens públicos globais e cooperação onde todos ganham”, disse o secretário-geral, dirigindo-se ao presidente chinês Xi Jinping e a dezenas de outros líderes estatais em fórum realizado na capital chinesa.

O documento consolida o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) e 170 indicadores socioeconômicos para o Brasil. Foto: EBC

Grupos vulneráveis têm melhora no IDH municipal, mas desigualdades persistem no Brasil

Relatório lançado nesta quarta-feira (10) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) mostrou que houve melhora do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre os grupos mais vulneráveis — como mulheres, negros e população rural — entre 2000 e 2010.

No entanto, as desigualdades persistem. Apesar de diferença entre o IDHM de negros e brancos ter se reduzido pela metade no intervalo de dez anos, o IDHM da população negra era 14,4% inferior ao dos brancos em 2010.

Castanha é produto florestal importante para comunidades que vivem na região amazônia. Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

UNFPA e governo selecionam instituição para elaboração de documento sobre juventude e meio ambiente

Até 18 de maio, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e o Ministério do Meio Ambiente do Brasil estão com edital aberto para institutos, fundações ou empresas que realizem pesquisas sobre o papel dos jovens na preservação da natureza. Processo de seleção vai escolher a instituição responsável pela elaboração de um documento técnico que será utilizado nas seções temáticas do processo de construção do Plano Nacional de Juventude e Meio Ambiente (PNJMA).