Arquivo da tag: Infância & Adolescência

Confira neste espaço todas as informações sobre o tema.

Criança corre em meio a escombros no centro de Benghazi, na Líbia. Foto: UNICEF/Giovanni Diffidenti

Situação de milhares de crianças na Líbia é insustentável, alerta UNICEF

O mundo não deve aceitar a situação “terrível e insustentável” enfrentada pelas crianças na Líbia, disse a chefe do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) nesta sexta-feira (17).

“As crianças na Líbia, incluindo crianças refugiadas e migrantes, continuam sofrendo gravemente em meio à violência e ao caos desencadeado pela guerra civil de longa data do país”, disse a diretora-executiva Henrietta Fore, em comunicado.

O UNICEF e seus parceiros no terreno estão apoiando crianças e famílias, fornecendo acesso a cuidados de saúde e nutrição, proteção, educação, água e saneamento.

Programas de alimentação escolar podem contribuir para combater a má nutrição no mundo. Foto: WFP

Como as escolas podem nos ajudar a enfrentar a má nutrição no mundo?

Uma em cada três pessoas no mundo está malnutrida. E isso pode mudar em breve para uma em cada duas pessoas, se continuarmos com os negócios como de costume, com impactos negativos na saúde e no bem-estar das populações.

Dado o aumento acentuado da carga dupla da má nutrição entre crianças em idade escolar (a coexistência de sobrepeso e obesidade juntamente com a desnutrição), as escolas representam um importante ponto de entrada para uma melhor nutrição.

Crianças em pátio de um abrigo transformado em escola em Ar-Raqqa, na Síria. Foto: UNICEF/Bakr Alkasem

Conflito na Síria apagou sonhos das crianças do país, diz novo relatório da ONU

Quase nove anos de conflito na Síria roubaram a infância de meninos e meninas e os sujeitaram a “violações incessantes ​​de seus direitos”, incluindo assassinato, mutilações, deslocamento, recrutamento forçado, tortura, estupro e escravidão sexual.

As conclusões estão no último relatório da Comissão de Inquérito da ONU sobre a Síria, divulgado nesta quinta-feira (16).

“Estou chocado com o flagrante desrespeito pelas leis da guerra e pela Convenção dos Direitos da Criança por todas as partes envolvidas no conflito”, afirmou o presidente da Comissão, o brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro.

Crianças fabricam instrumentos musicais com materiais recicláveis no Egito

O músico egípcio Shady Rabab, de 26 anos, criou um projeto na cidade de Luxor que ajuda crianças em situação de rua a fabricar instrumentos musicais a partir de materiais recicláveis. Vencedor do prêmio Jovem Campeão da Terra para a África em 2018, Rabab lançou a iniciativa Garbage Music, que usa arte e expressão criativa para combater a poluição plástica.

O Prêmio Jovens Campeões da Terra é a principal iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) para engajar os jovens nos desafios ambientais mais prementes do mundo.

Em Westminster, no Reino Unido, jovens protestam por ações climáticas urgentes. Foto: Flickr (CC)/Rox

ARTIGO: Na linha de largada da Década da Ação

Em artigo, a presidente-executiva do Pacto Global das Nações Unidas, Lise Kingo, lembra que o mundo entra este ano na “linha de largada da Década da Ação” — faltam dez anos para a comunidade internacional atingir os objetivos propostos na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

“Eu temo estarmos correndo contra o tempo: na linha de largada da Década da Ação, o mundo está perdendo a corrida para evitar a crise climática.” Leia o artigo completo.

O ator Liam Neeson viajou para a fronteira com a Venezuelana em Pacaraima (RR), onde os venezuelanos recém-chegados recebem informações sobre pedidos de asilo e autorizações de residência. Foto: UNICEF

Ator Liam Neeson pede apoio a crianças refugiadas e migrantes em visita à fronteira Brasil-Venezuela

Embaixador do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o ator norte-irlandês Liam Neeson se uniu à organização para pedir à comunidade internacional mais apoio às crianças e adolescentes refugiados e migrantes da Venezuela que precisam de assistência na América Latina e no Caribe.

Neeson realizou uma visita de quatro dias à região da fronteira brasileira com a Venezuela, onde se encontrou com crianças e famílias venezuelanas vulneráveis, bem como brasileiros afetados pelo aumento dos fluxos migratórios.

Iniciativa global financia projetos de impacto social criados por adolescentes e jovens

O Chama Na Solução é uma iniciativa global criada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e implementado no Brasil com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para fomentar projetos de impacto social criados por adolescentes e jovens.

Nesta edição, podem se inscrever equipes interessadas em trabalhar com os seguintes temas: educação, empregabilidade e engajamento cidadão. As inscrições vão até 19 de janeiro.

Profissionais de saúde do DF exibem o certificado do selo Chega Mais, para serviços de atendimento voltados à população adolescente. Foto: UNFPA/Thais Rodrigues

Selo reconhece serviços de saúde acolhedores para adolescentes no Paraná

Equipes e serviços de saúde do oeste do Paraná poderão receber selo em reconhecimento ao atendimento oferecido a adolescentes. A iniciativa “Chega Mais – Selo de Qualidade de Serviços para Adolescentes” é uma certificação oferecida pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e que chega ao estado por meio de uma parceria com a ITAIPU Binacional. O prazo de inscrições vai até 15 de janeiro.

Podem se inscrever profissionais e serviços de saúde dos 51 municípios que aderiram ao projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná, uma parceria entre o UNFPA e a ITAIPU Binacional.

Projeto sobre prevenção da gravidez na adolescência terá ações no Paraná em 2020

Em 2020, o projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná, iniciativa do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) em parceria com a ITAIPU Binacional, contará com uma série de novidades ainda no primeiro trimestre.

Entre as atividades previstas estão o fechamento do ciclo de capacitação de profissionais, o início de oficinas com adolescentes em novas parcerias, e a entrega de certificação em reconhecimento a equipes e serviços de saúde que oferecem atendimentos amigáveis e inclusivos a adolescentes.

Dois bombeiros em Queensland, na Austrália, onde os piores incêndios florestais vistos em décadas estão devastando grandes áreas do país. Foto: Queensland Fire and Emergency Services

UNICEF oferece apoio ao governo da Austrália diante de incêndios florestais

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) ofereceu apoio ao governo da Austrália, que enfrenta uma onda de incêndios florestais desde setembro, e que foi intensificada nas últimas semanas.

Em comunicado, o UNICEF elogiou o profissionalismo e dedicação dos bombeiros, dos serviços rurais e da organização Cruz Vermelha, que atua no país. A agência da ONU afirmou que sua experiência em situações de emergências e desastres naturais pode ser útil à Austrália neste momento.

RPC, filiada da Rede Globo no Paraná, veiculou a série Mães na Adolescência. Foto: Reprodução

Série de TV aborda desafios da gravidez na adolescência

Entre os dias 25 e 29 de novembro, a RPC, filiada da Rede Globo no Paraná, veiculou a série Mães na Adolescência. Composta por cinco capítulos exibidos no telejornal Boa Noite Paraná, a produção teve como objetivo levar o conhecimento sobre o tema e sobre a realidade que afeta muitos municípios do estado.

A iniciativa foi uma parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), por meio do projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná, junto com a ITAIPU Binacional. Os episódios estão disponíveis online.

Assiya, de 10 anos, em meio aos destroços de sua escola em Bodyalai, no Afeganistão. Foto: ONU

UNICEF vê aumento do número de crianças mortas em conflitos armados no mundo

Os conflitos em todo o mundo duram mais e matam mais crianças e jovens, disse a diretora-executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Henrietta Fore, nesta segunda-feira (30). A agência informou que, durante essa ‘década mortal’, houve um aumento de três vezes no número de ataques desde 2010 — uma média de 45 violações por dia.

Em 2018, a ONU verificou mais de 24 mil violações graves contra crianças, incluindo assassinatos, mutilações, violência sexual, sequestros, negação de acesso à ajuda humanitária, recrutamento de crianças e ataques a escolas e hospitais. Embora os esforços de monitoramento e elaboração de relatórios tenham sido fortalecidos, esse número é duas vezes e meia maior que o registrado em 2010.

Indígenas da etnia warao que vieram da Venezuela estão em situação de vulnerabilidade social nas ruas e praças públicas de Belém. Foto: Flickr/Amazônia Real/Catarina Barbosa (CC)

UNICEF e Sociedade de Pediatria se unem para cuidado de crianças venezuelanas no Pará

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Sociedade Paraense de Pediatria (Sopape) definem agenda de ação comum a ser desenvolvida com foco em crianças migrantes em Belém e Santarém (PA).

Antônio Carlos Cabral, especialista em Saúde, HIV e Primeira Infância do UNICEF na Amazônia, e Vilma Francisca Hutim Gondim de Souza, presidente da Sopape, definiram em encontro realizado em Belém ações prioritárias para a primeira infância e o desenvolvimento de competências da rede que trabalha com refugiados e migrantes nos abrigos em Belém e Santarém.

Jovens são maior fonte de esperança em tempos de turbulência, diz secretário-geral da ONU

A juventude global é atualmente a maior fonte de esperança no mundo, em um cenário de crescentes incertezas e inseguranças. A declaração foi feita no domingo (29) pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, em sua mensagem para a virada do ano.

Diante de desigualdades persistentes, ódio crescente, um mundo em guerra e as mudanças climáticas como um problema de longo prazo e um perigo claro e presente, Guterres afirmou que “não podemos nos dar ao luxo de ser a geração que brinca enquanto o planeta queima”.

Mas “também há esperança”, continuou ele, prestando homenagem ao poder da juventude em todo o planeta.

UNICEF firma parceria com aplicativo TikTok para campanha global de fim de ano

O TikTok, aplicativo líder de vídeos curtos para dispositivos móveis, firmou parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em uma campanha global para comemorar momentos especiais durante a temporada de festas de final de ano. A plataforma convida os usuários a mostrar seu apoio ao UNICEF com a criação de vídeos usando a #geraçãotiktok, de 23 de dezembro de 2019 a 2 de janeiro de 2020.

A iniciativa “Adolescência em Cores” é conduzida no município de Nova Santa Rosa, um dos 51 que aderiram ao projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná. Foto: Reprodução

Atividades criativas e culturais fortalecem protagonismo social de adolescentes no PR

Adolescentes de 12 a 17 anos do oeste do Paraná estão recorrendo a atividades criativas e culturais para fortalecer vínculos e aumentar o protagonismo social.

A iniciativa “Adolescência em Cores” é conduzida no município de Nova Santa Rosa, um dos 51 que aderiram ao projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná, fruto da parceria entre ITAIPU Binacional e Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

O secretário-geral da ONU, António Guterres, em reunião com o papa Francisco na Cidade do Vaticano, em Roma. Foto: ONU/Rein Skullerud

Defenda paz e harmonia, diz Guterres em encontro com papa Francisco

Em um cenário de turbulências e dificuldades, todas as pessoas do mundo devem se unir para defender a paz e a harmonia. A afirmação foi feita pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, em encontro nesta sexta-feira (20) no Vaticano com o papa Francisco, a quem agradeceu pelo apoio à Organização.

A decisão do papa Francisco de abolir a política de sigilo da Igreja Católica Romana em casos de abuso sexual infantil é um passo bem-vindo — agora o Vaticano deve agir para garantir justiça e reparação para todas as vítimas, disse na quinta-feira (19) um relator especial da ONU.

“O véu de sigilo que cercava esses crimes abomináveis ​​e que impedia as vítimas de obter justiça e reparação foi levantado”, disse Maud de Boer-Buquicchio, relator especial sobre a venda e exploração sexual de crianças.

Em Berlim, na Alemanha, a manifestação de jovens 'Fridays for Future' pede ações urgentes contra as mudanças climáticas. Foto: Fridays For Future/Jörg Farys

ARTIGO: vozes de crianças e adolescentes devem ser ouvidas e seus direitos protegidos

Em artigo, a diretora-executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Henrietta Fore, lembra que o direito das crianças e dos adolescentes à reunião pacífica e à liberdade de expressão, inclusive em protesto pacífico, estão consagrados na Convenção sobre os Direitos da Criança. “Cabe aos Estados-membros garantir que as crianças e os adolescentes possam exercer esse direito de maneira segura e pacífica”, escreveu. Leia a declaração completa.

Foto: UNICEF/Fabio Caffé

Projeto do UNICEF envolve jovens na criação de soluções para problemas que os afetam

De diferentes áreas da cidade do Rio de Janeiro (RJ), 105 jovens e adolescentes estão sendo chamados a participar da jornada criativa do projeto Chama na Solução Rio de Janeiro.

Uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em parceira com o CEDAPS – Centro de Promoção da Saúde, o projeto busca envolver jovens na criação de soluções para os problemas que os afetam, especialmente em relação à inserção no mundo do trabalho.

Programa 'Criança Feliz' de Atenção à Primeira Infância do governo federal já promove a transformação na vida de mais de 754 mil crianças e gestantes entre as famílias mais pobres do país. Foto: Ministério da Cidadania.

Ministério da Cidadania homenageia OPAS/OMS por apoio ao projeto Criança Feliz

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) recebeu do Ministério da Cidadania prêmio pelo apoio concedido ao Projeto de Atenção à Primeira Infância do governo federal, Criança Feliz.

Placa em homenagem ao trabalho da agência foi entregue na última quinta-feira (12) à representante da OPAS e da OMS no Brasil, Socorro Gross, pelo ministro Osmar Terra. Na ocasião, Organização das Nações Unidas no Brasil, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) também receberam homenagens.

O Criança Feliz atua desde 2016 em 2.787 municípios brasileiros e já alcançou mais de 850 mil crianças e gestantes. Trabalho articula setores da saúde; assistência social; educação; justiça; cultura; e direitos humanos, e promove o acompanhamento e o desenvolvimento saudável de crianças até seis anos de idade, auxiliando na redução das desigualdades e a erradicação da pobreza no país.

A ideia por trás do projeto Escolas Ativas é fazer com que as escolas sejam espaços em que o movimento e as atividades físicas sejam valorizados. Foto: PNUD

Projeto busca valorizar atividades físicas em escolas municipais de Maceió

A Secretaria Municipal de Educação de Maceió (SEMED) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) apresentaram os resultados do projeto Escolas Ativas, implementado desde agosto de 2018 em dez escolas públicas da cidade.

A ideia por trás da iniciativa é fazer com que as escolas sejam espaços em que o movimento, as atividades físicas cotidianas e as práticas corporais sejam valorizadas e incorporadas nas ações pedagógicas, para além da prática esportiva pontual na aula de Educação Física.

Fundo de População da ONU apoia coral para jovens de comunidade vulnerável no Paraná

A voz é a ferramenta utilizada por crianças e adolescentes para superar a timidez. Da garganta, vem o desejo de serem escutadas como sujeito de direitos. Produzir alternativas de vida para os recentes coralistas que vivem em contextos de vulnerabilidade é o principal intuito do Coral Anjo Gabriel, em Foz do Iguaçu (PR).

Apoiado pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), o coral foi formado em 2019 e é composto por crianças e adolescentes, dos quais cerca de 70% vivem no Jardim Canadá, comunidade de extrema vulnerabilidade social no município.

UNICEF trabalha com parceiros de todo o Caribe para proteger e apoiar as crianças atingidas pelas mudanças climáticas. Foto: UNICEF | UN0120828.

Relatório do UNICEF alerta para aumento de crianças deslocadas no Caribe devido à crise climática

Lançado em dezembro pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o relatório ‘Crianças desenraizadas no Caribe’ analisa o impacto da crise climática para as crianças que vivem nos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento do Caribe.

Documento aponta que cerca de 761 mil crianças foram deslocadas internamente por tempestades na região entre 2014 e 2018 – o período de cinco anos mais quente já registrado. Segundo a diretora executiva do UNICEF, Henrietta Fore, “Este relatório é um lembrete severo de que a crise climática é uma crise dos direitos da criança”.

O UNICEF alerta que, se nada for feito, picos de deslocamento forçado no Caribe podem se tornar nova norma, uma vez que mais furacões de categoria 4 e 5 estão previstos para atingir as ilhas da região. Relatório pede aos governos que tomem medidas para a proteção das crianças desenraizadas por desastres relacionados às mudanças climáticas.

Representante do UNFPA no Brasil, Astrid Bant, reforçou a importância deste tipo de educação como forma de empoderamento e alcance de direitos para a juventude. Foto: UNFPA Brasil/Fabiane Guimarães

Educação não formal pode ser ferramenta para ampliar competências da juventude

A educação que fornece habilidades e conhecimento para uma vida inteira, mas não necessariamente passa pelos currículos e sistemas tradicionais de ensino, é tema de evento que ocorre até esta quarta-feira (11), no Rio de Janeiro (RJ).

O Fórum Mundial de Educação Não Formal é organizado pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Organização Mundial do Movimento Escoteiro.

"A lógica é mostrar que é possível, sim, ter uma trajetória de vida baseada em escolhas seguras”, Junia Quiroga, representando do UNFPA Brasil. Foto: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional.

Ação itinerante do UNFPA leva informação sobre gravidez não intencional na adolescência ao Paraná

Com o objetivo de percorrer 15 municípios do oeste do Paraná levando uma exposição interativa que dialoga com o tema da prevenção da gravidez na adolescência, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil e a ITAIPU Binacional inauguraram em 22 de novembro, em Foz do Iguaçu, uma caravana informativa sobre saúde sexual e reprodutiva.

“Esta é uma campanha muito bonita, com uma linguagem desenvolvida especificamente para o público adolescente, mas que também dialoga com a família, profissionais de saúde, escolas e a comunidade em geral”, avaliou a representando do UNFPA, Junia Quiroga.

Caravana faz parte da campanha ‘Tá no Rumo’, iniciativa do UNFPA e da ITAIPU Binacional que integra o projeto ‘Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná’. Ação itinerante começou na cidade de Foz do Iguaçu e termina em Ubiratã, no dia 20 de dezembro.

Refugiados e migrantes venezuelanos cruzam a ponte Simon Bolívar, um dos sete pontos de entrada legal ao longo da fronteira entre Venezuela e Colômbia. Foto: ACNUR/Siegfried Modola

Duas casas de acolhimento para crianças venezuelanas serão inauguradas em Roraima

Duas novas casas de acolhimento serão inauguradas em Roraima na segunda quinzena de dezembro para receber crianças e adolescentes venezuelanos que chegam ao Brasil desacompanhados de pais e responsáveis, informou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em nota publicada nesta segunda-feira (9).

A iniciativa é fruto de uma parceria entre UNICEF, governo de Roraima e Ministério da Cidadania, no contexto da Operação Acolhida. Também teve apoio para mobiliário da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e da Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Voluntários do Projeto Viva Melhor Sabendo Jovem em Salvador. Foto: UNAIDS/UNFPA

UNICEF e parceiros promovem ações de testagem e prevenção ao HIV entre jovens de Vitória (ES)

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Associação Gold, em parceria com a Prefeitura de Vitória (ES), realizam na sexta-feira (6) a primeira ação nas ruas da cidade do projeto Viva Melhor Sabendo Jovem, que busca identificar adolescentes e jovens vivendo com HIV por meio da testagem rápida e gratuita.

A iniciativa também busca prevenir HIV/Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). A ação ocorrerá a partir das 19h, na rua da Lama, no Jardim da Penha.

UNICEF pede urgência na investigação das mortes de adolescentes e jovens em Paraisópolis

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) pediu na quarta-feira (4) a apuração das circunstâncias e da responsabilidade pelas mortes de nove adolescentes e jovens durante baile na favela de Paraisópolis, em São Paulo (SP), na madrugada de domingo (1º).

“Diante da morte brutal de nove adolescentes e jovens na favela de Paraisópolis, em São Paulo, é necessário reafirmar: nenhuma vida vale menos”, disse o UNICEF em comunicado.

“Uma vida sem medo, sem racismo, sem violência é direito de cada criança, adolescente e jovem, independente do local onde more. Uma cidade que vem reduzindo os homicídios entre a sua população não pode aceitar a morte violenta de seus meninos e meninas. É urgente prevenir novas mortes”, disse o UNICEF.

A 2ª edição do Circuito Urbano terá como tema geral “Cidades Inovadoras e Inclusivas” e como pergunta inspiradora “Como a inovação pode aprimorar serviços e políticas urbanas de maneira inclusiva e sustentável?”. Foto: ONU-Habitat/Lucille Kanzawa

UNICEF alerta para alto número de homicídios de adolescentes no Brasil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) reuniu lideranças empresariais em São Paulo (SP) na quinta-feira (28) para discutir a importância de se garantir os direitos de crianças e adolescentes no país. Na ocasião, a representante da agência no Brasil, Florence Bauer, alertou sobre o alto número de assassinatos de adolescentes.

“São 32 adolescentes assassinados por dia. Nenhum país em guerra tem esses números. O Brasil é o país com mais homicídios de adolescentes no mundo”, alertou Bauer, defendendo políticas públicas que garantam a igualdade de direitos.

ACNUDH celebra com crianças e jovens do mundo os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança

No Dia Mundial da Criança (20 de novembro), jovens, organizações da sociedade civil, representantes de governos e ativistas pelos direitos das crianças se reuniram na sede do Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), em Genebra, na Suíça, para comemorar os 30 anos da Convenção sobre os Direitos das Crianças.

A celebração focou no cenário atual dos direitos das crianças e no que pode ser feito para garantir todos os direitos de todas as crianças e adolescentes em todas as partes do mundo, a fim de proteger o seu futuro. Os jovens lideraram as discussões e compartilharam suas recomendações-chave acerca dos direitos que lhes dizem respeito.

O evento incluiu falas de jovens ativistas de diferentes lugares; da alta-comissária de direitos humanos das Nações Unidas, Michelle Bachelet; diretora do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para a região da Europa e Ásia Central, Afshan Khan; e a secretária de Estado do Departamento Federal dos Negócios Estrangeiros da Suíça (FDFA), Pascale Baeriswyl.

Moisés brinca de ser jornalista, entrevistando refugiados em frente a seus abrigos no abrigo Rondon 3, em Boa Vista (RR). Foto: ACNUR/Vincent Tremeau

Menino de 10 anos entrevista refugiados e migrantes venezuelanos em abrigo de Roraima

O venezuelano Moisés, de 10 anos, habituou-se a percorrer as tendas do abrigo temporário para refugiados e migrantes em Boa Vista (RR) – onde vive com sua família há um ano -, em busca de boas histórias.

Com uma câmera de papelão e um microfone de plástico, ele entrevista pessoas venezuelanas interessadas em contar suas trajetórias, mesmo que o resultado da conversa não seja gravado para a posteridade.

“Pergunto às pessoas como foi sua jornada da Venezuela até o Brasil”, explica o aspirante a repórter. “As responsabilidades de um jornalista são contar as notícias, falar com as pessoas e informar bem.” Leia o relato da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

A primeira iniciativa conjunta será o processo de certificação de políticas migratórias locais desenvolvidas por estados e municípios. Foto: ACNUR

Santarém (PA) promove oficinas de saúde para lembrar dois anos do acolhimento de venezuelanos

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Prefeitura de Santarém (PA) realizam até sexta-feira (29) o evento Santarém Acolhedora, lembrando o aniversário de dois anos da Casa de Acolhimento para Adultos e Famílias (CAAF), que abriga famílias venezuelanas.

A programação prevê oficina para aceleração da resposta no cuidado à atenção à saúde integral da população venezuelana abrigada em Santarém.

A iniciativa é parte das ações desenvolvidas pelas agências das Nações Unidas visando acelerar a resposta humanitária e garantir direitos de todos os venezuelanos que buscam refúgio no Brasil.

O governo de Uganda implementou uma série de intervenções para crianças expostas ao HIV, incluindo assistência médica para o diagnóstico precoce. Foto: UNICEF

UNICEF: 300 crianças e adolescentes morrem por dia de causas relacionadas à Aids no mundo

Em 2018, cerca de 320 crianças e adolescentes morreram a cada dia, 13 por hora, em decorrência de causas relacionados à Aids, de acordo com um panorama global sobre crianças, HIV e Aids divulgado na terça-feira (26) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

O baixo acesso ao tratamento antirretroviral, somado aos esforços limitados de prevenção, é uma das principais causas dessas mortes. No ano passado, apenas 54% das crianças de até 14 anos que viviam com HIV – ou 790 mil – estavam recebendo a terapia antirretroviral.

Selo reconhecerá iniciativas e profissionais que garantem os direitos dos adolescentes nos atendimentos de saúde. Foto: PublicDomainArchive/Pixabay.

UNFPA oferece selo de qualidade a serviços e profissionais de saúde do oeste do Paraná

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) reconhecerá com selo de qualidade serviços e equipes de saúde do oeste do Paraná que prestam serviço a adolescentes. A oferta do selo pela agência da ONU faz parte da iniciativa “Chega Mais” e obedece aos critérios de “acesso a um serviço livre de discriminação”; “integração em diferentes frentes de atendimento”; “educação permanente de profissionais”; e “participação social”, visando a garantia dos direitos de milhares de adolescentes nos serviços de saúde locais.

Lançado na última segunda-feira (25), o edital para o requerimento do selo é restrito aos profissionais e serviços de saúde dos 51 municípios que aderiram ao projeto “Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná”.

Iniciativa “Chega mais” e o projeto “Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência” alcançam a região oeste paranaense a partir da parceira entre o UNFPA Brasil e a ITAIPU Binacional.

UNICEF Brasil promove encontro em São Paulo para discutir os 30 anos da CDC. Foto: UNICEF | Bindra.

UNICEF e parceiros promovem evento em SP sobre direitos da criança

Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e parceiros promovem na próxima quarta-feira (27) evento na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Encontro visa discutir com a sociedade paulista os avanços e desafios locais e nacionais no cenário dos direitos das meninas e meninos em marco aos 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC).

Evento acontece entre 9h e 13h no Auditório Paulo Kobayashi da Alesp, e conta com a participação da representante do UNICEF Brasil, Florence Bauer; representantes das secretarias do Desenvolvimento Social do estado e do município de São Paulo; presidente do Comitê Paulista pela Prevenção de Homicídios na Adolescência; grupos de adolescentes de diferentes regiões da cidade; escritores de literatura infantil; sociedade civil; dentre outros.

Encontro é gratuito, aberto ao público, e não é necessário realizar inscrições prévias.

Evento no Rio de Janeiro comemorou os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança. Foto: UNICEF/Byron Prujansky

Evento no Rio debate desafios e avanços dos 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança

Trinta e duas meninas e meninos são mortos todos os dias no Brasil. Isso significa que mais de 11 mil jovens são vítimas de homicídio por ano, número que, em 2015, superou as estatísticas de crianças assassinadas na Síria (7,6 mil) – país que há oito anos vive em estado de guerra civil.

Estes dados, coletados entre 1990 e 2017, fazem parte do relatório apresentado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) na última quinta-feira (21), no Rio de Janeiro (RJ), durante o evento que comemorou os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança.

Os encontros são realizados com adolescentes e jovens de 15 a 21 anos do Programa ViraVida. Foto: UNFPA

No Paraná, adolescentes fortalecem autoestima em oficinas promovidas pelo UNFPA

Uma série de oficinas com foco na construção de conhecimento sobre sexualidade e afetividade tem possibilitado que cerca de 70 jovens e adolescentes no Oeste do Paraná tenham a oportunidade de debater assuntos considerados tabus.

A iniciativa é promovida pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) como ação complementar à parceria com a Itaipu Binacional, no projeto Prevenção e Redução da Gravidez não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná.