Infância & Adolescência

Confira neste espaço todas as informações sobre o tema.

Crianças no vilarejo de Shade Bara, na província de Herat, no Afeganistão. Foto: PNUD/S. Omer Sadaat

Jovens são metade da população global afetada pela pobreza, alerta relatório da ONU

Metade de todas as pessoas que vivem na pobreza no mundo tem menos de 18 anos, de acordo com estimativas de um novo relatório lançado nesta quinta-feira (20) por Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e parceiros.

Os novos números do Índice de Pobreza Multidimensional 2018 (MPI, na sigla em inglês) mostram que em 104 países de baixa e média renda, 662 milhões de crianças são consideradas pobres de acordo com múltiplos indicadores. Em 35 desses países, as crianças respondem por ao menos 50% do total.

Campanha Mares Limpos visa combater poluição dos oceanos causada pelo consumo e produção de plástico. Foto: ONU Meio Ambiente/Shawn Heinrichs

ONU Meio Ambiente mobiliza escoteiros em campanha Mares Limpos

Entre os dias 29 de setembro e 8 de dezembro, membros juvenis dos Escoteiros do Brasil de todo o país poderão participar do desafio para conquistar a Insígnia Mares Limpos.

Em parceria com a ONU Meio Ambiente e o Movimento Menos 1 Lixo, os Escoteiros do Brasil se engajam pelo segundo ano consecutivo em um projeto de cuidado com os oceanos, incentivando lobinhos, sêniores, escoteiros e pioneiros a reduzirem o consumo de plástico por meio do “Desafio Menos 1 Lixo/Mares Limpos”.

Na cidade de Baggao, no norte das Filipinas, Jessica Gonzales carrega seu filho de apenas um ano enquanto observa com o marido o que restou de sua casa, destruída pelo tufão Mangkhut. Foto: UNICEF/Maitem

Tufão nas Filipinas deixa quase 220 mil desabrigados

Nas Filipinas, agências das Nações Unidas mobilizam equipes para dar assistência às vítimas do tufão Mangkhut, que provocou pelo menos 74 mortes, segundo informações divulgadas hoje (18) pela imprensa internacional. O Escritório da ONU para Assuntos Humanitários (OCHA) afirmou na segunda-feira (17) que mais de 590 mil pessoas foram afetadas de alguma forma pela tempestade. Destruição deixou quase 220 mil filipinos sem casa.

Venezuelanos que vivem na Praça Simón Bolívar, em Boa Vista, fazem fila para receber alimentos fornecidos por membros da comunidade local. Foto: ACNUR/Reynesson Damasceno

Fundo de População da ONU participa de seminário sobre direitos dos jovens migrantes

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) participa na próxima sexta-feira (14), em Brasília, do seminário internacional Crianças e Adolescentes Migrantes, promovido pelo Ministério dos Direitos Humanos.

Evento estimula a participação de jovens brasileiros e estrangeiros no debate sobre os direitos de meninos e meninas em situação de deslocamento. Debates abordarão questões de gênero e riscos vividos por menores que foram separados dos pais.

Projeto SOS Casa, vencedor nacional de 2017. Foto: Respostas para o Amanhã

Prêmio Respostas para o Amanhã divulga vencedores regionais de sua quinta edição

A fabricante de eletrônicos Samsung divulgou na quinta-feira (30) a lista com os 25 vencedores regionais da quinta edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, que tem a parceria da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

O programa tem como objetivo selecionar projetos desenvolvidos em conjunto por professores e alunos da rede pública do Ensino Médio, com o intuito de integrar os conhecimentos de disciplinas como Ciências da Natureza e/ou Matemática para resolver problemas da comunidade em que vivem.

O sobrepeso e a obesidade são frequentemente identificados em todos os grupos de renda, bem como em todas as regiões brasileiras. Foto: EBC

Adolescentes participam de workshop sobre alimentação saudável no Recife

Como comer bem e melhor? Com o desafio de responder essa pergunta, 50 adolescentes e multiplicadores de diferentes comunidades do Recife (PE) participaram na quinta-feira (30) de workshop no Centro Comunitário da Paz (Compaz) Escritor Ariano Suassuna. A atividade fez parte de um projeto desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), por meio da Plataforma dos Centros Urbanos.

Cerca de 8% das crianças brasileiras de até 5 anos e 10% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos estão acima do peso para a idade. O sobrepeso e a obesidade são frequentemente identificados em todos os grupos de renda, bem como em todas as regiões brasileiras. Em Pernambuco, a taxa chega a 11% e 12%, respectivamente, segundo dados oficias de 2017.

No campo de Moria, na ilha de Lesvos, no norte da Grécia, uma frase expressa o desejo de milhões de refugiados e migrantes pelo mundo: ‘Movimento de Liberdade’. Foto: Gustavo Barreto (2016)

ONU alerta para situação insustentável de centro de acolhimento de refugiados na Grécia

O governo da Grécia foi instado pelas Nações Unidas a fazer mais para ajudar milhares de solicitantes de refúgio e migrantes que foram “amontoados” em centros de acolhimento nas ilhas no país, em meio a relatos de que crianças tentaram tirar suas próprias vidas diante da situação insustentável.

O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), que divulgou o apelo nesta sexta-feira (31), descreveu os centros como “miseráveis, inadequados e em rápida deterioração”.

Foto: PNUD/Guilherme Larsen

Projeto promove desenvolvimento sustentável em comunidades de baixa renda do DF

Promover a disseminação do desenvolvimento sustentável por meio de ações com comunidades de baixa renda do Distrito Federal é a proposta do “Na Praia Social”, iniciativa que reúne crianças, adolescentes, adultos e pessoas portadoras de deficiência em um parque temático montado anualmente na orla do Lago Paranoá, em Brasília (DF).

Com a ação, o evento fortalece a promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e garante a inclusão social de diferentes grupos locais às atividades. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) apoia a iniciativa.

Maryam (9) é aluna da 2ª série da Escola Primária para Meninas, financiada pelo ACNUR, na aldeia de refugiados de Khazana, no Paquistão. Ela gosta de ir à escola porque lá aprende sobre o mundo. Foto: ACNUR/Asif Shahzad

Mais de 4 milhões de crianças refugiadas não vão à escola no mundo, diz ONU

Quatro milhões de crianças refugiadas não frequentam a escola, afirmou a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), em relatório divulgado nesta quarta-feira (29). Este dado representa um aumento de 500 mil crianças fora da escola em apenas um ano.

O relatório “Turn the Tide: Refugee Education in Crisis” (Inverter a Tendência: Educação de Refugiados em Crise, em tradução literal) mostra que, apesar dos esforços dos governos, do ACNUR e de seus parceiros, a matrícula de crianças refugiadas na escola não consegue acompanhar o crescimento da dessa população no mundo.

No final de 2017, havia mais de 25,4 milhões de refugiados em todo o mundo, 19,9 milhões deles sob o mandato do ACNUR. Mais da metade (52% ) eram crianças – 7,4 milhões em idade escolar.

Foto: Globo/Estevam Avellar

Edição de 2018 do Criança Esperança arrecada R$ 17,7 milhões

A 33ª campanha do Criança Esperança chegou ao fim no domingo (26), arrecadando um total de 17,7 milhões de reais. Esse valor beneficiará 90 projetos sociais por todo o Brasil, possibilitando que milhares de crianças e jovens tenham suas vidas transformadas. As doações por telefone foram encerradas durante o programa Fantástico, da Rede Globo, após mais um dia de Mesão da Esperança. As colaborações, com valores a partir de 1 real, continuam abertas pelo site durante todo o ano.

O Criança Esperança é uma das principais iniciativas de responsabilidade social da Rede Globo. A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) é responsável pela aplicação dos recursos arrecadados.

UNICEF: 7 milhões de estudantes brasileiros têm dois ou mais anos de atraso escolar

Para além do acesso escolar, crianças e adolescentes têm direito de aprender. Mas esse direito não é garantido a todos.

No Brasil, há mais de 35 milhões de estudantes matriculados no ensino fundamental e no ensino médio. Desses, mais de 7 milhões vão à escola, mas estão em situação de distorção idade-série, ou seja, têm dois ou mais anos de atraso escolar.

A informação é de estudo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Menina que cumpria medida socioeducativa no DF vence concurso de textos da UNESCO

O livro “Cartas de uma menina presa” reúne troca de correspondências entre a antropóloga brasileira Débora Diniz, da Anis – Instituto de Bioética, e Talia, nome fictício de uma jovem que cumpria medida socioeducativa em Brasília (DF), com quem a pesquisadora manteve contato em 2015.

A publicação – que traz texto vencedor de concurso realizado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil para homenagear os professores — será lançada nesta terça-feira (28), às 19h, no Café Objeto Encontrado (CLN 102, bl. B, loja 46), na capital federal.

A campanha Ela Decide teve um painel especial durante o 23º Congresso Paulista de Ginecologia e Obstetrícia, realizado pela Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP). Foto: UNFPA Brasil

Empoderamento e direitos sexuais pautam congresso de ginecologia e obstetrícia em SP

A campanha Ela Decide, focada no empoderamento de jovens e mulheres, foi apresentada pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) na sexta-feira (24) durante o 23º Congresso Paulista de Ginecologia e Obstetrícia, na capital paulista.

O evento, realizado pela Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP), contou com a presença de profissionais da saúde, médicos e médicas, e adolescentes de várias regiões do estado.

Ao todo, cerca de 150 pessoas tiveram a oportunidade de ampliar o entendimento sobre os desafios específicos das e dos jovens no campo da saúde sexual e dos direitos reprodutivos.

Em 2017, houve 149.142 casos da doença registrados em todo o mundo, com as Américas respondendo por apenas 0,6% de todos eles. Foto: Agência Brasil/Tomaz Silva

OPAS: países das Américas precisam aumentar cobertura vacinal para impedir propagação do sarampo

Embora 34 Estados-membros da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) permaneçam livres do sarampo, a transmissão endêmica do vírus foi restabelecida na Venezuela. Para impedir a propagação da doença em toda a região, a diretora do organismo internacional, Carissa F. Etienne, instou todos os países a aumentar rapidamente a cobertura de vacinação.

“É essencial que continuemos a vacinação, a fim de alcançar mais de 95% das nossas crianças em todos os lugares”, disse Etienne. “Também precisamos fortalecer a vigilância epidemiológica nacional e estabelecer equipes de resposta para administrar rapidamente casos suspeitos, prevenir novos casos e deter surtos. Essas medidas para sustentar a eliminação foram acordadas pelos ministros da saúde em 2017. Os compromissos devem ser renovados”.

UNICEF convoca candidatos a colocar infância e adolescência no centro da agenda eleitoral

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) pede que os candidatos e as candidatas à Presidência da República e aos governos dos estados e do Distrito Federal coloquem os direitos e o bem-estar das crianças e dos adolescentes no centro das suas agendas eleitorais.

“Nas últimas décadas, o Brasil atingiu conquistas importantes para suas crianças e adolescentes”, disse Florence Bauer, representante do UNICEF no Brasil.

“Porém, muitos deles ficaram excluídos do progresso. Nos próximos quatro anos, mais que manter os avanços, é preciso ir além e desenvolver políticas públicas que reduzam as desigualdades e providenciem para crianças e adolescentes mais oportunidades de desenvolver seu potencial.”

Confira nessa reportagem especial em vídeo.

Foto: Globo/Estevam Avellar

Criança Esperança tem encontros musicais e shows para abordar realidade brasileira

O show da campanha Criança Esperança deste ano reuniu no sábado (18) vozes como Ivete Sangalo, Iza, Gaby Amarantos, Lellezinha, Wesley Safadão, Mumuzinho, Johnny Hooker, além das meninas do BFF Girls, Ryandro Campos e Felipe Adetokunbo.

Temas como direitos das crianças e adolescentes, racismo, igualdade de gênero e violência, presentes ao longo dos mais de 30 anos de campanha, tiveram espaço garantido ao longo da noite.

O Criança Esperança é uma das principais iniciativas de responsabilidade social da Rede Globo. A ação é coordenada por essa área da empresa e envolve, também, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), responsável pela seleção dos projetos e a aplicação dos recursos arrecadados.

OPAS/OMS recomenda fortalecimento de vacinação e vigilância após mais de mil casos de sarampo confirmados nas Américas. Foto: EBC

Casos de sarampo nas Américas chegam a 5 mil e OPAS amplia recomendações aos países

O número de casos confirmados de sarampo na Região das Américas mais que dobrou em um mês, conforme a mais recente atualização epidemiológica da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), publicada na terça-feira (21).

Ao todo, 11 países do continente notificaram 5.004 casos confirmados de sarampo em 2018: Antígua e Barbuda (1), Argentina (8), Brasil (1.237, incluindo seis mortes), Canadá (19), Colômbia (60), Equador (17), Estados Unidos (107), Guatemala (1), México (5), Peru (4) e Venezuela (3.545, incluindo 62 óbitos). Em 20 de julho, esses mesmos países haviam confirmado 2.472 casos.

Tendo em vista a velocidade de propagação da doença pela região, a OPAS ampliou as recomendações que já vinham sendo feitas aos países. Entre elas, aumentar a cobertura vacinal e fortalecer a vigilância epidemiológica, a fim de aumentar a imunidade da população e detectar/responder rapidamente a casos suspeitos de sarampo.

Mãe e filha em centro de saúde apoiado pelo UNFPA. Agência presta serviços de saúde reprodutiva, sexual, materna e neo-natal. Foto: UNFPA Namíbia/Emma Mbekele

Evento no Rio reúne governo e sociedade civil para discutir saúde sexual e reprodutiva

Aberto ao público, o “II Diálogos Brasileiros em População e Desenvolvimento – Marielle Franco, presente” acontece até esta quarta-feira (22), no Rio de Janeiro, e tem a participação de representantes governamentais, da sociedade civil e de especialistas de todas as regiões do Brasil.

O evento tem como objetivo discutir temas de direitos e saúde sexual e reprodutiva acordados na Conferência Internacional de Cairo, ocorrida em 1994. Em 2019, essa agenda comemora 25 anos.

O evento é organizado pela Rede Brasileira de População e Desenvolvimento (REBRAPD), com o apoio do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil, o Instituto Fernandes Figueira (IFF-Fiocruz) e o Núcleo de Políticas Públicas em Direitos Humanos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O refugiado de 38 anos Firaz com sua mulher, duas filhas e o recém-nascido Mohammad. Foto: ACNUR

Mais de 50 mil crianças refugiadas sírias poderão ser registradas no Líbano

No Líbano, um recém-nascido deve ser registrado dentro de um ano após o nascimento. O não cumprimento do prazo implicaria em um processo judicial caro e complexo, algo que muitas famílias refugiadas em situação de pobreza não têm condições de pagar.

Mas após uma importante mudança legal no início deste ano, o governo suspendeu o prazo de registro para as crianças sírias nascidas no Líbano entre janeiro de 2011 e fevereiro de 2018.

A medida permitirá que mais de 50 mil crianças sírias não registradas adquiram a documentação necessária, em um país onde uma pesquisa da ONU de 2017 descobriu que apenas 17% dos refugiados sírios com menos de 5 anos tiveram seus nascimentos registrados. O relato é da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

A campanha Criança Esperança foi lançada oficialmente no sábado (28). Foto: UNESCO/Criança Esperança

Mais de 80 instituições serão beneficiadas com doações do Criança Esperança

A campanha anual do Criança Esperança teve início no fim de julho, quando começou a receber doações por telefone. Todo o valor doado irá beneficiar mais de 80 instituições em 22 estados brasileiros, nas cinco regiões do país.

Os projetos foram selecionados por meio de um edital público lançado no ano passado. A cada ano, o Criança Esperança lança um edital para que as organizações interessadas possam se inscrever para receber os recursos doados.

Criança desacompanhada é deportada de volta para a Guatemala por autoridades mexicanas. Foto: UNICEF/Tanya Bindra

UNICEF alerta para traumas provocados por deportações de crianças em EUA e México

Os muitos perigos enfrentados por crianças da América Central que estão sendo deportadas dos Estados Unidos e do México são destacados em novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) publicado nesta quinta-feira (16), que também chama a atenção para as consequências traumáticas da separação familiar promovida por autoridades de migração.

Nos primeiros seis meses deste ano, quase 25 mil mulheres e crianças do norte da América Central foram deportadas após chegarem ao México e aos EUA em busca de refúgio ou de uma vida melhor.

Sumaiya Akter, de 12 anos, refugiada rohingya em Kutupalong, campo de refugiados em Bangladesh. Foto: ACNUR/Roger Arnold

Agência da ONU enfatiza importância de garantir educação de meninas refugiadas

Garantir que meninas refugiadas tenham acesso à educação é crucial para seu empoderamento e para prosperidade de suas famílias e comunidades, na avaliação da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Se todas as meninas refugiadas estudarem, suas famílias e comunidades terão mais chances de melhorar sua posição social e econômica. Quanto maior o nível de educação, maiores são os benefícios.

Fundo de População da ONU apresenta campanha em congresso paulista de ginecologia e obstetrícia

O Fundo de População da Nações Unidas (UNFPA) apresentará no fim de agosto durante o 23º Congresso Paulista de Ginecologia e Obstetrícia, em São Paulo (SP), a campanha “Ela Decide”, focada no empoderamento de jovens e mulheres.

Painel no congresso terá diálogos entre profissionais da saúde e jovens com o objetivo de ampliar o entendimento sobre desafios específicos no campo da saúde sexual e dos direitos reprodutivos.

A escalada das hostilidades no sudoeste da Síria representa um perigo para cerca de 750 mil pessoas — quase metade das quais são crianças. Foto: UNICEF/Al-Faqir

UNICEF pede fim da ‘guerra contra crianças’ na Síria e no Iêmen

Os ataques contra crianças em meio aos conflitos em andamento na Síria e no Iêmen devem ser imediatamente interrompidos, pediu na segunda-feira (13) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Em comunicado com palavras firmes, o UNICEF apontou que, desde domingo (12), 28 crianças foram assassinadas em Idlib e no oeste de Alepo, no norte da Síria. Estes últimos incidentes ocorrem após a morte de 21 crianças no Iêmen na semana passada, quando um ônibus escolar foi atingido durante um ataque aéreo.

Criança e avó no interior do Rio Grande do Norte. Foto: Mariana Ceratti/Banco Mundial

UNICEF: 6 em cada 10 crianças e adolescentes brasileiros vivem na pobreza

Estudo lançado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) nesta terça-feira (14) mostrou que 61% das crianças e dos adolescentes brasileiros são afetados pela pobreza, em suas múltiplas dimensões.

De acordo com o levantamento, a pobreza na infância e na adolescência vai além da renda, sendo necessário observar o conjunto de privações de direitos a que meninas e meninos são submetidos. O estudo analisou o acesso a educação, informação, proteção contra o trabalho infantil, moradia, água e saneamento.

Estudantes em Cotonou, no Benim. Foto: UNFPA/Ollivier Girard

Em dia mundial, ONU defende espaços seguros para promover direitos dos jovens

Em mensagem para o Dia Internacional da Juventude, comemorado pela ONU em 12 de agosto, o secretário-geral António Guterres defendeu a criação de espaços seguros para os jovens, onde crianças e adolescentes tenham seus direitos protegidos e suas vozes, ouvidas.

Atualmente, existem no mundo 1,8 bilhão de pessoas de dez a 24 anos de idade — o maior contingente nessa faixa etária já registrado em toda a história.