Cultura e comunicação

Todas as notícias sobre estes temas.

Filme ‘Baixada Nunca Se Rende’ será exibido esta semana no interior de SP

Lançado este mês no Cine Odeon, no Rio, o filme do Centro RIO+ “Baixada Nunca se Rende” será exibido em diversas cidades brasileiras, começando por Botucatu, interior de São Paulo, e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O filme de Christian Tragni e Juliana Spinola faz parte de um projeto-piloto que tem como objetivo desenvolver nova metodologia de engajamento de cidadãos das periferias com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Roger Moore, embaixador do UNICEF, em visita ao Cazaquistão. Foto: UNICEF

UNICEF lamenta morte de ator britânico Roger Moore, embaixador da agência

O diretor-executivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Anthony Lake, lamentou nesta terça-feira (23) em comunicado a morte do ator britânico Roger Moore, que também era embaixador da agência da ONU.

“Com a morte de Roger Moore, o mundo perde um de seus maiores defensores das crianças — e toda a família UNICEF perde um grande amigo. Em seus mais famosos papéis como ator, Roger foi a personificação da sofisticação ‘cool’; mas em seu trabalho como embaixador do UNICEF, ele era um defensor apaixonado — e altamente persuasivo — das crianças.”

Vale do Bamiyan, no Afeganistão. Foto: UNESCO

Em dia mundial, UNESCO alerta para ameaças à diversidade cultural

Em mensagem para o Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento, lembrado neste domingo (21), a diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, alertou para as atuais ameaças à pluralidade de culturas existentes no mundo. “Extremistas violentos têm transformado minorias culturais em alvo e destruído o nosso patrimônio compartilhado, com o objetivo de enfraquecer os vínculos essenciais entre as pessoas e sua história”, afirmou.

Iniciativa do UNODC envolve comunidades locais, atuando em centros esportivos e escolas. Foto: UNODC

Agência da ONU reúne jovens em Brasília para discutir violência, criminalidade e uso de drogas

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) promoveu na segunda-feira (16) em Brasília o evento Diálogos da Juventude, que reuniu crianças e adolescentes de 11 a 17 anos em Brasília (DF) para compartilhar opiniões e experiências pessoais com relação a violência, criminalidade e drogas.

A atividade faz parte do programa “Vamos Nessa” (Line Up, Live Up, na versão em inglês), iniciativa global do UNODC para a prevenção da violência e da criminalidade entre jovens por meio da prática esportiva.

Relator especial sobre a promoção e proteção do direito à liberdade de expressão e opinião, David Kaye. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

Relatores da ONU pedem que Índia libere acesso à Internet em Jammu e Caxemira

Especialistas em direitos humanos da ONU pediram às autoridades indianas que garantam liberdade de expressão em Jammu e Caxemira e busquem solução para os conflitos sociais e políticos nas regiões por meio de um “diálogo aberto, transparente e democrático”.

O apelo foi feito depois de o governo indiano ter imposto restrições, em abril, ao acesso à Internet e a mídias sociais nesses estados, após manifestações estudantis generalizadas.

Artistas da Baixada Fluminense apresentarão músicas sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Foto: Centro RIO+

Estreia no Rio documentário sobre parceria entre a ONU e coletivo de músicos da Baixada Fluminense

Estreia na próxima quarta-feira (17), no Rio de Janeiro, o filme “#BXD – Baixada Nunca Se Rende”, documentário sobre o projeto-piloto “Música para Avançar o Desenvolvimento Sustentável” — uma parceria entre a ONU e o coletivo aberto de músicos Baixada Nunca Se Rende. A exibição da produção cinematográfica acontece às 18h30 no Cine-Odeon, que também receberá artistas da Baixada Fluminense para apresentações musicais.

Quando os africanos foram trazidos, séculos atrás, para Cuba para trabalhar nas plantações de açúcar, também trouxeram suas tradições culturais – incluindo sua música e instrumentos. Quando chegaram na ilha caribenha, abraçaram o ritmo da população indígena e a misturaram com sua própria batida africana. Agora, os jovens estão mantendo viva a música dos escravos a partir de criações próprias. Confira nessa matéria especial, parte da Década Internacional de Afrodescendentes da ONU. #DécadaAfro

Ritmos africanos permeiam a música cubana; vídeo

Quando os africanos foram trazidos, séculos atrás, para Cuba para trabalhar nas plantações de açúcar, também trouxeram suas tradições culturais – incluindo sua música e instrumentos. Quando chegaram na ilha caribenha, abraçaram o ritmo da população indígena e a misturaram com sua própria batida africana. Agora, os jovens estão mantendo viva a música dos escravos a partir de criações próprias. Confira nessa matéria especial, parte da Década Internacional de Afrodescendentes da ONU.

De acordo com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), mais de 65 milhões de pessoas em todo o mundo foram forçadas a sair de suas casas; entre elas, 21 milhões são refugiadas. Em uma pequena cozinha na cidade de Nova Iorque, refugiados de 11 países diferentes estão se comunicando e contribuindo para sua nova nação por meio do que sabem melhor fazer: a comida. A ‘Eat Offbeat’ contrata cozinheiros caseiros apaixonados e os treina como chefs profissionais que concebem, preparam e entregam refeições étnicas autênticas.

Em Nova Iorque, refugiados reconstroem a vida como chefs de cozinha

De acordo com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), mais de 65 milhões de pessoas em todo o mundo foram forçadas a sair de suas casas; entre elas, 21 milhões são refugiadas.

Em uma pequena cozinha na cidade de Nova Iorque, refugiados de 11 países diferentes estão se comunicando e contribuindo para sua nova nação por meio do que sabem melhor fazer: a comida. A ‘Eat Offbeat’ contrata cozinheiros caseiros apaixonados e os treina como chefs profissionais que concebem, preparam e entregam refeições étnicas autênticas.

Confira nessa reportagem especial da TV ONU.

Mia Couto. Foto: Wkimedia Commons/Voice of America

Falar português é ‘militância pela diversidade’, diz Mia Couto em dia mundial

Falar, amar e cultivar o português é uma forma de “militância pela diversidade” no mundo de hoje, defendeu o escrito moçambicano Mia Couto em entrevista nesta sexta-feira (5) — Dia da Língua Portuguesa — à ONU News, portal de notícias lusófono das Nações Unidas. O autor e vencedor do Prêmio Camões de 2013 alertou para a tendência à hegemonia do inglês e defendeu a riqueza linguística no planeta e em seu país de origem.

Município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro. Foto: EBC

ONU e instituto de design convidam para pré-lançamento de documentário sobre Baixada Fluminense

O escritório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Rio de Janeiro e o Istituto Europeo di Design (IED) convidam correspondentes internacionais, jornalistas brasileiros e o corpo diplomático a participar do pré-lançamento do documentário “Baixada Nunca Se Rende”.

O filme, dirigido pelo italiano Christian Tragni e pela brasileira Juliana Spinola, mostra o potencial da música e das artes para a transformação da realidade da Baixada Fluminense, uma das regiões metropolitanas mais violentas do mundo.

Jornalistas em serviço. Foto: EBC

Abusos de governos contra os meios de comunicação ‘são uma crise global’, diz relator da ONU

Por ocasião do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, observado na quarta-feira (3), o relator especial da ONU sobre a promoção e proteção do direito à liberdade de opinião e de expressão, David Kaye, pediu a governos que ponham um fim “à demonização da mídia crítica”. O especialista em direitos humanos alertou que a concentração dos meios de comunicação e a dominação de veículos por autoridades estatais podem pressionar e comprometer o jornalismo independente.

Jornalistas acompanham coletiva de imprensa na ONU, em Genebra. Foto: ONU/Violaine Martin

Liberdade de imprensa é ‘crucial’ para combater notícias falsas, diz ONU em dia mundial

Em mensagem para o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, lembrado na quarta-feira (3), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, pediu o “fim de todo o tipo de repressão contra jornalistas”. “Precisamos que líderes defendam a imprensa livre”, enfatizou o chefe do organismo internacional.

Também por ocasião da data, a diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, reconheceu a crise vivida pelos veículos de comunicação e defendeu um jornalismo ético como solução para preservar credibilidade em meio a notícias falsas.

Imagem: Vídeo do 18º Prêmio Arte na Escola Cidadã

Abertas inscrições para premiação sobre ensino de arte nas escolas brasileiras

Até 28 de maio, professores de arte poderão se inscrever no 18º Prêmio Arte na Escola Cidadã, uma iniciativa do Instituto Arte na Escola em cooperação com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil e com o Banco Bradesco. Premiação vai reconhecer projetos desenvolvidos em diferentes níveis de ensino. No Brasil, existem mais de 500 mil docentes ministrando a disciplina de artes na educação básica.

ONU quer reconhecer jovens lideranças envolvidas na promoção da Agenda 2030. Foto: Escritório do Enviado Especial do Secretário-Geral para a Juventude

ONU e BMW recebem inscrições para prêmio sobre diálogo intercultural e promoção da paz

Até 31 de maio, a Aliança das Civilizações das Nações Unidas (UNAOC) e o Grupo BMW recebem inscrições para o Prêmio de Inovação Intercultural. Iniciativa reconhecerá projetos de dez organizações que promovam o diálogo entre culturas e contribuam para acabar com conflitos de cunho identitário. Programas devem ter potencial de replicação em outras comunidades. Ganhadores receberão 40 mil dólares.

Brasília lembra 30 anos de inscrição em Patrimônio Mundial da UNESCO. Foto: EBC

UNESCO e parceiros anunciam ações para lembrar 30 anos de Brasília como Patrimônio Mundial

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e o governo do Distrito Federal anunciaram nesta semana em Brasília uma série de iniciativas para lembrar os 30 anos da inscrição da cidade na Lista do Patrimônio Mundial, assim como seu aniversário de 57 anos.

As ações, que serão realizadas ao longo de 2017 e 2018, incluem campanha para a despoluição visual do Plano Piloto e um programa de recuperação e modernização da rede de equipamentos culturais do Distrito Federal.

Brasília. Foto: UNESCO/Ron Van Oers

UNESCO e DF lançam campanha para celebrar 30 anos da nomeação de Brasília como patrimônio mundial

Como parte das celebrações de 30 anos da inscrição de Brasília na Lista do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e do aniversário de 57 anos da cidade, o governo do Distrito Federal e a agência da ONU lançam nesta quinta-feira (20) a Campanha Brasília +30, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Iniciativa promoverá diversas ações ao longo de 2017 para divulgar e conservar o patrimônio cultural da humanidade da Capital Federal.

Publicidade de bebidas alcoólicas influencia negativamente comportamento de jovens, alerta OPAS. Foto: PEXELS

OPAS propõe regulação da publicidade sobre bebidas alcoólicas para reduzir consumo

Estimativas compiladas pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) revelam uma alta incidência do consumo episódico e excessivo de bebidas alcoólicas entre indivíduos de 15 a 19 anos nas Américas — 29,3% entre os homens e 7,1% entre as mulheres.

Em nova publicação, agência regional da OMS propõe recomendações para que países reduzam exposição de grupos vulneráveis ao marketing sobre álcool.

UNESCO: cultura é importante aliada para desenvolvimento sustentável das cidades

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) participou na terça-feira (11) do 3º Encontro Brasileiro de Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial, realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) em Brasília.

Na ocasião, a coordenadora de Cultura da UNESCO no Brasil, Patrícia Reis, afirmou que a cultura pode ser uma importante aliada para o desenvolvimento sustentável local.

Ina de Mendonça no UNIC Rio. Foto: Acervo UNIC Rio

UNIC Rio 70 anos: Primeira funcionária da ONU no Brasil relatou chegada ao país

Primeira funcionária da ONU no Brasil, a brasileira de origem alemã Ina de Mendonça começou a trabalhar no Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC Rio) em 1948, três anos depois do fim da Segunda Guerra Mundial e da conferência que deu origem à Organização.

Em 2008, pouco antes de falecer, Ina entregou ao UNIC Rio um relato sobre a chegada das Nações Unidas à então capital federal. Formada em Jornalismo e Direito, Ina falava inglês, alemão e espanhol, e inicialmente atuou como secretária do primeiro funcionário da ONU no Brasil, Eduardo Bergallo, para posteriormente ser promovida a assistente de informações.

Foto: pexels.com

Especialistas da ONU pedem à Rússia que suspenda ação que ameaça liberdade das Testemunhas de Jeová

Três relatores das Nações Unidas criticaram decisão da Suprema Corte do país que declarou o Centro Administrativo de Testemunhas de Jeová “extremista”, proibindo sua atividade. “Esse processo é uma ameaça não só para as Testemunhas de Jeová, mas também para a liberdade individual em geral em todo o país”, destacaram os especialistas independentes, que denunciam a perseguição ao grupo.

Dawit Isaak, em foto tirada na Suécia por volta de 1987-88. Ele foi escolhido para receber o Prêmio Mundial de Liberdade de Imprensa. Foto: Kalle Ahlsén

Jornalista nascido na Eritreia é homenageado com Prêmio Mundial de Liberdade de Imprensa

O jornalista eritreu-sueco Dawit Isaak será homenageado com o Prêmio Mundial de Liberdade de Imprensa UNESCO-Guillermo Cano 2017 no início de maio.

Dramaturgo, jornalista e escritor, Isaak mudou-se para a Suécia em 1987, onde mais tarde adquiriu cidadania e se colocou em autoexílio. Após a independência da Eritreia, em 1993, retornou para sua terra natal para se tornar um dos fundadores do Setit, o primeiro jornal independente do país. Ele foi preso em 2001, e desde 2005 sua localização é desconhecida.