Arquivo da tag: COVID-19 e o novo coronavírus

ONU e a COVID-19, a doença causada pelo novo coronavírus

.

Confira abaixo as últimas notícias sobre o novo coronavírus e a COVID-19, bem como os dados mais atualizados na página da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS): paho.org/bra/covid19.

.

Acesse a página internacional da OMS em who.int/coronavirus, e das Nações Unidas em un.org/coronavirus. Acesse os dados globais mais atualizados em covid19.who.int e os dados do Ministério da Saúde do Brasil clicando aqui.

.

Acesse também: COVID-19 e a dimensão de direitos humanos

.

Acesse aqui todos os vídeos sobre a COVID-19.

.

Acesse aqui todas as artes gráficas sobre a COVID-19; acesse a galeria e descrições das imagens no Facebook clicando aqui.

Impactos socioeconômicos da COVID-19 são mais intensos entre população mais pobre no Brasil

Em regiões com elevadas desigualdades, como é o caso da América Latina, no médio e longo prazo, os impactos da COVID-19 podem explicitar e aumentar as iniquidades já existentes, seja na renda, no acesso a serviços ou na concretização de direitos básicos.

Estas análises foram apresentadas durante a décima edição da série de webinários “População e Desenvolvimento em Debate”, promovida pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP), ocorrido nessa quarta-feira (1).

O encontro virtual contou com a participação de especialistas que debateram os impactos socioeconômicos da COVID-19.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor geral da OMS, fala em conferência de imprensa em Genebra (arquivo) - Foto: Elma Okic/ONU

OMS prevê aumento de casos da COVID-19 com suspensão de medidas de restrição

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou na segunda-feira (29) que alguns países que lutam contra a pandemia de COVID-19 e estão adotando uma “abordagem fragmentada” para suprimir o vírus mortal “enfrentam um caminho longo e difícil pela frente”.

“Nunca nos cansaremos de dizer que a melhor maneira de sair dessa pandemia é adotar uma abordagem abrangente”, acrescentou Tedros.

“Não é apenas testar. Não é apenas promover o distanciamento físico. Não é apenas rastrear os contatos. Não é apenas usar máscaras. É (necessário) fazer tudo isso.”

Ismenia works daily to ensure the protection of those who live in the Rondon 1 shelter. Photo: Tainanda Soares/ACNUR

Venezuelan helps the fight against COVID-19 in a Brazilian refugee shelter

Ismenia is a 46-year-old Venezuelan who currently lives in the Brazilian city of Boa Vista, where she lives and works in the refugee shelter Rondon 1, which operates with support from the United Nations High Commissioner for Refugees (UNHCR). She left Venezuela after failing to find adequate medical treatment for her thyroid cancer, leaving behind not only her husband and children but also her career as a nurse.

Currently, Ismenia is part of the Rondon 1 shelter’s health committee. With the new coronavirus, the community leader was recruited by WHO for the noble mission of making sure that other residents of the shelter are following hygiene recommendations against COVID-19.

A venezuelana Ismenia trabalha diariamente para garantir a proteção da população que vive no abrigo Rondon 1, em Boa Vista – Foto: Tainanda Soares/ACNUR

Venezuelana atua no combate ao coronavírus em abrigo de refugiados no Brasil

A venezuelana Ismenia tem 46 anos e mora em Rondon 1, abrigo em Boa Vista apoiado pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). Ismenia teve câncer de tireoide e deixou a Venezuela por não conseguir encontrar tratamento médico adequado. Sem opção, ela também deixou para trás o marido, filhos e a carreira como enfermeira.

Atualmente, Ismenia faz parte do comitê de saúde do abrigo Rondon 1. Com a chegada do novo coronavírus, a líder comunitária foi recrutada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para uma nobre missão: garantir que outros moradores do abrigo Rondon 1 estejam seguindo corretamente recomendações de higiene para proteger todos contra o novo coronavírus.

Guia ajuda jovens vivendo com HIV a enfrentar questões de saúde mental em tempos de COVID-19

O “Guia rápido de saúde mental e HIV em tempos de COVID-19” é fruto de uma construção conjunta do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) com a Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV e AIDS (RNAJVHA) e outros parceiros.

A elaboração do Guia aconteceu a partir de encontros e capacitações que utilizaram a técnica de Terapia Comunitária. Em tempos de COVID-19, a técnica se apresentou como uma ferramenta potente para redes de pessoas vivendo com HIV, proporcionando a possibilidade de criação de uma rede de proteção, fundada a partir da própria comunidade.

A crise econômica decorrente da pandemia tem levado à suspensão total ou parcial das atividades produtivas. Foto: ONU

CEPAL: um terço do emprego formal e um quarto do PIB da América Latina serão afetados pela pandemia

Mais de um terço do emprego formal e um quarto do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina e do Caribe são gerados em setores fortemente afetados pela crise econômica decorrente da pandemia de COVID-19.

A informação consta em novo estudo divulgado nesta quinta-feira (2) pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

Os setores mais afetados são o comércio atacadista e varejista; as atividades comunitárias sociais e pessoais; hotéis e restaurantes; atividades imobiliárias, empresariais e de aluguel, e as manufatureiras.

Conselho de Segurança endossa apelo por cessar-fogo global imediato

O Conselho de Segurança aprovou, por unanimidade, nessa quarta-feira (1) uma resolução sobre um cessar-fogo global imediato para combater a pandemia. A medida apoia os apelos feitos, em abril, pelo secretário-geral António Guterres e pela Assembleia Geral.

A resolução manifestou grande preocupação com o impacto arrasador da COVID-19, especialmente em países onde ocorrem conflitos armados, que vivem um pós-conflito ou crises humanitárias.

O Conselho de Segurança exigiu o fim imediato de confrontos e apelou a todas as partes em conflito que façam, imediatamente, uma pausa humanitária de pelo menos 90 dias consecutivos.

OIT: Forte aumento do desemprego na América Latina e no Caribe deixa milhões sem renda

A taxa de desocupação pode aumentar entre 4 e 5 pontos percentuais, elevando o número de desempregados na região para o recorde histórico de 41 milhões de pessoas. Caso a crise se agrave, a situação do emprego poderá piorar, aumentando as desigualdades sociais.

Este panorama será objeto de análise nesta quinta-feira (2) no Evento Regional das Américas, realizado no âmbito da Cúpula Mundial virtual da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

O novo documento mede e analisa os efeitos da crise no universo empresarial e nos setores produtivos da América Latina e do Caribe. Foto: Pixabay

CEPAL apresenta relatório sobre impactos da COVID-19 nas empresas e setores produtivos da América Latina

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) divulga nesta quinta-feira (2) o relatório especial COVID-19 N⁰ 4 sobre o acompanhamento dos efeitos socioeconômicos da pandemia na região.

O documento “As empresas diante da COVID-19: emergência e retomada” mede e analisa os efeitos da crise no universo empresarial e nos setores produtivos da América Latina e do Caribe. O evento de lançamento terá transmissão online a partir das 13h.

OPAS lança novo site para doações ao fundo de resposta à COVID-19

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) está buscando mobilizar mais recursos para seu trabalho na pandemia da COVID-19 nas Américas por meio de um novo portal de doações ao Fundo de Resposta à COVID-19.

A Região das Américas é atualmente o epicentro da pandemia da COVID-19, que agora se propagou para todos os 54 países e territórios do hemisfério, com notificação de cerca de 5,2 milhões de casos e quase 250 mil mortes até o momento. A OPAS está trabalhando dia e noite com os países e territórios das Américas para responder a esta crise sanitária.

Prêmio de jornalismo reconhece reportagens sobre cobertura humanitária focadas nas vítimas

Estão abertas a partir desta quarta-feira (1) as inscrições para o Prêmio CICV de Cobertura Humanitária, uma iniciativa do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para dar voz às vítimas.

Este ano há a categoria especial “ACNUR 70 anos”, que premiará produtos jornalísticos ou de caráter documental voltados exclusivamente a temas relacionados a refúgio e apatridia.

A categoria é oferecida pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), parceira do prêmio, que neste ano completa 70 anos. O período de inscrição vai até 1° de setembro.

Passageiros usam máscaras na estação Pinheiros, em São Paulo (SP). Foto: Agência Brasil/Rovena Rosa

COVID-19: abertura deve ter abordagem em fases e ser baseada em dados, diz OPAS

A diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne, afirmou nesta terça-feira (30) que os países que planejam relaxar as medidas de saúde pública devem adotar uma abordagem em fases, com base nas condições locais, e estar preparados para impor medidas preventivas novamente se a situação epidemiológica mudar.

“Como estamos vendo, países, estados e cidades que não adotam medidas preventivas ou relaxam restrições muito cedo podem ser inundados com novos casos”, disse.

Mercado no Chile, durante a pandemia de COVID-19. Foto: FAO/Max Valencia

Evento online discute impactos socioeconômicos da COVID-19 na América Latina

A Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) realizam nesta quarta (1º) a décima edição da série “População e Desenvolvimento em Debate”.

A discussão abordará os impactos socioeconômicos da COVID-19. Em regiões com elevadas desigualdades, como é o caso da América Latina, no médio e longo prazo os impactos podem explicitar e aumentar as iniquidades já existentes, seja na renda, no acesso a serviços ou na concretização de direitos básicos.

Assista à transmissão do webinário no canal do UNFPA Brasil no Youtube às 15h.

Uma mulher em Gujarat, na Índia, aprende sobre os benefícios da lavagem das mãos durante a pandemia de COVID-19. Foto: UNICEF/ Vinay Panjwani

Pandemia de COVID-19 não está ‘nem perto de acabar’, alerta chefe da OMS

Quase seis meses após o surgimento do novo coronavírus, a pandemia de COVID-19 “não está nem perto de acabar”, alertou o chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) na segunda-feira (29).

Tedros Adhanom Ghebreyesus pediu um renovado compromisso global para salvar vidas, já que os casos ultrapassam 10 milhões em todo o mundo, com 500 mil mortes, à medida que o vírus continua a se espalhar.

“Todos nós queremos que isso acabe. Todos nós queremos continuar com nossas vidas. Mas a dura realidade é: isso não está nem perto de terminar”, disse ele a jornalistas.

A análise mais recente da OIT mostra que o impacto da pandemia sobre o mundo do trabalho foi mais severo do que anteriormente estimado. Foto: Arisson Marinho/AGECOM

OIT: impacto da pandemia no mercado de trabalho global foi mais intenso do que o previsto

O número de horas de trabalho perdidas em todo o mundo no primeiro semestre de 2020 foi significativamente maior do que o estimado inicialmente, afirmou a Organização Internacional do Trabalho (OIT) nesta terça-feira (30).

Globalmente, houve uma queda de 14% nas horas de trabalho no segundo trimestre de 2020, o equivalente à perda de 400 milhões de empregos em período integral (considerando-se uma jornada semanal de trabalho de 48 horas).

Trata-se de uma queda acentuada comparada à estimativa anterior de baixa de 10,7% (305 milhões de empregos), publicada em 27 de maio.

OIT debaterá ‘Um futuro possível com trabalho decente e inclusão’ pós-pandemia

O escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil convida para o evento virtual “Um futuro possível: trabalho decente e inclusão”, que ocorre nesta terça-feira (30), às 19h, com transmissão pelo canal da ILO TV no YouTube.

Nas rodas de conversas virtuais, serão reunidos representantes de governo, organizações de trabalhadores e de empregadores, pessoas beneficiadas pelos projetos da OIT e personalidades do mundo da cultura.

O objetivo é trocar ideias propositivas e positivas sobre os caminhos possíveis para a saída da crise e uma reconstrução socioeconômica pós-pandemia, que incluam igualdade de condições e de tratamento, justiça social e trabalho decente para todas, todes e todos.

UNOPS e MPT entregam mais de 2 mil cestas básicas à população do Amapá

Mais de 2,1 mil cestas básicas começaram a ser entregues no sábado (27) para organizações não governamentais (ONGs) no Amapá. Famílias de todo o estado serão beneficiadas, e 800 cestas serão enviadas para reservas indígenas.

As cestas foram compradas pelo UNOPS, organismo das Nações Unidas especializado em infraestrutura, compras e gestão de projetos, com recursos destinados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) no Amapá, decorrentes de Ações Civis Públicas e de Termos de Ajuste de Conduta.

CEPAL: crise provocada pela pandemia é chance de dar grande impulso à sustentabilidade

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus é uma oportunidade para avançar em direção a um grande impulso para a sustentabilidade, que permita um novo modelo de desenvolvimento baseado na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

A afirmação foi feita na segunda-feira (29) pela secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, durante seminário virtual organizado conjuntamente com o Senado brasileiro.

UNICEF firma parceria com Lojas Americanas para doação de itens de higiene a famílias brasileiras

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) firmou este mês parceria com a varejista Lojas Americanas com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia na vida da população em situação de vulnerabilidade social no país.

A empresa se comprometeu a ampliar suas contribuições ao UNICEF, incluindo a doação de 1 milhão de itens de higiene e limpeza para famílias com membros idosos, alcançadas por diferentes projetos e instituições parceiras.

Os kits estão sendo distribuídos em cidades como Belém (PA), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Nova Iguaçu (RJ), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA) e São Paulo (SP).

Uma das consequências do casamento infantil é a gravidez, e consequentemente o parto, precoce. Foto: EBC

UNFPA: 1 em cada 4 meninas se casa antes dos 18 anos no Brasil; reverter tal situação é urgente

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) lança nesta terça-feira (30) relatório global sobre a Situação da População Mundial, que chama atenção para a desigualdade de gênero e as práticas nocivas contra mulheres e meninas, como a mutilação genital feminina, a preferência por filhos do sexo masculino e o casamento infantil.

Segundo o relatório, um em cada quatro meninas se casa antes dos 18 anos no Brasil, um índice de 26%. A média mundial é de 20% (uma em cada cinco). A agência da ONU afirma que ação urgente é necessária, aqui e agora, para combater esta e outras violências contra mulheres e meninas.

Guia para conselheiros municipais de educação aborda desafios da pandemia

A União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME) entregou na sexta-feira (26) a mais de 4,3 mil conselhos o guia “Educação em tempos de pandemia: direitos, normatização e controle social”, produzido pela entidade com apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

O documento reúne orientações para que conselheiros municipais ajudem a garantir o direito à educação de crianças e adolescentes, jovens e adultos, durante o período da pandemia de COVID-19.

UNICEF lança campanha para arrecadar fundos para proteger as crianças afetadas pela COVID-19

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) Brasil está lançando o #DesafioDaInfancia para incentivar os apoiadores a compartilhar suas memórias mais felizes da infância nas redes sociais e doar para ajudar crianças vulneráveis a ter uma infância feliz também.

A COVID-19 ameaça crianças já enfraquecidas pela guerra, por doenças, pela fome e pela pobreza, cuja sobrevivência depende de cuidados de saúde, alimentos e suprimentos médicos vitais. Põe em perigo quatro em cada dez famílias que nem sequer têm água e sabão para lavar as mãos em casa.

Esta ação faz parte da campanha global do UNICEF para impedir que a pandemia se torne uma crise duradoura para crianças.

ONU Mulheres e UE fazem na terça (30) live do projeto ‘Conectando mulheres, defendendo direitos’

Na próxima terça-feira (30), acontecerá a primeira live do projeto “Conectando Mulheres, Defendendo Direitos”, um projeto implementado pela ONU Mulheres Brasil em parceria e apoio financeiro da União Europeia.

A transmissão acontecerá a partir das 18h, no canal do YouTube da ONU Mulheres Brasil, e contará com a participação de defensoras de direitos humanos.

O tema norteador da live será o protagonismo e as especificidades das mulheres na defesa dos Direitos Humanos, sobretudo diante dos desafios impostos pela crise da pandemia COVID-19.

As cestas foram compradas pelo UNOPS com recursos destinados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) no Amapá. Foto: Amapá Solidário

UNOPS e parceiros entregam equipamentos de proteção individual a hospitais do Acre

O UNOPS, organismo das Nações Unidas especializado em infraestrutura, compras e gestão de projetos, entregou Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) ao estado do Acre na quinta-feira (25) para combate à COVID-19.

Na região atendida vive a maior população indígena do estado. Foram entregues 21 mil máscaras N95, 14 mil máscaras cirúrgicas, 5 mil toucas e 300 óculos de proteção para os hospitais Dr. Sansão Gomes e Hospital Geral de Feijó, das cidades de Tarauacá e Feijó.

ONU lança vídeo para celebrar o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+

“Como podemos criar um ambiente onde as pessoas LGBTI+ se sintam cada vez mais livres para ser quem elas são?”

Esta é uma das perguntas que o Sistema ONU levanta no terceiro e último vídeo da série Capital Trans: O que a sua empresa tem feito para acolher a diversidade?, lançado sexta (26) como parte das celebrações do Dia Internacional do Orgulho LGBTI+, comemorado mundialmente no dia 28/6.

O vídeo reforça as mensagens de promoção dos direitos das pessoas LGBTI+ no Brasil, especialmente num momento em que a marginalização e as vulnerabilidades impostas à comunidade de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexo (LGBTI+) colocam estas pessoas entre as mais expostas à pandemia da COVID-19.

OIT realizará cúpula mundial virtual sobre a COVID-19 e o mundo do trabalho

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) realizará uma Cúpula Mundial virtual de alto nível sobre a COVID-19 e o mundo do trabalho de 1 a 2 de julho e de 7 a 9 de julho.

A cúpula será o maior evento on-line realizado até o momento envolvendo trabalhadores, empregadores e governos, e discutirá como enfrentar os efeitos econômicos e sociais da pandemia, que colocou em evidência a grande vulnerabilidade de milhões de trabalhadores, trabalhadoras e empresas em todo o mundo.

Pesquisadores chamam atenção para situação dos indígenas na Amazônia em meio à pandemia da COVID-19

Nesta quarta-feira (24) ocorreu a nona edição da série de webinários “População e Desenvolvimento em Debate”, realizada pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e a Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP), com o tema “A pandemia e a crise ambiental e sanitária na Amazônia”.

Nesta edição foi discutido o acirramento das desigualdades e os riscos identificados na região, a partir da relação entre população e ambiente. O pesquisador do Programa de Monitoramento de Áreas Protegidas do Instituto Socioambiental (ISA), Tiago Moreira, alertou não só para o risco de a população indígena contrair a COVID-19, mas também para o risco de passarem fome.

Também participaram do debate o coordenador do programa de monitoramento da Amazônia e demais biomas do INPE, Cláudio Almeida; o professor na Universidade Federal do Pará (UFPA), Harley Silva; e a mediação foi realizada pela pesquisadora colaboradora da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA/Unicamp), Thais Tartalha Lombardi.

O anúncio de utilidade pública é dublado pelo ator Rowan Atkinson, que criou a personagem Mr. Bean. Foto: Reprodução

Campanha com desenho animado do Mr. Bean lembra importância de se manter vigilante na pandemia

Organização Mundial de Saúde (OMS), Project Everyone e Tiger Aspect Productions fecharam uma parceria para lançar um anúncio de utilidade pública com uma das estrelas de comédia mais conhecidas do mundo, o Mr. Bean.

Com os casos de COVID-19 crescendo mundialmente, a “Lista essencial de verificação COVID-19” do Mr. Bean é um lembrete às pessoas sobre a importância de lavar as mãos, manter o distanciamento físico e demonstrar bondade com os vizinhos.

Voluntários da ONU Zâmbia em Lusaka compartilham informações sobre o novo coronavírus como parte dos esforços de sensibilização da comunidade. Foto: PNUD Zâmbia

ONU lista ações realizadas para combater COVID-19; estabelece roteiro para saída da pandemia

Em meio à crise causada pela pandemia de COVID-19, a ONU se mobilizou para salvar vidas, controlar a transmissão do vírus e aliviar as consequências econômicas, disse o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, a jornalistas na quinta-feira (25), falando no lançamento virtual de seu relatório de resposta da Organização à crise.

O relatório não apenas descreve as ações tomadas desde que a pandemia foi declarada, disse ele, como também oferece um roteiro para reconstruir melhor por meio de solidariedade e unidade global.

ONU Mulheres e empresas de tecnologia unem forças para combater violência doméstica

Mesmo antes da crise de COVID-19, a violência de gênero, uma violação grave de direitos humanos, afetava uma em cada três mulheres em todo o mundo. Dados recentes mostram um aumento dos relatos de violência doméstica desde o início do distanciamento social decorrente da pandemia.

Diante desse aumento, os escritórios da ONU Mulheres em todo o mundo firmaram parceria com empresas da tecnologia – como Google, Twitter e Facebook – para fornecer informações importantes sobre serviços de apoio para sobreviventes de violência doméstica.

Computador comprado com recursos de multas recolhidas pelo Ministério Público do Trabalho e apoio técnico do UNOPS é utilizando para atendimento online com a Defensoria Pública. Foto: Arquivos do CASE

Reading becomes a learning opportunity for youths at Socio-Educational Centre in Ji-Paraná, Brazil

To sit quietly and read a book by yourself has been a pleasant activity for many of us during the quarantine. Seventeen-year-old Antônio*, an HQ fan, has enjoyed it. He’s currently reading Daniel Silva’s The Black Widow, a thriller that tells the story of a widow of a member of ISIS who got killed in combat. Marcelo* reads Percy Jackson & the Olympians, a series of adventure novels that combine twenty-first century original characters with Greek mythology. The sixteen-year-old was already in the habit of reading books and biblical magazines.

The teenagers read at CASE, the Socio-Educational Centre Library at Ji-Paraná, a city in the Brazilian state of Rondônia. With both group activities and classes suspended because of the COVID-19 pandemic, individual readings are being promoted by the CASE team as a leisure option for teenagers.

Computador comprado com recursos de multas recolhidas pelo Ministério Público do Trabalho e apoio técnico do UNOPS é utilizando para atendimento online com a Defensoria Pública. Foto: Arquivos do CASE

Leitura é alternativa de lazer individual para jovens de Centro Socioeducativo

Sentar tranquilamente e ler um livro sozinho. Esta tem sido uma atividade agradável para muitos e muitas de nós nessa quarentena. Fã de gibis, Antônio *, de 17 anos, também tem feito isso. Ele está lendo o livro A Viúva Negra, que conta a trajetória de viúvas de terroristas do estado islâmico cujos maridos morreram em combate. Marcelo*, de 16 anos, lê Percy Jackson e Os Olimpianos, que conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Ele já teve o hábito de ler livros e revistas bíblicas.

Os adolescentes lêem na Biblioteca do Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) de Ji-Paraná, em Rondônia. Com as atividades em grupo e as aulas suspensas em função da pandemia da COVID-19, leituras individuais estão sendo promovidas pela equipe do CASE, como uma opção de lazer para os adolescentes.

São Paulo já soma mais de 1,7 mil mortos por COVID-19. Foto: Agência Brasil/Rovena Rosa

COVID-19: recuperação será mais lenta após ‘crise como nenhuma outra’, prevê FMI

A recuperação econômica da pandemia de COVID-19 é projetada para ser mais gradual do que o previsto anteriormente, de acordo com relatório publicado na quarta-feira (24) pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

O organismo internacional estima uma queda de 4,9% para a economia global este ano, frente à projeção de baixa de 3% feita em abril, indicando que a recessão será mais profunda e a recuperação, mais lenta. Para o Brasil, a previsão é de um tombo de 9,1%.

Relatório mundial aponta aumento do consumo de drogas e impactos da COVID-19 neste mercado

Relatório do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) divulgado nesta quinta-feira (25) analisou o impacto da COVID-19 nos mercados de drogas e, embora seus efeitos ainda não sejam totalmente conhecidos, o fechamento de fronteiras e outras restrições relacionadas à pandemia já causaram escassez de drogas nas ruas, levando ao aumento de preços e à redução da pureza.

O documento mostrou ainda que cerca de 269 milhões de pessoas usaram drogas no mundo em 2018 – aumento de 30% em comparação com 2009. Mais de 35 milhões de pessoas sofrem de transtornos associados ao uso de drogas.

Foto: UNICEF/Raoni Libório

UNICEF e parceiros apoiam mais de 1,7 milhão de pessoas em 10 capitais brasileiras na pandemia

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), 19 empresas parceiras, celebridades, organizações da sociedade civil e governos locais se uniram para apoiar mais de 1,7 milhão de pessoas vulneráveis em dez capitais brasileiras.

As ações ocorrem por meio da distribuição de produtos de higiene, limpeza e outros itens essenciais, acompanhados de informação de prevenção para as famílias.