Arquivo da tag: Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Acesse todas as informações contextuais sobre a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável em nacoesunidas.org/pos2015 e as últimas notícias abaixo.

O seminário será inaugurado na segunda-feira (25) por Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL. Foto: Agência Brasil

Ministros latino-americanos e caribenhos debatem finanças públicas na sede da CEPAL

O Seminário Regional de Política Fiscal, principal referência para a discussão de temas relacionados às finanças públicas dos países da América Latina e do Caribe, realizará sua 31ª edição em 25 e 26 de março na sede da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) em Santiago, no Chile.

O evento, organizado pela CEPAL com apoio de Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional (FMI), reunirá ministros da Fazenda de dez países da região e terá transmissão ao vivo pela Internet.

Jorge Chediek, enviado do secretário-geral da ONU para a Cooperação Sul-Sul, e o presidente do Uruguai, Tabaré Vásquez (centro), no lançamento de relatório sobre a cooperação entre países em desenvolvimento no mundo digital. Foto: ONU/Laura Quinones

ONU lança plataforma para cooperação técnica entre países do Sul Global

Quando países do Sul Global fecharam um histórico acordo de cooperação técnica há 40 anos, a tecnologia digital era algo do futuro, mas nações em desenvolvimento avançaram um longo caminho desde então. A China, por exemplo, conseguiu enviar um veículo de exploração para o lado escuro da Lua, enquanto a Índia tem um satélite orbitando Marte.

Uma nova ferramenta digital lançada na terça-feira (19), pouco antes da Segunda Conferência de Alto Nível da ONU para Cooperação Sul-Sul, busca fortalecer o compartilhamento de tecnologias em benefício dos países em desenvolvimento.

Por meio da Cooperação Sul-Sul, treinamento e orientações técnicas sobre produção de arroz foram fornecidos a agricultores africanos. Agora, a Costa do Marfim comemora uma farta colheita do produto. Foto: FAO/Wang Jinbiao

O que é Cooperação Sul-Sul e por que ela importa?

Mais de 1 mil pessoas, incluindo delegações governamentais e representantes do setor privado e da sociedade civil, irão se reunir nesta semana (de 20 a 22) na capital da Argentina, Buenos Aires, para a Segunda Conferência de Alto Nível das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul, ou BAPA+40.

A Cooperação Sul-Sul se refere à cooperação técnica entre países em desenvolvimento no Sul Global. É uma ferramenta usada por Estados, organizações internacionais, acadêmicos, sociedade civil e setor privado para colaborar e compartilhar conhecimento, habilidades e iniciativas de sucesso em áreas específicas, como desenvolvimento agrícola, direitos humanos, urbanização, saúde, mudança climática etc.

O tema central das discussões de Buenos Aires será como a Cooperação Sul-Sul representa uma oportunidade de alcançar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, o modelo globalmente aceito para paz e prosperidade às pessoas e ao planeta.

Alunos da ENAP visitam Casa da ONU em Brasília. Foto: PNUD/Júlia Matravolgyi

PNUD recebe gestores municipais para discutir objetivos globais de desenvolvimento sustentável

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) recebeu nesta semana (11), em Brasília, alunos do curso de especialização da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os estudantes eram, em sua maioria, servidores públicos municipais de diferentes partes do Brasil. Juntos, os estudantes representavam 88 cidades de todas as regiões do país.

Foto: Caio Cavalcante dos Santos

Projeto na Região Sul visa garantir aplicação local dos objetivos globais da ONU

No Sul do Brasil, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é considerado o mais alto do país. Para além das médias estatísticas, no entanto, as desigualdades persistem nas cidades da região, o que demanda ações integradas que contemplem estratégias de desenvolvimento voltadas para a erradicação da pobreza, o crescimento econômico inclusivo e a proteção ambiental.

Para fortalecer as capacidades de municípios de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul afetados por atividades da estatal Petrobras, representantes da empresa e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) se reuniram esta semana com gestores públicos dessas cidades.

Vista aérea da cidade do Rio de Janeiro. Foto: ONU-Habitat/Julius Mwelu

ONU convida cariocas a utilizar plataforma para plano de desenvolvimento sustentável

O Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) convida os cariocas a utilizar a ferramenta da Prefeitura do Rio de Janeiro denominada Participa.Rio, cujo objetivo é elaborar o Plano de Desenvolvimento Sustentável do município, com o apoio do organismo da ONU.

A plataforma online pode ser acessada pelo endereço www.participa.rio, por meio da qual habitantes da capital fluminense poderão enviar opiniões para a elaboração do Plano, que conta com a participação do ONU-HABITAT e é baseado na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

O acordo entre o UNOPS e o governo mexicano visa promover mais transparência, eficiência e eficácia na gestão de contratos públicos e projetos de infraestrutura. Foto: Governo do México

UNOPS e México assinam acordo para impulsionar combate à corrupção no país

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e o governo do México assinaram este mês um acordo com o objetivo de combater a corrupção no país.

O acordo visa promover mais transparência, eficiência e eficácia na gestão de contratos públicos e projetos de infraestrutura.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, destacou o compromisso do governo em combater a corrupção. “Queremos que os senhores nos ajudem para que as empresas que participem destas licitações sejam empresas de prestígio com uma dimensão ética”, declarou.

Mulher prepara “bolos de argila”, discos de barro, manteiga e sal, que se tornaram símbolo da luta do Haiti contra a pobreza extrema e a fome. Foto: ONU/Logan Abassi

ARTIGO: Acabar com a pobreza é possível, mas significa confrontar a desigualdade

Líderes mundiais se comprometeram a acabar com a pobreza em todos os lugares, para todas as pessoas, até 2030.

Alcançar essa meta significa confrontar a necessidade de quedas dramáticas nas desigualdades — de renda, de oportunidade, de exposição a riscos, entre os gêneros, entre os países e dentro dos países.

É o que defende o subsecretário-geral para Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, Liu Zhenmin.

Profissionais de saúde orientam sobre amamentação na Semana Mundial de Aleitamento Materno, no Palácio do Catete, em 2018. Foto: Agência Brasil/Fernando Frazão

No Rio, agência de saúde da ONU apoia eventos mundiais sobre aleitamento materno

Em novembro, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) vai participar de evento mundial no Rio de Janeiro (RJ) sobre aleitamento materno. Iniciativa é promovida pela Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (IBFAN, na sigla em inglês). O aumento do aleitamento materno para níveis quase universais no mundo poderia salvar, anualmente, a vida de mais de 820 mil crianças com menos de cinco anos de idade.

Alunos da Escola Municipal Lindolfo Collor em Maceió, Alagoas. Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

Municípios de Pernambuco e Alagoas discutem implementação local de objetivos globais

Gestores públicos de cidades dos estados de Pernambuco e Alagoas reuniram-se esta semana em Cabo de Santo Agostinho (PE) e São Miguel dos Campos (AL) para apresentação de projeto sobre territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O objetivo foi fortalecer as capacidades dos municípios no cumprimento das metas da Agenda 2030 das Nações Unidas.

Foram discutidas ações para fortalecer o desenvolvimento econômico, social e ambiental de forma integrada no âmbito local. Resultado de parceria entre a Petrobras e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a iniciativa envolve a produção de diagnósticos para políticas públicas voltadas ao planejamento de ações pelo desenvolvimento inclusivo e sustentável.

A parceria entre o PNUD e o Pardee Center teve início em 2016, ano seguinte à aprovação da Agenda 2030 e dos ODS. Foto: Nilvane Machado

Evento em Brasília debate alcance dos objetivos globais em nível subnacional no Brasil

Propostas para guiar a elaboração de políticas públicas que possibilitem o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) serão debatidas até 22 de fevereiro em uma série de encontros de especialistas no “II Workshop: Cenários e Análises Subnacionais para o Alcance dos ODS”.

Promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com o Pardee Center for International Futures, centro de pesquisa da Universidade de Denver, nos Estados Unidos, o workshop teve sua primeira sessão na terça-feira (12), em Brasília (DF), e contou com a presença de parceiros do governo federal e de institutos estaduais de pesquisa.

O objetivo da conferência é identificar as principais ações que garantirão a disponibilidade e o acesso a alimentos seguros agora e no futuro. Foto: PEXELS (CC)/Daria Shevtsova

Conferência pede cooperação internacional para evitar contaminação por alimentos no mundo

Maior cooperação internacional é necessária para evitar que a contaminação de alimentos siga causando problemas de saúde na população mundial e, consequentemente, dificultando o progresso do desenvolvimento sustentável.

Essa foi a pauta da abertura da primeira Conferência Internacional de Segurança Alimentar organizada por União Africana (UA), Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e Organização Mundial da Saúde (OMS) em Addis Abeba, Etiópia.

Alimentos contaminados com bactérias, vírus, parasitas, toxinas ou produtos químicos são responsáveis pelo adoecimento de mais de 600 milhões e pela morte de 420 mil pessoas por ano. As doenças ligadas a alimentos inseguros sobrecarregam os sistemas de saúde e prejudicam as economias, o comércio e o turismo.

Porto de Fortaleza (CE). Foto: MTUR/Jade Queiroz

Em Fortaleza, gestores públicos discutem desenvolvimento local com base nas metas da ONU

Representantes da Prefeitura de Fortaleza (CE) se reuniram na segunda-feira (11) com uma equipe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para conhecer o projeto do organismo que promove, em nível local, a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, os ODS. Fruto de uma parceria com a Petrobras, a iniciativa busca fortalecer políticas públicas municipais alinhadas às metas internacionais.

Vista aérea de Dubai, Emirados Árabes. Foto: Wikimedia Commons/ Nino Verde (CC)

Secretário-geral da ONU designa Maher Nasser como comissário para Expo 2020 em Dubai

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, anunciou nesta sexta-feira (8) a nomeação de Maher Nasser como comissário-geral para a participação da Organização na Expo 2020 em Dubai, nos Emirados Árabes. Nasser é diretor da divisão de relações institucionais do Departamento de Comunicação Global da ONU.

Um dos mais importantes eventos mundiais, a Expo 2020 em Dubai é uma feira internacional que reúne empresas privadas, ONGs e instituições governamentais para discutir temas como negócios, tecnologia, urbanismo, sustentabilidade, ciências, cultura, gastronomia e economia.

Vista da Assembleia Geral no último dia de sua 71ª sessão. Foto: ONU/Cia Pak

Premiação no Brasil reconhece empresas, jovens profissionais e academia por promover metas da ONU

Até 15 de março, a Rede Brasil do Pacto Global recebe inscrições para uma premiação inédita de empresas privadas e públicas, academia e jovens profissionais que estão engajados em cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). A competição é aberta a instituições e indivíduos que promovam boas práticas no mundo corporativo e também iniciativas de ensino alinhadas às metas da ONU.

Vila ecológica na Dinamarca será inspirada nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Imagem: Lendager Group

Arquitetos dinamarqueses vão construir vila ecológica inspirada nos objetivos globais da ONU

Ao sul de Copenhague, na Dinamarca, dois escritórios de arquitetura se uniram para criar uma vila ecológica inspirada nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Com 35 mil metros quadrados e 400 residências, o empreendimento deve começar a sair do papel ao final do ano. A ‘UN17 Village’ será o lar de 830 pessoas, incluindo idosos e crianças. O relato é da ONU Meio Ambiente.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi estabelecida pelos países-membros da ONU no fim de 2015. Foto: ONU

Banco Mundial lança plataforma interativa para observar avanços dos objetivos globais

O Banco Mundial lançou uma nova plataforma interativa que fornece ao público uma visão ampla dos avanços e indicadores relacionados a cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A informação foi divulgada pela Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas.

O Atlas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável traz mais de 180 mapas e gráficos, distribuídos de acordo com as metas de cada ODS, indicando o panorama do desenvolvimento e da qualidade de vida da população global.

Porto de Santos, em São Paulo. Foto: Prefeitura de Santos

Gestores públicos de SP participam de projeto para implementar objetivos globais localmente

Representantes de prefeituras de municípios do litoral sul do estado de São Paulo participaram na terça-feira (29) da apresentação do projeto sobre territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Resultado de parceria entre Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Petrobras, a iniciativa fortalecerá as capacidades dos atores locais para a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O projeto de territorialização dos ODS atenderá 110 municípios em 14 estados brasileiros. Após a apresentação da iniciativa a gestores públicos, sociedade civil e setor privado, serão produzidos indicadores para cada um dos municípios como forma de subsídio para a formatação de políticas públicas alinhadas às metas da Agenda 2030.

Painel sobre cooperação digital em Genebra foi liderado pela filantropa Melinda Gates (esquerda) e pelo fundador do Alibaba Jack Ma (falando no microfone). Foto: ONU/Adam Kane

Chefe da ONU pede ideias inovadoras para tecnologias acelerarem desenvolvimento sustentável

Discussões entre tomadores de decisão e influenciadores globais aconteceram na sede das Nações Unidas em Genebra nesta semana com o objetivo de limitar o risco crescente de ataques cibernéticos internacionais e promover as vantagens da tecnologia digital, em meio a um pedido do chefe da ONU por “ideias ousadas e inovadoras”.

Falando a um painel de especialistas liderado pela filantropa Melinda Gates e pelo fundador do Alibaba, Jack Ma, o secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu para os participantes refletirem sobre os riscos e os benefícios de nossa era digital – a chamada Quarta Revolução Industrial.

“Precisamos de novos pensamentos e novas ideias inovadoras para aproveitar os benefícios e gerenciar os riscos desta era digital”, disse, por meio de videoconferência, enquanto pedia para o Painel de Alto Nível sobre Cooperação Digital refletir sobre como tecnologia pode acelerar a Agenda 2030 sobre Desenvolvimento Sustentável.

O tema do Dia Internacional das Mulheres em 2019 é “Pensemos em igualdade, construção com inteligência e inovação para a mudança”. Foto: ONU Mulheres/Sandra Hollinger

Dia Internacional das Mulheres deste ano terá com tema igualdade e inovação para a mudança

O Dia Internacional das Mulheres de 2019 terá como tema central “Pensemos em igualdade, construção com inteligência e inovação para a mudança”. A data irá focar nas formas inovadoras para a defesa da igualdade de gênero e empoderamento das mulheres, em especial aquelas relativas aos sistemas de proteção social, acesso aos serviços públicos e infraestrutura sustentável.

“A inovação e a tecnologia trazem oportunidades sem precedentes, no entanto, as tendências atuais indicam que as lacunas digitais estão se ampliando e que as mulheres estão representadas de maneira insuficiente nos campos da ciência, tecnologia, engenharia, matemática e design”, de acordo com a ONU Mulheres.

Em evento realizado no Palácio da Cidade, o termo de parceria foi assinado pelo prefeito Marcelo Crivella (centro), pelo coordenador do escritório do ONU-HABITAT no Brasil e no Cone Sul, Alain Grimard (esquerda), e pelo presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos - IPP, Mauro Osório (direita). Foto: UNIC Rio/Paulo Portilho

ONU firma parceria com Prefeitura do Rio para expandir programa de redução da pobreza

O Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) assinou na sexta-feira (18) na capital fluminense uma parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro para expandir o programa Territórios Sociais, cujo objetivo é reduzir o risco social e melhorar as condições de vida das famílias mais pobres e em situação de maior vulnerabilidade no município.

Em evento realizado no Palácio da Cidade, o termo de parceria foi assinado pelo prefeito Marcelo Crivella, pelo coordenador do escritório do ONU-HABITAT no Brasil e no Cone Sul, Alain Grimard, e pelo presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos – IPP, Mauro Osório.

Michelle Bachelet, alta-comissária da ONU para os Direitos Humanos. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

ONU pede financiamento recorde para direitos humanos em ‘era de grande turbulência’

A alta-comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, pediu na quarta-feira (16) que os países aumentem suas contribuições em 2019 para financiar o que descreveu como “o programa de trabalho mais ambicioso já feito por meu escritório”.

O programa de trabalho para 2019 do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) irá focar em áreas essenciais e em todas as regiões, disse Bachelet. O objetivo é fortalecer o Estado de Direito e a responsabilização; proteger e expandir o espaço cívico; conter discriminações de todos os tipos; integrar os direitos humanos com mais força às políticas e programas de desenvolvimento; e apoiar a proteção de direitos em situações de conflito e insegurança.

Mulheres e homens de uma comunidade local, no Lesoto, participam de consultas para os planos de desenvolvimento locais contra os impactos da ação climática e insegurança alimentar. Foto: FAO (arquivo).

Guterres detalha as cinco prioridades das Nações Unidas em 2019

Mesmo diante de “ventos contrários”, as Nações Unidas “fizeram uma diferença real” em 2018 e precisarão fazer ainda mais em 2019, conforme o planeta enfrenta “um mundo de problemas”, segundo mensagem do secretário-geral da ONU, António Guterres, divulgada na quarta-feira (16), que citou cinco prioridades para o ano.

Entre os sucessos do ano passado, ele citou progresso em direção à paz no Iêmen, na Península Coreana e no Sudão do Sul; e entre as ex-inimigas Etiópia e Eritreia.

Ele também destacou o “resultado bem-sucedido” da conferência da ONU sobre o clima em dezembro na Polônia, na qual houve consenso geral sobre como implementar o Acordo de Paris para o clima, de 2015.

O Brasil passou por importantes mudanças estruturais desde a metade dos anos 1920, tornando-se predominantemente urbano. No entanto, desigualdades sociais permaneceram. Foto: EBC

ARTIGO: Repensando o desenvolvimento na América Latina e Caribe

Em artigo, o secretário-geral assistente da ONU e diretor para a América Latina e o Caribe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Luis Felipe López-Calva, afirma que a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável só poderá ser cumprida com sucesso na América Latina e no Caribe se forem levadas em conta as características particulares da região.

“Devemos ir fundo nos desafios e contextos específicos e oportunidades que nossa região enfrenta, nos engajando com as pesquisas e pensamentos de desenvolvimento de ponta. Também é fundamental que façamos isso de uma forma concreta e baseada em fatos, não somente em jargões e frases de impacto”, declarou. Leia o artigo completo.

Cerimônia de transferência da presidência do G77 do Egito para a Palestina. Foto: ONU/Manuel Elias

Palestina assume presidência de grupo de países em desenvolvimento

Reconhecendo um “longo caminho à frente” para a ambiciosa agenda das Nações Unidas, o secretário-geral da ONU, António Guterres, deu boas-vindas na terça-feira (15) à “histórica liderança do Estado da Palestina” na presidência do Grupo dos 77 (G77) de países em desenvolvimento.

“A Palestina e seus cidadãos vivenciaram em primeira mão alguns dos problemas globais mais desafiadores e dramáticos que enfrentamos”, disse Guterres em discurso na cerimônia anual para entrega da presidência rotativa do G77.

“O Grupo dos 77 e a China demonstraram forte liderança ao longo de 2018 e provaram mais uma vez serem uma força central na demonstração de que multilateralismo é a única maneira de responder aos nossos desafios compartilhados”, afirmou Guterres.

Imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e bandeiras dos Estados-membros da ONU são projetadas na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque. Foto: ONU/Cia Pak

Rede Brasil do Pacto Global busca parcerias para difundir metas da ONU no setor privado

A Rede Brasil do Pacto Global planeja expandir o número de parcerias para difundir no setor privado os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). As Federações das Indústrias dos Estados de São Paulo e Paraná — a FIESP e a FIEP — e a Associação Nacional das Universidades Particulares (ANUP) já aderiram à iniciativa de atuar em conjunto em 2019, a fim de engajar seus membros com a agenda da ONU.

Criada em 1919, após a Primeira Guerra Mundial, a OIT irá completar 100 anos trabalhando por justiça social. Foto: OIT

OIT completa 100 anos de lutas por justiça social

Criada em 1919, após a Primeira Guerra Mundial, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) completa 100 anos atuando por justiça social no mundo.

Em mensagem de vídeo celebrando o centenário, o diretor-geral da OIT, Guy Ryder, destacou que a visão da Organização é mais que necessária para garantir um futuro com empregos decentes para todos, em um momento de mudanças.

Quando a Agenda 2030 e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram formalmente adotados pela comunidade internacional, em 2015, o trabalho decente foi um componente crucial, especialmente para o Objetivo 8, que busca “promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos e todas”.

Sede da ONU, em Nova Iorque. Foto: ONU/Rick Bajornas

ONU convida estudantes a participar de simulação das Nações Unidas em Nova Iorque

O Departamento de Comunicação Global da ONU convida estudantes de 15 a 24 anos a participar da Cúpula da Juventude de Modelo das Nações Unidas, em 12 de abril. Durante o evento, especialistas da Organização e alunos selecionados pela ONU vão apresentar iniciativas que contribuem para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Prazo para se inscrever se encerra em 15 de fevereiro.

Para o oficial do UNFPA Vinícius Monteiro, o projeto contribui para a implementação e o monitoramento do alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, além das metas da "Agenda 2063: A África que queremos". Foto: PNUD

Brasil apoia países africanos na coleta de dados para a realização de censos

O projeto de cooperação técnica “Centros de Referência em Censos com Coleta Eletrônica de Dados” está entre as cinco melhores ações de Cooperação Sul-Sul do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) em todo o mundo.

O objetivo da ação é capacitar os institutos de estatística de Cabo Verde e Senegal, por meio da troca de experiências e conhecimento com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e o UNFPA.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi estabelecida pelos países-membros da ONU no fim de 2015. Foto: ONU

Empresas do Pacto Global guiam negócios com base em objetivos globais da ONU

Mais de 78% das empresas integrantes da Rede Brasil do Pacto Global possuem estratégias de atuação relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), sendo que destas 51% têm compromisso público.

Esse é um dos resultados da pesquisa inédita “Integração dos ODS na Estratégia Empresarial”, que revela a tendência do setor privado do século 21 de se envolver com a sustentabilidade corporativa.

ONU convida universidades brasileiras a participar de iniciativas de impacto acadêmico

O Departamento de Informação Pública das Nações Unidas convida universidades e demais instituições envolvidas no ensino superior e na produção de conhecimento do Brasil a ingressar na iniciativa Impacto Acadêmico (UN Academic Impact, UNAI).

Trata-se de uma associação com as Nações Unidas e da participação em uma rede de compartilhamento de conhecimento, pesquisa e soluções pautada em questões inter e multidisciplinares que dialoguem com os valores da ONU, como representados nos princípios da UNAI.

Por que chegar a um acordo sobre ação climática na COP 24 é tão complexo?

Desde terça-feira (11), cerca de 100 ministros iniciaram negociações durante conferência das Nações Unidas na Polônia para um acordo final para impulsionar ações climáticas.

O objetivo é chegar a um plano concreto para implementar o histórico acordo climático de Paris, de 2015, até metade do século. As apostas são altas, com diversos pontos diferentes de pressão.

“Não podemos fracassar em Katowice”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, na cerimônia de abertura, em 3 de dezembro. Um sentimento ecoado pelo presidente da COP 24, Michał Kurtyka, que disse: “sem sucesso em Katowice, não há sucesso em Paris”.

Com o diagnóstico, órgãos públicos estaduais, organizações do setor privado e da sociedade civil poderão identificar prioridades locais e direcionar as políticas com foco no cumprimento das metas dos ODS. Foto: Paula Mariane

Relatório aponta desafios para desenvolvimento sustentável do Piauí

Identificar, por meio de uma base de dados e de indicadores, os principais desafios do Piauí para a implementação da Agenda 2030 é o que se propõe o “Diagnóstico do Piauí à Luz dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, apresentado em Teresina na sexta-feira (7).

Resultado do “Projeto ODS Piauí”, parceria entre o governo do estado, Contour Global, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o diagnóstico servirá para medir o avanço de metas específicas da Agenda 2030.