Arquivo da tag: Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Acesse todas as informações contextuais sobre a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável em nacoesunidas.org/pos2015 e as últimas notícias abaixo.

Crianças se alimentam no Equador. Foto: Banco Mundial / Jamie Martin

ONU: diante da crise, ações para atingir objetivos globais são mais urgentes do que nunca

Os dramáticos impactos da pandemia de COVID-19 expuseram “fraquezas em nossos sistemas e sociedades”, disse a principal autoridade do fórum internacional da ONU sobre desenvolvimento sustentável, iniciado na terça-feira (7), alertando que “é necessária uma nova dinâmica” para superar os choques negativos.

“A pandemia de COVID-19, embora principalmente uma crise de saúde, também rapidamente se tornou a pior crise econômica e humana em décadas”, disse Mona Juul, presidente do Conselho Econômico e Social (ECOSOC), na reunião inaugural do Fórum Político de Alto Nível sobre desenvolvimento sustentável, que será realizado até 16 de julho.

Diante da atual crise, “progressos significativos para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) não poderiam ser mais urgentes”, disse Juul, pedindo que a reunião seja “um trampolim para maior solidariedade e cooperação”.

Reciclador em cooperativa de reciclagem de resíduos, em Votorantim, São Paulo. Foto: Paula Mariane - ODS 12

Curso online para cooperativas busca impulsionar projetos de desenvolvimento sustentável

A Organização das Cooperativas do Brasil (Sistema OCB) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançaram no sábado (4) o primeiro de uma série de cursos online com o objetivo de fomentar projetos ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nas cooperativas brasileiras.

O curso já está disponível na plataforma de Educação a Distância do Sistema OCB. Serão quatro cursos online, e a ideia é formar multiplicadores dentro das cooperativas e também em unidades do Sistema OCB para colocar em prática ações alinhadas às metas globais de desenvolvimento sustentável.

Homem compra produtos frescos num Mercado no Quênia. Foto: Sambrian Mbaabu/Banco Mundial

Chefe da ONU defende ação conjunta para saída fortalecida da crise de COVID-19

Enquanto o maior fórum das Nações Unidas se prepara para avaliar o progresso rumo a um futuro mais justo para as pessoas e o planeta, o secretário-geral da ONU, António Guterres, advertiu que cada um dos objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável tem sido impactado pela pandemia da COVID-19.

O Fórum Político de Alto Nível, que começa formalmente nesta terça-feira (7), é um encontro anual de levantamento dos progressos mundiais em alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Neste ano, representantes seniores de governos se encontram virtualmente, através de programas de vídeo conferência, para discutir e debater meios de enfrentar alguns dos maiores desafios do mundo: pobreza, mudança climática, paz e segurança e igualdade de gênero.

Quatro ODSs são chave para recuperação sustentável no pós-COVID

A pandemia do coronavírus mostrou que os avanços na luta contra a pobreza e a fome e a busca pela saúde e pelo bem-estar podem ser prejudicados, caso a comunidade global não enfrente as ameaças ambientais que comprometem os sistemas – e que permitem que a humanidade e o planeta sobrevivam e prosperem.

Só é possível ter recuperação e desenvolvimento sustentável duradouros quando as respostas, os planos e as políticas ambientais recebem a devida importância. À medida que o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) se une à comunidade internacional, mobilizando respostas imediatas às áreas da saúde, economia e segurança, quatro Objetivos de Desenvolvimento Sustentável serão vitais para a recuperação sustentável – Ação Contra a Mudança Global do Clima, Vida Terrestre, Vida na Água e Consumo e Produção Responsáveis.

Sondagem pública da UNESCO busca listar desafios que ameaçam a paz no mundo

A UNESCO lança uma sondagem pública em um momento de profunda revolta social relacionada à pandemia da COVID-19. Existem apelos urgentes à reflexão sobre o mundo que surgirá da crise e como será o enfrentamento dos principais desafios em andamento, como mudança climática, violência, desigualdades generalizadas e grandes perturbações tecnológicas.

A pesquisa está aberta a todos e, em breve, estará disponível em pelo menos 20 línguas. A pesquisa receberá contribuições durante três meses e o resultado será divulgado em setembro de 2020. A UNESCO analisará as visões mundiais e regionais sobre os desafios atuais, que ajudarão a organização definir uma agenda global de ação para os próximos dez anos.

Os programas de assistência alimentar no Chade promovem agricultura sustentável e fortalecem a renda e os meios de subsistência. Foto: WFP/Giulio D'Adamo

COVID-19: é necessário agir agora ou arriscar ‘devastação inimaginável’, diz chefe da ONU

A menos que países do mundo ajam juntos agora, a pandemia de COVID-19 causará “devastação e sofrimento inimagináveis ​​em todo o mundo”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, nesta quinta-feira (28), em uma reunião virtual de alto nível sobre financiamento para o desenvolvimento.

Observando que as consequências econômicas da pandemia ameaçam uma onda de inadimplência nos países em desenvolvimento, prejudicando o esforço para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) até 2030, o chefe da ONU pediu “soluções duráveis ​​para as dívidas, de forma a criar espaço para investimentos em recuperação e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”.

Vista aérea de Manaus (AM). Foto: Marcos Amend

Petrobras e PNUD oferecem curso online sobre territorialização da Agenda 2030

Aprofundar o conhecimento sobre as metas da Agenda 2030 para fortalecer o desenvolvimento sustentável local. Com essa perspectiva, a Petrobras e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) estão abrindo vagas para formar a segunda turma do Programa Virtual de Capacitação do Projeto Territorialização e Aceleração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

As inscrições ficarão abertas até 10 de junho e poderão ser realizadas por meio de um formulário online. A participação é gratuita.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi estabelecida pelos países-membros da ONU no fim de 2015. Foto: ONU

CEPAL e Pacto Global realizam webinar sobre investimentos no desenvolvimento sustentável

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e a Rede Brasil do Pacto Global convidam para webinar Big Push para a Sustentabilidade, que será realizado na terça-feira (26) das 16h às 18h (horário de Brasília).

A CEPAL vem desenvolvendo o Big Push para a Sustentabilidade, que é uma abordagem renovada para apoiar os países da região na construção de estilos de desenvolvimento mais sustentáveis, baseada na coordenação de políticas para promover investimentos transformadores.

A cantora brasileira Iza.

ONU Brasil participa de lançamento de novo sucesso da diva pop Iza

Uma campanha global será lançada nesta quinta-feira (21) para inspirar um movimento de transformação social e mobilizar pessoas em apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Organizada pela Humanity Lab Foundation em parceria com a Warner Music e em colaboração com Nações Unidas, UNESCO, Agência da ONU para os Refugiados no Brasil (ACNUR) e ACM/YMCA Mundial, a ação visa gerar um debate em torno das ações necessárias para responder aos complexos desafios sociais e políticos atuais.

“A transformação real só é possível com a participação e contribuição de todos: governos, empresas, organizações da sociedade civil e indivíduos”, disse o coordenador-residente das Nações Unidas no Brasil, Niky Fabiancic.

Foto: EBC

UIT lembra importância das tecnologias da informação na resposta à pandemia

O Dia Mundial da Telecomunicação e da Sociedade da Informação (WTISD, na sigla em inglês) marca o aniversário da fundação da União Internacional de Telecomunicações (UIT), em 17 de maio de 1865, quando a primeira Convenção Internacional do Telégrafo foi assinada em Paris.

O tema deste ano é “Connect 2030: TICs para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”. Na ocasião, a UIT reafirmou seu compromisso de conectar todas as pessoas do mundo, lembrando a importância das tecnologias de informação e comunicação para a Agenda 2030 e para a resposta à pandemia de COVID-19.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – nossa visão compartilhada sobre como acabar com a pobreza, garantir um futuro saudável para o planeta e construir um mundo pacífico – estão ganhando impulso global. Com apenas 10 anos à frente, um ambicioso esforço global está em andamento para cumprir a promessa da #Agenda2030 – mobilizando mais governos, sociedade civil, empresas e convidando todas as pessoas a tomarem para si os #ObjetivosGlobais.

Pacto de Mídia da ONU pelos ODS alcança marca de 100 integrantes

A aliança de empresas de notícias e entretenimento com as Nações Unidas para divulgação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) segue em expansão e está chamando a atenção de uma audiência de 2 bilhões de pessoas para os impactos socioeconômicos da crise de COVID-19.

O Pacto de Mídia Pelos ODS alcançou a marca de 100 integrantes, incluindo grandes redes de TV e mídia impressa, agências de notícias, estações de rádio e redes digitais em 160 países de cinco continentes.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – nossa visão compartilhada sobre como acabar com a pobreza, garantir um futuro saudável para o planeta e construir um mundo pacífico – estão ganhando impulso global. Com apenas 10 anos à frente, um ambicioso esforço global está em andamento para cumprir a promessa da #Agenda2030 – mobilizando mais governos, sociedade civil, empresas e convidando todas as pessoas a tomarem para si os #ObjetivosGlobais.

VÍDEO: uma década de ação pelas pessoas e pelo planeta

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – nossa visão compartilhada sobre como acabar com a pobreza, garantir um futuro saudável para o planeta e construir um mundo pacífico – estão ganhando impulso global.

Com apenas 10 anos à frente, um ambicioso esforço global está em andamento para cumprir a promessa da Agenda 2030 – mobilizando mais governos, sociedade civil, empresas e convidando todas as pessoas a tomarem para si os Objetivos Globais.

‘Um novo normal’: ONU estabelece roteiro para estimular economias e salvar empregos após COVID-19

A Organização das Nações Unidas lançou um documento com novas diretrizes para apoiar os países na recuperação social e econômica, criando uma nova economia e mais empregos depois da pandemia da COVID-19.

Alertando que não haverá retorno ao “antigo normal”, a ONU pede apoio internacional e compromisso político para que todas as pessoas tenham acesso a serviços essenciais e proteção social.

Pessoas vivendo na fronteira do Quênia com a Uganda estão entre as mais pobres da região. Foto: WFP.

Guterres: “não deixar ninguém para trás” é o mantra mais importante na ameaça do coronavírus

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lançou um “Chamado a Ação” global  para amenizar as consequências colossais da pandemia da COVID-19, pressionando os governos a se unirem num momento decisivo da história. A declaração aconteceu na quinta-feira (23), durante sessão do Fórum da ONU de Financiamento para o Desenvolvimento.

Transmitido pela internet sob o tema “Financiando Desenvolvimento Sustentável no Contexto da COVID-19”, o evento reuniu os presidentes da Assembleia Geral e do Conselho Econômico e Social da ONU (ECOSOC), entre outros funcionários de alto nível.

Em uma mensagem em vídeo neste Dia da Terra (22 de abril), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, lembrou que a biodiversidade está em declínio acentuado, enquanto a ruptura climática está alcançando um “ponto sem retorno”.

No Dia da Terra, chefe da ONU propõe seis ações-chave para evitar ‘ruptura climática’

Em uma mensagem em vídeo neste Dia da Terra (22 de abril), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, lembrou que a biodiversidade está em declínio acentuado, enquanto a ruptura climática está alcançando um “ponto sem retorno”.

Guterres ressaltou a importância de agir “sem hesitação para proteger o nosso planeta, tanto do coronavírus como da ameaça existencial das perturbações climáticas”. Segundo ele, “a crise atual é um despertar sem precedentes. Precisamos transformar a recuperação numa oportunidade real de fazer as coisas certas para o futuro”.

Na mensagem, Guterres propõe seis ações relacionadas ao clima para “moldar a recuperação e o trabalho que temos pela frente”; saiba aqui quais são.

União é imprescindível para vencer os desafios da pandemia do novo coronavírus - Foto: Gerd Altmann/Pixabay

ARTIGO: Todos na luta contra uma pandemia sem precedentes

Apenas trabalhando em conjunto o mundo poderá enfrentar as consequências devastadoras da COVID-19, afirma o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, em artigo de opinião publicado em jornais de todo o mundo. 

Ele defende testagem e identificação de contatos, quarentenas, tratamentos e medidas de segurança para equipes médicas, combinadas com a restrição de movimento e de contatos até que apareçam terapias e vacinas.

Julgamento foi repleto de arbitrariedades, concluiu Grupo de Trabalho - Foto: Pixabay

Especialistas da ONU comemoram libertação de prefeito de Cochabamba, na Bolívia

O Grupo de Trabalho das Nações Unidas sobre Detenção Arbitrária celebrou a decisão de um tribunal de Cochabamba em encerrar a detenção do prefeito José María Leyes, que foi privado de sua liberdade após um julgamento repleto de violações ao devido processo legal, incluindo independência judicial e presunção de inocência.

O Grupo de Trabalho concluiu que a prisão preventiva tinha como objetivo impedir Leyes de exercer suas funções no município de Cochabamba, negando, assim, seu direito de participar em assuntos públicos.

Relatório da UNCTAD pede pacote de 2,5 trilhões de dólares - Foto: Pixabay

ONU pede pacote de US$2,5 trilhões para países em desenvolvimento superarem crise do coronavírus

As consequências da pandemia de saúde combinada com uma recessão global serão catastróficas para muitos países em desenvolvimento e impedirão o progresso rumo aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Com dois terços da população global morando em países em desenvolvimento – excluindo a China – e enfrentando danos econômicos sem precedentes por conta da crise da COVID-19, as Nações Unidas estão pedindo um pacote de 2,5 trilhões de dólares para estas nações, de forma a transformar manifestações de solidariedade internacional em ação global efetiva.

As informações estão em relatório publicado nesta segunda-feira (30) pela UNCTAD, órgão da ONU para comércio e desenvolvimento.

Tabuleiro do jogo Viva os ODS. Foto: ONU

Enfrente a quarentena da COVID-19 com o jogo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Em tempos de quarentena da COVID-19, o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) tem uma dica para distrair as crianças dentro de casa: o jogo “Viva os Objetivos”, que explica tudo sobre a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O material está disponível gratuitamente para download em português e é destinado para crianças de 8 a 10 anos, podendo entreter a família toda.

De forma lúdica e didática, o jogo de tabuleiro apresenta perguntas para os principais desafios enfrentados para transformar a Terra num planeta mais sustentável.

Bandeiras da ONU e das Olimpíadas – Foto: Evan Schneider/ONU

Informações da OMS influenciam adiamento dos Jogos Olímpicos

Baseado em informações fornecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o rápido avanço da pandemia da COVID-19, o Comitê Olímpico Internacional (COI) declarou que está adiando os Jogos Olímpicos de 2020, que ocorreriam no Japão.

A decisão de adiar os Jogos foi anunciada num comunicado conjunto do Comitê Olímpico Internacional, parceiro das Nações Unidas, e do comitê organizador da Tóquio 2020.

A mensagem citou palavras do diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, que na terça-feira (24) alertou que o número de casos globais aumentou de 200 mil para 300 mil em apenas quatro dias.

Paz Enganosa (Ivan Ciro Palomino)

Exposição do UNIC Rio ‘Consciência’ é cancelada; nova data será definida

O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) informou nesta sexta-feira (13) que a exposição “Consciência”, que seria inaugurada dia 19 de março no Casa Shopping, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ), foi cancelada diante da epidemia da doença causada pelo novo coronavírus, a COVID-19. Novas datas serão definidas em breve.

A exposição é realizada com apoio da União Internacional de Arquitetos (UIA), Instituto Claro, FINK e Casa Shopping.

A mostra, com obras do artista plástico peruano Ivan Ciro Palomino, promove uma reflexão sobre os desafios globais da atualidade.

Carlo Pereira, diretor-executivo da Rede Brasil do Pacto Global. Foto: Rede Brasil do Pacto Global

Plano de ação ajuda empresas a cumprir objetivos globais até 2030

A Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas e a consultoria Falconi apresentaram na terça-feira (10) as diretrizes para que o setor empresarial consiga cumprir, nos próximos dez anos, todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O projeto estabelece planos de ação prioritários e métricas para que as empresas brasileiras aumentem seus impactos sociais, ambientais e de governança positivos, inserindo plenamente a sustentabilidade em suas operações.

Foto: Luciano Milhomem

Secretários de administração e planejamento discutem objetivos globais em Brasília

A Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram destaque de seminário realizado na semana passada em Brasília (DF) que reuniu secretários de Estado de administração e de planejamento de todo o Brasil.

“Uma das mais relevantes contribuições da Agenda 2030 está na quebra do paradigma de desenvolvimento até agora predominante”, disse a representante-residente do PNUD no Brasil, Katyna Argueta. Isso se dá, segundo ela, com o reconhecimento da necessidade da sustentabilidade, a natureza multidimensional do desenvolvimento e a integralidade na implementação da própria Agenda 2030.

Vista do bairro de São Conrado, no Rio de Janeiro, com a Rocinha em primeiro plano. Foto: Wikimedia/Alicia Nijdam

Conferência no Rio discute investimentos financeiros no desenvolvimento sustentável

A proposta de explorar, aprender e discutir como os investimentos privados podem estar orientados à construção de um sociedade mais justa para as próximas gerações orientou a Converge Capital Conference 2020, realizada no Rio de Janeiro (RJ) na semana passada (13 e 14).

A conferência, que teve o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) entre os principais convidados, reuniu membros de famílias investidoras, executivos e atores-chave do mercado financeiro.

Vista de Aracaju (SE). Foto: Rui Rezende

Capacitação em Sergipe transforma gestores públicos em multiplicadores da Agenda 2030

A capacitação de gestores públicos para se tornarem multiplicadores da Agenda 2030 é peça-chave no processo de territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Com esse objetivo, ocorre até sexta-feira (14) em Aracaju (SE) o Programa Presencial de Capacitação em Territorialização dos ODS, com a presença de representantes de governos municipais e estadual, do setor privado e da sociedade civil de Sergipe.

O curso é oferecido na segunda etapa de implementação do projeto de cooperação técnica Territorialização e Aceleração dos ODS, implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com a Petrobras.

Considerado um dos países mais ambientalmente diverso do mundo, Colômbia sustenta perto de 10% da biodiversidade de todo o planeta. Foto: IPBES.

PNUMA participa de encontro sobre biodiversidade em São Paulo

Especialistas em biodiversidade estão reunidos até sexta-feira (6) em São Paulo, em encontro preparatório para a COP15 da Convenção de Diversidade Biológica, que acontece na China em outubro.

Os resultados das discussões serão utilizados para elaborar a Carta de São Paulo. Participam do encontro todas as esferas de governo, com destaque para estados e municípios, representantes do setor público, privado, acadêmico e sociedade civil.

Corais na Ilha Jarvis, território norte-americano no sul do Oceano Pacífico. Foto: USFWS/Jim Maragos

ONU abre inscrição para bolsa sobre Lei dos Oceanos

Foram prorrogadas para até 3 de abril as inscrições para a Sessão 2020 da Bolsa Temática das Nações Unidas e da Fundação Nippon. Neste ano, o foco será “Implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável através da Convenção das Nações Unidas na Lei dos Oceanos e estrutura de governança de oceanos”.

O programa consiste em um treinamento de quatro meses na Divisão de Assuntos do Oceano na sede da ONU, em Nova Iorque, entre agosto e dezembro deste ano.

Os candidatos devem ter entre 25 e 40 anos, graduação universitária e demonstrar sólido conhecimento em assuntos de oceano, incluindo Lei Marítima.

Foto: Fabrício Macedo FGMsp / Pixabay

Resoluções de ano-novo para um estilo de vida #MaresLimpos

No início desta década, pessoas em todo o mundo fizeram resoluções de ano-novo com a esperança de se tornarem melhores – fazer mais exercícios, economizar dinheiro, adotar um hobby.

Existe uma atitude, porém, que precisa mudar este ano: em relação aos plásticos descartáveis. Para Heidi Savelli, que trabalha para o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), 2020 é um ano-chave para o planeta.

“Precisamos agir agora para ter alguma chance de proteger nossa biodiversidade. Nossa atitude em relação aos plásticos descartáveis e de uso único é um bom ponto de partida. Todos os anos, estamos produzindo e consumindo cada vez mais plástico, mas não estamos intensificando os esforços para gerenciá-lo”.

A Campanha #MaresLimpos apresenta cinco sugestões que podem mudar sua vida e melhorar a saúde dos oceanos.

Vista aérea da cidade de Teresópolis (RJ). Foto: Prefeitura de TeresópolisVista aérea da cidade de Teresópolis (RJ). Foto: Prefeitura de Teresópolis

Municípios do RJ investem em formação sobre desenvolvimento sustentável

Representantes das administrações municipais, da sociedade civil organizada e do setor privado das cidades fluminenses de Cachoeiras de Macacu, Itaboraí e Maricá reúnem-se em Teresópolis (RJ) até sexta-feira (31) para o Programa Presencial de Capacitação em Territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS.

O curso faz parte da segunda etapa do projeto de cooperação técnica Territorialização e Aceleração dos ODS, implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com a Petrobras. O encontro reunirá 36 pessoas, 12 de cada cidade, ao longo de cinco dias.

Opening of Consciência, art exhibition to promote the SDGs - September 2019 -Photo: Naiara Azevedo

Mais de 140 mil pessoas visitam exposição do UNIC Rio sobre desafios globais

Mais de 140 mil pessoas visitaram a exposição Consciência, organizada em parceria pelo Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), Centro Cultural Correios e Instituto Claro na capital fluminense.

A mostra, inaugurada em setembro e encerrada este mês, apresentou ilustrações do artista peruano Ivan Ciro Palomino. As imagens despertam a curiosidade pelo uso provocativo de elementos do cotidiano (uma cadeira, uma mala, uma piscina, por exemplo) colocados em contextos de crises climática, migratória e humanitária.

O meio ambiente fundamenta cada um dos 17 objetivos, de eliminar a fome até reduzir as desigualdades e construir comunidades sustentáveis ​​em todo o mundo. Foto: PNUMA

PNUMA renova compromisso com Década de Ação para atingir objetivos globais

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são conhecidos como um modelo mundial para conquistarmos um futuro melhor e mais sustentável para todos. Eles abordam os desafios globais que enfrentamos, incluindo aqueles relacionados a pobreza, desigualdade, mudança climática, degradação ambiental, paz e justiça. Os 17 objetivos são todos interconectados e, para não deixar ninguém de fora, é importante que todos sejam alcançados até 2030.

Cinco anos após a inauguração desse empreendimento ambicioso, a Década de Ação sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável renova o compromisso da comunidade internacional de acelerar as ações para alcançar os objetivos globais. Saiba quais são as contribuições do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

Desigualdade ameaça progresso social - Foto: Aamir Mohd Khan/Pixabay

ONU: desigualdade fecha as portas para avanço econômico e social no mundo

A crescente desigualdade em países desenvolvidos e em desenvolvimento pode exacerbar as divisões e desacelerar o desenvolvimento econômico e social, de acordo com o Relatório Social Mundial 2020 das Nações Unidas, lançado globalmente nesta terça-feira (21). Mais de dois terços da população mundial vivem em países onde a desigualdade aumentou e o impacto é sentido em níveis pessoais e nacionais. O documento aponta que no Brasil, onde a desigualdade havia sido reduzida nas últimas décadas, ela está aumentando novamente.

De acordo com o relatório, produzido pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, sociedades muito desiguais são menos efetivas na redução da pobreza, crescem mais vagarosamente, dificultam que as pessoas quebrem o ciclo da pobreza e fecham as portas para o avanço econômico e social. Além disso, o aumento da desigualdade reprime o crescimento econômico e pode aumentar a instabilidade política.

Porto de Kwai Chung em Hong Kong. Região administrativa da China está entre os dez países onde é mais fácil fazer negócios. Foto: Flickr (CC) / uituit

ONU: tensões comerciais e geopolíticas devem afetar crescimento global em 2020

Afetada por prolongadas disputas comerciais, a economia global teve seu menor crescimento da década no ano passado, desacelerando para 2,3%. Para este ano, as Nações Unidas preveem leve aceleração da atividade econômica se os riscos forem mitigados, de acordo o relatório “Situação Econômica Mundial e Perspectivas 2020” (WESP 2020, na sigla em inglês), lançado globalmente nesta quinta-feira (16). No Brasil, a expectativa é de recuperação da demanda doméstica, com crescimento de 1,7% neste ano.

Destruição em um bairro pobre de Porto Príncipe, Haiti, depois do terremoto de 2010. Foto: ONU/Logan Abassi

Há 10 anos: Guterres presta homenagem às vítimas do terremoto do Haiti

O secretário-geral da ONU, António Guterres, divulgou uma mensagem em tributo às vítimas do terremoto no Haiti, ocorrido há 10 anos, lamentando a tragédia que deixou milhares de vítimas.

Em 12 de janeiro de 2010, mais de 222 mil pessoas morreram, incluindo 102 funcionários das Nações Unidas. Entre eles, o vice-chefe da Missão da ONU no Haiti, o brasileiro Luiz Carlos da Costa.

Na mensagem, o secretário-geral renovou o compromisso das Nações Unidas em ajudar o Haiti e o seu povo na construção de um futuro melhor.

Desafio Campus 2030

Desafio Campus 2030 para estudantes e professores universitários recebe inscrições até 16 de fevereiro

Estudantes e professores universitários de todo o mundo têm até o dia 16 de fevereiro para se inscrever no Desafio Campus 2030, uma competição internacional que tem por objetivo promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. As propostas devem ter soluções para campi mais sustentáveis.

Os times devem reunir de 2 a 5 pessoas e é possível se unir a uma equipe já existente – atualmente, 121 times procuram participantes. As propostas devem ser uma apresentação em inglês ou francês com cinco slides no formato PPT ou PDF.

Os vencedores receberão como prêmio uma Expedição de Aprendizado de uma semana no exterior, válido para duas pessoas do time e incluindo passagens aéreas, acomodação, treinamento e encontros profissionais.

Arte: Rede Brasil do Pacto Global

Executivo da CPFL Energia é novo presidente da Rede Brasil do Pacto Global

O diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade da CPFL Energia, Rodolfo Sirol, é o novo presidente do Conselho de Administração da Rede Brasil do Pacto Global.

Sirol sucede Sonia Favaretto, da B3, que ocupava a presidência da Rede desde junho de 2019. Neste período, Sonia conduziu novo planejamento estratégico que ajudará a guiar o setor empresarial brasileiro a atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).