Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Acesse todas as informações contextuais sobre a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável em nacoesunidas.org/pos2015 e as últimas notícias abaixo.

Representantes e especialistas no tema do setor privado, governo, organizações não governamentais e instituições de pesquisa marcaram presença em apresentações e mesas de debate com foco no cumprimento da Agenda 2030. Foto: Centro RIO+/Brenda Hada

No Rio, ONU discute papel da ciência e da tecnologia para a saúde e o bem-estar

O Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, o Mecanismo de Facilitação de Tecnologia da ONU, o Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro RIO+) e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) promoveram na semana passada uma consulta internacional sobre o papel da ciência, da tecnologia e da inovação no cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, especialmente no que se refere à saúde e ao bem-estar.

Representantes e especialistas de setor privado, governo, organizações não governamentais e instituições de pesquisa estiveram presentes em apresentações e debates cujo foco foi o cumprimento da Agenda 2030 por meio da ciência, da tecnologia e da inovação. Discutiu-se também oportunidades de avanço na saúde e experiências de uso de plataformas online.

Jovens são 11% da população do Brasil. Foto: AGECOM/Carol Garcia.

Fundo de População da ONU destaca importância da juventude para conquista de objetivos globais

Os jovens devem estar engajados com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) para garantir que suas metas sejam cumpridas, disse a oficial de programa do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Anna Cunha, na sexta-feira (10), durante evento em Brasília (DF).

“Para isso, se faz necessário adotar medidas eficazes que contribuam para mudar a realidade dessa parcela da sociedade que em muitos casos se encontra em vulnerabilidade social e à margem de direitos humanos que são essenciais para uma vida digna”, ressaltou.

Seminário discutirá a importância dos jardins botânicos, papel dos setores público e privado, soluções locais e interface entre ciência e tecnologia. Foto: Instituto Inhotim.

BID e Inhotim realizam seminário internacional sobre mudança do clima e biodiversidade

O Instituto Inhotim e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) realizam entre 29 de novembro e 1º de dezembro em Brumadinho (MG) o seminário internacional “Mudança Climática e Biodiversidade: Ideias e Atitudes que Fazem Diferença”. O evento reunirá especialistas brasileiros e estrangeiros, e as palestras terão transmissão ao vivo pela Internet.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) participará do evento, moderando a mesa de debate “Interface entre ciência, tecnologia e tomada de decisão pública e privada para o combate à mudança climática”.

Vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed (à esquerda), e a enviada especial para o Haiti, Josette Sheeran (canto superior esquerdo), em encontro com famílias haitianas afetadas pela cólera. Foto: ONU Haiti

ONU caminhará junto ao Haiti rumo ao desenvolvimento sustentável, diz vice-chefe da organização

A vice-secretária-geral das Nações Unidas, Amina Mohammed, e a enviada especial do secretário-geral para o Haiti, Josette Sheeran, realizaram uma visita de três dias no Haiti que terminou no último domingo (5).

Elas se comprometeram com mais ajuda para superar o cólera, bem como mais assistência ao governo haitiano para alcançar os objetivos mais abrangentes da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável.

Equipe do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA) esteve presente no show de aniversário de 72 anos da ONU no Rio. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Show de aniversário dá visibilidade ao trabalho da ONU no Brasil

O show para comemorar o aniversário das Nações Unidas, realizado na terça-feira (24) na Fundição Progresso, no centro do Rio de Janeiro, contribuiu para divulgar o trabalho da ONU localmente e para integrar a Organização à vida cultural da cidade, na avaliação das agências que contribuíram para que o evento acontecesse.

O encontro reuniu cerca de 200 pessoas e contou com a apresentação musical da banda Bomoko, formada por refugiados de Angola e da República Democrática do Congo, e de representantes do coletivo Baixada Nunca se Rende, composto por mais de 100 artistas da Baixada Fluminense.

Seminário abordará os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Imagem: PNUD

Seminário discute mudança do clima, erradicação da pobreza e desenvolvimento humano

A mudança do clima, caso não seja controlada, reverterá os ganhos de desenvolvimento alcançados nas últimas décadas e tornará impossível a obtenção de ganhos adicionais. Esta será a base de discussão do Seminário “Diálogo Estratégico sobre Mudança do Clima, Erradicação da Pobreza e Desenvolvimento Humano”, na Casa da ONU, em Brasília, que ocorre nesta quinta-feira (26), das 14h às 18h. O evento será transmitido ao vivo pela Internet.

O seminário é uma iniciativa do Sistema ONU no Brasil, organizado pela Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL), Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), ONU Meio Ambiente e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Grupo Bomoko. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Show de aniversário da ONU reúne 200 pessoas no Rio de Janeiro

Cerca de 200 pessoas reuniram-se na Fundição Progresso, no centro do Rio de Janeiro, na terça-feira (24), para o aniversário de 72 anos das Nações Unidas, celebrado com o show de uma banda de refugiados africanos e outra de artistas da Baixada Fluminense. O evento teve como foco a Década Internacional de Afrodescendentes, adotada em 2015 pelos Estados-membros da ONU, entre eles o Brasil, para enfrentar o racismo.

“A grande participação neste evento mostra que a ONU pode ter uma imagem menos formal, menos protocolar”, disse o diretor do Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio), Maurizio Giuliano, organizador da festa. “Precisamos estar mais perto dos jovens, das pessoas para as quais trabalhamos, abraçando suas diversidades de opiniões, raças, culturas”.

Crianças do Botafogo entraram em campo com símbolos dos ODS. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Agência da ONU e Botafogo começam parceria com ação sobre sustentabilidade

O Botafogo fechou a 30ª rodada do Brasileirão com uma vitória e uma ação de conscientização especial. Na noite da segunda-feira (23), ao enfrentar — e vencer por 2×1 — o Corinthians, o time carioca abriu as portas do Estádio Nilton Santos para a ONU.

Em iniciativa para marcar o início de uma parceria entre o clube e o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT), crianças botafoguenses entraram em campo carregando os símbolos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os jogadores exibiam a marca da agência nas mangas.

Estatísticas serão fundamentais para monitorar cumprimento da Agenda 2030. Foto: PEXELS

Brasil deve aproveitar dados de programas sociais para monitorar objetivos da ONU, defendem especialistas

Para monitorar o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), nações terão de definir indicadores adequados, capazes de fornecer dados precisos sobre erradicação da pobreza, igualdade de gênero, mudanças climáticas e outros desafios visados pela ONU. Para especialistas do IPEA e do IBGE, Brasil precisa garantir periodicidade na divulgação de estatísticas e aproveitar registros administrativos de programas de proteção social.

Oficina de Trabalho sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e Direitos Humanos, na Casa das Nações Unidas, em Brasília. Foto: PNUD Brasil/Guilherme Larsen

Objetivos da ONU dependem da garantia dos direitos humanos, dizem especialistas

Como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) — um conjunto de metas para erradicar a pobreza, promover a igualdade de gênero e combater as mudanças climáticas — podem levar países a cumprir com suas obrigações de direitos humanos, e vice-versa? A pergunta foi tema de oficina realizada nesta semana, em Brasília, pela ONU e pelo Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos (IDDH). Para especialistas, pautas dependem umas das outras.

UNESCO lança na terça-feira (24) Relatório de Monitoramento Global da Educação

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) lançará mundialmente na terça-feira (24) o Relatório de Monitoramento Global da Educação 2017/2018, cujo tema é “Responsabilização na educação: cumprir nossos compromissos”. Pela primeira vez, o lançamento mundial acontecerá também no Brasil, em evento em Brasília que terá transmissão ao vivo pela Internet.

O documento monitora as novas metas globais de educação das Nações Unidas, consolidadas no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 4, que prevê assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.

Coletivo Baixada Nunca se Rende participa de projeto da ONU para divulgação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Foto: PNUD/Centro RIO+/Brenda Hada

Documentário sobre músicos da Baixada Fluminense será exibido na sede da ONU, em Nova Iorque

Vivendo em Mesquita, uma das 13 cidades que compõem a região metropolitana do Rio, Iolanda está se preparando para sua primeira viagem internacional. Iolly, como a cantora é carinhosamente conhecida, vai representar o coletivo de músicos “Baixada Nunca se Rende”, durante a apresentação do filme que leva o nome do grupo em Nova Iorque. Produzido com o apoio do Centro RIO+, documentário será exibido nesta semana no Chelsea Film Festival e na sede da ONU.

Seis dos dez eleitos para o Prêmio SDG Pioneers 2017 foram homenageados no evento, entre eles a brasileira Tânia Cosentino, presidente para a América do Sul da empresa de gestão de energia Schneider Electric (no centro, vestida de branco). Foto: Pacto Global/Zef Nikolla

Executivos de 70 países reúnem-se em Nova Iorque para discutir objetivos globais da ONU

Cerca de 800 líderes empresariais de mais de 70 países reuniram-se em Nova Iorque no fim de setembro (21) com representantes de organizações da sociedade civil, governos e das Nações Unidas para a cúpula do Pacto Global da ONU.

Convocada durante o 72ª Assembleia Geral, o encontro teve como objetivo impulsionar ações e parcerias empresariais para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e do Acordo de Paris para o clima.

Trazer os ODS ao centro das discussões de jovens comunicadores é um dos caminhos para alcançar quem, de fato, colocará em prática a Agenda 2030, segundo o Centro RIO+. Foto: Centro RIO+/Brenda Hada

Centro RIO+ lança na quarta (18) publicação sobre inclusão social e Agenda 2030

A inclusão social e o debate sobre questões centrais da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável são alguns dos temas abordados pela publicação “Juventude 2030 — Caminhos e Aprendizados para um Mundo Sustentável”, que será lançada na próxima quarta-feira (18) pelo Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro RIO+).

A publicação é resultado de parceria entre o Centro RIO+, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), e a instituição filantrópica Centro Integrado de Estudos e Desenvolvimento Sustentável (CIEDS).

O coordenador-residente das Nações Unidas e representante-residente do PNUD no Brasil, Niky Fabiancic, também esteve presente no evento. Foto: FAO

Garantir segurança alimentar requer desenvolvimento rural sustentável e gestão das migrações

Evento em Brasília realizado na terça-feira (10) pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) em conjunto com o governo do Distrito Federal reuniu 300 pessoas, entre autoridades locais, nacionais e do corpo diplomático, para celebrar o Dia Mundial da Alimentação e debater a crescente onda de deslocamentos no mundo.

“Há poucos dias, a FAO constatou que a fome no mundo voltou a crescer depois de anos em constante queda. São 38 milhões de pessoas a mais e um total de 815 milhões. O crescimento desse índice pode estar associado às migrações que muitas vezes obrigam as pessoas a fugirem de seus países. Não podemos aceitar que os deslocamentos forçados gerem insegurança alimentar”, ressaltou o representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic.

Foto: PEXELS

Concurso de fotografia sobre objetivos da ONU tem prazo prorrogado para 20 de outubro

O Concurso de Fotografias Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), organizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil, teve seu prazo de inscrição prorrogado para 20 de outubro. O concurso é dividido em 17 categorias, cada uma sobre um ODS específico. Serão selecionadas até três imagens por categoria.

Competição é aberta ao público em geral, de qualquer estado brasileiro ou do Distrito Federal, bem como estrangeiros residentes do país com a devida autorização. Candidatos devem ter 18 anos ou mais na hora de se inscrever.

Participantes de edições anteriores do programa Embaixadores da Juventude. Foto: UNODC

Escritório da ONU escolhe 24 jovens brasileiros para formação sobre sustentabilidade

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e o Instituto Caixa Seguradora anunciaram recentemente os selecionados para o Programa Embaixadores da Juventude. A partir de amanhã (11), a iniciativa reunirá os 24 escolhidos, com idade entre 18 e 24 anos, em Salvador. Participantes aprenderão sobre o seu papel na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, os ODS.

Para ampliar o conhecimento sobre o papel dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – os ODS – e da Agenda 2030 da ONU, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) designou dois filhotes de panda como os primeiros embaixadores animais para os ODS. Além disso, 17 pessoas de todas as partes do planeta já foram anunciadas pela agência da ONU pelos seus esforços de conscientização sobre os objetivos globais. Confira nesse vídeo da TV ONU e do PNUD

VÍDEO: Os pandas embaixadores em ação pelos objetivos globais da ONU

Para ampliar o conhecimento sobre o papel dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – os ODS – e da Agenda 2030 da ONU, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) designou dois filhotes de panda como os primeiros embaixadores animais para os ODS. Além disso, 17 pessoas de todas as partes do planeta já foram anunciadas pela agência da ONU pelos seus esforços de conscientização sobre os objetivos globais. Confira nesse vídeo da TV ONU e do PNUD.

Enquanto mais de 1 bilhão de pessoas carecem de moradias adequadas no mundo, o estoque de moradias desocupadas está gradualmente aumentando, lembrou o diretor-executivo do ONU-Habitat. Foto: EBC

Em dia mundial, ONU-Habitat defende políticas habitacionais e moradias acessíveis

No Dia Mundial do Habitat, lembrado na primeira segunda-feira de outubro, o diretor-executivo do ONU-Habitat, Joan Clos, afirmou que o acesso a moradias é essencial para uma nova visão da urbanização como motor do desenvolvimento sustentável.

“Hoje, 1,6 bilhão de pessoas vivem em moradias inadequadas, das quais 1 bilhão vive em favelas e assentamentos informais”, afirmou. “Assegurar a acessibilidade das moradias é, portanto, um desafio complexo de importância estratégica para desenvolvimento, paz e igualdade”, completou.

Foto: Fora do Eixo (CC)

ONU firma parceria com governo do RN para ações de desenvolvimento da juventude

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) assinou na quinta-feira (28) uma carta de intenções com o governo do Rio Grande do Norte (RN) para desenvolver ações conjuntas nas temáticas de população e desenvolvimento, saúde reprodutiva e juventude.

O objetivo é desenvolver programas, projetos e atividades de promoção aos direitos humanos e de melhoria da qualidade de vida da população, com foco em temas trabalhados pela agência da ONU.

VÍDEO: O que é desenvolvimento sustentável?

Há dois anos, Rede Brasil do Pacto Global integra objetivos globais às empresas

Há dois anos, em 25 de setembro de 2015, o mundo passou a conhecer novos parâmetros para um futuro mais sustentável e resiliente, baseados em um plano de ação para as pessoas, o planeta e a prosperidade: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Desde então, o Pacto Global da ONU vem engajando o setor privado em prol dos objetivos globais em quase 170 países, estabelecendo-se como a iniciativa interlocutora entre os ODS e as empresas. No Brasil, a Rede Brasil do Pacto Global promove diversas ações para impulsionar a participação corporativa na construção de um mundo mais sustentável e justo até 2030.

Governos, setor privado, sociedade civil e academia trabalham pela implementação da Agenda 2030 no Brasil. Foto: PNUD Brasil/Guilherme Larsen

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU completam 2 anos

Em 25 de setembro de 2015, líderes dos 193 Estados-membros das Nações Unidas aprovaram, por consenso, em Nova Iorque, a adoção da Agenda 2030 e dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). No cerne do documento, está a preocupação em integrar os três pilares do desenvolvimento — social, econômico e ambiental.

No Brasil, iniciativas de diferentes setores da sociedade declararam apoio ao novo marco da ONU. Conheça os projetos.

Jovens participam de cerimônia pelo Dia Internacional da Paz na sede da ONU em Nova Iorque na semana passada (15). Foto: ONU/Kim Haughton

Secretário-geral da ONU pede engajamento da juventude na prevenção de conflitos

Os jovens precisam ser parceiros significativos na prevenção de conflitos e na manutenção da paz, e as Nações Unidas precisam pensar “fora da caixa” sobre como se relacionar com a juventude globalmente, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, durante evento ministerial realizado nesta quinta-feira (21) paralelamente ao debate geral da Assembleia Geral.

Na semana passada (15), a sede das Nações Unidas em Nova Iorque comemorou o Dia Internacional da Paz com com o toque anual do sino da paz, pedindo que combatentes em todo o mundo derrubassem suas armas e cumprissem um dia de cessar-fogo e não violência.

O coordenador-residente do Sistema ONU no Brasil e representante-residente do PNUD no Brasil, Niky Fabiancic, falou sobre o Dia Internacional da Democracia. Foto: TSE/Roberto Jayme

Liberdade e respeito aos direitos humanos são essenciais à democracia, diz ONU no Brasil

A liberdade, o respeito aos direitos humanos e o princípio da organização de eleições honestas e periódicas são valores que constituem elementos essenciais da democracia, afirmou na semana passada (15) durante evento em Foz do Iguaçu (PR) o coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic.

“Por sua vez, a democracia proporciona o quadro natural para a proteção e a realização efetiva dos direitos humanos”, disse Fabiancic, durante evento realizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no Dia Internacional da Democracia.

Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL ao lado de Juan Somavía, diretor da Academia Diplomática do Chile. Foto: Academia Diplomática do Chile/Ximena Puccio

Metas da ONU são resposta contra as desigualdades e privilégios, defende CEPAL

Em encontro global de institutos de formação de diplomatas, no Chile, a secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, defendeu que países incorporem a Agenda 2030 da ONU em seus planos nacionais de desenvolvimento. Objetivos das Nações Unidas, segundo a dirigente, são uma resposta da comunidade internacional para enfrentar disparidades econômicas, sociais e ambientais.

Família vivendo numa favela urbana em Sonagachi, Kolkata, na Índia. ONU/Kibae Park

População mais pobre é a que mais sofre consequências das crises globais, diz especialista

“A população dos países em desenvolvimento está pagando um preço muito alto pelas ações globais que estão foram do seu controle”, disse Said Alfarargi, relator especial da ONU para o direito ao desenvolvimento, em seu relatório ao Conselho de Direitos Humanos. Segundo ele, há uma politização crescente sobre temas relacionados ao direito ao desenvolvimento que tem levado a uma baixa promoção, proteção e cumprimento deste direito.

Secretário-geral da ONU, António Guterres (centro), chega para reunião durante semana de debates da Assembleia Geral. Foto: ONU

Secretário-geral da ONU pede reforma das finanças globais e impulso ao desenvolvimento sustentável

Durante as reuniões da Assembleia Geral que ocorrem esta semana em Nova Iorque, o secretário-geral da ONU, António Guterres, enfatizou nesta segunda-feira (18) o papel das Nações Unidas em ajudar a reformar finanças “improdutivas” e redirecionar os investimentos para a criação de um mundo melhor para todos.

“Podemos optar por reclamar sobre a falta de financiamento para a Agenda 2030 em um mundo inundado por tantas finanças improdutivas e não compensadoras. Ou podemos aproveitar a oportunidade para remodelar as finanças, de acordo com nossas necessidades urgentes e coletivas”, disse o secretário-geral. “A escolha é clara. Vamos investir na Agenda 2030 e no financiamento de um mundo melhor para todos”.

Tânia Cosentino foi reconhecida por seu trabalho focado no gerenciamento de energia e sustentabilidade. Foto: Divulgação/Schneider Electric

Brasileira está entre vencedores de concurso da ONU para executivos que promovem objetivos globais

A executiva brasileira Tânia Cosentino, presidente para a América do Sul da empresa de gestão de energia Schneider Electric, é uma das vencedoras do prêmio SDG Pioneers 2017, que será entregue pelo Pacto Global das Nações Unidas na sede da ONU em Nova Iorque no dia 21 de setembro.

O concurso homenageia lideranças empresariais que mobilizam suas empresas e o ambiente de negócios para a conquista dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).