Arquivo da tag: Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Acesse todas as informações contextuais sobre a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável em nacoesunidas.org/pos2015 e as últimas notícias abaixo.

Michelle Bachelet, alta-comissária da ONU para os Direitos Humanos. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

ONU pede financiamento recorde para direitos humanos em ‘era de grande turbulência’

A alta-comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, pediu na quarta-feira (16) que os países aumentem suas contribuições em 2019 para financiar o que descreveu como “o programa de trabalho mais ambicioso já feito por meu escritório”.

O programa de trabalho para 2019 do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) irá focar em áreas essenciais e em todas as regiões, disse Bachelet. O objetivo é fortalecer o Estado de Direito e a responsabilização; proteger e expandir o espaço cívico; conter discriminações de todos os tipos; integrar os direitos humanos com mais força às políticas e programas de desenvolvimento; e apoiar a proteção de direitos em situações de conflito e insegurança.

Mulheres e homens de uma comunidade local, no Lesoto, participam de consultas para os planos de desenvolvimento locais contra os impactos da ação climática e insegurança alimentar. Foto: FAO (arquivo).

Guterres detalha as cinco prioridades das Nações Unidas em 2019

Mesmo diante de “ventos contrários”, as Nações Unidas “fizeram uma diferença real” em 2018 e precisarão fazer ainda mais em 2019, conforme o planeta enfrenta “um mundo de problemas”, segundo mensagem do secretário-geral da ONU, António Guterres, divulgada na quarta-feira (16), que citou cinco prioridades para o ano.

Entre os sucessos do ano passado, ele citou progresso em direção à paz no Iêmen, na Península Coreana e no Sudão do Sul; e entre as ex-inimigas Etiópia e Eritreia.

Ele também destacou o “resultado bem-sucedido” da conferência da ONU sobre o clima em dezembro na Polônia, na qual houve consenso geral sobre como implementar o Acordo de Paris para o clima, de 2015.

O Brasil passou por importantes mudanças estruturais desde a metade dos anos 1920, tornando-se predominantemente urbano. No entanto, desigualdades sociais permaneceram. Foto: EBC

ARTIGO: Repensando o desenvolvimento na América Latina e Caribe

Em artigo, o secretário-geral assistente da ONU e diretor para a América Latina e o Caribe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Luis Felipe López-Calva, afirma que a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável só poderá ser cumprida com sucesso na América Latina e no Caribe se forem levadas em conta as características particulares da região.

“Devemos ir fundo nos desafios e contextos específicos e oportunidades que nossa região enfrenta, nos engajando com as pesquisas e pensamentos de desenvolvimento de ponta. Também é fundamental que façamos isso de uma forma concreta e baseada em fatos, não somente em jargões e frases de impacto”, declarou. Leia o artigo completo.

Cerimônia de transferência da presidência do G77 do Egito para a Palestina. Foto: ONU/Manuel Elias

Palestina assume presidência de grupo de países em desenvolvimento

Reconhecendo um “longo caminho à frente” para a ambiciosa agenda das Nações Unidas, o secretário-geral da ONU, António Guterres, deu boas-vindas na terça-feira (15) à “histórica liderança do Estado da Palestina” na presidência do Grupo dos 77 (G77) de países em desenvolvimento.

“A Palestina e seus cidadãos vivenciaram em primeira mão alguns dos problemas globais mais desafiadores e dramáticos que enfrentamos”, disse Guterres em discurso na cerimônia anual para entrega da presidência rotativa do G77.

“O Grupo dos 77 e a China demonstraram forte liderança ao longo de 2018 e provaram mais uma vez serem uma força central na demonstração de que multilateralismo é a única maneira de responder aos nossos desafios compartilhados”, afirmou Guterres.

Imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e bandeiras dos Estados-membros da ONU são projetadas na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque. Foto: ONU/Cia Pak

Rede Brasil do Pacto Global busca parcerias para difundir metas da ONU no setor privado

A Rede Brasil do Pacto Global planeja expandir o número de parcerias para difundir no setor privado os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). As Federações das Indústrias dos Estados de São Paulo e Paraná — a FIESP e a FIEP — e a Associação Nacional das Universidades Particulares (ANUP) já aderiram à iniciativa de atuar em conjunto em 2019, a fim de engajar seus membros com a agenda da ONU.

Criada em 1919, após a Primeira Guerra Mundial, a OIT irá completar 100 anos trabalhando por justiça social. Foto: OIT

OIT completa 100 anos de lutas por justiça social

Criada em 1919, após a Primeira Guerra Mundial, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) completa 100 anos atuando por justiça social no mundo.

Em mensagem de vídeo celebrando o centenário, o diretor-geral da OIT, Guy Ryder, destacou que a visão da Organização é mais que necessária para garantir um futuro com empregos decentes para todos, em um momento de mudanças.

Quando a Agenda 2030 e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram formalmente adotados pela comunidade internacional, em 2015, o trabalho decente foi um componente crucial, especialmente para o Objetivo 8, que busca “promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos e todas”.

Sede da ONU, em Nova Iorque. Foto: ONU/Rick Bajornas

ONU convida estudantes a participar de simulação das Nações Unidas em Nova Iorque

O Departamento de Comunicação Global da ONU convida estudantes de 15 a 24 anos a participar da Cúpula da Juventude de Modelo das Nações Unidas, em 12 de abril. Durante o evento, especialistas da Organização e alunos selecionados pela ONU vão apresentar iniciativas que contribuem para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Prazo para se inscrever se encerra em 15 de fevereiro.

Para o oficial do UNFPA Vinícius Monteiro, o projeto contribui para a implementação e o monitoramento do alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, além das metas da "Agenda 2063: A África que queremos". Foto: PNUD

Brasil apoia países africanos na coleta de dados para a realização de censos

O projeto de cooperação técnica “Centros de Referência em Censos com Coleta Eletrônica de Dados” está entre as cinco melhores ações de Cooperação Sul-Sul do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) em todo o mundo.

O objetivo da ação é capacitar os institutos de estatística de Cabo Verde e Senegal, por meio da troca de experiências e conhecimento com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e o UNFPA.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi estabelecida pelos países-membros da ONU no fim de 2015. Foto: ONU

Empresas do Pacto Global guiam negócios com base em objetivos globais da ONU

Mais de 78% das empresas integrantes da Rede Brasil do Pacto Global possuem estratégias de atuação relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), sendo que destas 51% têm compromisso público.

Esse é um dos resultados da pesquisa inédita “Integração dos ODS na Estratégia Empresarial”, que revela a tendência do setor privado do século 21 de se envolver com a sustentabilidade corporativa.

ONU convida universidades brasileiras a participar de iniciativas de impacto acadêmico

O Departamento de Informação Pública das Nações Unidas convida universidades e demais instituições envolvidas no ensino superior e na produção de conhecimento do Brasil a ingressar na iniciativa Impacto Acadêmico (UN Academic Impact, UNAI).

Trata-se de uma associação com as Nações Unidas e da participação em uma rede de compartilhamento de conhecimento, pesquisa e soluções pautada em questões inter e multidisciplinares que dialoguem com os valores da ONU, como representados nos princípios da UNAI.

Por que chegar a um acordo sobre ação climática na COP 24 é tão complexo?

Desde terça-feira (11), cerca de 100 ministros iniciaram negociações durante conferência das Nações Unidas na Polônia para um acordo final para impulsionar ações climáticas.

O objetivo é chegar a um plano concreto para implementar o histórico acordo climático de Paris, de 2015, até metade do século. As apostas são altas, com diversos pontos diferentes de pressão.

“Não podemos fracassar em Katowice”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, na cerimônia de abertura, em 3 de dezembro. Um sentimento ecoado pelo presidente da COP 24, Michał Kurtyka, que disse: “sem sucesso em Katowice, não há sucesso em Paris”.

Com o diagnóstico, órgãos públicos estaduais, organizações do setor privado e da sociedade civil poderão identificar prioridades locais e direcionar as políticas com foco no cumprimento das metas dos ODS. Foto: Paula Mariane

Relatório aponta desafios para desenvolvimento sustentável do Piauí

Identificar, por meio de uma base de dados e de indicadores, os principais desafios do Piauí para a implementação da Agenda 2030 é o que se propõe o “Diagnóstico do Piauí à Luz dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, apresentado em Teresina na sexta-feira (7).

Resultado do “Projeto ODS Piauí”, parceria entre o governo do estado, Contour Global, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o diagnóstico servirá para medir o avanço de metas específicas da Agenda 2030.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi estabelecida pelos países-membros da ONU no fim de 2015. Foto: ONU

Edital da ONU busca boas práticas para conquista dos objetivos globais

O Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU lançou em novembro (1º) uma chamada para governos, entidades das Nações Unidas, organizações internacionais e regionais e outros atores relevantes divulgarem boas práticas, histórias de sucesso e lições aprendidas na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

As contribuições podem ser enviadas até 28 de fevereiro de 2019 pelo site da iniciativa.

Torre Eiffel se ilumina de verde para comemorar a entrada em vigor do Acordo de Paris sobre Mudanças Climáticas. Foto registrada em novembro de 2016. Foto: Prefeitura de Paris/ Jean-Baptiste Gurliat

ONU defende cooperação da América Latina com França e Europa para promover desenvolvimento sustentável

Em conferência em Paris, o secretário-executivo adjunto da Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Mario Cimoli, defendeu a cooperação da região com a França e a Europa como forma de promover desenvolvimento sustentável com igualdade. Dirigente alertou na quinta-feira (6) que o atual paradigma de crescimento das economias está fundamentado na maior falha de mercado da humanidade — as mudanças climáticas.

Sertão do Piauí. Foto: Flickr/Otavio Nogueira

Seminário em Teresina visa fortalecer desenvolvimento sustentável no Piauí

Representantes do Conselho Estadual de Desenvolvimento Sustentável do Piauí, de governos, da sociedade civil e do setor privado se reuniram na quarta-feira (5) em Teresina para o “Seminário sobre o Desenvolvimento Territorial e Agenda 2030 no estado”. O evento teve como foco o fortalecimento da sustentabilidade local, com base nos objetivos globais.

A iniciativa faz parte do projeto “ODS Piauí”, uma parceria entre o governo do estado, a empresa de geração de energia Contour Global, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O evento foi promovido pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), paralelamente à 46ª sessão do Conselho de Desenvolvimento Industrial da entidade. Foto: UNIDO

Em evento da ONU, países discutem em Viena parcerias para desenvolvimento industrial

Representantes governamentais dos seis Programas de Parceria entre Países (PCPs) discutiram suas experiências e conquistas, bem como a visão para o futuro, em uma sessão do Sétimo Fórum de Desenvolvimento Industrial Inclusivo e Sustentável (ISID) realizado na semana passada (27) em Viena.

O evento foi promovido pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), paralelamente à 46ª sessão do Conselho de Desenvolvimento Industrial da entidade.

O 1° Fórum Global de Inovação e Tecnologia em Sustentabilidade ocorre entre os dias 28 e 29 deste mês, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Foto: CITS

Evento no Rio destaca importância da inovação para desenvolvimento sustentável e inclusivo

A inovação e a tecnologia são ferramentas aliadas na definição de políticas públicas e podem auxiliar os países a atingir um desenvolvimento mais inclusivo e sustentável, na avaliação de oficiais das Nações Unidas presentes nesta quarta-feira (28) no 1º Fórum Global de Inovação e Tecnologia, realizado no Rio de Janeiro (RJ).

O fórum é uma co-realização entre o Centro Global de Inovação e Tecnologia em Sustentabilidade, o Museu do Amanhã e o Centro Rio+ para o Desenvolvimento Sustentável do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O diretor de cooperação técnica da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), Philippe Scholtès (direita), ao lado do ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira. Foto: UNIDO

UNIDO participa de evento em Brasília sobre desenvolvimento tecnológico nos BRICs

O diretor de cooperação técnica da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), Philippe Scholtès, participou nesta semana (22) de seminário em Brasília (DF) sobre inovação e parques científicos dos países dos BRICS — grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

O Seminário Internacional sobre Diplomacia da Ciência foi organizado por parceria entre Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação. Reuniu gestores públicos, acadêmicos e especialistas do setor privado, assim como cientistas e gestores de parques tecnológicos, incubadoras e aceleradoras dos países dos BRICs.

O evento discutiu o papel dessas instituições no impulso ao desenvolvimento sustentável e às novas tecnologias, identificando os principais obstáculos para incentivar a cooperação entre os sistemas de inovação dos países do grupo.

Ao longo da programação, os participantes de sete painéis discutirão o papel da inovação e da tecnologia no desenvolvimento sustentável. Foto: PEXELS

Rio receberá 1° Fórum Global de Inovação e Tecnologia em Sustentabilidade

O Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro RIO+), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), realiza no Rio de Janeiro na semana que vem (28 e 29) o 1° Fórum Global de Inovação e Tecnologia em Sustentabilidade (FITS).

Nos dois dias do evento, realizado com o Centro Global de Inovação e Tecnologia em Sustentabilidade, em parceria com o Museu do Amanhã, especialistas discutirão o papel da inovação e da tecnologia no desenvolvimento sustentável.

Governos, setor privado, sociedade civil e academia trabalham pela implementação da Agenda 2030 no Brasil. Foto: PNUD Brasil/Guilherme Larsen

Ipea realiza consulta pública para adaptar metas da ONU à realidade brasileira

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) promove até 16 de dezembro uma consulta pública sobre as metas brasileiras para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS).

Em 2018, a instituição coordenou o processo governamental de adaptação dos ODS, uma iniciativa pioneira no mundo, que readequou a agenda da ONU às prioridades do Brasil. Agora, a sociedade pode dar sua opinião e enviar sugestões sobre os objetivos adaptados.

Município de São João das Missões no norte de Minas Gerais, uma região de um dos menores IDH do Brasil. Foto: Renato Jorge Marcelo - ODS 1

Empresas brasileiras lançam campanha digital sobre objetivos globais

Empresas signatárias da Rede Brasil do Pacto Global, vinculada ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil, lançaram nesta semana, por meio de sua Comissão de Engajamento e Comunicação (CEC), ação inédita para fortalecer a implementação da Agenda 2030 no país.

Intitulada “Campanha ODS e Setor Empresarial”, a iniciativa envolve mais de 80 empresas e organizações. Até março de 2019, as páginas nas redes sociais dos participantes divulgarão mensagens e dados sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Secretário-geral da ONU, António Guterres, no primeiro Fórum de Paris sobre a Paz, em 11 de novembro de 2018. Foto: UNESCO/Luis Abad

No centenário do fim da Primeira Guerra Mundial, ONU lembra importância do multilateralismo

De conflitos e crises econômicas a doenças e mudança climática, problemas globais exigem “mais do que nunca” um fortalecimento da cooperação internacional, disse o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, a líderes mundiais no domingo (11) no Fórum de Paris sobre a Paz, marcando o centenário do fim da Primeira Guerra Mundial.

Destacando que cooperação internacional – ou “multilateralismo” – se tornou uma “necessidade”, Guterres observou que países trabalhando juntos “geraram resultados incontestáveis”, incluindo redução da mortalidade infantil e extrema pobreza durante as últimas décadas; batalhas importantes vencidas contra ameaças à saúde pública, como varíola, pólio e AIDS; e diversos esforços de sucesso na prevenção de conflitos e construção da paz.

Investimentos em energia eólica crescem no Brasil, principalmente, no Nordeste. Encontrar e investir em novas fontes de energia renóvais serão medidas fundamentais para garantir cumprimento da Agenda 2030. Foto: SEI / FotosPúblicas / Aluísio Moreira

Seminário da CEPAL discute investimentos produtivos sustentáveis no Brasil

Especialistas brasileiros e latino-americanos reuniram-se na semana passada (6) em Brasília (DF) para discutir o “Big Push Ambiental”, ideia desenvolvida pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) que foca nas oportunidades e coordenação de investimentos produtivos sustentáveis, em especial os de baixo carbono, para dar impulso a um novo ciclo de crescimento com maior igualdade no país.

Foz do Mazagão Velho, no Amapá, onde a UNESCO e o Fundo Vale promovem a pesa sustentável. Foto: UNESCO/Fundo Vale/Milena Argenta

ONU apoia projetos do setor privado para promover desenvolvimento sustentável

Projetos apoiados pela ONU fazem parte de uma nova publicação sobre o que o setor privado do Brasil tem feito pelo desenvolvimento sustentável. Elaborado pelo Pacto Global das Nações Unidas, o documento reúne 19 iniciativas empresariais em áreas como água e saneamento, educação, comunicação, florestas, clima e agronegócio. Entre as estratégias, está um programa da UNESCO e do Fundo Vale para promover a pesca responsável na costa amazônica.

Secretário-geral da ONU, António Guterres, durante Web Summit em Lisboa, Portugal. Foto: Reprodução

Chefe da ONU alerta para riscos do uso de inteligência artificial em armamentos

Em um cenário em que as máquinas realizam cada vez mais atividades antes reservadas aos humanos — como diagnósticos médicos e vigilância policial —, há riscos quando a inteligência artificial também passa a ser utilizada em armamentos, disse na segunda-feira (5) o secretário-geral da ONU, António Guterres, participando de evento em Lisboa, Portugal, sobre Internet e tecnologia.

“Com a transformação de inteligência artificial em armas, a possibilidade de armas autônomas que podem selecionar e destruir alvos irá dificultar a prevenção de conflitos e a garantia de respeito à lei humanitária internacional e à lei internacional de direitos humanos”, salientou.

MGov usa tecnologias acessíveis para chegar a populações pobres de países em desenvolvimento. Foto: MGov

Empresa brasileira é finalista em competição da ONU para acelerar startups

A empresa brasileira MGov foi criada há seis anos, no Rio Grande do Norte, para avaliar uma política estadual de distribuição de leite para famílias de baixa renda. Por meio de tecnologias acessíveis, a companhia aprimorou a aplicação dos recursos públicos, bem como a comunicação direta com os cidadãos.

O sucesso do negócio levou a firma para a final da Accelerate 2030, uma competição global da ONU para acelerar startups de impacto social.

O Circuito Urbano 2018 tem como objetivo promover debate sobre temas de gestão de resíduos sólidos, resiliência e sustentabilidade nas cidades. Foto: Flickr/ Mariana Gil/EMBARQ Brasil

Eventos em 29 cidades brasileiras discutem desenvolvimento urbano sustentável

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) promove ou apoia até o fim de novembro o Circuito Urbano 2018, uma série de 63 eventos em 29 cidades brasileiras com o objetivo de comemorar o “Outubro Urbano”, mês em que a organização lembra o Dia Mundial do Habitat e o Dia Mundial das Cidades.

O circuito tem como objetivo promover o debate em todo o Brasil sobre os temas de gestão de resíduos sólidos, resiliência e sustentabilidade nas cidades, e conscientizar sobre a importância local das agendas globais de desenvolvimento sustentável.

O evento teve apoio do UNFPA de diversos países da América Latina, da academia, agentes sociais, e organizações internacionais. Foto: UNFPA

Fundo de População da ONU discute políticas públicas e dados sociodemográficos

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) participou na semana passada (23 a 26) de evento na cidade de Puebla, no México, sobre população, desenvolvimento sustentável, políticas públicas e avanços nos dados sociodemográficos.

O encontro, que acontece a cada dois anos, discutiu as relações entre população e temas como desenvolvimento territorial, educação e saúde. O evento teve apoio do UNFPA de diversos países da América Latina, da academia, de agentes sociais e organizações internacionais.

Da esquerda para a direita: Dalvana Lopes, Marcone Ribeiro, Susana Takamoto, Luiz Sampaio e Tarso Oliveira na Assembleia da Juventude da ONU, em Nova Iorque. Foto: Acesso/Ailton Vireira

Jovens brasileiros ganham bolsa para participar da Assembleia da Juventude na ONU

Quatro jovens brasileiros ganharam uma bolsa para participar da 22ª sessão da Assembleia da Juventude nas Nações Unidas, em Nova Iorque, ocorrida em agosto.

Eles foram selecionados pelo programa “Jovens na ONU”, cujo objetivo é levar à conferência jovens de baixa renda que estejam envolvidos em trabalhos comunitários, fornecendo todos os subsídios financeiros necessários.

Apoiado pelo o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), o programa visa garantir maior diversidade e representatividade da delegação brasileira na conferência mundial.

Vice-secretária-geral da ONU, Amina J. Mohammed, discursa no Fórum Mundial de Dados em 22 de outubro de 2018, em Dubai. Foto: IISD/ENB/Kiara Worth

Muitas mortes podem ser evitadas com dados melhores, diz vice-chefe da ONU

Discursando no Fórum Mundial de Dados, a vice-secretária-geral das Nações Unidas, Amina Mohammed, destacou o impacto salvador de vidas que dados podem ter, notando que dados e previsões melhores poderiam ter impedido muitas mortes em desastres naturais.

Amina destacou outras maneiras que dados podem melhorar vidas: “Isto significa que estudantes podem encontrar oportunidades de emprego e mulheres podem aprender sobre leis que as protegem de discriminação. Isto significa que cidadãos podem monitorar como seus governos estão indo e responsabilizar os tomadores de decisão. Isto pode fortalecer confiança em instituições públicas e revelar novas oportunidades”.

Página de cordel comemorativo feito pelo ONU-HABITAT. Foto: Reprodução

ONU lança cordel comemorativo para Dia Mundial do Habitat e das Cidades

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) lançou na sexta-feira (19) em Maceió (AL) um cordel comemorativo para o “Outubro Urbano”, mês em que a organização lembra o Dia Mundial do Habitat e o Dia Mundial das Cidades.

A publicação também foi lançada para lembrar o primeiro ano do escritório do ONU-HABITAT em Alagoas, onde a equipe local organizou uma série de eventos para comemorar a efeméride.

Evento reuniu representantes do corpo diplomático, sociedade civil, governo brasileiro, forças armadas, academia e agências da ONU. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Centro de Informação da ONU no Brasil completa 70 anos

Em cerimônia no Palácio Itamaraty do Rio de Janeiro, o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) comemorou nesta quarta-feira (24) 70 anos de existência. Celebração reafirmou o papel da ONU na defesa dos direitos humanos e na redução das desigualdades sociais. Evento reuniu cerca de cem representantes do corpo diplomático, sociedade civil, governo brasileiro, forças armadas, academia e agências da Organização localizadas na capital fluminense.

Todos os migrantes devem ter seus direitos humanos respeitados. Para garantir que isso aconteça, a ONU defende uma maior cooperação na gestão dos processos migratórios por meio da implementação do Pacto Global para a Migração. O acordo, negociado pelos governos na ONU, abordará a migração internacional de modo amplo. Foto: ONU

Agência da ONU lança publicação sobre políticas públicas, migração e desenvolvimento

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) lançou em outubro a publicação ‘Migração e a Agenda 2030: Um Guia para Profissionais’. O material explica como gestores e formuladores de políticas podem integrar o tema em planos de desenvolvimento locais e nacionais. A publicação também aborda os vínculos entre a questão das migrações e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS).