Técnicos da ONU visitam Equador para tratar do controle de doença bovina

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A Coordenação de Saúde Animal de Agroqualidade do Equador recebeu a visita no início de abril (de 2 a 6) de Paulo Duarte e Baldomero Molina, técnicos do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA), com quem realizou uma agenda de trabalho com o objetivo de reestruturar o Plano Nacional de Controle de Brucelose Bovina (PNCBB).

A brucelose bovina é uma doença transmissível que ataca bovinos, outras espécies animais e o homem.

A brucelose bovina é uma doença transmissível que ataca bovinos, outras espécies animais e o homem. Foto: EBC

A brucelose bovina é uma doença transmissível que ataca bovinos, outras espécies animais e o homem. Foto: EBC

A Coordenação de Saúde Animal de Agroqualidade do Equador recebeu a visita no início de abril (de 2 a 6) de Paulo Duarte e Baldomero Molina, técnicos do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA), com quem realizou uma agenda de trabalho com o objetivo de reestruturar o Plano Nacional de Controle de Brucelose Bovina (PNCBB).

A brucelose bovina é uma doença transmissível que ataca bovinos, outras espécies animais e o homem. A bactéria do gênero Brucella localiza-se no útero, na placenta e/ou no úbere das fêmeas doentes, e nos testículos de bovinos infectados.

Durante toa a semana, realizou-se uma jornada intensa que incluiu desde a caracterização da produção bovina e outros ruminantes domésticos do Equador, até uma análise detalhada dos componentes do PNCBB, incluindo visitas técnicas aos laboratórios de agroqualidade para comprovar a execução do programa.

Na quarta-feira (4), foram instaladas mesas temáticas de trabalho com os setores que participam do programa, tais como as indústrias lácteas, o setor pecuário e as universidades, durante as quais se estabeleceu um canal de comunicação, gerando debates entre os participantes dos quais, segundo Duarte, foram obtidos insumos para a reestruturação do programa.

Durante os dois últimos dias, uniu-se ao grupo de trabalho Julio Pompei, também da PANAFTOSA. Ao finalizar a semana, foi divulgado que o plano reestruturado terá por objetivo “controlar a eliminação da brucelose no Equador, com base na informação epidemiológica real”.

Para o coordenador de saúde animal de agroqualidade, Patricio García, as jornadas de trabalho foram produtivas. “Foi feita uma revisão do programa ponto por ponto e se estabeleceram encontros com os atores envolvidos; de modo que a execução seja feita da melhor maneira”, disse.


Mais notícias de:

Comente

comentários