Suspensão de bloqueios no Sudão do Sul permite acesso de ajuda humanitária da ONU

Parceiros humanitários já estão trabalhando para garantir que o abastecimento continue a ser entregue no Alto Nilo para evitar uma maior deterioração da já terrível situação.

As pessoas deslocadas em abrigo na Missão da ONU no Sudão do Sul (UNMISS) com base na cidade de Malakal. Foto: UNICEF / Kate Holt

As pessoas deslocadas em abrigo na Missão da ONU no Sudão do Sul (UNMISS) com base na cidade de Malakal. Foto: UNICEF / Kate Holt

A ala humanitária das Nações Unidas informou nesta sexta-feira (14) que as restrições sobre a circulação de mercadorias por vias aéreas e fluviais no Sudão do Sul, que já duravam longo meses, foram suspensas, permitindo a entrega de suprimentos de ajuda em Malakal, região devastada pela crise.

“A suspensão das restrições permitiu aos parceiros humanitários começar o reabastecimento de medicamentos críticos, combustível, alimentos e produtos químicos de tratamento de água em Malakal, no estado do Alto Nilo” disse o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

Parceiros estão trabalhando para garantir que o abastecimento continue a ser entregue no Alto Nilo para evitar uma maior deterioração da já terrível situação, de acordo com uma atualização desta quinta-feira (13). As restrições à circulação de embarcações no rio Nilo, assim como autorizações para utilizar a pista de pouso de Malakal, onde cerca de 46,5 milhares de pessoas deslocadas encontraram refúgio, haviam afetado o fornecimento de assistência vital para as pessoas vulneráveis no estado.