Surto de Ebola ameaça novamente Uganda, alerta Organização Mundial da Saúde

Um total de 20 casos – incluindo 14 mortes – foi relatado desde o início de julho, no distrito Kibaale. Operações de resposta já foram iniciadas.

Durante este final de semana, o Ministério da Saúde de Uganda informou à Organização Mundial da Saúde (OMS) que um surto de Ebola estaria acontecendo em Uganda. Um total de 20 casos – incluindo 14 mortes – foi relatado desde o início de julho, no distrito Kibaale. “Uma equipe de peritos do Ministério da Saúde, da OMS e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) já está em Kibaale, no ocidente do país, para apoiar as operações de resposta”, afirmou a OMS.

“Todas as pessoas que tiveram possível contato ou que foram expostas aos casos suspeitos e confirmados desde 6 de julho estão sendo identificadas e acompanhadas”, acrescentou a agência. “Os suprimentos e a logística necessária para ajudar os pacientes estão sendo mobilizados.”

Uganda já teve outros surtos de Ebola, o mais recente em 2008. O vírus é transmitido através do contato direto com o sangue, secreções, outros fluidos corporais ou órgãos de pessoas ou animais infectados, tais como chimpanzés, macacos, gorilas e antílopes. Tem um período de incubação de dois a 21 dias.

Os doentes podem sentir febre, fraqueza intensa, dores musculares, dores de cabeça e de garganta, bem como vômitos, diarreia, erupções cutâneas e distúrbios na função hepática. Nos casos mais graves, o vírus leva tanto a sangramentos externo quanto interno.