Sudão e Sudão do Sul não precisam de outra guerra, afirma Ban Ki-moon

Conflitos em região produtora de petróleo ameaçam acordo de paz entre as duas nações e questões pós-independência precisam ser resolvidas.

Quase metade do petróleo do Sudão é extraído da região de Heglig. (PNUMA).O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu que o Sudão e o Sudão do Sul ponham um fim às hostilidades, ressaltando que eles devem evitar o retorno ao conflito, que já custou milhões de vidas ao longo de duas décadas.

“A última coisa que as pessoas destes dois países precisam é outra guerra. Uma guerra poderia tirar milhares de vidas, destruir a esperança e arruinar as perspectivas de paz, estabilidade e prosperidade de todos os sudaneses”, ponderou Ban na quinta-feira (19/04).

O Sudão do Sul tornou-se independente do Sudão em julho do ano passado, seis anos após a assinatura do acordo de paz que encerrou décadas de guerra entre o Norte e o Sul. No entanto, a paz entre os dois países tem sido ameaçada por conflitos ao longo de suas fronteiras e questões pós-independência ainda precisam ser resolvidas.

O Secretário-Geral pediu ao Sudão do Sul que retire imediatamente suas forças da região de Heglig, produtora de petróleo no estado de Kordofan do Sul, no Sudão, descrevendo isso como “uma violação da soberania do Sudão e um ato claramente ilegal”.