Sudão do Sul: ONU reforça presença militar na cidade de Pibor diante de onda de violência

Missão da ONU no país teve que receber reforços depois do início de mais uma onda de violência, saques e despejos de moradores.

Moradores saindo da cidade de Pibor, no Sudão do Sul. Foto: UNMISS

Moradores saindo da cidade de Pibor, no Sudão do Sul. Foto: UNMISS

Membros das forças de paz da ONU estão em alerta para caso sejam necessários para proteger os civis da cidade de Pibor, no estado de Jonglei, no Sudão do Sul. A situação permanece tensa no local, que sofre uma recente onda de violência, saques e despejos de moradores, disse o porta-voz do secretário-geral das Nações Unidas na quinta-feira (16).

“A Missão da ONU no Sudão do Sul (UNMISS) está em tempo integral em Pibor e monitora continuamente a situação de segurança, principalmente em respeito aos poucos moradores restantes”, disse o porta-voz a jornalistas em Nova York.

“A missão está preparada para ajudar e proteger civis que estão sob ameaça no período atual, assim como preparada para assistir e proteger os moradores que decidirem voltar para suas casas”, frisou.

A UNMISS afirmou no dia 14 de maio que estava alarmada com os relatos sobre o envolvimento de membros das forças de segurança em alguns dos incidentes. A missão da ONU também mostrou preocupação com as declarações emitidas pelo grupo armado de David Yau Yau, que exigiu que civis deixassem as cidades de Pibor e Kapoeta.

Além de deslocamento “significativo”, a missão disse que também recebeu relatos de saques generalizados, inclusive de alimentos e suprimentos de ajuda de casas particulares e habitações humanitárias.

Em entrevista à Rádio ONU, a porta-voz Ariane Quentier disse que a UNMISS quer que o governo tome medidas contra as pessoas que estão estimulando a violência que vem acontecendo e certifique-se que elas sejam responsabilizadas.

A UNMISS já estava patrulhando a cidade antes de os saques começarem, mas recebeu tropas adicionais para reforçar a sua presença na cidade e implantou uma unidade militar.