Soluções para a biodiversidade marinha é tema de workshop internacional da ONU em Recife

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A ONU Meio Ambiente, o Ministério do Meio Ambiente e o Centro para Monitoramento da Conservação Mundial (UN Environment – WCMC) promovem em Recife (PE) de 10 a 12 de abril um workshop sobre conservação da biodiversidade marinha. O encontro reunirá especialistas, organismos internacionais, ONGs, pesquisadores e representantes da sociedade civil com conhecimento na gestão de Unidades de Conservação (UCs).

ONU Meio Ambiente, Ministério do Meio Ambiente e Centro para Monitoramento da Conservação Mundial promovem oficina em Recife (PE) sobre governança de áreas marinhas protegidas. Foto: ONU Meio Ambiente

ONU Meio Ambiente, Ministério do Meio Ambiente e Centro para Monitoramento da Conservação Mundial promovem oficina em Recife (PE) sobre governança de áreas marinhas protegidas. Foto: ONU Meio Ambiente

A ONU Meio Ambiente, o Ministério do Meio Ambiente e o Centro para Monitoramento da Conservação Mundial (UN Environment – WCMC) promovem em Recife (PE) de 10 a 12 de abril um workshop sobre conservação da biodiversidade marinha. O encontro reunirá especialistas, organismos internacionais, ONGs, pesquisadores e representantes da sociedade civil com conhecimento na gestão de Unidades de Conservação (UCs).

Durante o evento, os participantes somarão esforços para superar desafios e identificar oportunidades na governança de Áreas Protegidas Marinhas, com foco no manejo de pesca artesanal sustentável e conservação de ilhas oceânicas. Também será discutido o potencial de Outras Medidas de Conservação Efetivas Baseadas em Área (OMEBAS) e seus possíveis benefícios sociais, econômicos e ecossistêmicos.

As conclusões do evento serão utilizadas como contribuição para um documento, liderado pelo WCMC, que objetiva orientar futuras discussões, práticas e tomadas de decisão relacionadas ao progresso da Meta 11 de Aichi no Brasil. Esta meta foi estabelecida no âmbito da Convenção sobre Diversidade Biológica das Nações Unidas, de 2010, e visa a proteção de 10% das áreas marinhas e costeiras globais até 2020. O documento será publicado no primeiro semestre deste ano e enviado ao governo brasileiro para auxiliar no reconhecimento de OMEBAs pesqueiras no país.

“Os oceanos e mares cobrem mais de 70% da superfície da Terra e prestam diversos serviços ecossistêmicos à população, além de apoiar uma parte significativa da economia mundial. São também uma importante fonte de proteína para populações costeiras, capturam carbono e liberam oxigênio, contribuem para o equilíbrio térmico do planeta e abrigam milhares de espécies da fauna e flora. Porém, os recursos marinhos estão sendo utilizados de forma insustentável – e já enfrentamos as consequências desse processo”, afirmou o representante da WCMC-ONU Meio Ambiente no Brasil, Matheus Couto.

“Há poucas semanas, o governo brasileiro anunciou a criação de dois mosaicos de proteção marinha nos estados de Pernambuco e Espírito Santo, aumentando de forma impressionante a proteção dos oceanos brasileiros dos atuais 1,5% para 24,5%. O momento é extremamente oportuno para debater questões como a implementação das UCs, governança participativa e as Metas de Aichi”, complementou.

Sobre a ONU Meio Ambiente

A ONU Meio Ambiente é a principal voz global em temas ambientais. Ela promove liderança e encoraja parcerias para cuidar do meio ambiente, inspirando, informando e capacitando nações e pessoas a melhorarem a sua qualidade de vida sem comprometer a das futuras gerações.

A ONU Meio Ambiente trabalha com governos, com o setor privado, com a sociedade civil e com outras instituições das Nações Unidas e organizações internacionais pelo mundo. Descubra mais em http://unep.org/americalatinacaribe/br

Sobre o WCMC

O Centro para Monitoramento da Conservação Mundial da ONU Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente-WCMC) trabalha com cientistas e formuladores de políticas em todo o mundo para colocar a biodiversidade no centro das tomadas de decisão sobre desenvolvimento e meio ambiente e, assim, possibilitar escolhas assertivas para as pessoas e o planeta.

Com sede em Cambridge, no Reino Unido, a ONU Meio Ambiente-WCMC é uma colaboração entre o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e a instituição de caridade britânica WCMC.


Mais notícias de:

Comente

comentários