Soldado da paz do Malauí recebe homenagem póstuma após salvar colega; vídeo

As Nações Unidas entregaram pela primeira vez a Medalha Capitão Mbaye Diagne para Coragem Excepcional a título póstumo. O homenageado foi o soldado da paz Chancy Chitete, do Malauí, que foi morto enquanto tentava salvar a vida de um companheiro.

O militar seguia numa patrulha que tinha a tarefa de impedir ataques de um grupo armado que vinha travando o acesso ao tratamento do ebola na República Democrática do Congo.

Na cerimônia, o secretário-geral da ONU, António Guterres, disse que sentia orgulho por homenagear postumamente o soldado Chitete. Ele expressou gratidão à esposa, à filha bebê e aos familiares do soldado que estavam na sala.

Guterres destacou “o heroísmo altruísta do soldado Chitete e seu sacrifício ajudaram os capacetes-azuis a atingir seu objetivo e a expulsar a milícia, em uma ação que era vital para que a resposta ao ebola pudesse continuar”.

Saiba mais clicando aqui.