Síria: Pela primeira vez em meses, agência da ONU consegue entregar ajuda a campo de Yarmouk

Insegurança na região impediu UNRWA de entregar ajuda humanitária. “Há indícios claros de que doenças estão aumentando, especialmente entre os mais vulneráveis, como as crianças”, disse o porta-voz da agência da ONU.

UNRWA distribui kits para civis deslocados de Yarmouk em Yalda, na Síria. Foto: UNRWA

UNRWA distribui kits para civis deslocados de Yarmouk em Yalda, na Síria. Foto: UNRWA

A agência das Nações Unidas encarregada do bem-estar dos refugiados palestinos no Oriente Médio conseguiu entregar suprimentos humanitários urgentemente necessários para os civis do campo de Yarmouk, nos arredores da capital síria Damasco, onde vivem milhares de refugiados sitiados. Esta é a primeira vez em nove meses que a agência consegue acesso direto à região.

“Embora não tenhamos entrado no campo em si, fomos capazes de chegar à área vizinha de Yalda, onde 900 famílias de Yarmouk, de Yalda e das áreas vizinhas de Babila e Beit Saham tiveram acesso a um kit alimentar de 35 quilos”, afirmou Chris Gunness, porta-voz da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA).

Em um comunicado de imprensa no último dia 13 de fevereiro, ele observou que o campo havia sido tomado pelo ISIL – grupo terrorista também conhecido como ISIS – em abril do ano passado. Embora alguma assistência humanitária tenha entrado nestas áreas desde a última distribuição da UNRWA, em junho de 2015, as necessidades humanitárias permaneciam grandes, frisou Gunness.

“Há indícios claros de que doenças estão aumentando, especialmente entre os mais vulneráveis, como as crianças. Há uma falta aguda de medicamentos para tratá-los”, disse Gunness, observando que um morador disse aos trabalhadores da UNRWA que as pessoas estão ficando doentes o tempo todo, especialmente as crianças, com hepatite. “Não temos os serviços de saúde aqui para tratá-los”, lamentou o porta-voz da agência da ONU.

Gunness disse que a comunidade também indicou que os itens alimentares e não alimentares – em particular cobertores de inverno e roupas –, assim como itens de água, saneamento e saúde, são as maiores prioridades.

A UNRWA manteve as operações de distribuição durante esta semana, com o objetivo de fornecer a 6 mil famílias cestas básicas. Na próxima semana, a agência espera distribuir cobertores de inverno, kits de higiene, tabletes de purificação de água e estabelecer pontos móveis de saúde, acrescentou o representante da ONU.