Síria: ONU pede fim imediato da violência após milhares fugirem de ofensiva no norte

Milhares de civis do norte da Síria foram forçados a deixar suas casas por causa de recente ofensiva do grupo armado “Estado Islâmico”.

Milhares de civis do norte da Síria foram forçados a deixar suas casas por causa de recente ofensiva do grupo armado “Estado Islâmico”.

Família de refugiados sírios no sul da Turquia, para onde mais de 20 mil pessoas fugiram no início de 2014 para escapar do conflito. Foto: ACNUR

Família de refugiados sírios no sul da Turquia, para onde mais de 20 mil pessoas fugiram no início de 2014 para escapar do conflito. Foto: ACNUR

Alarmado pelas notícias de que milhares de civis do norte da Síria foram forçados a deixar suas casas por causa de recente ofensiva do grupo armado “Estado Islâmico” – ou ISIL, como é conhecido – na área, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, exigiu o fim imediato da violência.

“O secretário-geral está acompanhando de perto a ofensiva contínua pelo grupo terrorista ISIL na cidade de Ayn al-Arab, no norte da Síria”, segundo um comunicado divulgado em Nova York pelo porta-voz de Ban Ki-moon na sexta-feira (19) à noite.

Segundo relatos, milhares de sírios cruzaram a fronteira com a Turquia desde sexta-feira (19), após militantes do ISIL terem tomado dezenas de aldeias perto da fronteira e avançarem para Ayan al-Arab.

Ban destacou em seu comunicado que os números podem aumentar significativamente se a ofensiva do ISIL não for detida.

“O secretário-geral apela para o fim imediato da violência. Ele saúda a decisão do governo turco de permitir que alguns dos afetados atravessem a fronteira para sua segurança”, conclui o comunicado.