Senado brasileiro realiza semana em comemoração ao Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Desfile de moda, teatro, música, cinema, exposição, palestras e oficinas estão programados para ocorrer entre 3 e 6 de dezembro, com apoio da ONU, em diferentes espaços do Senado Federal, em Brasília.

Desfile de moda, teatro, música, cinema, exposição, palestras e oficinas estão programados para ocorrer entre 3 e 6 de dezembro, com apoio da ONU, em diferentes espaços do Senado Federal, em Brasília.

Imagem: divulgação

Em comemoração ao Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, lembrado nesta terça-feira (3), o Senado Federal promoverá uma semana dedicada a eventos voltados a favorecer a igualdade e integração da pessoa com deficiência na sociedade.

Desfile de moda, teatro, música, cinema, exposição, palestras e oficinas estão programados para ocorrer entre 3 e 6 de dezembro, em diferentes espaços da Casa, com convidados representantes de associações e entidades dedicadas ao tema. O evento tem o apoio do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio).

A abertura da Semana será nesta terça-feira (3), às 15h, no auditório do Interlegis, com a presença do presidente Renan Calheiros e outras autoridades convidadas. Durante a solenidade, haverá apresentação do Coral do Senado, seguido pelo desfile de moda “Fashion Inclusivo” e pela peça de teatro “Diversos Dias”, de Mônica Gaspar.

A exposição “Arte Visual”, composta por pinturas, esculturas e objetos em cerâmica e papel machê produzidos por pessoas com deficiência, ficará em exibição no Espaço Cultural Senador Ivandro Cunha Lima. Os objetos da mostra poderão ser tocados tanto por cegos quanto por quem tem a visão.

Confira a programação completa

· 3 a 6 de dezembro (terça a sexta):

Exposição de artes – Espaço Cultural Senador Ivandro Cunha Lima

Coordenada por Lurdinha Danezy, é uma mostra dos trabalhos desenvolvidos por pessoas com deficiência nas oficinas de pintura, escultura em argila, cerâmica e papel machê. As oficinas têm o objetivo de criar um ambiente capaz de ensinar diferentes tipos do fazer artístico para pessoas com deficiência e possibilitar o contato direto entre pessoas com e sem deficiência.

Com curadoria de Glenio Lima, a exposição é composta por pinturas, esculturas e objetos em cerâmica e papel machê que poderão ser tocados tanto por cegos quanto por videntes.

Lurdinha Danezy é artista plástica, escritora, professora e mãe de Lúcio, artista com Síndrome de Down. Mãe de três filhos, vem se dedicando ao estudo da síndrome de down desde o nascimento de Lúcio. Atualmente é vice-presidente da AMEM – Associação “Mães em Movimento”.

Glênio Lima é artista plástico e curador de artes. Recebeu diversos prêmios em salões de artes pelo Brasil.

Artistas:

Alessandra Rodrigues; Antonio Wilson; Carmem Lima; Conceição Galdino; Eli Soares Araújo; Flávio Luis; José Donizete; José Neto; José Roberto; Lucio Piantino; Maria da Conceição; Maria Rodrigues; Marly Araújo; Marta Guedes; Milton Peres; Nely Moreira; Paulo Luz; Pedro Gammaro; Ronaldo Kennedy; Rúbia de Sousa; Valdeci Brandão.

· 3 de dezembro (terça-feira):

  • 15h às 15h45 – Abertura Oficial e apresentação do Coral do Senado – Auditório do Interlegis
  • 15h45 às 16h15 – Fashion Inclusivo – Auditório do Interlegis
  • 16h15 às 17h – Teatro: “Diversos Dias” – Auditório do Interlegis
  • 17h – Coffe break – Hall do Interlegis

Desfile de moda “Fashion Inclusivo”:

Desfile de moda com crianças e adultos com diversos tipos de deficiência (síndrome de Down, deficiência física, deficiência visual) e sem deficiência.

O objetivo do “Fashion Inclusivo” é divulgar a moda completa, que respeita o bem vestir de todos, sem distinção, promovendo a sensibilização da sociedade quanto aos seus participantes. O intuito é de aumentar a interação entre a escola e a comunidade e revelar à sociedade a capacidade das pessoas com deficiência de desenvolverem as mais diversas atividades com competência e brilhantismo, minimizando qualquer forma de discriminação e exclusão social e destacando suas potencialidades.

Responsável e idealizadora do projeto: Ângela Ferreira,  professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal, que atua no do Centro de Ensino Especial de Sobradinho-DF.

Teatro: peça “Diversos Dias”

Coordenadora: Lurdinha Danezy
Autora: Mônica Gaspar

A peça terá no seu enredo as várias atividades artísticas potenciais para a pessoa com deficiência, com o foco nas relações entre as pessoas com e sem deficiência.

· 4 de dezembro (quarta-feira):

  • 9h30 às 10h30 – Oficina básica de Libras – Sala de apoio do Interlegis
  • 10h30 – Visitação do Senado (tour especial) – Saída do Salão Negro
  • 12h30 às 13h30 – Apresentação musical: Daniela Ribeiro – cantora cega – e Charles Jatobá (recitando uma poesia) – Praça da Alimentação
  • 14h30 – Visitação do Senado (tour especial) – Saída do Salão Negro
  • 15h30 – Exibição de filme: “De arteiro a artista: a saga de um menino com Síndrome de Down”, com a presença de Lurdinha Danezy e Lúcio Piantino – Auditório do Interlegis

Oficina de Libras

Instrutor: Falk Soares Moreira, mestrando em Educação da Universidade Católica de Brasília desde 2012. É especialista em Docência no Ensino Superior pela Faculdade Albert Einstein – FALBE (2010), graduado em Pedagogia pelo Centro Universitário de Brasília – UniCEUB (2006), graduado em Letras/Libras polo UnB – UFSC (2010) e habilitado pelo MEC a ministrar aulas de Libras por uma certificação especial chamada Prolibras. Atualmente é professor da Universidade Católica de Brasília – UCB, Centro Universitário de Brasília – UniCEUB e da ESTÁCIO – Universidade Estácio de Sá, no ensino de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais).

Objetivo da oficina: sensibilizar, aproximar, divulgar à comunidade a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), a fim de despertar em cada participante seu papel social na conquista de uma sociedade mais inclusiva.
Público-alvo: Servidores do Senado e demais interessados
Inscrição: pelo ramal 4311 ou pelo e-mail acessibilidade@senado.gov.br
Número máximo de participantes: 30

Exibição do curta metragem:

Título do filme: De arteiro a artista: a saga de um menino com Síndrome de Down

O curta-metragem, de 32 minutos, mostra a infância e a adolescência do menino, Lucio Piantino. Seja tocando pandeiro, preparando comida, jogando basquete ou pegando ônibus, ele revela como é leve ser feliz à maneira dele.

Roteiro do filme: Rodrigo Paglieri
Autora e produtora: Lurdinha Danezy

· 5 de dezembro (quinta-feira):

  • 10h – Projeto cão-guia de cegos – Visita a diversos espaços do Senado Federal
  • 12h30 às 13h30 – Stand up com Dimar (Surdos Show Humor) – Praça de Alimentação
  • 15h –Palestra: “Pantanal” – Weimar Pettengill – Auditório do Interlegis

Projeto cão-guia de cegos

Você vê só um cachorro. O cego vê o mundo.

O projeto foi idealizado buscando o princípio de igualdade física e a reintegração da pessoa com deficiência visual na sociedade, nos setores econômicos e educativos, fornecendo-os locomoção segura por meio do cão-guia, qualidade de vida, saindo da esfera de sistemas compensatórios que hoje imperam no mercado social.

O treinamento de cães é inserido numa estrutura, num processo mais amplo, composto por diversas etapas, que passam pelo processo de seleção genética de matrizes (fêmeas) e padreadores (machos), reprodução e nascimentos assistidos, socialização dos filhotes, seleção dos animais compatíveis com a finalidade, treinamento específico para a função, adaptação ao deficiente visual e, finalmente, entrega do animal ao seu utilizador.

Stand up

Artista: Waldimar (Dimar)
Waldimar é surdo, humorista do Grupo “Surdos Show Humor”. O show acontece em língua de sinais (Libras) e conta com interpretação para a Língua Portuguesa.

Palestra: Pantanal

Palestrante: Weimar Pettengill
Weimar é ciclista e empresário. Percorreu, em dezembro de 2009, uma ultramaratona (120km feitos em 24 horas), no interior do Pantanal, juntamente com Adauto Belli, atleta cego e adestrador de cães. Essa aventura deu origem ao documentário “Ultramaratona no Pantanal”.

Saiba mais detalhes na página do evento, clicando aqui.