Seminário online aborda impacto do setor de mineração sobre mulheres e meninas

O próximo seminário online do programa conjunto sobre governança ambiental do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e da agência de proteção ambiental sueca (Environmental Governance Programme, EGP) abordará os impactos das atividades de mineração sobre mulheres e meninas, discutindo experiências recentes da Colômbia.

O seminário, aberto ao público, acontecerá na próxima terça-feira (18) por meio da plataforma GoToWebinar. O evento, em inglês, começará às 12h (horário de Brasília). A sessão em espanhol começará às 15h. Ambos terão duração de 90 minutos.

Há um crescente reconhecimento de que o setor de mineração não apenas gera impacto diferente sobre homens e mulheres, mas que as políticas públicas para a governança do setor também afetam as mulheres e os homens de maneira diferente. Foto: Brasil.gov.br

Há um crescente reconhecimento de que o setor de mineração não apenas gera impacto diferente sobre homens e mulheres, mas que as políticas públicas para a governança do setor também afetam as mulheres e os homens de maneira diferente. Foto: Brasil.gov.br

O próximo seminário online do programa conjunto sobre governança ambiental do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e da agência de proteção ambiental sueca (Environmental Governance Programme, EGP) abordará os impactos das atividades de mineração sobre mulheres e meninas, discutindo experiências recentes da Colômbia.

O seminário discutirá como as mulheres e meninas são afetadas diferentemente pelo setor de mineração; quais ferramentas de política pública os governos podem usar para lidar melhor com essas lacunas de gênero; como a Colômbia melhorou suas políticas públicas e arcabouço regulatório relacionado à mineração a partir de uma perspectiva de gênero.

Como participar

O seminário, aberto ao público, acontecerá na próxima terça-feira (18) por meio da plataforma GoToWebinar. O evento, em inglês, começará às 12h (horário de Brasília). A sessão em espanhol começará às 15h. Ambos terão duração de 90 minutos.

O registro para o seminário em inglês deve ser feito com antecedência neste link.
O registro para o seminário em espanhol deverá ser feito neste link.

Palestrantes

Os palestrantes são Anders Arco, consultor sobre questões de gênero no setor de mineração nas entidades da sociedade civil Alianza para la Minería Responsable (Colômbia) e Solidaridad Internacional (Espanha); Javier Blanco, oficial de campo no escritório da ONU Mulheres no departamento de Chocó, Colômbia.

Outros participantes incluem Luisa Fernanda Bacca, chefe do Departamento de Assuntos Sociais e Ambientais do Ministério de Minas e Energia da Colômbia; Sohinee Mazumdar, ativista de direitos humanos e proteção ambiental.

O seminário em espanhol terá moderação de Christian Felipe Lesmes e Viviana Martínez-Pulido, do PNUD Colômbia. O seminário em inglês será moderado por Sarah Daitch, do programa conjunto de governança ambiental.

Sobre o tema do seminário

Há um crescente reconhecimento de que o setor de mineração não apenas gera impacto diferente sobre homens e mulheres, mas que as políticas públicas para a governança do setor também afetam as mulheres e os homens de maneira diferente.

Estatisticamente, mulheres e meninas têm mais probabilidade de sofrer os impactos negativos relacionados à mineração, tais como a poluição da água e da terra ou a falta de acesso a água e terra, e ameaças à segurança e saúde, relacionadas ao influxo de trabalhadores temporários e pessoas à procura de emprego, tais como doenças sexualmente transmissíveis e agressões sexuais.

Este próximo seminário online do programa de governança ambiental analisará como os países podem incorporar questões de gênero em suas respostas à mineração, tirando lições de experiências colombianas aplicadas na mineração de ouro e carvão mineral.

O EGP é um programa conjunto do PNUD e da Agência de Proteção Ambiental da Suécia (Naturvårdsverket) sobre gestão sustentável dos recursos naturais.

Lançado em 2014, o programa apoia governos a integrar a proteção ambiental e dos direitos humanos na gestão e governança do setor de mineração. O programa atua em colaboração com os governos da Colômbia, Quênia, Mongólia e Moçambique. Acesse o site.


Comente

comentários