Seminário marca volta às aulas de 55 mil estudantes da rede municipal de Maceió

Em Maceió (AL), mais de 55 mil alunos da rede municipal já recomeçaram o ano letivo, um momento frequentemente carregado de ansiedade e expectativas, tanto para estudantes como para professores.

Em reconhecimento à importância da ocasião, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no âmbito do projeto de cooperação técnica com a Secretaria Municipal de Educação de Maceió (SEMED), promove até sexta-feira (27) o seminário de voltas às aulas “Consolidando os indicadores de qualidade, de inclusão e de inovação da Rede Municipal de Educação”.

O evento, que está em sua quinta edição, propõe discutir temas fundamentais para a rede, além de avaliar os avanços e desafios para o novo ano e socializar novas experiências pedagógicas que possam ser repercutidas em outras escolas do município.

O PNUD, no âmbito do projeto de cooperação técnica com a Secretaria Municipal de Educação de Maceió, promove seminário "Consolidando os indicadores de qualidade, de inclusão e de inovação da Rede Municipal de Educação". Foto: SECOM Maceió/Pei Fon

O PNUD, no âmbito do projeto de cooperação técnica com a Secretaria Municipal de Educação de Maceió, promove seminário “Consolidando os indicadores de qualidade, de inclusão e de inovação da Rede Municipal de Educação”. Foto: SECOM Maceió/Pei Fon

Em Maceió (AL), mais de 55 mil alunos da rede municipal já recomeçaram o ano letivo, um momento frequentemente carregado de ansiedade e expectativas, tanto para estudantes como para professores.

Em reconhecimento à importância da ocasião, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no âmbito do projeto de cooperação técnica com a Secretaria Municipal de Educação de Maceió (SEMED), promove até sexta-feira (27) o seminário de voltas às aulas “Consolidando os indicadores de qualidade, de inclusão e de inovação da Rede Municipal de Educação”.

O evento, que está em sua quinta edição, propõe discutir temas fundamentais para a rede, além de avaliar os avanços e desafios para o novo ano e socializar novas experiências pedagógicas que possam ser repercutidas em outras escolas do município.

Neste ano, o projeto SEMED/PNUD convidou para o seminário o diretor de articulação e inovação do Instituto Ayrton Senna e ex-secretário de Educação de Pernambuco, professor Mozart Neves Ramos.

Especialista com vasta experiência na área educacional, Ramos fará a palestra “Como trazer a educação do século 21 para dentro da escola”. Essa será uma oportunidade para diretores e vice-diretores, coordenadores pedagógicos, professores e técnicos refletirem sobre o papel do educador enquanto propositor de uma educação plena, com significado, mas que, sobretudo, atenda aos desafios contemporâneos.

Para a secretária municipal de educação de Maceió, Ana Dayse Rezende Dorea, o seminário SEMED/PNUD já é uma tradição na rede, e envolve todos os que fazem parte da comunidade escolar, a quem a gestora se refere como “as figuras mais importantes nesse contexto”.

Dorea relembra que, todos os anos, são debatidas temáticas atuais. “Neste ano, especialmente, vamos abordar a educação contemporânea para dentro das escolas, pois estamos vivendo momentos novos, diferentes do contexto da Educação. Também apresentaremos as experiências exitosas que a rede tem, com ênfase no trabalho da biblioteca da SEMED”, sintetiza a secretária.

Nas palavras da coordenadora-geral do projeto SEMED/PNUD, Rita Ippolito, o evento é muito simbólico para toda a rede, porque marca mais um ano de história e de trabalho, bem como de crescimento, tanto para as crianças quanto para as escolas.

“O PNUD participa com muito entusiasmo, animação e expectativa desse momento, pois o caminho para uma educação de qualidade e inclusiva, através da qual a criança possa ser acolhida e ao mesmo tempo possa responder ao seu anseio de aprendizagem, seja realmente cumprido com todos os esforços e com todos os desafios que devem ser superados na escola pública brasileira.”

Durante o seminário, também foi assinado o plano de trabalho SEMED/PNUD 2019. A programação ainda reservou um momento para relembrar a trajetória do projeto, sua consolidação e continuidade, além de apresentações de arte e cultura protagonizadas pelos estudantes.


Comente

comentários