Seminário em Brasília discute inovação social para alcance dos objetivos globais

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A troca de estratégias e práticas de inovação social em políticas públicas para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foi o tema central de seminário realizado esta semana em Brasília (DF) com apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Nos dois dias de seminário, especialistas apresentaram casos relevantes de inovação social e tendências globais e nacionais.

Evento teve a participação do coordenador-residente da ONU e representante do PNUD no Brasil, Niky Fabiancic (centro). Foto: Natália Souza/ PNUD Brasil

Evento teve a participação do coordenador-residente da ONU e representante do PNUD no Brasil, Niky Fabiancic (centro). Foto: Natália Souza/ PNUD Brasil

A troca de estratégias e práticas de inovação social em políticas públicas para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foi o tema central de seminário realizado esta semana em Brasília (DF) com apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O coordenador-residente da ONU e representante do PNUD no Brasil, Niky Fabiancic, participou da abertura do evento, onde foram apresentados desafios de governança e sua relação com os ODS.

O ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), destacou a importância de um planejamento estratégico eficiente para melhorar a governança do país e direcionar as atividades para cumprir os objetivos globais até 2030. Para ele, é necessário monitorar as ações do governo para compreender os desafios de um desenvolvimento sustentável.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, ressaltou, por sua vez, a necessidade de propostas e ideias que possam se transformar em ações e auxiliem no desenvolvimento de boas práticas governamentais.

A palestra de abertura, “Estratégias e Práticas de Inovação Social”, foi feita pelo especialista sênior em Ciência e Tecnologia na Divisão de Competitividade e Inovação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Carlos Guaipatín.

O evento foi dividido em três painéis, com os temas “Contextualizando a Inovação no Mundo e no Brasil”, “Tendências Globais da Inovação Social” e “Tendências Nacionais da Inovação Social”.

Além disso, houve três mesas redondas para debater casos de Inovação Social nas Politicas Sociais, Inovação Social para Educação de Qualidade, Trabalho Decente e Crescimento Econômico Inclusivo e Inovação Social e Desenvolvimento Territoriais.

Nos dois dias de seminário, especialistas apresentaram casos relevantes de inovação social e tendências globais e nacionais.

Luciana Aguilar, gerente de parcerias para o setor privado do PNUD, participou do painel “Tendências globais da inovação social”; e a oficial para territorialização dos ODS no PNUD, Ieva Lazareviciute, falou sobre a experiência da agência da ONU no apoio à implementação dos ODS em estados e municípios brasileiros.

O projeto Bem Diverso, do PNUD em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), também teve estande no local do evento.


Mais notícias de:

Comente

comentários