Seminário em Brasília discute inclusão de dados estatísticos sobre gênero nos censos agropecuários

Representantes nacionais e internacionais de governos e da sociedade civil reuniram-se em Brasília para aprofundar as discussões sobre a incorporação das estatísticas sobre gênero nos censos agropecuários e nacionais, além de reforçar a participação das mulheres nos Registros Nacionais da Agricultura Familiar. Evento foi organizado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) e parceiros.

Representantes nacionais e internacionais de governos e da sociedade civil reuniram-se em Brasília para aprofundar as discussões sobre a incorporação das estatísticas sobre gênero nos censos agropecuários e nacionais, além de reforçar a participação das mulheres nos Registros Nacionais da Agricultura Familiar.

Estes foram os temas do seminário internacional “A perspectiva de gênero nas estatísticas agropecuárias e registros nacionais da agricultura familiar na América Latina e no Caribe”, que ocorreu até esta sexta-feira (20) em Brasília.

Também foram discutidos avanços e desafios na inclusão de indicadores de gênero nos Registros Nacionais da agricultura familiar nos países do Mercosul, além das contribuições conceituais e metodológicas para o melhoramento das estatísticas de gênero nos censos agropecuários, levando em conta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS).

A atividade faz parte das ações da agenda de políticas para a as mulheres rurais da América Latina e Caribe, no contexto regional de aumento do interesse sobre o tema, presente nas diversas plataformas de diálogo político e nos marcos legais de política pública de diferentes países para responder aos desafios de superação da pobreza e da desigualdade de gênero.

O seminário também integra o Programa Regional de Gênero da REAF/Mercosul e o Plano de Ação aprovado pelo Grupo de Trabalho da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural e do Grupo de Avanço da Mulher da Celac.

O evento foi organizado em conjunto por Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar do Mercosul (REAF/Mercosul) e Ministério do Desenvolvimento Social, com o apoio do Programa de Cooperação Internacional Brasil-FAO.