Segurança Pública deve ser uma responsabilidade compartilhada, diz UNODC

Segurança Pública não é uma responsabilidade exclusiva dos órgãos governamentais de justiça e segurança, mas deve ser uma responsabilidade compartilhada. Essa é uma das recomendações presentes no estudo apresentado hoje pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, UNODC, “Gestão da Segurança Pública do Distrito Federal e Entorno”, durante seminário sob o mesmo título, realizado em Brasília na sexta-feira (30/9).

Segurança Pública não é uma responsabilidade exclusiva dos órgãos governamentais de justiça e segurança, mas deve ser uma responsabilidade compartilhada. Essa é uma das recomendações presentes no estudo apresentado hoje pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, UNODC, “Gestão da Segurança Pública do Distrito Federal e Entorno”, durante seminário sob o mesmo título, realizado em Brasília na sexta-feira (30/9).

No evento, o representante do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), Bo Mathiasen, ressaltou a importância da cooperação na elaboração e implementação de políticas de segurança pública. “Garantir Segurança Pública é um dever do Estado. Um Estado formado por governos com poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, pela sociedade civil organizada, pela iniciativa privada e cidadãos. A Segurança deve ser uma responsabilidade compartilhada e um direito de todos”, disse.

O levantamento apresentado pelo UNODC mostra que nenhum dos municípios do Entorno de Brasília possui uma secretaria municipal específica para a área de segurança. Além disso, dos 23 municípios, apenas dois contam com guarda municipal. Para saber mais sobre as conclusões, clique aqui.