Secretário-Geral sublinha papel da criação de empregos na luta contra a pobreza

Durante o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza, celebrado neste domingo (17/10), o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sublinhou o papel crucial do trabalho digno e produtivo na construção de uma sociedade estável e pacífica.

Secretário-Geral sublinha papel da criação de empregos na luta contra a pobreza . Foto ONUDurante o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza, celebrado neste domingo (17/10), o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sublinhou o papel crucial do trabalho digno e produtivo na construção de uma sociedade estável e pacífica.

Mais da metade da população trabalhadora do mundo – totalizando cerca de 1,5 bilhão de pessoas – está em situação de trabalho vulnerável, sem regime formal nem segurança social. “Elas muitas vezes não ganham o suficiente para sustentar as suas famílias, muito menos para subir a escada de oportunidades econômicas”, disse Ban em sua mensagem.

Para sair do fosso da pobreza para o trabalho decente o Secretário-Geral afirma que será necessário investir em políticas de fomento à criação de empregos e à promoção de condições de trabalho decentes, aprofundando nos sistemas de proteção social e facilitando o acesso à educação, à saúde pública e à formação profissional.

Mais de 60 milhões de pessoas em todo o mundo foram empurradas para a pobreza pela crise econômica global, e o desemprego aumentou cerca de um terço desde 2007. Hoje, aproximadamente 1,4 bilhão de pessoas vivem com menos de US $ 1,25 por dia, enquanto cerca de um bilhão passa fome.

“Por trás destas estatísticas há vidas reais, mães e pais sem meios para sustentar suas famílias, e jovens com pouca esperança ou perspectiva de um futuro melhor”, afirmou o Diretor-Geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Juan Somavia.