Secretário-Geral da ONU reitera necessidade de acesso à energia sustentável para todos

Em Fórum de Energia nos Emirados Árabes Unidos, Ban Ki-moon pede para que comunidade internacional trabalhe junta para construir um futuro melhor.

O Painel solar é uma das alternativas para a produção de energia limpa. Foto: UNDP

Painel solar é alternativa para produção de energia sustentável. Foto: PNUD

Classificando o acesso à energia sustentável como “uma das questões mais críticas da atualidade”, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, destacou a importância de fortes parcerias para alcançar o desenvolvimento sustentável.

“Ao tornar a energia sustentável acessível para todas as pessoas e comunidades, podemos eliminar a pobreza extrema e melhorar a saúde pública, aumentar o crescimento econômico e reduzir os riscos de mudanças climáticas”, declarou Ban durante o Fórum de Energia de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, segunda-feira (15).

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), quase 3 bilhões de pessoas em todo o mundo dependem da biomassa tradicional para cozinhar e para se aquecer, e cerca de 1,5 bilhão não têm acesso à energia elétrica.

A iniciativa Energia Sustentável para Todos, propagada pelo Secretário-Geral da ONU, visa a atingir três metas globais até 2030: acesso universal a serviços energéticos modernos; a duplicação da eficiência energética; e a duplicação da distribuição de energias renováveis no mundo.

Na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), realizada no Rio de Janeiro em junho de 2012, essa iniciativa recebeu mais de 50 bilhões de dólares em compromissos para viabilizá-la.

“Precisamos de seu apoio, ideias, experiência e recursos”, disse Ban. “Trabalhando juntos, podemos construir um futuro melhor para todos”, reforçou.