Secretário-geral da ONU pede volta da ordem constitucional após golpe de estado na Tailândia

De acordo com a imprensa, o exército tomou o poder e os militares, que declararam a lei marcial há dois dias, destituíram a primeira-ministra, Yingluck Shinawatra.

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Paulo Filgueiras

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, expressou a sua preocupação com a atual situação na Tailândia e apelou a uma “rápida volta à ordem” após o golpe militar desta quinta-feira (22) no país.

O porta-voz da ONU afirmou que “o secretário-geral está seriamente preocupado com o golpe militar na Tailândia” e “apela a um diálogo inclusivo que possa estruturar uma paz e prosperidade duradouras no páis”.

De acordo com relatos da imprensa, o exército tomou o poder e os militares, que declararam a lei marcial há dois dias, destituíram a primeira-ministra, Yingluck Shinawatra, através de uma decisão do tribunal constitucional.