Secretário-geral da ONU homenageia vítimas de Chernobil no 29º aniversário do desastre

Depois de quase três décadas, as áreas afetadas na Ucrânia, Belarus e Rússia ainda sofrem o impacto do acidente.

Sinal adverte sobre zona de radioatividade perto de um café em Pripyat, Ucrânia. Foto: Wikicommons/VOA/ D. Markosian (CC)

Sinal adverte sobre zona de radioatividade perto de um café em Pripyat, Ucrânia. Foto: Wikicommons/VOA/ D. Markosian (CC)

Para marcar o 29º aniversário do desastre nuclear de Chernobil, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, lembrou, neste domingo (26), as centenas de trabalhadores de emergência que responderam ao acidente e as mais de 330 mil pessoas que saíram de suas casas como consequência do desastre.

“Nos solidarizamos com os milhões que continuam traumatizadas por temores persistentes em relação à saúde e a seus meios de subsistência”, disse Ban. “Depois de quase três décadas, as áreas afetadas na Ucrânia, Belarus e Rússia ainda sofrem o impacto do acidente. No entanto, podemos acreditar que as comunidades afetadas nas regiões agora tem alguma chance e, cada vez mais, os meios, para levar uma vida normal.”

Ele alertou para o fato de que a ONU proclamou o período de 2006 a 2016 a Década de Recuperação e Desenvolvimento Sustentável para as Regiões Afetadas pelo Desastre, e estabeleceu um plano de ação da ONU para Chernobil, para promover um esforço de desenvolvimento socioeconômico, estilos de vida saudáveis e restaurar um senso de comunidade autoconfiante.