Secretário-Geral da ONU felicita ganhadoras do Prêmio Nobel da Paz 2011

Para Ban ki-moon, escolha ressalta princípio fundamental da Carta da ONU: o papel vital das mulheres no avanço da paz e segurança, desenvolvimento e direitos humanos.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, recebeu hoje (7/10) com satisfação a notícia de que três mulheres foram laureadas com o Prêmio Nobel da Paz e declarou:

“O Prêmio Nobel da Paz 2011 honra três mulheres inspiradoras de coragem, força e compromisso incomuns – a Presidenta da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, e as ativistas sociais Tawakkul Karman, do Iêmen, e Leymah Gbowee, também da Libéria.

Com esta decisão, o Comitê norueguês do Nobel envia uma mensagem clara: mulheres contam para a paz. É um testamento da força do espírito humano e ressalta um princípio fundamental da Carta das Nações Unidas: o papel vital das mulheres no avanço da paz e segurança, desenvolvimento e direitos humanos.

Ao redor do mundo, reconhecemos que mulheres são a pedra fundamental da família e da comunidade. Esmagadoramente são as educadoras, as prestadoras de cuidados da saúde, as tecelãs do nosso tecido social. Em todo o norte da África, Oriente Médio e além, ouvimos as vozes das mulheres pedindo justiça e democracia.

Como este prêmio atesta, cada vez mais elas assumem a liderança que deveriam ter há muito tempo como agentes econômicas, ativistas políticas e tomadoras de decisões locais, nacionais e mesmo globais.

Hoje, ao saudarmos estas três notáveis líderes, nós, nas Nações Unidas, reafirmamos nossa determinação em avançar na causa das mulheres em todo o espectro do nosso trabalho. Por isso criamos uma nova agência dinâmica, a ONU Mulheres – para guiar esta mudança. A erradicação da violência sexual no conflito e a plena inclusão das mulheres na construção da paz e da democracia não é uma opção. É uma necessidade para criar um futuro melhor para todas as pessoas do mundo.”