Secretário-Geral da ONU espera que Síria implemente sem atraso plano de paz proposto pela Liga Árabe

“Pessoas têm sofrido muito e por muito tempo na Síria. Isto é totalmente inaceitável”, disse Ban Ki-moon em visita não anunciada a Trípoli, capital da Líbia.

Protesto feminino em maio, na SíriaPedindo mais uma vez o fim dos assassinatos na Síria, o Secretário-Geral Ban Ki-moon disse ontem (02/11) esperar que uma nova proposta de paz da Liga dos Estados Árabes seja efetuada o mais rápido possível.

“Estou ciente de que a Liga dos Estados Árabes e o governo da Síria fizeram um acordo. Espero que este acordo seja implementado sem demora”, afirmou Ban a repórteres. “Pessoas têm sofrido muito e por muito tempo na Síria. Isto é totalmente inaceitável”.

De acordo com a mídia, a Síria já teria aceito o plano proposto pela Liga Árabe, que inclui a libertação de prisioneiros, a retirada das forças de segurança das ruas e o diálogo com a oposição.

Mais de 3 mil pessoas foram mortas desde que o Governo começou sua repressão aos protestos pró-democracia em março, incluindo pelo menos 187 crianças. Os protestos são parte de um amplo movimento pró-democracia que atravessou o Norte da África e o Oriente Médio, derrubando regimes de longa data na Tunísia, Egito e Líbia.