Secretário-geral da ONU enfatiza necessidade de ação decisiva para confrontar terrorismo

“É inegável e assunto de consenso internacional que esses grupos representam uma ameaça imediata à paz e à segurança internacional”, afirmou Ban Ki-moon.

Menino sírio logo após atravessar fronteira para a Jordânia com a sua família. Foto: ACNUR/O. Laban-Mattei

Menino sírio logo após atravessar fronteira para a Jordânia com a sua família. Foto: ACNUR/O. Laban-Mattei

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, enfatizou a necessidade de uma ação decisiva em apoio aos esforços para confrontar o terrorismo extremista nesta terça-feira (23) — véspera da Cúpula do Conselho de Segurança da ONU para tratar dos combates de terroristas estrangeiros.

As observações do secretário-geral vieram um dia depois do anúncio de ataques aéreos dos Estados Unidos e de seus aliados na Síria, em operação contra o grupo armado conhecido como Estado Islâmico.

Segundo Ban, não há justificativas para a barbárie e o sofrimento impostos à população da Síria pelos grupos armados locais. Todas as providências a serem tomadas devem buscar a minimização de acidentes civis e estar plenamente alinhadas à Carta das Nações Unidas e ao direito humanitário internacional.

“É inegável e assunto de consenso internacional que esses grupos representam ameaça imediata à paz e à segurança internacional”, afirmou o secretário-geral.