Secretário-geral da ONU emite declaração sobre impeachment da presidente Dilma Rousseff

Leia abaixo a nota do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre o impeachment da presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

A presidenta afastada, Dilma Rousseff, faz sua defesa durante sessão de julgamento do impeachment no Senado. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A presidenta afastada, Dilma Rousseff, faz sua defesa durante sessão de julgamento do impeachment no Senado. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Declaração atribuída ao porta-voz do secretário-geral da ONU sobre o impeachment da presidente do Brasil, Dilma Rousseff

O secretário-geral tomou conhecimento sobre a decisão do Senado brasileiro de aprovar o impeachment da presidente Dilma Rousseff e sobre a subsequente posse do presidente em exercício Michel Temer como presidente do Brasil.

O secretário-geral envia seus melhores desejos ao presidente Temer no início de seu mandato. Ele confia que, sob a liderança do presidente Temer, o Brasil e as Nações Unidas continuarão sua estreita parceria.

O secretário-geral agradece a presidente Rousseff por seu comprometimento e apoio ao trabalho das Nações Unidas durante seu mandato.

Nova York, 31 de agosto de 2016

* * *

“Statement attributable to the Spokesman of the Secretary-General on the impeachment of President Rousseff in Brazil

The Secretary-General has taken note of the decision by the Brazilian Senate to impeach President Dilma Rousseff and of the subsequent swearing in of acting President Michel Temer as President of Brazil.

The Secretary-General extends his best wishes to President Temer as he begins his tenure. He trusts that under President Temer’s leadership, Brazil and the United Nations will continue their traditional close partnership.

The Secretary-General thanks President Rousseff for her commitment and support to the work of the United Nations throughout her tenure.

New York, 31 August 2016