Secretário-geral da ONU elogia iniciativa de diálogo no Equador

O secretário-geral da ONU, António Guterres, fez um apelo para que todos os envolvidos na crise equatoriana se comprometam com um diálogo inclusivo e eficaz e trabalhem em busca de uma solução pacífica para os importantes desafios que o Equador enfrenta.

Em comunicado emitido por seu porta-voz, o chefe da ONU também pediu que todas as partes reduzam as tensões, evitem atos de violência e ajam com o máximo de moderação.

O secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: TASS/UN DPI

O secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: TASS/UN DPI

O secretário-geral da ONU, António Guterres, fez um apelo para que todos os envolvidos na crise equatoriana se comprometam com um diálogo inclusivo e eficaz e trabalhem em busca de uma solução pacífica para os importantes desafios que o Equador enfrenta.

Em comunicado emitido por seu porta-voz, o chefe da ONU também pediu que todas as partes reduzam as tensões, evitem atos de violência e ajam com o máximo de moderação.

A ONU no Equador informou que a primeira reunião de diálogo que tinha sido programada para a tarde deste domingo (13) em Quito teve que ser adiada por causa de dificuldades operacionais devido à situação do país. No entanto, todas as partes teriam confirmado seu interesse em se reunir.

O presidente do país, Lenín Moreno, transferiu a capital de Quito para Guayaquil após uma onda de protestos ter tomado as ruas do país.

As manifestações, que já completaram mais de uma semana, começaram devido ao aumento em mais de 120% do preço dos combustíveis. Muitos indígenas também saíram às ruas para pedir mudanças estruturais no país.