Secretário-Geral da ONU condena ataque mortal em comício político no Paquistão

Atentado suicida no noroeste do Paquistão deixou 10 mortos, incluindo uma liderança política local, e 17 feridos.

Secretário-Geral Ban Ki-moon. UN Photo / Eskinder Debebe

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou veementemente no sábado (22) o atentado suicida no noroeste do Paquistão, que matou 10 pessoas, incluindo proeminente político Bashir Bilour, ferindo outras 17.

O ataque teria ocorrido em uma reunião política em Peshawar, capital de Khyber Pakhtunkhwa, onde o Bilour era ministro no governo provincial.

“O Secretário-Geral reitera o forte apoio das Nações Unidas para os esforços do Governo e do povo do Paquistão para combater o flagelo do terrorismo”, disse um comunicado divulgado por seu porta-voz.

“Ele transmite suas sinceras condolências sobre esta trágica perda”, acrescentou o comunicado.