Secretário-geral da ONU anuncia mudança em estratégias de paz e segurança

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O secretário-geral da ONU, António Guterres, anunciou na terça-feira (14) a criação de uma equipe interna de revisão que cuidará das reformas das estratégias de paz, segurança e funcionamento do Secretariado da ONU.

Sede da ONU em Nova York, nos Estados Unidos. Foto: ONU / Yubi Hoffmann

Sede da ONU em Nova York, nos Estados Unidos. Foto: ONU / Yubi Hoffmann

O secretário-geral da ONU, António Guterres, anunciou na terça-feira (14) a criação de uma equipe interna de revisão que cuidará das reformas das estratégias de paz, segurança e funcionamento do Secretariado da ONU.

De acordo com uma declaração emitida pelo escritório do dirigente máximo da ONU, a equipe será liderada por Tamrat Samuel, da Eritreia.

A equipe de revisão foi encarregada de apresentar recomendações sobre as reformas ao secretário-geral até junho deste ano. Para isso, realizará consultas aos Estados-membros da ONU e outras partes relevantes.

Em comunicado, Guterres observou também que os mandatos dos altos funcionários que trabalham sob o pilar da paz e da segurança serão mantidos até 1º de abril do próximo ano.

“Os mandatos de Jeffrey Feltman, como subsecretário-geral da ONU para Assuntos Políticos; de Oscar Fernandez-Taranco, como secretário-geral assistente para apoio à Consolidação da Paz; e de Atul Khare, como subsecretário-geral da ONU para Apoio de Campo, serão estendidos até o 1 de abril de 2018”, acrescentou Guterres.

Na ocasião, Guterres também anunciou a sua intenção de nomear Jean-Pierre Lacroix, da França, como vice-secretário-geral para Operações de Paz. O mandato dele será de um ano e começará a partir de 1º de abril.

Atualmente, ele é diretor para a ONU e as Organizações Internacionais do Ministério de Relações Exteriores da França e tem mais de 25 anos de experiência em política e diplomacia, principalmente na área de organizações multilaterais e em atividades e programas da ONU.

Lacroix sucede Hervé Ladsous, que não estará disponível para uma prorrogação de seu mandato ao final de março.

“Gostaria de expressar a minha gratidão [a Ladsous] pelo seu serviço às Nações Unidas; pelos seus incansáveis esforços; e por sua dedicação à manutenção da paz, especialmente através de ações para resolver a crise multidimensional e para proteger os civis”, concluiu o secretário-geral.


Comente

comentários