Secretário-geral condena ataque contra complexo da ONU no Sudão do Sul

Membros da força de paz da ONU protegem civis em Malakal, no Sudão do Sul. Foto: UNMISS

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou, nesta quinta-feira (02) o ataque contra o complexo da ONU nos subúrbios da cidade de Malakal, capital do Alto Nilo, no Sudão do Sul, nesta quarta-feira (01). De acordo com a Missão das Nações no Sudão do Sul (UNMISS), três membros de milícias abriram fogo contra um local de proteção de civis, que acaba de ser inaugurado pela missão de paz da ONU, matando uma pessoa e deixando seis feridas.

O secretário-geral pediu ao que “seja conduzida uma investigação imediata sobre incidente e que os responsáveis prestem contas por este ato”. Ele também lembrou que todos devem respeitar a inviolabilidade das instalações da UNMISS, incluindo os locais de proteção de civis, que agora abrigam mais de 140 mil deslocados internos.

A ONU estima que em 2015 cerca de 1,95 milhão de pessoas estarão deslocadas no Sudão do Sul. Destas, 293 mil buscarão refúgio em outros países devido à violência que assola o país africano desde o final de 2013.