Filme ‘Baixada Nunca Se Rende’ será exibido esta semana no interior de SP

Lançado este mês no Cine Odeon, no Rio, o filme do Centro RIO+ “Baixada Nunca se Rende” será exibido em diversas cidades brasileiras, começando por Botucatu, interior de São Paulo, e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O filme de Christian Tragni e Juliana Spinola faz parte de um projeto-piloto que tem como objetivo desenvolver nova metodologia de engajamento de cidadãos das periferias com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Veículo das forças de segurança israelenses em um muro que separa os agricultores de Biddu de suas terras em na Seam Zone, como é chamada a área entre a linha do armistício de 1949 e a Barreira da Cisjordânia. Foto: Alaa Ghosheh/UNRWA

ONU pede que Israel respeite direitos humanos de prisioneiros

Chefe de direitos humanos da ONU manifestou “grave preocupação” com a greve de fome generalizada promovida pelos prisioneiros palestinos, que entrou no 38º dia sem solução. Segundo a ONU, a saúde de centenas de prisioneiros começou a se deteriorar significativamente.

Os cerca de mil prisioneiros grevistas reivindicam, entre outras coisas, o fim da prisão administrativa, do isolamento e o aumento no número e na duração das visitas familiares, bem como melhor acesso a serviços de saúde. Organizações de direitos humanos israelenses e palestinas confirmam muitas das queixas dos prisioneiros, muitos detidos sem acusação ou julgamento.

Secretário-geral da ONU, António Guterres (direita) entrega guirlanda de flores em homenagem a membros das Forças de Paz mortos em serviço. Foto: ONU/Mark Garten

Em dia internacional, ONU presta homenagem a membros das Forças de Paz

Para marcar o Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz, lembrado em 29 de maio, as Nações Unidas realizam nesta quarta-feira (24) uma cerimônia em sua sede em Nova Iorque para homenagear as mais de 3,5 mil pessoas que morreram em serviço desde 1948, reconhecendo sua dedicação e coragem.

“Todos os dias, soldados das Forças de Paz ajudam a trazer paz e estabilidade a sociedades afetadas pela guerra no mundo todo”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, em mensagem para o dia. Assista ao vídeo.

Foto: ONU

ONU confirma evidências de ataques químicos na Síria em 2016 e 2017

Em reunião no Conselho de Segurança nessa terça (23), chefe de desarmamento da ONU confirmou evidências que ocorreu exposição a substâncias químicas como o composto Sarin na Síria, em 2016 e 2017.

“Este não é um problema para ser politizado”, disse a representante das Nações Unidas para o desarmamento, Izumi Nakamitsu, que destacou que a ONU “não pode ser neutra” nesse tema. A missão foi liderada pela Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), que atua com a ONU nas investigações.

Capacetes azuis e uniformes dos representantes das forças de paz da ONU. Foto: ONU/Marco Dormino

Soldado brasileiro morto no Haiti será homenageado na ONU em Dia Internacional das Forças de Paz

A sede das Nações Unidas em Nova Iorque lembrará o Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz na quarta-feira (24).

O secretário-geral da ONU, António Guterres, entregará uma guirlanda de flores em homenagem aos soldados mortos, e presidirá uma cerimônia na qual a medalha Dag Hammarskjöld será entregue postumamente a 117 militares, policiais e pessoal civil que perderam suas vidas enquanto serviam as operações de paz em 2016.

Um soldado brasileiro está entre os que serão homenageados postumamente com a medalha Dag Hammarskjöld — o sargento Vicente Medeiros, que perdeu sua vida enquanto servia à Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH).

Bora e seus filhos se preparam para deixar a África do Sul e ir para a França. Foto: ACNUR/James Oatway

Família congolesa deixa tragédia para trás e recomeça a vida na França

Depois de fugir da violência na República Democrática do Congo e de perder o marido e o irmão na África do Sul, Bora Riziki e seus filhos estão indo para a Europa em busca da oportunidade de recomeçar suas vidas em segurança.

Ela e os filhos Amina, de 5 anos, e Ibrahim, de 7, estão deixando uma casa perto da Cidade do Cabo para recomeçar a vida nova na França, por meio de um programa de reassentamento da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Escritório da ONU discute parceria com Recife para combater consumo de drogas

Para discutir parcerias pela prevenção do uso abusivo de substâncias ilícitas em Recife, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) reuniu-se na semana passada (10) com a Secretaria Executiva de Políticas sobre Drogas da capital pernambucana.

Durante o encontro, instituições avaliaram a possibilidade de cooperação no “Mobiliza Recife”, iniciativa que aposta no empoderamento de comunidades para combater o consumo de entorpecentes.

Imagem: UNICEF

UNICEF: 300 mil crianças refugiadas e migrantes viajaram desacompanhadas em 2015-2016

Em novo relatório, o Fundo das Nações para a Infância (UNICEF) aponta que o número global de crianças refugiadas e migrantes que se deslocam sozinhas atingiu um recorde, aumentando quase cinco vezes desde 2010,

Nos últimos dois anos, 200 mil crianças pediram refúgio, sozinhas, em 80 países. Segundo o UNICEF, no mesmo período, 100 mil menores desacompanhados foram presos na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Também no biênio 2015-2016, 170 mil adolescentes, meninos e meninas solicitaram asilo na Europa sem a companhia dos pais ou outros responsáveis.

Iniciativa do UNODC envolve comunidades locais, atuando em centros esportivos e escolas. Foto: UNODC

Agência da ONU reúne jovens em Brasília para discutir violência, criminalidade e uso de drogas

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) promoveu na segunda-feira (16) em Brasília o evento Diálogos da Juventude, que reuniu crianças e adolescentes de 11 a 17 anos em Brasília (DF) para compartilhar opiniões e experiências pessoais com relação a violência, criminalidade e drogas.

A atividade faz parte do programa “Vamos Nessa” (Line Up, Live Up, na versão em inglês), iniciativa global do UNODC para a prevenção da violência e da criminalidade entre jovens por meio da prática esportiva.

Parada do Orgulho Gay de São Francisco, em 2014. Foto: Flickr (CC)/Quinn Dombrowski

Países têm obrigação de combater transfobia, dizem relatores da ONU

Em comunicado divulgado na véspera do Dia Internacional contra a Homofobia, a Transfobia e a Bifobia, lembrado nesta quarta-feira (17), relatores independentes da ONU cobraram dos Estados-membros políticas que protejam os direitos das crianças trans. Para os especialistas, países devem implementar medidas pelo respeito à diversidade, como legislações contra a LGBTIfobia e a criação de programas educativos sobre orientação sexual e identidade de gênero.

O evento terá como foco o combate à exploração sexual e ao abuso de crianças. Foto: EBC

Exploração sexual infantil é tema de fórum com participação da ONU

A representante auxiliar do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Fernanda Lopes, participa na quinta-feira (18) em São Paulo do Fórum Exploração Sexual Infantil, que visa a discutir maneiras de combater essa prática perversa que afeta crianças e adolescentes pelo Brasil. O fórum é uma realização da Folha de S. Paulo em parceria com o Instituto Liberta e é aberto ao público mediante inscrição.

Refugiados sírios aguardam ônibus para a Turquia na tentativa de fugir de confrontos próximos à cidade de Cobani. Foto: ACNUR / I. Prickett

Crimes de guerra continuam ocorrendo na Síria, alerta presidente de comissão da ONU

Enquanto não há solução para o conflito sírio, crimes de guerra continuam a ser perpetuados no país, disse o presidente da Comissão Independente de Inquérito da ONU sobre a Síria, o brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, em entrevista ao Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio).

Em março, relatório da comissão concluiu que tanto o governo sírio como os grupos armados de oposição cometeram crimes de guerra na batalha por Alepo durante o ano passado. Outra investigação recente também apontou o uso de gás sarin em um ataque ocorrido no início de abril no país.

Débora Maria da Silva, fundadora e coordenadora do movimento Mães de Maio, mobilizou Assembleia Legislativa de São Paulo para criação da Semana Estadual das Pessoas Vítimas da Violência no Estado de SP. Foto: Percurso da Cultura (CC)

Mulheres relatam impacto do racismo e da violência contra a juventude negra

As mulheres negras são um dos grupos em situação de maior vulnerabilidade, devido ao acúmulo de discriminações decorrentes do racismo, do sexismo e de outras formas de opressão, cujos impactos incidem sobre a trajetória de suas vidas e de suas famílias.

Essa foi a conclusão de relatos feitos à ONU Mulheres para a ocasião de três datas: Dia Internacional das Famílias, celebrado na segunda-feira (15); Dia das Mães, ocorrido no domingo (14); e Dia Nacional de Luta contra o Racismo (13) — contraponto do movimento negro ao Dia da Abolição, considerando a ausência de políticas e medidas de inclusão após o fim da escravização.

Teleférico do Alemão, zona norte do Rio. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Violência no Complexo do Alemão é tema de vídeo comunitário

O jornal comunitário Voz das Comunidades produziu um vídeo mostrando que nem mesmo os moradores da cidade conhecem a gravidade da situação no Complexo do Alemão. Assista ao vídeo aqui.

Para Marlova Noleto, representante interina da UNESCO no Brasil, “a situação no Complexo do Alemão e outras comunidades do Rio de Janeiro exige atenção e compromisso imediatos de todos para interromper a escalada da violência”.

Fátima segura seu filho, Jad, enquanto conversa com trabalhadora humanitária. Deslocada pelo conflito sírio, Fátima ficou extremamente fragilizada durante a gravidez. Foto: PMA/Hussam Al Saleh

ONU alerta para perigos e desafios enfrentados por mães vivendo em zonas de conflito

A maternidade deveria ser uma época de alegria, mas, para muitas mulheres que vivem em zonas de conflito, ela vem acompanhada de perigo.

No domingo (14), dezenas de países do mundo comemoram o Dia das Mães. É um dia para celebrar as mães de todos os lugares, mas também um momento para refletir sobre os riscos que muitas delas ainda encontram em sua jornada para a maternidade — e o que podemos fazer em relação a isso.

Produtos feitos por detentos da América Latina. Foto: UNODC

América Latina e ONU discutem criação de marca de produtos feitos por pessoas privadas de liberdade

Em encontro na Cidade do Panamá, profissionais de sistemas penitenciário da América Latina, incluindo do Brasil, e representantes da ONU se reuniram para debater programas de trabalho voltados para pessoas privadas de liberdade. Boas práticas servirão de exemplo para criação de uma marca global de produtos feitos por detentos. Iniciativa é liderada pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).

Cerca de 19 milhões de pessoas precisam de assistência no Iêmen, sendo que mais da metade depende da ajuda para sobreviver. Foto: Giles Clarke/OCHA

Ataque contra cidade e porto no Iêmen pode comprometer capacidade humanitária, alerta OIM

“Caso o ataque aconteça, a expectativa é que, no mínimo, cerca de 400 mil pessoas fujam da cidade [de Al Hudaydah], aumentando a situação já desesperadora de mais de 2 milhões de pessoas deslocadas e suas comunidades de acolhimento afetadas pelo conflito”, alertou o diretor de operações e emergências da Organização Internacional para as Migrações, Mohammed Abdiker. Cerca de 19 milhões de pessoas precisam de assistência no país, sendo que mais da metade depende da ajuda para sobreviver.

O presidente colombiano Juan Manuel Santos (direita) cumprimenta o embaixador do Uruguai, Elbio Rosselli, (esquerda) no encontro com os membros do Conselho de Segurança da ONU. Foto: Missão da ONU/Juan Manuel Barrero.

Em visita à Colômbia, Conselho de Segurança da ONU reafirma apoio ao processo de paz do país

Em visita oficial à Colômbia na semana passada, uma delegação do Conselho de Segurança da ONU reafirmou o apoio ao processo de paz que pôs um fim ao conflito de 52 anos no país sul-americano.

Os representantes dos 15 Estados-membros do órgão se reuniram com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, que agradeceu o apoio e a assistência para alcançar um cessar-fogo na região.