Evento em SP lançou plataforma online "Empresas com Refugiados", banco de dados sobre boas práticas e incentivos à contratação de refugiados. Foto: Rede Brasil do Pacto Global

Plataforma ajuda a integrar refugiados ao mercado de trabalho brasileiro

O crescente número de pessoas que buscam refúgio no Brasil – em 2018, foram cerca de 80 mil solicitações formais, segundo dados da Polícia Federal – faz com que setor público e privado, assim como agências das Nações Unidas, busquem soluções para o acolhimento digno dessas pessoas no país.

Pensando na ampliação do acesso ao mercado de trabalho, a Rede Brasil do Pacto Global e a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), com o apoio da ONU Mulheres, lançaram na semana passada (3), em São Paulo (SP), a plataforma online “Empresas com Refugiados”, um banco de dados sobre boas práticas e incentivos à contratação de refugiados.

Prêmio nacional é referência no reconhecimento de educadores brasileiros. Foto: UNICEF/Raoni Libório

UNICEF apoia premiação de professores e coordenadores pedagógicos do Brasil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) passa a ser parceiro, em 2019, do Prêmio Educador Nota 10. Realizada desde 1998, a premiação se tornou o principal reconhecimento do trabalho de professores e gestores de escolas públicas e privadas de todo o Brasil.

A agência da ONU vai apoiar a iniciativa dando ênfase na necessidade de enfrentar a exclusão e o abandono escolares – problemas que atingem mais de 9 milhões de crianças e adolescentes brasileiros, segundo dados oficiais.

Crianças na Mongólia frequentam jardim de infância itinerante, que leva educação infantil a comunidades rurais. Foto: UNICEF/Matas

UNICEF: 175 milhões de crianças não têm acesso a creches e pré-escola no mundo

Em seu primeiro relatório global sobre educação infantil, divulgado nesta terça-feira (9), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) alerta que, em países de baixa renda, apenas uma em cada cinco crianças pequenas tem acesso a essa etapa inicial do ensino.

No Brasil, a agência da ONU lembra que as matrículas têm aumentado em creches e jardins de infância, mas o país não conseguiu atingir a meta de 2016 do Plano Nacional de Educação (PNE), que previa a universalização da pré-escola para crianças de quatro e cinco anos.

Contraste entre as desigualdades no município do Rio de Janeiro. Foto: Luiz Gonçalves Martins - ODS 10

CEPAL busca estudos de casos sobre investimento em desenvolvimento sustentável no Brasil

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) das Nações Unidas, por meio de seu escritório no Brasil, convida pesquisadores, profissionais do setor privado, empresários, representantes da sociedade civil, formuladores de políticas públicas e servidores públicos a enviar estudos de casos sobre investimentos de impacto para o desenvolvimento sustentável no Brasil. O prazo para envio é 11 de agosto.

A barragem do município de Ponto Novo (BA) atingiu sua capacidade total com o último período de chuvas na região. Foto: SDR/BA

Fundo da ONU viabiliza fornecimento de água para agricultores familiares na Bahia

A barragem do município de Ponto Novo (BA) atingiu sua capacidade total com o último período de chuvas na região, e os agricultores familiares do Território Piemonte Norte do Itapicuru celebraram a oferta de água e a garantia de qualidade no plantio.

Isso foi possível por conta do investimento de 14,2 milhões de reais no município, realizado pelo governo do estado, por meio do projeto Pró-Semiárido, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), mediante acordo de empréstimo entre o governo da Bahia e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) das Nações Unidas.

Thânisia Cruz é bacharel em Letras pela Universidade de Brasília (UnB). Atua como professora na Secretaria de Educação do Distrito Federal. Foto: UNODC

Jovens brasileiros participam de fórum da ONU em Nova Iorque

Quatro jovens brasileiros participarão esta semana (8 e 9) na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, do Fórum da Juventude do Conselho Econômico e Social da ONU (ECOSOC), no qual discutirão temas como promoção da paz e de espaços urbanos seguros.

Thânisia Cruz, do Distrito Federal, Maria Eduarda Couto, de Pernambuco, Mauricio Peixoto, de Brasília, e Caio Medina, da Bahia, participaram do Programa Embaixadores da Juventude.

A iniciativa do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) tem o objetivo de fortalecer a representação de jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica em espaços políticos de debate e negociação.

Em Dia Internacional que celebra o esporte como ferramenta para o desenvolvimento e a paz, o chefe da ONU, Ban Ki-moon, foi categórico: “jogando juntos, podemos criar o futuro que queremos”. Foto: UNICEF Brasil / Rocha

Projeto leva esporte e movimento à rede municipal de ensino em Maceió

O movimento é um vetor do desenvolvimento humano e deve estar acessível a todos os indivíduos. Com essa premissa, escolas da rede municipal de ensino de Maceió (AL) participam desde agosto do projeto Escolas Ativas, uma continuação da já consolidada parceria entre Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

A iniciativa busca fazer com que as escolas sejam espaços em que as atividades físicas cotidianas e as práticas corporais – no esporte, na dança, na ginástica, na expressão corporal – sejam tratadas como um capital para a vida e, com isso, tornem as crianças e os adolescentes mais ativos no ambiente escolar e fora dele.

As inscrições poderão ser feitas de forma gratuita, entre os dias 15 de abril e 15 de junho, por Equipes de Saúde da Família, Coordenações de Atenção Básica regionais ou municipais, Secretarias Municipais de Saúde e Secretarias Estaduais de Saúde. Foto: OMS

Prêmio reconhece experiências de sucesso na atenção primária à saúde

O Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) lançaram na sexta-feira (5) o edital do “Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal”. O objetivo é identificar, dar visibilidade, reconhecer e promover iniciativas municipais, estaduais ou regionais que tenham como foco a melhoria da atenção primária à saúde (APS), principalmente o acesso.

As inscrições podem ser feitas de forma gratuita, entre os dias 15 de abril e 15 de junho, por Equipes de Saúde da Família, Coordenações de Atenção Básica regionais ou municipais, Secretarias Municipais de Saúde e Secretarias Estaduais de Saúde.

O Brasil registrou um aumento da pobreza monetária de aproximadamente 3 pontos percentuais entre 2014 e 2017, de acordo com o Banco Mundial. Foto: Wikimedia Commons / chensiyuan (CC)

Relatório do Banco Mundial pede mais programas de transferência de renda na América Latina

As economias da América Latina e Caribe enfrentam vários desafios internos e externos, o que ressalta a necessidade de os agentes políticos lançarem mão de ferramentas de assistência social para dar apoio às pessoas pobres e mais vulneráveis em períodos de crises cíclicas, segundo novo relatório do Banco Mundial.

O documento mostrou que o crescimento econômico mais fraco vem tendo um impacto previsível nos indicadores sociais da região. O Brasil registrou um aumento da pobreza monetária de aproximadamente 3 pontos percentuais entre 2014 e 2017, segundo o organismo internacional.

Profissionais de saúde no Hospital Docente de Calderón, em Quito, capital do Equador. Foto: OPAS

Agência da ONU diz que faltam médicos e recursos para garantir saúde universal nas Américas

Por ocasião do Dia Mundial da Saúde, lembrado em 7 de abril, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) aponta que um terço da população das Américas não tem acesso a cuidados de saúde. Na maioria dos países da região, os níveis de gastos diretos dos indivíduos com saúde representam mais de 25% das despesas domésticas.

A OPAS estima ainda que, atualmente, são necessários 800 mil profissionais a mais para atender às necessidades dos sistemas de saúde das Américas. Agência da ONU pede mais investimentos públicos no atendimento.

Homem resgatado do trabalho escravo no interior do Maranhão - Foto: Marcello Casal/ABr

Ferramenta da ONU aponta falhas no destino de investimentos para combate à escravidão

Uma nova ferramenta interativa de dados das Nações Unidas mostrou um desencontro entre locais onde a escravidão contemporânea ocorre e onde governos estão gastando recursos para responder a esse crime.

A ferramenta, desenvolvida pelo Centro de Pesquisas Políticas da Universidade das Nações Unidas, pode ajudar os debates sobre o tema. Atualmente, mais de 40 milhões de pessoas vivem em situação de escravidão contemporânea.

Equipe do UNOPS e da RedePPP. Foto: UNOPS

UNOPS colabora com iniciativa intergovernamental em Parcerias Público-Privadas

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e a Rede Intergovernamental para o Desenvolvimento das Parcerias Público-Privadas (RedePPP) renovaram em março um acordo para troca de informações sobre experiências na área de parcerias público-privadas (PPPs).

O acordo tem como objetivos a promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da sustentabilidade e da igualdade de gênero nas políticas públicas relativas às PPPs. Também impulsiona a cooperação para realização de eventos e intercâmbios de boas práticas e o trabalho conjunto para aprimorar o marco legal e as capacidades do setor público na área de PPPs.

O Programa EletriCidadania de Voluntariado Corporativo conseguiu, em 14 anos, mudar a cultura de atividades sociais da COPEL. Foto: COPEL

Empresa promove voluntariado para apoiar organizações da sociedade civil no Paraná

Quando, em 2004, a Companhia Paranaense de Energia (COPEL) decidiu estimular seus funcionários a realizar ações sociais por meio da utilização de até quatro horas mensais de sua jornada de trabalho para trabalhos voluntários, não imaginava a espiral virtuosa que geraria.

Vencedor do Prêmio Viva Voluntário 2018 na categoria Voluntariado no Setor Público, o Programa EletriCidadania de Voluntariado Corporativo conseguiu, em 14 anos, mudar a cultura de atividades sociais da empresa.

O Programa Nacional de Voluntariado, Viva Voluntário, é uma iniciativa do governo federal implementada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

ONU Meio Ambiente lança publicação detalhando suas atividades no Brasil

A ONU Meio Ambiente lançou uma publicação que detalha o portfólio de atuação da agência no país, com foco especial para o período de 2017 a 2018. O documento, voltado ao público geral e atores ambientais, apresenta os projetos desenvolvidos nas seis áreas temáticas do organismo: eficiência de recursos, mudança do clima, ecossistemas saudáveis e produtivos, meio ambiente em estudo, governança ambiental e químicos, resíduos e qualidade do ar.

Sessenta por cento dos resíduos e três quartos do uso de recursos e emissões de gases de efeito estufa vêm das cidades. Foto: EBC

Cúpula das Cidades pede abordagem integrada para infraestrutura urbana

Embora os Estados-membros tenham adotado uma resolução sobre infraestrutura sustentável na Assembleia Ambiental das Nações Unidas (UNEA), em março, a Cúpula das Cidades reforçou no mesmo mês em Nairóbi, no Quênia, a importância da ação local e a necessidade de uma abordagem integrada para a infraestrutura urbana.

Sessenta por cento dos resíduos e três quartos do uso de recursos e de emissões de gases de efeito estufa vêm das cidades, o que as torna ótimos lugares para promover o consumo e a produção sustentáveis.

Mas preservar o bem-estar de uma população cada vez mais urbana, incluindo pessoas que ainda não têm acesso a moradias e serviços básicos acessíveis e adequados, é tão importante quanto a busca por atingir as metas de desenvolvimento sustentável. Uma abordagem integrada à infraestrutura urbana poderia ajudar a fazer as duas coisas, de acordo com a ONU Meio Ambiente.

Porto de Fortaleza (CE). Foto: MTUR/Jade Queiroz

Movimento de carga nos portos da América Latina e do Caribe sobe 7,7% em 2018

O movimento de carga em contêineres nos portos da América Latina e do Caribe aumentou 7,7% em 2018 na comparação com o ano anterior, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (3) pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL). A análise inclui o comportamento de uma amostra de 31 países e 118 portos e zonas portuárias da região.

Dez países responderam por 84,1% do total de volume de cargas movimentado. São eles (ordenados do maior para o menor, segundo a quantidade de TEU mobilizados): Brasil, México, Panamá, Colômbia, Chile, Peru, Argentina, Equador, República Dominicana e Jamaica.

São Paulo terá atividades esportivas e de lazer nas ruas no domingo (7). Foto: Rede Esporte Pela Mudança Social

ONU e parceiros promovem atividades esportivas e de lazer em sete cidades brasileiras

A Rede Esporte pela Mudança Social (REMS), em parceria com a fabricante de artigos esportivos Nike e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lembram o Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento e pela Paz, 6 de abril. Para marcar a data, as organizações promovem no próximo fim de semana em diversas cidades brasileiras a terceira edição do “Esporte na Rua”.

Mais de 500 voluntários — entre educadores, assistente sociais e atletas — estarão à frente de atividades físicas, esportivas e brincadeiras gratuitas oferecidas à população. No sábado, o evento ocupará espaços públicos em Brasília (DF), Ribeirão Preto (SP), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ). No domingo (7), de São Paulo (SP), Maracanaú (CE) e Jequitinhonha (MG). Veja a programação.

A inauguração do novo Centro de Excelência aconteceu em Abidjan, capital da Costa do Marfim. Foto: PMA

Costa do Marfim inaugura novo Centro de Excelência contra a Fome

Inspirando-se na experiência brasileira, a Costa do Marfim inaugurou no fim de março (25) um novo Centro de Excelência Regional contra Fome e Má-Nutrição na África do Oeste e Central, fruto de uma parceria entre o governo do país e o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas.

A iniciativa é inspirada no Centro de Excelência contra a Fome no Brasil, criado a partir de parceria entre o governo brasileiro e o PMA. A unidade da Costa do Marfim é a primeira do tipo no continente africano.

Política local de governança das migrações de São Paulo é reconhecida internacionalmente por seu caráter inclusivo e inovador. Foto: Defensoria Pública da União (DPU)

São Paulo participa de projeto da OIM sobre boas práticas em políticas de migrações

Autoridades de oito órgãos da administração municipal de São Paulo participarão na segunda-feira (8) de exercício para avaliar a abrangência das estruturas de governança da migração na cidade, identificar boas práticas e apontar prioridades para seu desenvolvimento.

O encontro é promovido pela Organização Internacional para as Migrações (OIM) e faz parte da iniciativa Indicadores de Governança da Migração (MGI, na sigla em inglês), um projeto global liderado pela OIM e executado pela Unidade de Inteligência da revista britânica The Economist.

A política local de governança das migrações de São Paulo, reconhecida internacionalmente por seu caráter inclusivo e inovador, levou a cidade a ser selecionado para o projeto-piloto da aplicação do MGI no nível local, juntamente com Acra, em Gana, e Montreal, no Canadá.

Ao centro, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, e a primeira-dama Gracinha Caiado. Foto: Octacilio Queiroz

Programa da ONU discute parcerias com Goiás em políticas sociais

Representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) estiveram em Goiânia (GO) na semana passada (27) para discutir possíveis parcerias com o Gabinete de Políticas Sociais do Governo de Goiás, coordenado pela primeira-dama do estado, Gracinha Caiado. Agência da ONU apresentou iniciativas já desenvolvidas em nível nacional e global para combater a pobreza e promover o crescimento sustentável.

Missões promovidas por PNUD e SEBRAE buscam melhores práticas internacionais para empreendimentos de impacto socioeconômico no Brasil. Foto: Arquivo Pessoal

Missões internacionais buscam melhores práticas para negócios de impacto social

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) promovem missões internacionais para conhecer experiências com o objetivo de impulsionar os negócios de impacto — empreendimentos com impacto socioeconômico positivos — no Brasil.

Além de estimular o conhecimento de outros ecossistemas de negócios de impacto, a iniciativa ajuda a identificar os principais atores do setor, os desafios dos empreendedores sociais e os mecanismos de apoio existentes.

Relatório da CEPAL apresenta panorama sobre o desenvolvimento sociodemográfico, econômico e ambiental dos países da região. Foto: EBC

CEPAL lança anuário com dados sobre situação socioeconômica e ambiental da América Latina

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) lançou na quinta-feira (28) o Anuário Estatístico da América Latina e do Caribe 2018, disponível em seu site, no qual apresenta um panorama sobre o desenvolvimento sociodemográfico, econômico e ambiental dos países da região.

O relatório destacou desigualdades de gênero nos países da região, evidenciadas pela falta de autonomia econômica das mulheres. Enquanto 28,1% das mulheres latino-americanas e caribenhas de 15 anos ou mais não conta com renda própria, 13,2% dos homens estão em situação similar.

Quanto às condições de moradia e serviços básicos, 95% da população da América Latina e do Caribe dispõe de luz elétrica, 86% têm acesso à água por tubulação, enquanto apenas 65% dispõe de um sistema de esgoto.

Refugiados e migrantes venezuelanos atravessam ponte Simon Bolívar com destino à Colômbia. Foto: ACNUR

ONU e governos sul-americanos discutem como proteger direitos de crianças venezuelanas

Durante uma Reunião Técnica de Alto Nível nos dias 27 e 28 de março em Buenos Aires, Argentina, a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), junto ao Instituto de Políticas Públicas e Direitos Humanos do Mercosul (IPPDH), convocaram representantes institucionais de países da América do Sul receptores de refugiados e migrantes da Venezuela para trocar experiências sobre os desafios e oportunidades para a proteção de crianças e adolescentes venezuelanos.

Com um número de pessoas venezuelanas refugiadas e migrantes chegando a 3,4 milhões no mundo todo, crianças e adolescentes são os grupos mais afetados, enfrentando sérios riscos de proteção como separação familiar, falta de regularização migratória, exploração laboral e sexual, tráfico de pessoas, recrutamento forçado, limitações no acesso à certidão de nascimento e aos serviços básicos de saúde e educação.

Para a cenografia, a agência disponibilizou tendas familiares usadas na operação humanitária de Roraima, que seriam descartadas, para compor um campo de refugiados fictício. Foto: ACNUR/Victor Moriyama

ACNUR firma parceria técnica com ‘Órfãos da Terra’, nova novela das seis da Globo

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) selou uma parceria inédita com a próxima novela das seis da Globo, “Órfãos da Terra”, que tem estreia prevista para 2 de abril. A obra, que conta uma história de amor, superação e empatia, traz como pano de fundo o universo de refugiados de diversos lugares do mundo, vítimas de guerras, conflitos e perseguições – e também pessoas que deixaram seus países por razões econômicas ou devido a desastres naturais.

Crescimento sustentável da economia global requer melhora da qualidade da mão de obra. Foto: Agência Brasil

CEPAL lança relatório sobre investimentos sustentáveis e crescimento da economia brasileira

A Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a Friedrich Ebert Stiftung (FES), o Insper Instituto de Ensino e Pesquisa e a Rede Brasil do Pacto Global promovem na próxima segunda-feira (8), em São Paulo (SP), um encontro de especialistas sobre o potencial dos investimentos de baixo carbono para a economia brasileira. Evento terá lançamento de relatório inédito da CEPAL sobre sustentabilidade e crescimento.

Cerrado. Foto: Agência Brasil/Elza Fiúza

PNUD promove recuperação do Cerrado brasileiro para proteger ciclos hidrológicos

Conhecido como “berço das águas” ou “caixa d’água do Brasil”, o Cerrado abriga oito das 12 regiões hidrográficas do país e abastece seis das oito grandes bacias brasileiras. Mas o bioma também é conhecido pelos altos índices de degradação ambiental — a devastação da sua cobertura vegetal já alcançou 52%. O desmatamento afeta o ciclo hidrológico dos ecossistemas, prejudicando o abastecimento da população.

Após uma longa viagem, venezuelanos chegam a Dourados para uma nova vida. Foto: ACNUR/Alan Azevedo

Com assistência da ONU, 130 venezuelanos são interiorizados para Mato Grosso do Sul

Dormindo nas ruas de Boa Vista (RR) por quase um mês, o venezuelano Daniel Andrade, de 29 anos, buscou apoio no centro de registro e documentação da Operação Acolhida na cidade e conseguiu, por meio da estratégia de interiorização, um emprego em Dourados (MS). Em busca de melhores oportunidades de integração, ele confirmou sua participação, refez as malas e embarcou rumo a uma nova vida.

Daniel é um dos 100 venezuelanos embarcados há uma semana para Dourados. Outros trinta, divididos em diferentes voos comerciais, também se juntaram ao grupo, que começa a trabalhar na cidade em 8 de abril. Todos receberam auxílio financeiro emergencial da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). O voo foi fretado pela Organização Internacional para as Migrações (OIM).

A militar brasileira Marcia Andrade Braga recebe das mãos do secretário-geral da ONU, António Guterres, o prêmio de Defensora Militar da Igualdade de Gênero da ONU. Foto: ONU/Cia Pak

Forças Armadas comemoram prêmio da ONU sobre igualdade de gênero para militar brasileira

Em torno de 40 representantes das Forças Armadas, academia, sociedade civil e missões diplomáticas celebraram nesta sexta-feira (29), no Rio de Janeiro (RJ), a premiação da militar brasileira Marcia Andrade Braga, que recebeu em Nova Iorque uma condecoração da ONU por promover a igualdade de gênero em missões de paz. A capitão de corveta da Marinha trabalha desde abril de 2018 na operação das Nações Unidas na República Centro-Africana (MINUSCA).

Katyna trabalhou como diretora adjunta de país no Panamá (2009-2012) e no Haiti (2013-2015). Foto: PNUD Haiti

Nova representante de escritório do PNUD no Brasil assume posto em abril

O escritório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil anunciou nesta sexta-feira (29) que sua nova representante-residente, a hondurenha Katyna Argueta, assumirá suas funções a partir de 1º de abril.

Diplomata de carreira, Katyna ingressou no PNUD em 2003 como assessora da representação em Honduras. Em seguida, assumiu o cargo de coordenadora de Recursos Humanos e, mais tarde, trabalhou como diretora adjunta de país no Panamá (2009-2012) e no Haiti (2013-2015). Desde 2016, atua como diretora de país do PNUD no México.

Aniversário de um ano da Operação Acolhida promoveu interação entre brasileiros e venezuelanos. Foto: ACNUR/Allana Ferreira

Agências da ONU lembram um ano da operação de acolhimento de venezuelanos

Um ano após iniciar as atividades de proteção e assistência aos venezuelanos que chegam ao Brasil pela fronteira com Roraima, a Operação Acolhida celebrou seu primeiro aniversário com atividades culturais e esportivas para promover a integração entre refugiados e migrantes e brasileiros residentes de Boa Vista (RR).

Nas últimas semanas, uma feijoada beneficente e uma exposição fotográfica em um dos shopping da cidade marcaram o início das celebrações. No fim de semana, as comemorações tomaram a Praça Flávio Marques Paracat, um dos principais pontos turísticos de Boa Vista, com corridas de rua para crianças e adultos.

A Operação Acolhida envolve 11 ministérios e possui apoio e engajamento de organizações da sociedade civil e de diversas agências da ONU, como Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), Organização Internacional para as Migrações (OIM), Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), ONU Mulheres e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Foto: ONU/Martine Perret

ONU manifesta preocupação com denúncias de estupro de brasileira presa na Bolívia

O Escritório para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) manifestou na semana passada (20) sua profunda preocupação com denúncias recentes de violência contra mulheres envolvendo servidores públicos da Bolívia.

O ACNUDH citou relatos de estupro de uma brasileira privada de liberdade em Rurrenabaque (Beni), que teria sido cometido por membros da polícia boliviana. Outro caso mencionado é o de um juiz do Tribunal Constitucional da Bolívia, que teria agredido sua esposa.

Em cumprimento do marco normativo nacional, o escritório regional pediu para o Estado boliviano continuar as investigações de ofício sobre as denúncias e garantir que todos os casos de violência contra mulheres sejam investigados e sancionados.

Planejamento da carreira e empreendedorismo são alguns dos temas abordados no projeto Empoderando Refugiadas. Foto: Rede Brasil do Pacto Global/Fellipe Abreu

Pacto Global e ACNUR lançam plataforma de empregabilidade para refugiados

O Pacto Global das Nações Unidas e a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), com o apoio da ONU Mulheres, lançarão na quarta-feira (3), em São Paulo (SP), a plataforma Empresas com Refugiados, que terá como objetivo valorizar práticas que beneficiem a contratação de pessoas refugiadas por empresas brasileiras.

A plataforma apresentará práticas corporativas que possibilitam a integração dessas pessoas no país, assim como informações gerais, materiais de referência, pesquisas relevantes e orientação sobre o processo de contratação.

O seminário é uma das atividades da Iniciativa Incluir, lançada em 2015 pelo PNUD para fortalecer o envolvimento privado no apoio aos esforços globais e locais para reduzir a pobreza e tornar o desenvolvimento mais inclusivo. Foto: Thiago Siqueira

PNUD e SEBRAE debatem em Brasília inovação social e negócios de impacto

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) realizaram na quinta-feira (29) em Brasília (DF) encontro que debateu inovação social, negócios de impacto e suas cadeias de valor.

O seminário é uma das atividades da Iniciativa Incluir, lançada em 2015 pelo PNUD para fortalecer o envolvimento privado no apoio aos esforços globais e locais para reduzir a pobreza e tornar o desenvolvimento mais inclusivo.

Evento em Paris reuniu especialistas para debater os desafios e possibilidades do uso da inteligência artificial para o aprendizado. Foto: PMA

Conferência em Paris discute potencialidades da Inteligência Artificial na educação

A conferência “Inteligência Artificial para o Desenvolvimento Sustentável”, tema da Semana de Aprendizagem Móvel da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), debateu no início de março (4 a 8), em Paris, as potencialidades e os desafios da utilização da Inteligência Artificial (IA) na educação.

De acordo com o secretário da Educação de São Paulo, Rossieli Soares, que participou de uma sessão de debates na UNESCO, as lacunas na educação no Brasil serão ainda maiores se o uso de tecnologias e da Inteligência Artificial não fizerem parte dos currículos escolares no país. “É necessário que as crianças brasileiras adquiram competências em programação para se preparar às mudanças no mundo do trabalho”, declarou.

Sobrevoo da área atingida pelo rompimento da barragem em Brumadinho (MG). Foto: Presidência da República/Isac Nóbrega

ONU apoia criação de padrões globais para barragens de mineração

Em resposta ao recente rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG), que deixou ao menos 214 mortos e 91 desaparecidos, o Conselho Internacional de Mineração e Metais, a ONU Meio Ambiente e os Princípios para o Investimento Responsável (PRI) lançarão uma revisão independente com o objetivo de estabelecer padrões internacionais para instalações que armazenam rejeitos de mineração.

As falhas nas barragens de rejeitos têm consequências ambientais de longo alcance, com a lama tóxica liberada se infiltrando no solo e nos rios próximos. O desastre de Brumadinho mostrou a necessidade da implementação rápida de fortes padrões internacionais para a contenção de resíduos tóxicos de mineração, apontou a ONU Meio Ambiente.

Refugiados venezuelanos posam para foto em seu novo abrigo em Igarassu, Pernambuco. Foto: ACNUR/Allana Ferreira

Resposta brasileira aos venezuelanos é referência para outros governos, diz oficial da ONU

Ao combinar ajuda humanitária e integração socioeconômica, a inovadora resposta do governo brasileiro aos refugiados e migrantes venezuelanos que chegam ao país é uma boa prática que deve ser mais bem conhecida e replicada em outras ações emergenciais voltadas a esta população no mundo.

Essa visão foi manifestada na última segunda-feira (25) pelo representante especial conjunto de Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e Organização Internacional para Migrações (OIM) para refugiados e migrantes venezuelanos, Eduardo Stein, durante reuniões em Brasília com os principais órgãos do governo brasileiro que trabalham na resposta humanitária.

A política da empresa é de que os funcionários possam usar quatro horas do expediente de trabalho por mês para ajudar a comunidade. Foto: Acervo Pessoal

Empresa brasileira recebe prêmio por impulsionar voluntariado em comunidades

Um em cada dez funcionários da empresa de produção e processamento de alimentos Cargill dedica parte do seu tempo para atividades voluntárias — o número é representativo, já que a empresa soma atualmente mais de 20 mil colaboradores.

O incentivo às atividades de voluntariado por parte da empresa foi reconhecido pelo prêmio Viva Voluntário 2018 na categoria “Voluntariado Empresarial”. A homenagem é fruto de uma parceria entre Casa Civil da Presidência de República e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).