Vacina contra a febre amarela. Foto: EBC

Brasil começa maior campanha mundial de vacinas fracionadas da febre amarela

O Brasil começou nesta semana (25) sua campanha de imunização com doses fracionadas da vacina contra febre amarela. A iniciativa acontece em 69 municípios dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Bahia também participará do programa, mas só começará ações em fevereiro. O plano de vacinação brasileiro foi elaborado com a participação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Esta será a maior campanha do mundo com vacinas fracionadas da doença.

Colheita de soja em fazenda localizada no município mato-grossense de Rondonópolis, um dos principais pólos produtivos do país. Na década de 1990, a cidade chegou a ser denominada capital nacional do agronegócio Foto: EBC/Roosewelt Pinheiro

FAO: agricultura amorteceu crescimento fraco da economia brasileira

O representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil, Alan Bojanic, defendeu nesta semana (23) o papel central do setor agrícola para as atividades produtivas do Brasil. Em 2017, a colheita de grãos do país alcançou a marca de 232 milhões de toneladas. Em um ano de fraco crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a agricultura funcionou como um “amortecedor” para a economia nacional.

Participação de meninas em ciências exatas e tecnológicas é tema de edital da ONU Mulheres e parceiros. Foto: Fuzileiros Navais dos Estados Unidos/Ida Irby

ONU apoiará projetos brasileiros para inclusão de meninas nas áreas de exatas e tecnologia

A ONU Mulheres e instituições parceiras anunciaram nesta semana (23) os ganhadores de um edital que disponibilizará recursos para projetos de inserção de meninas nas áreas de tecnologia e ciências exatas. Entre as dez iniciativas selecionadas, estão programas de capacitação em robótica, desenvolvimento de games e aplicativos, oficinas de mídias digitas e software livre e experimentos com plantas medicinais.

Especialistas se reúnem em São Paulo para debater como levar alimentação de qualidade para toda a população mundial. Foto: PEXELS

ONU participa de seminário em São Paulo sobre alimentação, gastronomia e sustentabilidade

Em São Paulo, o seminário FRUTO – Diálogos do Alimento reunirá a partir de amanhã (26) 30 especialistas brasileiros e estrangeiros para responder à pergunta “como levar comida de qualidade para todos os habitantes do planeta?”. Organizado pelo chef Alex Atala e pelo produtor Felipe Ribenboim, evento terá a participação do Centro de Excelência contra a Fome das Nações Unidas. Atividades serão transmitidas ao vivo e com tradução pela internet. Acompanhe.

UNIC Rio inaugura exposição em memória às vítimas do Holocausto

O Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio) inaugura no dia 29 de janeiro no Palácio Itamaraty, no Rio de Janeiro, uma exposição com pôsteres em memória das vítimas do Holocausto, fruto de um concurso internacional vencido pela designer brasileira Júlia Cristofi. O evento marca o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, lembrado em 27 de janeiro. A mostra fica em cartaz até 28 de fevereiro e tem entrada franca.

Usina de energia eólica. Foto: Flickr (CC)/Alex Abian

Brasil tem condições de reduzir até 48% das emissões até 2050, de acordo com ONU Meio Ambiente e governo

O dado é do estudo “Trajetórias de mitigação e instrumentos de políticas públicas para o alcance das metas brasileiras no Acordo de Paris”, uma das publicações que será lançada hoje, 24, pela ONU Meio Ambiente e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em Brasília.

O evento marca a conclusão de um projeto de cinco anos tocado pelas duas instituições, que procurou identificar as opções de redução de emissões de gases de efeito estufa no país, assim como seus impactos na economia nacional.

Doses de vacina contra a febre amarela. Foto: OPAS

OMS aponta para riscos e desafios logísticos na resposta do Brasil à febre amarela

Em novo informativo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que, com a decisão do Brasil de realizar uma campanha em massa de vacinação, espera-se uma efetiva limitação da transmissão da febre amarela.

Contudo, agência aponta para desafios logísticos e ressalta que o grande número de brasileiros não vacinados, vivendo em lugares favoráveis à transmissão da doença, representam um risco elevado para mudanças nos atuais padrões de transmissão.

Em sintonia com a Agenda 2030 da ONU, projeto da UFRJ simplifica a construção de moradias, escolas e hospitais em locais que sofreram e que são vulneráveis a desastres naturais. Utilizando um sistema de mutirão composto por pessoas das localidades afetadas, o ‘Solução Habitacional Simples’ (SHS) utiliza recursos naturais disponíveis para desenvolver construções com baixo custo e impacto ambiental reduzido.

Projeto de haitianos e brasileiros auxilia construção de moradias em locais vulneráveis a desastres

Em sintonia com a Agenda 2030 da ONU, projeto da UFRJ simplifica a construção de moradias, escolas e hospitais em locais que sofreram e que são vulneráveis a desastres naturais.

Utilizando um sistema de mutirão composto por pessoas das localidades afetadas, o ‘Solução Habitacional Simples’ (SHS) utiliza recursos naturais disponíveis para desenvolver construções com baixo custo e impacto ambiental reduzido. Confira nessa matéria especial em vídeo.

Campanha #CarnavalSemAssédio mobiliza foliões pelo fim da violência contra as mulheres. Imagem: Divulgação

ONU apoia campanha #CarnavalSemAssédio

Paquerar, beijar e se divertir fazem parte do Carnaval, mas há uma condição inegociável: é preciso respeitar o outro. É preciso que haja consentimento.

Em defesa dessa ideia, a ONU Mulheres se uniu à campanha #CarnavalSemAssédio, do Catraca Livre. Iniciativa vai mapear os locais de grandes cidades em que as mulheres são mais vulneráveis a abusos. Outra frente da mobilização é a cobrança de providências do poder público. Em 2017, só no Rio de Janeiro, uma mulher era agredida no Carnaval a cada 4 minutos.

Projeto Siderurgia Sustentável. Foto: PNUD/Tiago Zenero

PNUD anuncia empresas que receberão apoio para explorar carvão sustentável na siderurgia

Seis empresas foram selecionadas pelo Projeto Siderurgia Sustentável, uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), para receber assistência técnica e financeira em projetos que produzem ou utilizam carvão vegetal sustentável no estado de Minas Gerais. Parceria, que disponibilizará um total de 5 milhões de reais para as entidades participantes, visa reduzir emissões de gases de efeito estufa geradas pelo setor siderúrgico do estado.

Casa de repouso para idosos financiada pelo governo de Moçambique. Foto: Banco Mundial/Eric Miller

Com apoio do Brasil e ONU, Moçambique avança na proteção dos direitos das mulheres

Moçambique começou 2018 com mais justiça para as mulheres. O país acaba de concluir um projeto de dois anos para combater a violência de gênero. Iniciativa de cooperação Sul-Sul contou com a parceria do Brasil e de organismos das Nações Unidas. Com o programa, a nação africana conseguiu capacitar agentes públicos de saúde, justiça, segurança e assistência social, além de implementar métodos padronizados de atendimento a vítimas de abuso.

Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

ONU e Brasil lançam cartilha sobre direitos das pessoas com deficiência no mundo do trabalho

Em parceria com o governo brasileiro, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Rede Brasil do Pacto Global lançaram a tradução em português de uma cartilha sobre os direitos das pessoas com deficiência. Voltada para empresas, publicação tem por objetivo instruir gestores do setor privado sobre como respeitar e apoiar esse público de trabalhadores, clientes e fornecedores.

Sede da CEPAL, em Santiago do Chile. Foto: Carlos Vera/CEPAL

ONU recebe inscrições para curso gratuito no Chile sobre economias latino-americanas

Estão abertas até 16 de abril as inscrições para a Escola de Verão sobre Economias Latino-americanas 2018, programa de formação oferecido pela Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

Curso gratuito é voltado para jovens pesquisadores, graduados ou pós-graduados. Aulas acontecem entre 18 de julho e 28 de setembro, na sede do organismo regional, em Santiago, no Chile. Participantes devem arcar com custos de deslocamento e estadia.

Garantir vidas saudáveis e promover o bem-estar em todo o curso de vida é um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Foto: Carol Garcia / SECOM Bahia

Agência da ONU recebe inscrições para programa gratuito de liderança em saúde nas Américas

Profissionais com experiência gerencial ou executiva em saúde pública, relações internacionais e áreas afins têm até 15 de fevereiro para se candidatar a um programa de liderança da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Diplomacia em saúde, cooperação internacional, gestão de políticas públicas, migração, saúde nas fronteiras, acesso a medicamentos e doenças não transmissíveis são alguns dos temas que serão abordados.

Especialização lato sensu da ENAP aborda desafios da gestão pública local e trabalha implementação municipal dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Foto: Flickr (CC)/Ronaldo Lima Jr.

Com apoio do PNUD, especialização em gestão pública local recebe inscrições até 6 de fevereiro

Funcionários públicos municipais terão a oportunidade de se especializar para melhorar a gestão local e ampliar as ações de desenvolvimento sustentável em seus locais de atuação. A Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) promove, com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), um curso lato sensu, com bolsa e alojamento financiados. As inscrições podem ser feitas até 6 de fevereiro.

Foto: UNESCO

Guia de educação em sexualidade da ONU enfatiza igualdade de gênero e direitos humanos

Perto de completar dez anos, o guia “Orientações Técnicas de Educação em Sexualidade”, voltado para legisladores que trabalham na elaboração de currículos escolares no mundo todo, teve esta semana sua edição atualizada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Com base em uma análise das melhores práticas no mundo, o guia mostra que a educação em sexualidade ajuda os jovens a se tornar mais responsáveis em sua atitude e comportamento no que se refere à saúde sexual e reprodutiva. Também é essencial no combate à evasão escolar de meninas provocada por gravidez ou casamento precoce.

Seminário Águas pela Paz aborda conservação de recursos hídricos sob perspectiva transdisciplinar. Foto: Águas pela Paz

Com ONU Meio Ambiente, seminário reivindica debate transdisciplinar sobre recursos hídricos

A água é central para a vida no planeta e é precondição para a existência humana. Apesar de elemento-chave no desenvolvimento sustentável, problemas como a poluição, a escassez e a má gestão do recurso sinalizam uma escalada das crises socioambientais, com graves consequências globais.

O II Seminário Internacional Água e Transdisciplinaridade — Águas pela Paz promove amanhã (13) uma consulta pública online para a elaboração de carta com encaminhamentos para o Fórum Mundial da Água. Saiba como participar.

Foto: Agência Brasil

ONU Meio Ambiente participa da 1ª Conferência Virtual de Protagonismo Juvenil

Quase metade da população mundial tem menos de 25 anos e, atualmente, existem mais jovens do que em qualquer outro período da história. Só no Brasil, são 51 milhões. Com o objetivo de estimular o engajamento dessa população em temas como política, sustentabilidade, ciência e educação, ocorre até domingo (14) a 1ª Conferência Virtual de Protagonismo Juvenil. O evento online teve a participação da ONU Meio Ambiente.

Escola da Vila Nova Esperança em Tomé-Açu (PA), onde atua o Sistema de Organização Modular de Ensino (Some). Foto: Blog do Riba/http://ribaprasempre.blogspot.com.br

Professora adota currículo da ONU sobre igualdade de gênero em áreas rurais do Pará

A professora paraense Danielle Figueiredo, de 33 anos, dá aulas para alunos do ensino médio em áreas rurais do Pará por meio de um sistema denominado modular. Nele, as aulas são concentradas em apenas uma disciplina durante 50 dias, em locais de melhor acesso para estudantes que vivem longe dos centros urbanos.

Isso significa que Danielle, professora de sociologia pós-graduada na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), passa 50 dias em diferentes municípios da região nordeste do estado, já tendo lecionado em comunidades rurais de Capitão Poço, Garrafão do Norte, Nova Esperança do Piriá, entre outras.

Desde 2015, a professora da rede estadual de ensino passou a aplicar em sala de aula, por iniciativa própria, “O Valente não é Violento”, currículo interdisciplinar disponível na Internet que tem como objetivo abordar questões de sexualidade e de gênero para combater e prevenir a violência contra mulheres e meninas.

Crescimento sustentável da economia global requer melhora da qualidade da mão de obra. Foto: Agência Brasil

Economia global deverá crescer 3,1% em 2018, prevê Banco Mundial

O Banco Mundial anunciou na terça-feira (10), em Washington, que 2018 deve ser o primeiro ano, desde a crise financeira de 2008, em que a economia mundial operará em capacidade total ou quase total. O crescimento é estimado em 3,1%, segundo o relatório Perspectivas Econômicas Globais.

As economias da América Latina e Caribe, dentre as quais o Brasil, também avançarão em 2018. O relatório do Banco Mundial calcula 2% para a região e o mesmo percentual para o país. São progressos importantes frente às projeções para 2017, de 0,9% e 1%, respectivamente.

Agricultores semeando alface crespa. Foto: Flickr/ Orgânicos do Pivas (Creative Commons)

Concurso irá escolher práticas agrícolas tradicionais de destaque no Brasil

Foram prorrogadas até 20 de fevereiro as inscrições para o prêmio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais (SAT). O objetivo é reconhecer 15 iniciativas brasileiras, bem como incentivar e fortalecer a articulação, mobilização e formação de redes comunitárias em torno desses sistemas.

O prêmio é uma parceria entre BNDES, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), com o apoio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD).

Foto: OPAS/OMS

Brasil anuncia fracionamento de doses de vacina contra febre amarela em três estados

O Ministério da Saúde anunciou na terça-feira (9) que vai adotar, entre fevereiro e março deste ano, o fracionamento de doses da vacina contra a febre amarela em três estados: Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. Essa medida é recomendada pela Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) como uma das estratégias de imunização que podem ser usadas em casos de emergência.

Profilaxia pré-exposição é mais uma ferramenta contra a transmissão do HIV. Foto: UNAIDS

Brasil começa a distribuir remédios para prevenir HIV entre populações-chave

O Ministério da Saúde começou no início de dezembro (1º) a distribuir as profilaxias pré-exposição (PrEP) e pós-exposição (PEP) para prevenir o HIV entre populações-chave em 35 localidades do país.

Em dezembro passado, um novo relatório sobre prevenção do HIV elaborado por Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) recomendou ampliar o acesso a todas as opções de prevenção disponíveis, entre elas, a PrEP, para diminuir os novos casos de HIV, que têm se mantido em 120 mil por ano desde 2010 na América Latina e no Caribe.

Governos, setor privado, sociedade civil e academia promoveram ações para incentivar a adoção dos ODS em 2017. Foto: PNUD/Guilherme Larsen.

Brasil avançou em 2017 na formulação de políticas para atingir objetivos globais

Para fortalecer a implementação da Agenda 2030, o Brasil avançou em 2017 na formulação de políticas que estimulam a adoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nos âmbitos federal, estaduais e municipais, de acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Governos, sociedade civil, setor privado e organismos internacionais promoveram ações que dialogam com o cumprimento dos ODS por meio de ações integradas para erradicar a pobreza, promover o crescimento econômico e a sustentabilidade global.