A formação será oferecida para 10 equipes entre os dias 12 a 14 de fevereiro de 2020. Foto: PNUD

Agências da ONU apoiam projetos de impacto social criados por adolescentes no Brasil

Você e seus amigos e amigas têm vontade de resolver algum problema relacionado à educação, à empregabilidade ou ao engajamento cidadão, mas sentem que precisam de um empurrãozinho para impulsionar suas ideias?

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) recebem até 19 de janeiro inscrições para a iniciativa “Chama na Solução”, que apoia o desenvolvimento de projetos de impacto social criados por adolescentes.

Elena Abbati é nova diretora do UNODC no Brasil. Foto: UNODC

Italiana Elena Abbati é a nova diretora do UNODC no Brasil

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) no Brasil anunciou nesta terça-feira (7) que sua nova diretora, a italiana Elena Abbati, assumirá suas funções em 8 de janeiro.

Abbati enfatizou que, a partir de 2020, o UNODC pretende avançar nas suas principais áreas de atuação no país.

“O mandato do UNODC tem grande sinergia com o Brasil. O UNODC tem ajudado a tornar o mundo mais seguro contra drogas, crime organizado, corrupção e terrorismo”, declarou.

Centro inaugurado em Manaus oferece apoio para refugiados e migrantes na cidade. Foto: ACNUR/Felipe Irnaldo

Posto em Manaus (AM) atende mais de 5 mil refugiados e migrantes em dois meses

Com cerca de 224 mil venezuelanos no país, a coleta dos dados facilita a resposta local, apoia a adequação de serviços básicos como saúde, educação e abrigamento, e auxilia o mapeamento de fluxos de mobilidade internamente.

Para facilitar esses serviços em Manaus (AM), um novo Posto de Interiorização e Triagem foi inaugurado há dois meses para atender a comunidade refugiada e migrante, com serviços de documentação, registro, vacinação e encaminhamento para a estratégia de interiorização.

Os visitantes da exposição puderam conversar diretamente com as artesãs para compreender melhor o processo de produção das peças. Foto: A CASA/Rodrigo João

Palha do buriti ganha vida na mão de artesãs indígenas venezuelanas em Roraima

As venezuelanas indígenas warao Marcelina e Hermínia tiveram em novembro uma semana repleta de novidades. Abrigadas em Roraima, elas fizeram sua primeira viagem de avião e chegaram a São Paulo, onde expuseram o artesanato que produzem a partir da palha do buriti.

Com apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), da ONG Fraternidade — Federação Humanitária Internacional (FFHI) e da União Europeia, o artesanato com palha de buriti tem se tornado uma fonte de renda para essa população.

Enfermeiras no Hospital da Lagoa, no Rio de Janeiro (RJ). Foto: Ministério da Saúde

OMS define 2020 como ano internacional dos profissionais de enfermagem e obstetrícia

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) celebrarão em 2020 o ano internacional de profissionais de enfermagem e obstetrícia.

Designado pela Assembleia Mundial da Saúde de 2019, o marco comemorativo tem o objetivo de reconhecer o trabalho feito por enfermeiras, enfermeiros e parteiras em todo o mundo, bem como de defender mais investimentos para esses profissionais e melhorar suas condições de trabalho, educação e desenvolvimento profissional.

Harlen e sua filha, Camilla. Foto: UNFPA/Yareidy Perdomo

Do outro lado da fronteira

Quem olha para a venezuelana Harlen Barrios, de 31 anos, natural de Bolívar, sabe reconhecer o excelente desempenho que hoje ela tem na atenção e acolhimento às pessoas refugiadas e migrantes que chegam à Operação Acolhida em Pacaraima (RR). Nem imaginam que, há menos de dois anos, ela estava do outro lado da fronteira.

Hoje Harlen faz parte da equipe do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) na cidade, atuando como assistente de campo 1, dando atenção a refugiados e migrantes que chegam à fronteira com a Venezuela.

O prefeito de Sobral (CE) Ivo Ferreira Gomes e um estudante da rede municipal de ensino. Foto: Banco Mundial

Sobral (CE) ocupa primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica

A cada duas crianças de 10 anos vivendo em países em desenvolvimento, uma não entende o que lê. Esse problema, definido como pobreza na aprendizagem, é uma realidade tanto na América Latina e Caribe (onde o percentual de crianças impactadas é de 51%) quanto global (53%).

Tal cenário dá origem à crise do aprendizado: embora se reconheça que há maior cobertura educacional, a qualidade do ensino não é suficiente. Diante disso, projetos educacionais como o de Sobral (CE) mostram que, quando se quer melhorar, se pode. Leia a reportagem do Banco Mundial.

Arte: Rede Brasil do Pacto Global

Executivo da CPFL Energia é novo presidente da Rede Brasil do Pacto Global

O diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade da CPFL Energia, Rodolfo Sirol, é o novo presidente do Conselho de Administração da Rede Brasil do Pacto Global.

Sirol sucede Sonia Favaretto, da B3, que ocupava a presidência da Rede desde junho de 2019. Neste período, Sonia conduziu novo planejamento estratégico que ajudará a guiar o setor empresarial brasileiro a atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Especialistas independentes pedem novo julgamento do caso do jovem Ali Mohammed al-Nimr

Centro da ONU fará avaliação formativa de magistrados do trabalho no Brasil

O Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG) desenvolverá estudos e pesquisas para a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (ENAMAT) com o objetivo de compreender o modo como diferentes países organizam sua jurisdição trabalhista, por meio de análises comparativas com o Brasil.

O projeto, que tem a duração prevista de dois anos, será realizado graças a um acordo firmado entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e o Tribunal Superior do Trabalho (TST).

RPC, filiada da Rede Globo no Paraná, veiculou a série Mães na Adolescência. Foto: Reprodução

Série de TV aborda desafios da gravidez na adolescência

Entre os dias 25 e 29 de novembro, a RPC, filiada da Rede Globo no Paraná, veiculou a série Mães na Adolescência. Composta por cinco capítulos exibidos no telejornal Boa Noite Paraná, a produção teve como objetivo levar o conhecimento sobre o tema e sobre a realidade que afeta muitos municípios do estado.

A iniciativa foi uma parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), por meio do projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná, junto com a ITAIPU Binacional. Os episódios estão disponíveis online.

Astrid Bant visitou também a ocupação Kaubanoko, em Boa Vista. Foto: UNFPA Brasil/Fabiane Guimarães

UNFPA: refugiados e migrantes precisam ter acesso a contraceptivos e parto seguro

A nova representante do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil, Astrid Bant, visitou Roraima no fim de novembro para conhecer o trabalho desenvolvido pela equipe de assistência humanitária no estado.

Na ocasião, ela constatou que, entre os desafios da atuação da agência da ONU, está a necessidade de garantir o parto seguro a mulheres refugiadas e migrantes que chegam ao país grávidas e em situação de vulnerabilidade.

Além disso, é necessário assegurar o planejamento reprodutivo e acesso a contracepção a outro grupo de mulheres que, sem informação e serviços, estão expostas à gravidez não intencional.

Evento foi coordenado pelo Fundo de População da ONU, em parceria com a Subsecretaria de Direitos Humanos e Igualdade Racial do DF. Foto: UNFPA Brasil

Seminário no DF discute relação entre racismo e desigualdades sociais no Brasil

Durante o seminário “Boas práticas em Direitos Humanos e Igualdade Racial”, que ocorreu na Casa da ONU, em Brasília (DF) no início de dezembro (9), o pesquisador Felipe Freitas, especialista em criminologia, racismo e violência pela Universidade Estadual de Feira de Santana foi incisivo ao lembrar que o racismo está no centro das desigualdades.

Cerca de 30 gestores e formuladores de políticas do Governo do Distrito Federal (GDF) participaram do seminário para debater igualdade racial e direitos humanos. A iniciativa, resultado de uma parceria entre o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e a Subsecretaria de Direitos Humanos e Igualdade Racial do Distrito Federal, teve a contribuição de profissionais renomados nas áreas.

Indígenas da etnia warao que vieram da Venezuela estão em situação de vulnerabilidade social nas ruas e praças públicas de Belém. Foto: Flickr/Amazônia Real/Catarina Barbosa (CC)

UNICEF e Sociedade de Pediatria se unem para cuidado de crianças venezuelanas no Pará

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Sociedade Paraense de Pediatria (Sopape) definem agenda de ação comum a ser desenvolvida com foco em crianças migrantes em Belém e Santarém (PA).

Antônio Carlos Cabral, especialista em Saúde, HIV e Primeira Infância do UNICEF na Amazônia, e Vilma Francisca Hutim Gondim de Souza, presidente da Sopape, definiram em encontro realizado em Belém ações prioritárias para a primeira infância e o desenvolvimento de competências da rede que trabalha com refugiados e migrantes nos abrigos em Belém e Santarém.

Coletivos e organizações da sociedade civil de todo o país participaram da atividade. Foto: UNFPA Brasil/Giselle Cintra

UNFPA reúne jovens em Brasília para construir estratégias de avanço da Agenda 2030

Para que os direitos da juventude sejam efetivados, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) trabalha para promover sua liderança e participação. Neste contexto, reuniu em dezembro, em Brasília (DF), organizações e coletivos da sociedade civil para participar da Sala de Situação de Juventude e Sociedade Civil sobre Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD).

A atividade teve como objetivo compartilhar experiências e expandir a visão das juventudes sobre como avançar na implementação da Agenda 2030 e dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Marileth Aellano, Nieves Gutierrez e Gerinez Perez tiveram a ideia de usar material descartável para transforar o que seria lixo em obra de arte. Foto: ACNUR / Allana Ferreira

Refugiadas venezuelanas criam presépio natalino com materiais recicláveis em Boa Vista

Pessoas refugiadas e migrantes venezuelanas transferidas para o abrigo Rondon 2, em Boa Vista (RR), tiveram uma surpresa natalina. Na entrada do espaço, um grande presépio feito de materiais recicláveis que seriam jogados no lixo levou ao abrigo o espírito de Natal.

Trabalhado durante um mês, as venezuelanas Marileth Aellano, Nieves Gutierrez e Gerinez Perez coletaram, limparam e arranjaram os materiais recicláveis para criar a obra inspirada em memórias e esperanças. Trabalharam noite e dia no projeto até, finalmente, concluí-lo poucos dias antes do Natal. Leia o relato da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Vista aérea de Brasília. Foto: Agência Brasil

Estudo aponta impactos das mudanças climáticas em DF, Goiás e Minas Gerais

A partir de modelagens brasileiras e internacionais, estudo apontou diferentes cenários impostos pelas mudanças climáticas até 2100, como tendência de elevação da temperatura, umidade relativa do ar mais baixa, menor quantidade de chuvas, entre outros.

De acordo com Chou Sin Chan, coordenadora técnica do estudo, a baixa umidade no Distrito Federal deve ser agravada nas próximas décadas. “A tendência é de redução da umidade relativa do ar dos atuais 35% a 55% para 20% a 45% no final do século.”

O documento é parte de projeto coordenado por Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações em Parceria com Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

Foto: OIM

OIM lança site para facilitar reintegração de brasileiros que retornam ao país

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) lançou na sexta-feira (20) o portal http://www.reintegracaobrasil.com, que reúne informações para a reintegração de migrantes brasileiros que retornam ao país.

Entre 2016 e 2018, mais de 2 mil brasileiros retornaram ao país apoiados pela OIM. Em Portugal, Bélgica e Irlanda, as três nações europeias que participam do projeto, o Brasil estava entre os cinco principais países de origem de migrantes retornados.

Especialistas do UNFPA estão percorrendo municípios do oeste do Paraná para falar sobre temas relacionados à adolescência e diversidade. Foto: UNFPA/Bruno Saviotti

Projeto percorre 9 mil km e capacita mais de 360 profissionais no Paraná

Conhecer diferentes realidades e demandas, mobilizar profissionais para o tema da gravidez não intencional na adolescência e reforçar a rede de atendimento a adolescentes nos 51 municípios que aderiram ao projeto conjunto entre a ITAIPU Binacional e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Essa tem sido a rotina da equipe do UNFPA alocada em Foz do Iguaçu (PR), formada em março de 2019 para se dedicar ao projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios.

Funcionários do ACNUR e moradores do bairro pintam o chão da praça. Foto: ACNUR/Alan Azevedo

Brasileiros e venezuelanos atuam juntos em Pacaraima para melhorar comunidade de acolhida

Começou cedo. No último sábado (14), enquanto os moradores de Pacaraima (RR) acordavam, um mutirão comunitário na cidade brasileira localizada na fronteira com a Venezuela iniciava a limpeza e reforma da praça esportiva do bairro de Suapi.

Promovido por Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), associação de moradores do bairro e Prefeitura, o mutirão contou com mais de 150 brasileiros e venezuelanos. Além da limpeza da praça, outras atividades promoveram a convivência pacífica no município que testemunha o impacto do maior fluxo de deslocamento forçado da história recente da América Latina.

Campanha de vacinação contra o sarampo no Brasil. Foto: Ministério da Saúde/Erasmo Salomão

Região das Américas confirma mais de 15 mil casos de sarampo neste ano

A região das Américas teve 15.802 casos confirmados de sarampo neste ano, incluindo 18 mortes. Os dados são da mais recente atualização epidemiológica da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

A doença foi notificada por 14 países e territórios, de 1º janeiro a 12 de dezembro, sendo a maior proporção registrada no Brasil (13.489 casos), Estados Unidos (1.276) e Venezuela (552). A OPAS tem apoiado diversas ações dos países, inclusive com fornecimento de vacinas.

União dos Escoteiros do Brasil é parte do movimento ElesPorElas – HeForShe em defesa dos direitos de mulheres e meninas Foto: Escoteiros do Brasil

ONU Mulheres promoverá oficinas para escoteiras e escoteiros em Foz do Iguaçu (PR)

A igualdade entre homens e mulheres, meninos e meninas é parte da programação do 16º Jamboree Iberamericano e do 3º Camporee Scout Interamericano, que acontecerá de 4 a 10 de janeiro de 2020, em Foz do Iguaçu, Paraná.

O conteúdo será articulado nas oficinas ElesPorElas – HeForShe, promovidas pela ONU Mulheres e pela União dos Escoteiros do Brasil, para escoteiras e escoteiros de 11 a 17 anos. Nos encontros, é aguardada a presença de mais de 6 mil pessoas.

A iniciativa “Adolescência em Cores” é conduzida no município de Nova Santa Rosa, um dos 51 que aderiram ao projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná. Foto: Reprodução

Atividades criativas e culturais fortalecem protagonismo social de adolescentes no PR

Adolescentes de 12 a 17 anos do oeste do Paraná estão recorrendo a atividades criativas e culturais para fortalecer vínculos e aumentar o protagonismo social.

A iniciativa “Adolescência em Cores” é conduzida no município de Nova Santa Rosa, um dos 51 que aderiram ao projeto Prevenção e Redução da Gravidez Não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná, fruto da parceria entre ITAIPU Binacional e Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Algodão tem papel estratégico no desenvolvimento sustentável da América Latina

Brasil treina pesquisadoras peruanas em inovações tecnológicas para setor algodoeiro

Com o objetivo de fortalecer capacidades na cadeia de valor do algodão, duas pesquisadoras peruanas do Instituto Nacional de Inovação Agrária (INIA) estiveram no Brasil este mês para um estágio no escritório da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Algodão), na cidade de Campina Grande (PB).

Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), governos peruano e brasileiro executam em conjunto desde 2015 o projeto +Algodão Peru, cujo objetivo é melhorar a competitividade dos sistemas de produção de algodão no país.

Metodologia apoia desenvolvimento sustentável em meio a aumento dos fluxos migratórios

A chegada de um grande grupo de migrantes a um território traz consigo um contingente de capacidades, potencialidades e desafios. Esta é a premissa do “Desenvolve! Integrando territórios”, metodologia elaborada em sua versão piloto pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em Boa Vista (RR).

Pensado a partir de um conjunto multimídia de plataformas conectadas entre si, o projeto tem por objetivo elaborar planos e estabelecer redes para o desenvolvimento local.

Quirguiz Anastasia Divinskaya é nova representante da ONU Mulheres Brasil

A ONU Mulheres Brasil anunciou nesta segunda-feira (23) que a quirguiz Anastasia Divinskaya assumiu o posto diplomático de representante da organização no país, incorporando-se ao escritório em Brasília (DF).

Com 19 anos de experiência profissional nas Nações Unidas em igualdade de gênero, empoderamento das mulheres e direitos humanos, Divinskaya foi representante da ONU Mulheres Ucrânia. Lá, liderou a criação do escritório no país, o qual possui amplo portfólio programático com ações na região da Ásia Central e Europa.

Ação do projeto do Pró-Semiárido na Bahia.

Caderneta agroecológica contabiliza trabalho de agricultoras na Bahia

O I Encontro das Guardiãs da Agrobiodiversidade do Semiárido Baiano foi realizado até quarta-feira (18) em Senhor do Bonfim (BA) reunindo mais de 300 agricultoras familiares para discutir temas como caderneta agroecológica (contabilização da produção das mulheres), feminismos, empoderamento e autonomia.

O encontro foi uma realização da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vincula à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio do Pró-Semiárido, projeto fruto do acordo de empréstimo feito entre o Governo do Estado da Bahia e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) das Nações Unidas.

Nos stands e eventos paralelos ao fórum, o Brasil esteve presente por meio de iniciativas que têm promovido a integração local e a convivência entre pessoas refugiadas e a população brasileira. Foto: ACNUR/Jesus Cova

Brasil apresenta em Genebra experiências bem sucedidas no acolhimento de refugiados

Com mais de 770 compromissos e propostas apresentadas para apoiar milhões de pessoas refugiadas e comunidades de acolhida pelo mundo, o Fórum Global para Refugiados foi concluído esta semana em Genebra como uma reunião histórica que teve a participação de países, líderes empresariais e de instituições financeiras, além de representantes da sociedade civil, das pessoas refugiadas e de outras agências da ONU.

O Brasil participou do fórum com uma delegação governamental e também com iniciativas que promovem a integração de longo prazo e a convivência pacífica entre a comunidade refugiada e a população brasileira.

Brasileiros se protegem do sol forte e altas temperaturas em Brasília. Foto:Agência Brasil/Fabio Rodrigues Pozzebom

OMS chama países do Hemisfério Sul a se prepararem para ondas de calor

Frente às ondas de calor que afetaram Austrália, Canadá, Estados Unidos, Europa, Índia, Paquistão e Japão em 2019 e as previsões de que esse fenômeno atingirá várias partes da América do Sul, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) pedem aos países da região que se preparem para os impactos na saúde das pessoas, incluindo a possibilidade de mortes.

Nos últimos 12 meses, 24 países das Américas foram afetados por ondas de calor, entre eles Argentina, Bahamas, Barbados, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Estados Unidos, Honduras, Guatemala, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Venezuela e Uruguai.

Prefeito Nelson Marchezan Júnior assinou o projeto de cooperação técnica internacional com as Nações Unidas para a revisão do Plano Diretor de Porto Alegre. Foto: Joel Vargas/PMPA

Em parceria com prefeitura e ABC, PNUD apoiará revisão do Plano Diretor de Porto Alegre

Apoiar a revisão do Plano Diretor de Porto Alegre é o objetivo do acordo de cooperação técnica internacional assinado na quarta-feira (18) entre a prefeitura da capital gaúcha, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

O projeto fornecerá subsídios para aperfeiçoar a gestão do planejamento urbano e promover o desenvolvimento integrado e sustentável do município, com base nos princípios da Nova Agenda Urbana e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especialmente o de número 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis.

Os venezuelanos Ricardo e Maria e seu filho de um mês moram em um abrigo em Manaus (AM). Foto: ACNUR/Santiago Escobar-Jaramillo

OIM e USAID apoiam integração econômica de venezuelanos no Brasil

A Organização Internacional para Migrações (OIM) e a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) assinaram um acordo para apoiar o governo brasileiro na integração econômica de venezuelanos e outros refugiados e migrantes de países vizinhos em situação de vulnerabilidade no Brasil.

O intuito da cooperação é facilitar o acesso ao emprego formal e a oportunidades de geração de renda por meio de programas de treinamento vocacional e empresarial, cursos de línguas e capacitações. Os beneficiados também receberão informações sobre seus diferentes direitos no Brasil, incluindo prevenção à exploração e discriminação laboral.

Ita Tin é presidente-executiva do Clue, aplicativo de monitoramento menstrual. Foto: Clue/Divulgação

Aplicativo de monitoramento menstrual adere a aliança pela saúde do UNFPA

O aplicativo de monitoramento menstrual Clue é um dos mais novos membros e signatários da Aliança pela Saúde e pelos Direitos Sexuais e Reprodutivos no Brasil. O aplicativo para celular, além de trazer previsões sobre menstruação, tensão pré-menstrual (TPM) e janela de fertilidade, também mostra informações sobre o corpo feminino com conteúdo educativo.

Em nota, Ita Tin, presidente-executiva do Clue, ressaltou a importância de o aplicativo ser um parceiro oficial do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil.

“Os compromissos firmados sob a aliança nos ajudarão a contar ainda mais histórias sobre saúde reprodutiva, menstrual e sexual desde uma perspectiva brasileira, o que se alinha com a missão geral do Clue de promover o empoderamento e a autonomia de mulheres e pessoas com ciclos”, diz.

Foto: UNIC Rio/Joana Berwanger

Evento no Rio destaca maior atuação de sociedade civil e empresas na COP25

O resultado da Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP25) foi frustrante no que se refere ao compromisso dos países de assumir metas mais ambiciosas para a redução das emissões, mas a maior atuação da sociedade civil e do setor privado foi um fator positivo do evento realizado até o último fim de semana em Madri, na Espanha, sob a presidência do Chile.

A avaliação é de representantes do corpo diplomático de Espanha e Chile, assim como de membros da academia presentes em encontro que reuniu em torno de 30 pessoas na sede do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), na capital fluminense, na última terça-feira (17). A intenção do evento foi compartilhar reflexões e discutir desafios para o futuro do combate às mudanças do clima.

Ação de saúde pública para controlar vetores da malária em Machadinho D'Oeste, em Rondônia. Foto: OPAS

Conheça as localidades brasileiras que são Campeãs contra a Malária nas Américas

Contraída por meio da picada de um mosquito infectado, a malária é uma das principais causas de mortes no mundo, com 228 milhões de casos e 405 mil mortes em 2018. Nas Américas, a transmissão permanece endêmica em 19 países e territórios — entre eles, o Brasil. Por isso, diversas localidades brasileiras têm utilizado estratégias eficazes para eliminar a doença.

Várias delas foram finalistas do prêmio “Campeões contra a Malária nas Américas”, promovido desde 2009 pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Saiba mais sobre cada uma.

A iniciativa conjunta estimula o desenvolvimento de regiões rurais em 58 municípios do estado. Foto: Governo do Piauí

Fundo da ONU visita Piauí para acompanhar projeto de apoio a pequenos agricultores

Representantes do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) das Nações Unidas reuniram-se na segunda-feira (16) com oficiais do governo do Piauí para abordar a implementação do Projeto Viva o Semiárido, uma iniciativa que visa fortalecer o negócio de pequenos agricultores no estado.

O oficial de projetos do FIDA no Brasil, Hardi Vieira, ressaltou os avanços da iniciativa, que está implementando 211 ações de inclusão produtiva, com recursos aplicados em áreas como ovinocaprinocultura, avicultura, cajucultura, fruticultura, psicultura e mandiocultura.

“Vimos também a importância de investimentos mistos que incluem, por exemplo, reuso de água, quintais produtivos e pequenas criações na implementação e no envolvimento, principalmente de mulheres”, destacou o oficial.