Agência da ONU para Migrações, OIM, desenvolveu um aplicativo para ajudar migrantes de todo o mundo. De forma personalizada, o #MigApp envia notícias e alertas em função das necessidades e localização geográfica do migrante cadastrado – como programar sua viagem, se informar sobre visto e questões de saúde, comparar custos de remessa de dinheiro ao exterior, entre outras facilidades.

Agência da ONU lança aplicativo para apoiar migrantes em todo o mundo

Agência da ONU para Migrações, OIM, desenvolveu um aplicativo para ajudar migrantes de todo o mundo. De forma personalizada, o #MigApp envia notícias e alertas em função das necessidades e localização geográfica do migrante cadastrado – como programar sua viagem, se informar sobre visto e questões de saúde, comparar custos de remessa de dinheiro ao exterior, entre outras facilidades.

Acesse o aplicativo em www.iom.int/migapp.

#DesafioUNAIDS apresenta finalistas para votação do público

Tendo reunido mais de 30 criadores de conteúdo e influenciadores digitais e cerca de 1,1 milhão de visualizações dos vídeos produzidos para Youtube em dezembro, o #DesafioUNAIDS chega à sua etapa final para a escolha do favorito entre três vencedores.

Lançado em dezembro de 2017, o #DesafioUNAIDS buscou provocar o engajamento de youtubers e influenciadores digitais de públicos bem diversos para promover um debate informativo, descontraído e inusitado sobre HIV, AIDS, estigma e discriminação, com foco no alcance dos jovens.

Foto: International Commission on Missing Persons (ICMP)

Laboratório parceiro do PNUD identifica ossada de desaparecido político da ditadura

Um laboratório da Bósnia parceiro do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) identificou este mês as ossadas do paulista Dimas Antônio Casemiro, quase 50 anos depois de ele ter sido torturado e morto pela ditadura militar. Os restos mortais de Casemiro estavam entre as mais de 1.047 ossadas localizadas em 1990 na vala clandestina de Perus (SP).

Para a coordenadora da Unidade de Paz do PNUD, Moema Freire, o objetivo dessa parceria, além de apoiar a identificação de restos mortais de desaparecidos políticos, é também “colaborar para o fortalecimento das ações de Memória e Verdade no país, contribuindo para o fortalecimento das políticas brasileiras nesse setor”.

A tuberculose é a causa mais comum de hospitalização e morte entre pessoas HIV positivas. Foto: EBC

OMS recomenda aumentar oferta de testes e tratamento para prevenir tuberculose

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou na quinta-feira (22) a ampliação do acesso aos testes e ao tratamento da infecção por tuberculose (TB), especialmente entre grupos que estão particularmente em risco, como crianças pequenas e pessoas vivendo com HIV. A mudança expandirá o acesso aos testes e cuidados para pessoas com infecção latente. Caso não recebam o tratamento adequado, pessoas com essa condição podem desenvolver tuberculose ativa no futuro.

Vacina contra febre amarela. Foto: ONU

OPAS e OMS enviam ao Brasil novo carregamento de seringas para vacina contra febre amarela

O Brasil recebeu na noite de quinta-feira (22) um novo carregamento das cerca de 20 milhões de seringas para doses fracionadas da vacina contra febre amarela, solicitadas à Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) pelo Ministério da Saúde do país. O tamanho desses instrumentos – 0,1 cm³ ou o equivalente a 0,1 mL – permite que se aplique a fração exata do produto na pessoa que será imunizada, evitando erros.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, no período de monitoramento (de 1º de julho de 2017 a 20 de fevereiro de 2018), foram confirmados 545 casos de febre amarela no país, dos quais 164 resultaram em mortes.

PNUD e central sindical lançam concurso de fotografias sobre água e saneamento

Para estimular a divulgação e a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 6 – Água potável e saneamento —, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançaram na quarta-feira (21) o “Concurso de fotos dos ODS 6”.

Pessoas com conhecimento em fotografia têm até 15 de março para participar, apresentando imagens que remetam às metas do ODS 6. Com esse enfoque, as organizações pretendem identificar obras que remetam ao desenvolvimento econômico, social, ambiental e institucional do país, tendo como base o tema da água.

Grandi tira foto com a síria Razan, que fugiu da Síria para o Líbano, onde conseguiu um visto humanitário para o Brasil. Foto: ACNUR

Agência da ONU elogia contribuições latino-americanas para Pacto Global sobre Refugiados

Após dois dias de reuniões em Brasília (DF), 36 países e territórios da América Latina e do Caribe aprovaram na terça-feira (20) uma série de contribuições ao Pacto Global sobre Refugiados, que será proposto em setembro deste ano à Assembleia Geral da ONU. O documento aprovado teve como base experiências e boas práticas regionais de proteção de refugiados, solicitantes de refúgio e apátridas.

O resultado da reunião foi elogiado pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), que comemorou o compromisso renovado dos países e territórios da América Latina e do Caribe com a proteção e a busca de soluções para essas populações.

Unidade Materno Infantil do Presídio Tavalera Bruce, que recebe mulheres privadas da liberdade acompanhadas de seus bebês, desde o nascimento até um ano de idade. Foto: Agência Brasil/Tânia Rego

ONU elogia decisão do STF de conceder prisão domiciliar a mães e grávidas presas

Em nota divulgada na quarta-feira (21), a representação da ONU Mulheres no Brasil elogiou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de conceder um habeas corpus coletivo para todas as mulheres grávidas e mães de crianças de até 12 anos em situação de prisão preventiva. A medida contempla as detentas provisórias, que aguardam um veredicto dos tribunais. Agora, elas poderão esperar a decisão do Judiciário em casa, em regime de prisão domiciliar.

Fábrica da Natex, produtora de preservativos à base de látex natural, receberá visita de equipe do UNFPA. Foto: SECOM

Fundo de População da ONU debate oferta de produtos de saúde sexual e reprodutiva na América Latina

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) participa nesta semana de um encontro em Lima para discutir os desafios da América Latina em adquirir métodos contraceptivos e outros produtos de saúde sexual e reprodutiva. Até amanhã (22), a agência da ONU acompanha debates com delegações do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru. Evento visa capacitar servidores públicos para melhorar processos de compra de materiais médicos.

Soldados indianos servindo à Missão de Paz da ONU na República Democrática do Congo fazem patrulha em floresta. Foto: MONUSCO

ONU oferece curso online sobre meio ambiente e conflito armado

De que forma os recursos naturais estão associados aos conflitos armados e à violência? Como o meio ambiente é impactado pela guerra? E como pode auxiliar na construção da paz? Responder a estas e outras questões é o objetivo do novo curso online gratuito sobre Segurança Ambiental e Paz Sustentável, que começa no dia 1º de março e terá a participação de um quadro internacional de profissionais.

Formação é promovida pela Academia dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, pela ONU Meio Ambiente, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Realizado pela ONG Repórter Brasil em parceria com a SEDUC e com apoio da OIT e do MPT, o projeto tem como objetivo promover a discussão sobre o tema do trabalho escravo na rede estadual de ensino do Maranhão. Foto: OIT

Escolas do Maranhão desenvolvem atividades de prevenção ao trabalho escravo

Realizado pela ONG Repórter Brasil, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SEDUC) do Maranhão e com apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do Ministério Público do Trabalho (MPT), o projeto “Escravo, nem pensar!” é focado na prevenção ao trabalho escravo e já está em sua segunda edição.

Por meio da iniciativa, escolas da rede estadual desenvolverão este ano atividades de prevenção ao trabalho escravo com alunos e pessoas da comunidade. O Maranhão é o principal estado de origem de trabalhadores resgatados do trabalho escravo no Brasil.

Parceira entre UNICEF e Facebook divulga riscos de violência online entre adolescentes. Foto: PEXELS

UNICEF e Facebook lançam ferramenta que fala com adolescentes sobre segurança online

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Facebook, em parceria com a empresa de comportamento Sherpas, lançaram nesta semana (19) uma experiência virtual que combina ficção e realidade para ajudar adolescentes a compreender os riscos do compartilhamento de imagens íntimas na internet.

Por meio de uma plataforma de inteligência artificial, batizada de Caretas, jovens a partir de 13 anos interagem no Messenger do Facebook com a personagem fictícia Fabi, uma adolescente muito ativa nas redes sociais. Ela está se recuperando do fim de um relacionamento quando descobre que seu ex-namorado vazou um vídeo íntimo dos dois.

Na América Latina e Caribe, existem 16,5 milhões de fazendas de agricultura familiar. Foto: FAO

Na Jamaica, FAO realiza conferência regional para definir prioridades no combate à má nutrição

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) anunciou nesta segunda-feira (19) que realizará sua 35ª Conferência Regional para a América Latina e o Caribe em Montego Bay, Jamaica, de 5 a 8 de março de 2018.

Encontro, que é a mais alta instância decisória da FAO a nível regional, reunirá representantes dos 33 países-membros da agência da ONU na região e definirá prioridades para o trabalho do organismo ao longo dos próximos dois anos.

Publicação analisa formas de as políticas de proteção social contribuírem para a ampliação da segurança alimentar e nutricional nos países africanos. Foto: PMA

Centro de Excelência contra a Fome lança publicação sobre proteção social em países africanos

O Centro de Excelência contra a Fome — fruto de uma parceria entre o governo brasileiro e o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas — lançou na semana passada (16) uma nova publicação que reúne cinco artigos sobre proteção social em países africanos.

A partir de uma abordagem holística e sistêmica, os estudos de caso encontraram evidências de que programas de transferência de renda, de alimentação escolar vinculada à agricultura local, entre outros, melhoraram o acesso, a disponibilidade, a estabilidade e o consumo de alimentos nesses países.

Grandi parabenizou os países da região por manterem uma política de "fronteiras abertas". Foto: ACNUR

No Brasil, alto-comissário da ONU elogia política de refúgio da América Latina e do Caribe

O alto-comissário da ONU para refugiados, Filippo Grandi, elogiou nesta segunda-feira (19) em visita a Brasília (DF) a política de refúgio dos países de América Latina e Caribe. As declarações foram feitas na abertura da reunião de consultas regionais sobre o novo Pacto Global para Refugiados, que está sendo discutido pelos Estados-membros das Nações Unidas.

Grandi cumprimentou os países latino-americanos e caribenhos por manterem uma política de “fronteiras abertas e por oferecerem proteção àqueles de dentro e de fora da região, especialmente agora, quando os números de refugiados estão aumentando”.

Filippo Grandi visita refugiados do Sudão do Sul em Al Nami, ao leste de Darfur, no Sudão. Foto: ACNUR/Petterik Wiggers

Chefe de Agência da ONU para Refugiados chega ao Brasil; crise na Venezuela está na pauta

O alto-comissário da ONU para refugiados, Filippo Grandi, chegou ao Brasil nesta segunda-feira (19) para uma viagem oficial de dois dias. Ele participará da reunião de consulta da América Latina e do Caribe sobre o Pacto Global para Refugiados, que está sendo discutido pelos Estados-membros das Nações Unidas com o objetivo de enfrentar as crises humanitárias globais.

A situação dos refugiados venezuelanos, que têm entrado no Brasil para escapar da crise política e econômica no país, deve integrar as discussões de Grandi com autoridades em Brasília, incluindo o presidente brasileiro, Michel Temer.

Chefe do ACNUR, Filippo Grandi, no campo de Kutupalong, em Bangladesh. Foto: ACNUR / Roger Arnold

ONU e governo brasileiro promovem reunião em Brasília sobre Pacto Global de Refugiados

Com a presença de delegações de 36 países e territórios da América Latina e do Caribe, além de países observadores e entidades da sociedade civil, acontece nos dias 19 e 20 de fevereiro em Brasília a reunião de consulta da América Latina e do Caribe como contribuição regional para o Pacto Global sobre Refugiados.

Organizada pelo governo brasileiro e pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), a reunião acontecerá no Palácio Itamaraty e contará com a participação do alto-comissário da ONU para refugiados, Filippo Grandi. As sessões de abertura e encerramento serão transmitidas pela Internet.

Celebrações do Dia Africano de Alimentação Escolar em 2017. Foto: PMA

Evento no Zimbábue celebrará Dia Africano de Alimentação Escolar

Em 1º de março, a União Africana vai celebrar o terceiro Dia Africano de Alimentação Escolar. O evento oficial deste ano acontecerá no Zimbábue, e celebrações nacionais e sub-nacionais simultâneas são esperadas.

A data marca o compromisso do continente com a mobilização de um ambiente propício para a governança e o estabelecimento de políticas públicas de alimentação escolar. O relato é do Centro de Excelência contra a Fome — fruto de uma parceria entre o governo brasileiro e o Programa Mundial de Alimentos (PMA).

Ronaldinho Gaúcho e Luís Figo vão liderar equipes em Jogo da Solidariedade. Foto: ONU

Ronaldinho Gaúcho e Luís Figo se enfrentarão em partida de futebol da ONU

Ronaldinho Gaúcho e o português Luís Figo serão os capitães dos dois times que competirão no Jogo da Solidariedade, partida organizada pela União das Federações Europeias de Futebol (UEFA) em parceria com a ONU. A disputa ocorre em 21 de abril, no Estádio de Genebra, na Suíça. O brasileiro Cafu também participará do amistoso, uma iniciativa inédita das Nações Unidas para divulgar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Mobilização online com vlogueiras negras foi uma das ações digitais inovadoras da ONU Mulheres em 2017 para afirmar o protagonismo das mulheres negras e a priorização delas nas agendas globais das Nações Unidas. Foto: ONU Mulheres/Mara Silva

ONU Mulheres apresenta ações de comunicação em defesa dos direitos das mulheres

Representante da ONU Mulheres apresentou práticas da organização para engajar usuários na promoção de uma Internet com mais respeito e diversidade no Brasil, durante o evento Hub Dia Mundial de Internet Segura 2018, promovido pela organização não governamental Safernet em São Paulo no início de fevereiro (6).

A agência da ONU apresentou maneiras de promover mobilizações online e conteúdos colaborativos sobre direitos das mulheres. Com o tema “Crie, conecte e compartilhe respeito”, o encontro reuniu as principais organizações da sociedade civil, empresas de tecnologia e iniciativas para tornar a Internet mais inclusiva.

Adriana Carvalho, gerente dos Princípios de Empoderamento das Mulheres, fala da necessidade de investimentos em meninas nas áreas de ciência e tecnologia. Foto: ONU Mulheres/Amanda Talamonte

ONU defende aumentar participação de mulheres em ciência e tecnologia

A ONU Mulheres, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a empresa de análise para decisões de crédito Serasa Experian promoveram no início de fevereiro (5) evento em São Paulo para discutir formas de aumentar a participação das mulheres e meninas na ciência e na tecnologia.

Em 2017, a ONU Mulheres fez o alerta global de que as mulheres estão fora dos principais postos de trabalho gerados pela revolução digital. Elas têm somente 18% dos títulos de graduação em Ciências da Computação e são, atualmente, apenas 25% da força de trabalho da indústria digital.

O relatório combina exemplos de empresas de todo o mundo com uma análise aprofundada de 10 corporações em oito países, incluindo o Brasil. Foto: FAO/Ubirajara Machado

Políticas laborais de apoio a quem tem filhos beneficiam trabalhadores e empresas, diz relatório

Estudo de subsidiária do Banco Mundial analisou políticas laborais de países latino-americanos, caribenhos e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para apoiar quem tem filhos e conclui que elas beneficiam tanto profissionais quanto as empresas.

Além de discutir as vantagens dos programas de suporte para mães e pais, o relatório apresenta várias recomendações para empresas que desejam implementá-los ou aprimorá-los.

Bandeira do orgulho trans hasteada em São Francisco, nos Estados Unidos. Foto: Flickr (CC)/torbakhopper

ONU Brasil abre chamada pública para 2ª edição de projeto Trans Formação

As Nações Unidas no Brasil, por meio da Campanha Livres & Iguais, apresentou nesta sexta-feira (9) a chamada pública para a segunda edição da iniciativa Trans Formação, que visa fomentar as redes de pessoas trans no Distrito Federal (DF) e no entorno, promovendo sua articulação com instituições e espaços de poder locais.

Segundo dados de organizações da sociedade civil, uma pessoa é assassinada no Brasil a cada 27 horas por conta de sua orientação sexual ou identidade de gênero, e o país ocupa o primeiro lugar no ranking mundial de nações que mais matam travestis, transexuais e pessoas trans. Enquanto a expectativa de vida do brasileiro médio é de 75 anos, a de uma pessoa trans não passa de 35.

Programa financia startups globais com soluções tecnológicas para serviços de saúde brasileiros. Foto: EBC

IFC apoia startups com soluções tecnológicas para serviços de saúde brasileiros

A Corporação Financeira Internacional (IFC), uma subsidiária do Grupo do Banco Mundial, lançou o TechEmerge Health Brazil, um programa de apoio a startups globais de tecnologia que desenvolvam inovações de saúde relevantes para o Brasil.

A IFC está buscando empresas de tecnologia interessadas em ampliar seus negócios no mercado brasileiro. As inscrições podem ser feitas pelo site www.techemergebrazil.org até 10 de março.

Índice de desmatamento na América Latina e Caribe é segundo maior do mundo. Foto: Eduardo Santos / Flickr (CC)

Pesquisadores dizem que fundamentos do direito à terra no Brasil geram desmatamento e violência

Para os pesquisadores André Sant’Anna e Carlos Young, no Brasil, há uma tradição vinculando a reivindicação do direito à posse da terra ao estabelecimento de um uso produtivo para os territórios de interesse. Isso estimula o desmatamento, usado como ferramenta para a expansão da fronteira agrícola. O estudo foi publicado em periódico do Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo da ONU (IPC-IG).

Segundo a representante da ONU Mulheres Brasil, Nadine Gasman, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) precisam ter enfoque racial para eliminar o racismo. Foto: EBC

ONU Mulheres chama de ‘escândalo’ morte de 23 mil jovens negros por ano no Brasil

A cada 23 minutos, um jovem negro é assassinado no Brasil. São 63 mortes por dia, que totalizam 23 mil vidas negras perdidas pela violência letal por ano, conforme destacado pela campanha Vidas Negras, lançada pelas Nações Unidas no país em novembro de 2017.

“Vinte e três mil assassinatos de jovens por ano é um escândalo. A sociedade brasileira, os governos e cada um de nós temos de fazer a nossa parte. (A campanha) Vidas Negras fala do reconhecimento da importância dos jovens negros. Chama à responsabilidade social e política de fazer algo já”, declarou Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil, em entrevista ao programa Artigo 5º, da TV Justiça, a ser veiculado na próxima terça-feira (13), às 12h.

Agências da ONU promovem ação de Carnaval sobre prevenção, direitos sexuais e reprodutivos

O que #ÉbomSaber para curtir um Carnaval de forma saudável e protegida? Desde quarta-feira (7), diversas dicas sobre prevenção, saúde e direitos sexuais e reprodutivos começam a ser veiculadas nas redes sociais com o objetivo de incentivar a disseminação de informações importantes para foliões e foliãs.

Ao longo de duas semanas, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), com apoio das redes sociais da ONU Brasil, irão divulgar vídeos e conteúdos interativos em forma de quiz e enquetes, como parte da iniciativa #ÉbomSaber.