Produtos feitos a partir de espécies da biodiversidade da Caatinga brasileira, como o umbu. Foto: PNUD

Com apoio do PNUD, agricultores do sertão baiano investem na produção sustentável do umbu

Na Bahia, o prolongado período de chuvas de 2019 explica os pés carregados de umbu em propriedades do sertão. Símbolo da Caatinga, a fruta terá a maior safra dos últimos três anos. Estima-se que até 80 toneladas poderão ser colhidas até o final desse mês.

Agricultores familiares que investem no fruto e enriquecem o umbu em cooperativas têm o apoio do Projeto Bem Diverso, uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

OMS quer que crianças passem menos tempo diante de telas eletrônicas e mais tempo em atividades físicas. Foto: PEXELS (CC)/Kaku Nguyen

OMS divulga recomendações sobre uso de aparelhos eletrônicos por crianças de até 5 anos

Crianças de até cinco anos de idade não devem passar mais de 60 minutos por dia em atividades passivas diante de uma tela de smartphone, computador ou TV. A recomendação foi divulgada nesta semana (24) pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que alertou ainda que bebês com menos de 12 meses de vida não devem passar nem um minuto na frente de dispositivos eletrônicos. Orientações fazem parte de conscientização da agência da ONU sobre sedentarismo e obesidade.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi estabelecida pelos países-membros da ONU no fim de 2015. Foto: ONU

‘Histórico comprovado’ de sucessos do multilateralismo é foco de data especial na ONU

O Dia Internacional do Multilateralismo e da Diplomacia para a Paz “destaca os valores da cooperação internacional para o bem comum”, afirmou o secretário-geral das Nações Unidas na quarta-feira (24), na primeira celebração da data.

Citando o direito internacional, os avanços em igualdade de gênero, a proteção ambiental e a limitação da proliferação de armas letais e doenças mortais, António Guterres afirmou que “o multilateralismo e a diplomacia têm um histórico comprovado de serviços às pessoas em todos os lugares”.

Bebê recebe vacina contra o sarampo na cidade de Taguig, nas Filipinas. Foto: UNICEF/Noorani

UNICEF: lacunas de vacinação deixaram 169 milhões de crianças no mundo sem proteção contra sarampo

De 2010 a 2017, 169 milhões de crianças no mundo não receberam a primeira dose da vacina contra o sarampo, afirmou nesta quinta-feira (25) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

No Brasil, segundo dados do Programa Nacional de Imunizações, foram pouco mais de 940 mil crianças que não receberam a primeira dose da tríplice viral em 2010-2017, para a prevenção do sarampo, caxumba e rubéola.

O Kenneth é a primeira tempestade com intensidade de ciclone já registrada no nordeste do país. Imagem: OMM

ONU ajuda Moçambique a se preparar para chegada de novo ciclone

Agências da ONU anunciaram nesta quinta-feira (25) uma ampliação das medidas de emergência para apoiar Moçambique a enfrentar mais um ciclone, que já atingiu o nordeste do país. A tempestade tropical conhecida pelo nome Kenneth chegou pouco mais de um mês após a passagem do Idai pela nação africana.

“Estamos esperando que chuvas torrenciais provocarão enchentes súbitas e deslizamentos de terra, com impacto nas províncias do nordeste”, afirmou o porta-voz do Programa Mundial de Alimentos (PMA), Herve Verhoosel.

Foto: Agência Brasil/Elza Fiúza

UNICEF capacita 1,9 mil municípios brasileiros para combater violência contra crianças e adolescentes

No Brasil, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) deu início nesta semana a um ciclo de formações sobre prevenção da violência contra crianças e adolescentes. Iniciativa terá a participação de gestores de 1.924 municípios da Amazônia e do Semiárido brasileiros. Em 2016, 11.351 meninos e meninas de dez a 19 anos foram vítimas de homicídio no país, totalizando 34 mortes por 100 mil habitantes, segundo o Datasus.

Foto: Agência Brasil/Arquivo

UNESCO firma parceria para promover educação midiática de jovens brasileiros

O Instituto Palavra Aberta e a UNESCO firmaram nesta quinta-feira (25) uma parceria para promover a educação midiática dos jovens brasileiros. Cooperação vai capacitar professores para que trabalhem com seus alunos temas como o acesso à informação no mundo digital e a função das mídias nas democracias.

“Consideramos essencial a promoção da educação midiática e informacional diante da desinformação que vemos no ambiente da web”, defende a diretora e representante da UNESCO no Brasil, Marlova Noleto.

Foto: EBC

Agência da ONU pede fortalecimento da atenção primária de saúde no Brasil

Em visita ao Brasil, a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa Etienne, chamou gestores estaduais na quarta-feira (24) a fortalecer a atenção primária de saúde. Esse nível de atendimento é considerado pela agência da ONU como a base para promover a cobertura universal de saúde. A chefe do organismo regional pediu ainda que funcionários públicos promovam serviços acolhedores para os pacientes.

Moçambique começa a realocar vítimas do Ciclone Idai para comunidades próximas às suas residências originais. Foto: ACNUR/Alissa Everett

Moçambique: sobreviventes do Ciclone Idai começam retorno para áreas próximas de suas casas

Em Moçambique, a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), o governo e outras organizações parceiras iniciaram a realocação de famílias deslocadas pelo Ciclone Idai para áreas mais próximas de suas casas. No último final de semana, 200 famílias deixaram os abrigos na cidade central da Beira. Nos próximos dez dias, cerca de 70 mil pessoas devem sair de centros de residência montados em meio à catástrofe do mês passado.

Sertão do Nordeste. Foto: Wikicommons/Flickr/Maria Hsu

Nordeste brasileiro está entre ‘territórios esquecidos e invisíveis’ da América Latina e Caribe, diz FAO

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) alertou na terça-feira (23) para a persistência da fome e da pobreza em “territórios esquecidos” dentro de países da América Latina e Caribe. O Nordeste brasileiro foi citado pela agência da ONU como exemplo de região que sofre com esses problemas, apesar dos avanços econômicos e sociais do Brasil.

Vacina contra a malária é ministrada num bebê de cinco meses de idade em Mkaka, no Malauí. Foto: PATH

Com apoio da ONU, nova vacina para malária é usada em bebês no Malauí

Após 30 anos em pesquisa, uma nova vacina contra a malária foi disponibilizada pela primeira vez para bebês no Malauí nesta terça-feira (23), afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS). Método de imunização foi elaborado por parceria que tem o apoio da ONU.

A técnica promete revolucionar a prevenção da doença, responsável no mundo pela morte de uma criança a cada dois minutos. A vacina é a primeira a demonstrar, durante testes clínicos, que pode reduzir significativamente a malária entre meninos e meninas.

Centro de tratamento do ebola em Beni, na província de Kivu do Norte, na República Democrática do Congo. Foto: UNICEF/Guy Hubbard

ONU condena ataque que matou médico em clínica de ebola na RD Congo

As Nações Unidas condenaram um ataque que matou um médico num centro de tratamento para o ebola na República Democrática do Congo na sexta-feira (19). O epidemiologista Valery Mouzoko Kiboung, falecido no incidente, havia sido enviado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para trabalhar na resposta ao surto da doença, que começou em agosto de 2018 na província de Kivu do Norte, onde atuam diversos grupos armados.

O trabalho infantil atinge cerca de 3,3 milhões de crianças entre 5 e 17 anos em todo o Brasil, segundo dados de 2014 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foto: EBC

OIT premia iniciativa regional para combater trabalho infantil na América Latina

A Iniciativa Regional América Latina e o Caribe Livres de Trabalho Infantil recebeu o “Prêmio Inovação” da Organização Internacional do Trabalho (OIT), em reconhecimento à sua contribuição na promoção do trabalho decente.

As brasileiras Fernanda Barreto Ribeiro e Maria Cláudia Mello da Silva Falcão, coordenadoras de programas da OIT e integrantes da Secretaria Técnica da Iniciativa, receberão em maio o prêmio na sede da Organização, em Genebra.

Norberto (à extrema esquerda, na primeira fileira) comemora a entrada no processo de revalidação de diplomas com representantes do ACNUR e da Compassiva em Manaus. Foto: ACNUR

Indígena venezuelano começa revalidação de diploma universitário no Brasil

O venezuelano Noberto Jesus Núñez Zapata tem 26 anos e chegou a Manaus (AM) em abril de 2018. Formado em Administração, é também cacique de um dos grupos do povo indígena Warao que receberam abrigo na capital amazonense. Nesta semana, a liderança se tornou o primeiro membro dessa etnia a começar o processo facilitado de revalidação de diploma no Brasil, pela Universidade Estadual do Amazonas (UEA).

Dispersão de poluentes na atmosfera pode influenciar equilíbrio climático. Foto: PEXELS (CC)

ONU esclarece vínculos entre poluição do ar e mudanças climáticas

Você sabia que a poluição liberada por motores a diesel consegue chegar até as regiões polares? Quando esse tipo de poluição se deposita sobre o gelo e a neve, a calota fica levemente mais escura, refletindo menos luz de volta para o espaço e contribuindo para o aquecimento global.

Esse é um dos exemplos de interações entre a contaminação da atmosfera e as mudanças climáticas. A ONU Meio Ambiente alerta para os impactos dos dois fenômenos sobre a saúde do planeta e dos seres humanos.

Durante a oficina, mulheres receberam camisinhas femininas doadas por empresa referência em saúde reprodutiva. Foto: UNFPA Brasil/Debora Rodrigues

Roraima: fundo de população da ONU discute prevenção da gravidez e de infecções sexuais com venezuelanas

Em Pacaraima (RR), o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) reuniu mulheres venezuelanas para oficinas e rodas de conversa sobre saúde sexual e reprodutiva. Encontros no último final de semana divulgaram informações sobre infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), prevenção da gravidez e uso do preservativo feminino e masculino. A agência da ONU também distribuiu camisinhas para as refugiadas e migrantes.

Neste Dia Mundial contra a AIDS, programa da ONU destaca a importância do direito à saúde e os desafios que as pessoas vivendo com HIV enfrentam no exercício deste direito. Foto: Imprensa MG/Adair Gomes

Programas da ONU avaliam estigma associado ao HIV no Brasil

Pela primeira vez, o Brasil fará parte de uma pesquisa da ONU para avaliar o estigma associado ao vírus da AIDS. Programas das Nações Unidas começaram neste mês (15) a aplicar questionários do Índice de Estigma em Relação às Pessoas Vivendo com HIV, uma metodologia já utilizada em mais de cem países. Até o fim de maio, mais de 2 mil brasileiros soropositivos terão sido entrevistados no Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Recife, Porto Alegre, Manaus e Brasília.

À direita, o Vórtice Polar fotografado pelo astronauta Scott Kelly, da Estação Espacial Internacional. Foto: Flickr (CC)/NASA

No Dia da Terra, chefe da ONU pede compromisso com combate às mudanças climáticas

Em tweet para marcar o Dia da Terra, celebrado nesta segunda-feira (22), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, pediu que todos se envolvam, da maneira que puderem, em ações contra as mudanças climáticas.

Na sede da ONU, em Nova Iorque, dirigentes da Organização e de seus países-membros alertaram para os riscos trazidos pelo aquecimento global e pela destruição do meio ambiente.

Livros são veículos da educação, ciência e cultura, lembra UNESCO em dia mundial. Foto: PEXELS (CC)/mentatdgt

Livros abrem caminho para a compreensão mútua entre as pessoas, diz UNESCO em dia mundial

Em mensagem para o Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais, lembrado em 23 de abril, a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, afirmou que os livros “são aliados na difusão da educação, das ciências, da cultura e da informação para todas as partes do mundo”. Para a dirigente, a palavra escrita consegue abrir caminho “para o respeito e a compreensão mútua entre as pessoas, independentemente das fronteiras e das diferenças”.

Mesa-redonda inédita reuniu CEOs de diferentes ramos do setor privado brasileiro para discutir políticas corporativas de direitos humanos. Foto: Rede Brasil do Pacto Global da ONU

CEOs brasileiros debatem papel do setor privado na promoção dos direitos humanos

Pensar em direitos humanos na hora de traçar as estratégias de negócios não é apenas um passo rumo à agenda sustentável, mas também uma forma de acessar mercados e atrair investimentos. A conclusão é de dirigentes de grandes empresas que se reuniram neste mês (18), em São Paulo (SP), para o primeiro CEO Roundtable em Direitos Humanos realizado no Brasil. Encontro foi promovido pela Rede Brasil do Pacto Global da ONU.

Projeto leva capacitação em artesanato local e empoderamento feminino para indígenas do Mato Grosso do Sul. Foto: Acervo pessoal/Janir Gonçalves Leite

Projeto voluntário fortalece artesanato e cultura local entre indígenas do Mato Grosso do Sul

Um projeto de confecção de joias sustentáveis com mulheres indígenas do Mato Grosso do Sul não para de crescer. Idealizada pela servidora pública Janir Gonçalves Leite, a iniciativa foi uma das vencedoras do Prêmio Viva Voluntário 2018, promovido pelo governo federal em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O reconhecimento injetou 50 mil reais nas atividades, que puderam ser ampliadas em 2019.

Vacinação contra HPV para alunos da rede pública de São Paulo (SP), em 2014. Foto: OPAS

ONU e países promovem campanha de vacinação para proteger 70 milhões de pessoas nas Américas

Com a meta de imunizar cerca de 70 milhões de pessoas contra doenças evitáveis, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) promove a Semana de Vacinação nas Américas. A agência da ONU promove o lançamento regional da campanha nesta segunda-feira (22), em Cuiabá (MT). Iniciativa terá como foco a prevenção do sarampo — em 22 países do continente americano, governos planejam vacinar 2,25 milhões de crianças e adultos contra a doença.

Objetivos Globais – números em ação

CEPAL promove fórum latino-americano e caribenho sobre desenvolvimento sustentável

A terceira reunião do Fórum dos Países da América Latina e do Caribe sobre o Desenvolvimento Sustentável será realizada de 22 a 26 de abril na sede central da Comissão Econômica para América Latina e o Caribe (CEPAL) em Santiago, Chile. O objetivo é analisar os avanços na implementação regional da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. O evento terá transmissão ao vivo pela Internet.

Trabalhadoras sírias processam folha de tabaco no Líbano. Foto: OIT/Arquivo

Estresse, doenças e longas jornadas contribuem para 2,8 milhões de mortes por ano, indica OIT

Estresse, longas jornadas de trabalho e doenças contribuem para mortes de quase 2,8 milhões de trabalhadores todos os anos. Além disso, 374 milhões de pessoas ficam doentes ou feridas por conta de seus empregos, afirmou na quinta-feira (18) a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

“O mundo do trabalho mudou, estamos trabalhando de forma diferente, estamos trabalhando mais horas, estamos usando mais tecnologias”, disse Manal Azzi, especialista da OIT em segurança ocupacional. “O relatório mostra que 36% dos trabalhadores estão em jornadas excessivamente longas de trabalho, de mais de 48 horas por semana”.

Durante o evento, jovens comercializaram produtos. Na foto, grupos de jovens e mulheres beneficiados pelo Projeto Paulo Freire, que estimula a geração de renda e trabalho no semiárido do Ceará. Foto: SDA/CE

Encontro apoiado por Fundo Agrícola da ONU reúne jovens de seis estados do NE

O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) apoiou a realização no início deste mês (de 5 a 7 de abril) do 2º Encontro de Jovens Rurais do Semiárido, que reuniu cerca de 500 jovens de seis estados do Nordeste (Sergipe, Piauí, Ceará, Bahia, Pernambuco e Paraíba) em Picos (PI).

Na ocasião, o diretor do FIDA no Brasil, Claus Reiner, enfatizou a importância de eventos voltados para a juventude rural. “É uma oportunidade de trazer novas ideias com entusiasmo para promover a transformação rural necessária para termos mais inserções nas cadeias de valor, mais diversificação das empresas rurais e, para isso, uma nova ruralidade”, declarou.

O governo da Costa do Marfim anunciou seu compromisso em parar de aplicar cobranças de usuários por acesso aos testes de HIV e serviços de tratamento. Foto: UNAIDS

Costa do Marfim sinaliza remover cobranças de usuários por serviços de HIV

O governo da Costa do Marfim sinalizou esta semana sua intenção de interromper a cobrança por testes e tratamento de HIV no país, declarando que aplicará decisões anteriores para evitar que pessoas vivendo ou afetadas pelo vírus sejam obrigadas a pagar por serviços.

Em 2017, havia mais de 500 mil pessoas vivendo com HIV na Costa do Marfim e cerca 46% tinham acesso ao tratamento. O relato é do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

Rede norte-americana de lanchonetes Subway estuda adquirir produtos de agricultores familiares da Bahia. Foto: Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR/BA)

Rede norte-americana de lanchonetes estuda adquirir produtos da agricultura familiar baiana

Alimentos saudáveis da agricultura familiar despertaram o interesse da rede norte-americana de lanchonetes Subway, cujos executivos reuniram-se na terça-feira (16) em Juazeiro (BA) com técnicos do governo baiano e das Nações Unidas para discutir uma eventual parceria no estado.

A reunião teve a participação de representantes da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), do conjunto de cooperativas da agricultura familiar Central da Caatinga e do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) da ONU.

A parceria pode beneficiar os agricultores familiares do projeto Pró-Semiárido, executado por governo da Bahia e FIDA e que tem como objetivo fomentar o crescimento sustentável em 32 municípios baianos.

Adolescentes participantes de projeto na Ilha de Cotijuba, em Belém (PA), recebem certificado do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). Foto: UNFPA Brasil

Projeto em ilha no Pará apoia saúde sexual e reprodutiva de adolescentes ribeirinhas

Um projeto transformador na vida de 30 mulheres e adolescentes ribeirinhas foi concluído na terça-feira (16) na Ilha de Cotijuba, em Belém (PA), com uma cerimônia de encerramento e entrega de certificados.

A iniciativa “Rompendo Barreiras e Construindo Respeito” promoveu, ao longo de cinco meses, oficinas de capacitação, conhecimento e habilidades para a vida, abordando temas como gravidez na adolescência, prevenção de infecções sexualmente transmissíveis, uniões precoces e empoderamento feminino.

Alinhado com a campanha “Ela Decide”, o projeto foi realizado por meio de uma parceria entre Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Embaixada do Canadá no Brasil, Coletivo Mangueiras e Instituto Papai.