Rua em Havana, capital de Cuba. Foto: Radmilla Suleymanova

CEPAL realiza diálogo em Cuba sobre trajetória para o desenvolvimento sustentável

A secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, reafirmou na segunda-feira (7) o compromisso do organismo regional das Nações Unidas de acompanhar Cuba, assim como o conjunto dos países-membros do organismo regional, em seu percurso rumo ao desenvolvimento sustentável, às vésperas da abertura do 37º período de sessões da CEPAL, dedicado ao país anfitrião e que ocorre até sexta-feira (11) em Havana.

Durante o Dia Nacional, organizado pelo governo cubano para analisar a contribuição da CEPAL ao pensamento econômico e social da América Latina e do Caribe, Bárcena avaliou os progressos feitos por Cuba na implementação da Agenda 2030 e seu compromisso com um enfoque integral em matéria de desenvolvimento.

Lorenzo tem três anos e vive com HIV em Maláui, na África Ocidental. Foto: UNICEF / Schermbrucker

ONU: 23 países africanos concentram quase 90% das novas infecções por HIV entre crianças e adolescentes

Vinte e três países — todos da África Subsaariana — são o lar de 87% dos 2,1 milhões de crianças e adolescentes que vivem com HIV no mundo. Nas mesmas nações, ocorrem 87% das novas infecções pelo vírus entre meninos e meninas de até 14 anos. Para proteger os jovens, o Programa Conjunto da ONU sobre HIV/AIDS (UNAIDS) lançou em 2016 uma estratégia para aprimorar a prevenção e o tratamento nesses mais de 20 territórios. Balanço da iniciativa mostra que nações estão longe de alcançar metas pelo fim da epidemia.

Pernambuco é um dos estado brasileiros mais afetados por casos confirmados de microcefalia registrados em meio à epidemia do vírus zika. Foto: UNICEF/BRZ/Ueslei Marcelino

Fundo de População da ONU participa de evento em PE sobre saúde no contexto do zika

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) participa na quarta-feira (9) de seminário de apresentação dos indicadores das ações de projeto sobre saúde sexual e reprodutiva no contexto do vírus zika em Pernambuco.

Financiado pelo Fundo PositHIVo por meio de uma parceria com a Bayer, o projeto selecionou cinco ações para atuar diretamente com a falta de informação sobre microcefalia, a ausência de intervenção em saúde mental e prevenção de sofrimento.

Vista do bairro de São Conrado, no Rio de Janeiro, com a Rocinha em primeiro plano. Foto: Wikimedia/Alicia Nijdam

América Latina e Caribe é região mais desigual do mundo, revela comissão da ONU

Ao longo da última década, a América Latina e Caribe alcançou seu menor índice de concentração de renda, mas a região continua sendo a mais desigual do mundo, com um coeficiente de Gini estimado em 0,5. É o que revela uma nova análise da comissão econômica das Nações Unidas para os 33 países latino-americanos e caribenhos, a CEPAL.

Lançado nesta segunda-feira (7), relatório avalia como disparidades afetam acesso a serviços e perpetuam exclusão. Segundo a pesquisa, Brasil tem pior taxa regional de conclusão do Ensino Fundamental II entre população mais pobre.

Vacina contra a febre amarela. Foto: EBC

OMS passa a recomendar vacina contra febre amarela para viajantes internacionais na região Sul

A Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a recomendar a vacinação contra febre amarela para todos os viajantes internacionais que visitem qualquer área dos estados da região Sul do Brasil (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). Até então, algumas partes desses estados não eram consideradas de risco para a doença.

A agência da ONU avalia que a medida mais importante para prevenir a febre amarela é a imunização. Quem se desloca para as áreas de risco deve estar com as vacinas em dia e se proteger de picadas de mosquitos. Apenas uma dose da vacina é suficiente para garantir imunidade e proteção ao longo da vida. Efeitos secundários graves são extremamente raros.

Estudos mostram que a cor da pele é componente central na estruturação das desigualdades no Brasil, afetando o acesso ao emprego e a maiores níveis de desenvolvimento. No país, negros vivem, estudam e ganham menos do que brancos. Foto: Agência Brasil/Valter Campanato

Desigualdades raciais no Brasil comprometem oportunidades de trabalho e desenvolvimento humano

Estudos mostram que a cor da pele é componente central na estruturação das desigualdades no Brasil, afetando o acesso ao emprego e a maiores níveis de desenvolvimento. No país, negros vivem, estudam e ganham menos do que brancos.

“Desenvolvimento humano é quase um sinônimo de liberdade. Para que haja desenvolvimento humano é imprescindível que as oportunidades e capacidades existentes em uma sociedade sejam amplas, para que as pessoas possam escolher a vida que desejam ter”, disse Vanessa Zanella, integrante da equipe responsável pelo relatório do PNUD. Leia reportagem especial sobre o tema.

Ato realizado em março de 2018 pela ONG Rio de Paz lembra mortes de adolescentes e crianças vítimas da violência no Rio de Janeiro. Foto: Agência Brasil/Fernando Frazão

No Rio, UNICEF lança na quinta-feira (10) Comitê para Prevenção de Homicídios de Adolescentes

Na próxima quinta-feira (10), será lançado o Comitê para Prevenção de Homicídios de Adolescentes no Rio de Janeiro. Com a presença já confirmada de diversas autoridades públicas e representantes da sociedade civil, o evento acontece das 10h às 12h, no Centro Cultural da Justiça Federal, na Cinelândia. Ao todo, serão 22 instituições signatárias do ato de lançamento, que contará com o depoimento de familiares de adolescentes assassinados, bem como de meninos e meninas de diferentes comunidades da cidade falando sobre o impacto da violência em suas vidas.

Equipes do ACNUR identificam pessoas interessadas, enquanto OIM e UNFPA prestam informações prévias ao embarque, garantindo que as pessoas tomem decisões conscientes sobre a mudança para outras partes do país. Foto: ACNUR/João Paulo Machado

Venezuelanos chegam a Manaus e São Paulo com apoio da ONU

Com o apoio do Sistema ONU no Brasil, o governo federal concluiu nesta sexta-feira (4) uma nova etapa da estratégia de interiorização de solicitantes de refúgio e migrantes venezuelanos que estão em Roraima. No início da manhã, um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou de Boa Vista levando 233 homens, mulheres e crianças para as cidades de Manaus (AM) e São Paulo (SP).

Ao chegar às novas cidades de residência, todos foram acomodados em abrigos administrados por instituições da sociedade civil e, no caso de São Paulo, também pelo poder público municipal, onde foram registrados e alocados em dormitórios. A estratégia, que tem caráter voluntário, busca criar melhores condições de integração para os venezuelanos que estão vivendo no Brasil.

Erradicação da pobreza é o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 1. Foto: EBC

UE lança instrumento para promover desenvolvimento sustentável na América Latina

A União Europeia (UE), com o apoio da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) e de seu centro de desenvolvimento, assim como da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), divulgou na quarta-feira (2) em Buenos Aires uma nova ferramenta que busca promover o desenvolvimento sustentável na região à medida que os países fazem a transição para níveis de renda mais elevados.

O instrumento regional prestará seu apoio no desenho e implementação de políticas públicas para cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Centro antigo de Havana, Cuba. Foto: Wikicommons/Emmanuel Huybrechts

Reunião da CEPAL em Cuba terá presença de secretário-geral da ONU e autoridades regionais

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) realizará na semana que vem (de 7 a 11) em Havana, Cuba, seu 37º Período de Sessões, a reunião bienal mais importante dessa comissão regional das Nações Unidas, com a participação de mais de 25 ministros, vice-ministros e outras autoridades de mais de 20 países.

A cerimônia de abertura terá a participação do secretário-geral da ONU, António Guterres. A cúpula analisará temas relevantes para o desenvolvimento dos países da região e o progresso das atividades da comissão.

Contaminação dos solos preocupa a FAO, que organizou simpósio em Roma sobre o tema. Foto: Julien Saison (CC)

Pecuária e indústria química trazem riscos de contaminação dos solos, alerta FAO

Até 2030, a produção de químicos deverá crescer 3,4% ao ano. A expansão do setor preocupa a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), que divulgou nesta semana um novo relatório sobre a contaminação dos solos causada por diferentes atividades humanas. Em 2015, a indústria química da Europa produziu 319 milhões de toneladas de compostos. Desse volume, 117 milhões eram consideradas perigosas para o meio ambiente.

Chamada é aberta para profissionais responsáveis pela implementação de políticas e programas em instituições públicas de saúde. Foto: Agência Brasil

ONU oferece bolsa de pesquisa para promover objetivos de saúde na América Latina

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) apoiará com recursos de até 30 mil dólares pesquisas sobre como os sistemas de saúde na América Latina e no Caribe podem alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Profissionais têm 15 de maio para enviar propostas. Participantes da seleção devem ser responsáveis pela implementação de programas em uma instituição pública.

Consumo de produtos industrializados em países das Américas estaria ligado a taxas crescentes de sobrepeso, obesidade e doenças crônicas, como diabetes, câncer e doenças do coração. Foto: WikiCommons/lyzadanger/Diliff

Brasil e ONU lançam redes para combater consumo de sódio e de alimentos processados

Apresentadas em Brasília nesta semana, na sede nacional da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), iniciativas buscam cumprir compromissos da Década de Ação das Nações Unidas para a Nutrição, observada de 2016 a 2025.

O Brasil se comprometeu a deter o crescimento da obesidade entre adultos, reduzir o consumo regular de bebidas adoçadas com açúcar em pelo menos 30% no mesmo grupo etário e ampliar em no mínimo 17,8% o percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente.

Fatima Abdullah Abduoh, de 12 anos, frequenta um centro para crianças e jovens mantido pelo UNICEF em Aden, no Iêmen. Foto: UNICEF/Moohialdin Fuad

ONU lança relatório sobre proteção social para crianças no Oriente Médio e Norte da África

Em parceria com o UNICEF, o Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG) lançou nesta semana (2) uma pesquisa sobre programas para combater a miséria entre crianças no Oriente Médio e no Norte da África. Em 2016, das 467 milhões de pessoas vivendo na região, 36,2% tinham menos de 18 anos e 11,6% eram meninos e meninas com menos de cinco anos de idade. Um em cada quatro desses menores enfrenta pobreza aguda.

Piloto e campeão brasileiro da Fórmula E, Lucas Di Grassi é o novo Defensor do Ar Limpo da ONU Meio Ambiente. Foto: Fórmula E

Campeão brasileiro de automobilismo é nomeado defensor da ONU pelo fim da poluição do ar

O piloto brasileiro Lucas di Grassi anunciou na última sexta-feira (27) seu apoio aos esforços da ONU Meio Ambiente para combater a poluição do ar, um problema que atualmente é o maior risco ambiental para a saúde humana. Entre suas muitas conquistas no automobilismo, di Grassi é o atual campeão da Fórmula E — série que usa apenas carros elétricos. O competidor foi nomeado Defensor do Ar Limpo da agência das Nações Unidas.

Mesa de abertura do evento de lançamento da Agenda Regional de Trabalho Decente de Carajás. Foto: OIT

Agenda regional une 57 instituições pela promoção do trabalho decente em Carajás

Foi lançada em Marabá (PA) na última semana (24), a Agenda Regional de Trabalho Decente de Carajás, região que engloba 39 municípios do sul e sudeste do Pará.

Para o diretor do escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Martin Hahn, a iniciativa ajudará a orientar o desenvolvimento e a coordenação de políticas e atividades para promover o trabalho decente em Carajás.

“A implementação desta agenda é importantíssima para construir o trabalho decente na região”, declarou.

Rafaela Silva, judoca brasileira, campeã olímpica e mundial. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Judoca Rafaela Silva critica racismo em abordagem policial

“Desce! Desce!”. Foi com essas palavras e com arma em punho que um policial abordou a judoca Rafaela Silva.

Em fevereiro desse ano, a atleta foi parada por agentes de segurança quando estava num táxi indo do aeroporto Tom Jobim para Jacarepaguá, bairro onde mora, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Em entrevista à ONU, a campeã olímpica lembra o ocorrido e questiona: se fosse uma pessoa de cor diferente, o tratamento não seria o mesmo. Confira a entrevista na íntegra no vídeo abaixo.

Foto: Agência Brasil/Elza Fiúza

ONU diz que falta investimento para implementar leis contra violência de gênero no Brasil

“O Brasil de 2018 enfrenta a insuficiência de investimentos financeiros para a implementação de leis e políticas substantivas de enfrentamento à violência contra as mulheres”. A avaliação é da gerente de programas da ONU Mulheres no país, Joana Chagas, que participou em abril do Simpósio Regional sobre Violência de Gênero. Evento foi realizado em Campo Grande pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Trabalhadoras domésticas fazem uso das novas tecnologias para organização política e acesso a direitos. Foto: ONU Mulheres/Isabel Clavelin

Federação de domésticas cria aplicativo para divulgação de direitos trabalhistas

Há dois anos, Luiza Batista preside a Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (FENATRAD), que reúne 26 sindicatos e uma associação. A federação representa uma das categorias com maior número de profissionais do Brasil, composta por mais de 6 milhões de pessoas – a maior parte mulheres (92%) e negras (60%).

Surgida na década se 1930, a federação das trabalhadoras domésticas adota novas tecnologias para estar mais perto de sua base. Em dezembro do ano passado, lançou o aplicativo Laudelina, projeto desenvolvido com financiamento do Google, em parceria com a empresa de software Themis e apoio da organização Criola e da ONU Mulheres.

Imagem: Canal LubaTV

UNAIDS anuncia youtuber mais votado em campanha online sobre HIV no Brasil

O canal no YouTube LubaTV teve o vídeo mais votado por quem acompanhou o #DesafioUNAIDS, iniciativa do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS). Projeto mobilizou 36 criadores de conteúdo, que gravaram e divulgaram em suas redes vídeos respondendo a uma série de perguntas sobre HIV e AIDS. Ao longo de dois meses, o organismo da ONU recebeu mais de 10 mil votos na etapa que escolheu a produção audiovisual preferida do público.

Plantação de uvas no Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul. Foto: Wikimedia Commons/Adelano Lázaro

FAO defende estratégia de comercialização de alimentos baseada no lugar de origem dos produtos

Vender bens alimentícios especificando o lugar de origem do produto pode melhorar os lucros e estimular o crescimento de comunidades agrícolas. A avaliação é de um estudo divulgado em abril (26) pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Agência da ONU analisou nove produtos – incluindo o vinho brasileiro do Vale dos Vinhedos – e concluiu que o uso da indicação geográfica pode aumentar os preços finais em 20 a 50%.

Cerimônia de nomeação dos representantes dos Conselhos Regionais das Redes Locais. Foto: Rede Brasil do Pacto Global

Rede Brasil é eleita representante da América Latina em conselho do Pacto Global da ONU

A Rede Brasil foi nomeada representante da América Latina no Conselho Global das Redes Locais, uma das instâncias que compõem a nova estrutura de governança do Pacto Global da ONU.

O Pacto Global é uma iniciativa desenvolvida pelo ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan com o objetivo de mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais e internacionalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção.

Encerramento da 62ª Sessão da Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres. Foto: ONU Mulheres/Ryan Brown

Comunicação é direito essencial para empoderamento das mulheres, dizem brasileiras em comissão da ONU

A atuação das mulheres na mídia foi o tema da 62ª Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres (CSW 62), realizada no fim de março (23), na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Violência contra mulheres jornalistas e nos meios de comunicação e digitais, políticas de acesso a ciência e tecnologias de informação, estereótipos de gênero e participação feminina nos espaços de decisão e poder no mercado da comunicação permanecem como questões centrais, segundo a ONU Mulheres.

O fomento à inovação faz parte dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Foto: iHub/PNUD

Pesquisadoras lembram Dia Mundial da Propriedade Intelectual em evento no Rio

O Dia Mundial da Propriedade Intelectual foi lembrado no último dia 26 de abril com uma mesa-redonda no Rio de Janeiro que discutiu o papel das mulheres na inovação e na criatividade.

O evento, promovido pelo Escritório Regional da Organização Mundial da Propriedade Intelectual no Brasil (OMPI) e pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), foi realizado no auditório do INPI, no centro do Rio de Janeiro.

Bici-táxis no bairro antigo de Deli, Índia. Foto: OIT/Vijay Kutty

Quase dois terços da força de trabalho global estão na economia informal, diz estudo da ONU

Mais de 61% da população empregada no mundo — 2 bilhões de pessoas — está na economia informal, segundo estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgado na segunda-feira (30), enfatizando que a transição para a economia formal é essencial para garantir proteção social e condições de trabalho decente.

“A alta incidência de informalidade em todas as suas formas têm múltiplas consequências adversas para trabalhadores, empresas e sociedades, e é um importante desafio para a conquista do trabalho decente para todos”, disse Rafael Diez de Medina, diretor do Departamento de Estatísticas da OIT.

ONU apoia congresso em São Paulo sobre participação das mulheres nas ciências exatas

A ONU Mulheres e o movimento ElesPorElas apoiarão a realização do terceiro Congresso Nacional de Liderança Feminina (CONALIFE), que acontece em 24 de maio, em São Paulo. Evento terá debate sobre incentivos para que mais mulheres sigam carreira nas áreas de Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Uma pesquisa global da agência das Nações Unidas aponta que as mulheres têm apenas 18% dos títulos de graduação em Ciência da Computação e representam somente 25% da força de trabalho da indústria digital.

Foto: EBC

UNESCO oferece formação em programas de planejamento e gestão de sistemas educacionais

Para marcar seu vigésimo aniversário, o Escritório para a América Latina do Instituto Internacional de Planejamento Educacional da UNESCO (IIPE-UNESCO Buenos Aires) oferecerá este ano quatro programas de treinamento virtuais e presenciais destinados a funcionários e técnicos de educação latino-americanos.

A capacitação é uma contribuição da UNESCO para ajudar os países da região a cumprir o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 4, que visa assegurar educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.

Campanha ‘Ela decide’ promove direitos sexuais e reprodutivos de mulheres no Brasil

Representantes do setor privado e de organizações filantrópicas, em parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), anunciaram na quinta-feira (26), em São Paulo (SP), a criação da Aliança pela Saúde e Pelos Direitos Sexuais e Reprodutivos no Brasil.

A aliança tem como objetivo promover a saúde e a garantia dos direitos sexuais e reprodutivos no país. Sua primeira grande ação é a campanha “Ela decide seu presente e seu futuro”, que visa promover o empoderamento e os direitos das mulheres para que alcancem seu pleno potencial e possam fazer valer suas decisões sobre sua sexualidade e reprodução.

Louis Armstrong, trompetista, músico, compositor e uma das mais proeminentes figuras do jazz norte-americano. Foto: Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos

Em dia mundial, UNESCO lembra que jazz teve origem na resistência contra opressão

Em mensagem para o Dia Internacional do Jazz, lembrado neste 30 de abril, a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, afirmou que “a mensagem pela liberdade está enraizada no coração desse gênero”. A chefe da agência da ONU disse ainda que a trajetória original do estilo musical visava “expressar a dignidade e os direitos humanos” e, por isso, o jazz tocou e continua a tocar pessoas de todas as origens linguísticas, políticas e econômicas.

Edifícios nos arredores de Wall Street. Foto: Michael Aston/Flickr (CC)

ONU e 16 bancos elaboram primeiro guia sobre mudanças climáticas para o setor financeiro

Dezesseis bancos dos quatro continentes, entre eles os brasileiros Itaú Unibanco e Bradesco, uniram-se à Iniciativa Financeira da ONU Meio Ambiente na elaboração de uma metodologia desenvolvida para aumentar o entendimento das instituições financeiras sobre o impacto das mudanças climáticas e da ação pelo clima em seus negócios.

“Muitos desafios ambientais que o mundo enfrenta hoje, especialmente as mudanças climáticas, podem ser atribuídos a uma causa fundamental: o pensamento de curto prazo. Os mercados financeiros podem se tornar um catalisador da ação para a sustentabilidade, mas, para isso, precisam se orientar mais para o longo prazo”, disse Erik Solheim, chefe da ONU Meio Ambiente.

Mapa mostra invasão dos Holandeses a Pernambuco em 1630. Imagem: Biblioteca Nacional

UNESCO discute futuro de projeto para coletar e preservar documentos sobre o Brasil Colônia

No Rio de Janeiro, a UNESCO participou na semana passada de um seminário para avaliar o andamento do projeto Resgate Barão do Rio Branco, iniciativa que visa identificar e preservar documentos históricos sobre o Brasil Colonial. Fruto de uma parceria entre a Biblioteca Nacional e a agência da ONU, o programa já foi atrás de arquivos em mais de 500 instituições de nove países, permitindo a recuperação de 4 milhões de manuscritos e códices.