OIM busca sensibilizar setor privado sobre a inclusão de migrantes vulneráveis no mercado de trabalho brasileiro. Foto: Pacto Global/Fellipe Abreu

OIM realiza capacitação para políticas destinadas a migrantes em situação de vulnerabilidade

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) realiza na quinta-feira (28) mais uma capacitação voltada à implementação de políticas para migrantes em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho. Esta edição ocorre pela primeira vez no Nordeste, em Recife (PE), e é aberta ao público.

O objetivo do evento é sensibilizar o setor privado para a inserção laboral de pessoas refugiadas e migrantes, esclarecendo mitos e dúvidas sobre o processo de contratação, prestação de assistência e documentação.

Delegação de Uganda visitou o Brasil para conhecer Programa Nacional de Alimentação Escolar. Foto: WFP

Delegação de Uganda visita Brasil para conhecer programa nacional de alimentação escolar

Dezesseis representantes do governo de Uganda e dos escritórios de duas agências da ONU no país – Programa Mundial de Alimentos (WFP) e Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) – visitaram na semana passada a sede do Centro de Excelência contra a Fome no Brasil, fruto de uma parceria entre o governo brasileiro e o WFP.

O objetivo da visita foi conhecer o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e as iniciativas de compras públicas da produção de pequenos agricultores. Uganda pretende adotar políticas de alimentação escolar para acabar com a fome entre estudantes e reduzir a evasão escolar.

Enfermeiras no Hospital da Lagoa, no Rio de Janeiro (RJ). Foto: Ministério da Saúde

OPAS firma parceria com consórcio acadêmico para promoção da saúde pública

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa (CABSIn) firmaram na sexta-feira (22), em São Paulo (SP), um acordo para promoção de iniciativas em diversas áreas da saúde pública.

As principais linhas de ação se relacionam a doença crônicas não transmissíveis e saúde mental; determinantes sociais da saúde; fortalecimento institucional e desenvolvimento de recursos humanos em saúde; saúde da mulher, do homem, da criança, do adolescente e do idoso; entre outras.

Em 1 de julho de 2016, Amaia, de 11 anos, uma menina inuíte, pisa em bloco de gelo no Oceano Ártico, em Barrow, Alasca (EUA). O derretimento anômalo do gelo do Ártico é um dos muitos efeitos do aquecimento global que tem sério impacto na vida dos seres humanos e na natureza. Foto: UNICEF

Corte de emissões precisa ser mais drástico para limitar aumento de temperatura global a 1,5ºC

Mesmo que todos os compromissos atuais sob o Acordo de Paris para o clima sejam implementados, as temperaturas deverão subir 3,2°C, trazendo impactos climáticos ainda maiores e mais destrutivos, segundo novo relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

Para alcançar a meta de 1,5°C, a ambição coletiva precisa aumentar em mais de cinco vezes em relação aos níveis atuais para proporcionar os cortes necessários na próxima década.

Os oceanos são tão importantes quanto as florestas para a regulação do clima da Terra. Foto: FAO

Sustentabilidade dos oceanos é tema de evento internacional no Rio organizado pela UNESCO

O Rio de Janeiro é sede esta semana do Workshop Regional do Atlântico Sul, evento preparatório para a Década das Nações Unidas da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021 a 2030).

O evento acontece até quarta-feira (27), na Escola de Guerra Naval, e é organizado pela Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Evento no Rio de Janeiro comemorou os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança. Foto: UNICEF/Byron Prujansky

Evento no Rio debate desafios e avanços dos 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança

Trinta e duas meninas e meninos são mortos todos os dias no Brasil. Isso significa que mais de 11 mil jovens são vítimas de homicídio por ano, número que, em 2015, superou as estatísticas de crianças assassinadas na Síria (7,6 mil) – país que há oito anos vive em estado de guerra civil.

Estes dados, coletados entre 1990 e 2017, fazem parte do relatório apresentado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) na última quinta-feira (21), no Rio de Janeiro (RJ), durante o evento que comemorou os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança.

Cúpula de Nairóbi gera compromissos para garantir direitos de mulheres e meninas no mundo

A Cúpula de Nairóbi foi concluída na semana passada na capital queniana com compromissos para acabar com todas as mortes maternas no mundo, assim como atender as necessidades de contracepção e de combate à violência de gênero e práticas nocivas contra mulheres e meninas até 2030.

“A Cúpula de Nairóbi representa uma visão renovada da comunidade trabalhando em conjunto para agir e cumprir. Juntos, faremos dos próximos dez anos uma década de ação e resultados para mulheres e meninas, mantendo seus direitos e escolhas no centro de tudo o que fazemos”, disse a diretora-executiva do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Natalia Kanem.

Foto: Governo da Paraíba

Com apoio do PNUD, Paraíba lança Plano de Promoção da Igualdade Racial

O governo da Paraíba lançou na quarta-feira (20), Dia da Consciência Negra, o Plano Estadual de Promoção da Igualdade Racial da Paraíba, que teve o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O documento tem como base a luta do movimento negro local, que propõe que as demandas da população negra, povos originários e comunidades tradicionais entrem na agenda de execução de políticas públicas do estado.

Pessoas refugiadas e solicitantes de refúgio no Brasil terão isenção de pagamento de taxas para a revalidação de seus diplomas na Universidade Federal do ABC (UFABC). Foto: ACNUR/Fellipe Abreu

UFABC isenta refugiados e solicitantes de refúgio de pagamento para revalidar diploma

A Universidade Federal do ABC (UFABC) aprovou a isenção de pagamento das taxas de revalidação e reconhecimento de diplomas de graduação e pós-graduação stricto sensu para os refugiados e solicitantes de refúgio no Brasil.

A UFABC é integrante da Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM), iniciativa promovida pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) no Brasil com o objetivo de estimular o ensino e a pesquisa acadêmica sobre deslocamento forçado e apatridia, assim como ações de apoio à população refugiada – incluindo seu acesso ao ensino superior e à validação de diplomas.

Os encontros são realizados com adolescentes e jovens de 15 a 21 anos do Programa ViraVida. Foto: UNFPA

No Paraná, adolescentes fortalecem autoestima em oficinas promovidas pelo UNFPA

Uma série de oficinas com foco na construção de conhecimento sobre sexualidade e afetividade tem possibilitado que cerca de 70 jovens e adolescentes no Oeste do Paraná tenham a oportunidade de debater assuntos considerados tabus.

A iniciativa é promovida pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) como ação complementar à parceria com a Itaipu Binacional, no projeto Prevenção e Redução da Gravidez não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná.

Contraste entre as desigualdades no município do Rio de Janeiro. Foto: Luiz Gonçalves Martins - ODS 10

ARTIGO: Chegou a hora da igualdade na América Latina e no Caribe

Em artigo, a secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, afirma que a igualdade deve ser o motor do desenvolvimento regional. “A região continua sendo a mais desigual do mundo, e embora a primeira década deste século tenha sido marcada por avanços na redução da pobreza e da desigualdade de renda, há ainda muitas lacunas a serem preenchidas.” Leia o artigo completo.

O projeto, que conta com o apoio do UNAIDS, busca também promover o empoderamento destas comunidades por meio do conhecimento sobre sexualidade e questões sobre o estigma e a discriminação. Foto: Otávio Pessanha

Projeto leva informação sobre HIV a jovens de Campos dos Goytacazes (RJ)

O projeto “Se Liga Ae Juventude!” irá capacitar jovens de 12 a 18 anos, principalmente a juventude negra e de periferias, em habilidades de discussão sobre temas de prevenção ao HIV e saúde sexual e reprodutiva.

A partir dos conhecimentos adquiridos, eles poderão produzir materiais educativos em diferentes plataformas, levando o debate para suas comunidades, principalmente aquelas afastadas dos grandes centros e das capitais brasileiras. O relato é do UNAIDS Brasil.

Projeto em escola de Santa Maria (RS) resgata memória de personalidades negras como forma de empoderar e desenvolver a autoestima dos estudantes. Foto: UNFPA Brasil/Fabiane Guimarães

Alunos de escola pública de Santa Maria (RS) visitam Casa da ONU em Brasília

Jovens estudantes do Centro Educacional 310, de Santa Maria (RS), visitaram a Casa da ONU e o escritório do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) em Brasília (DF) na semana passada para conhecer as instalações, o trabalho em direitos humanos e a campanha Vidas Negras.

Os dez alunos fazem parte do projeto “365 dias de Consciência Negra”, uma iniciativa criada pela escola para desenvolver a autoestima e o potencial dos estudantes afrodescendentes.

Durantes três dias na capital federal, de 11 a 13 de novembro, os adolescentes com idades entre 13 e 20 anos redigiram a Carta de Brasília. Foto: UNICEF

Crianças e adolescentes reúnem-se em Brasília para exigir efetivação de direitos

Em comemoração aos 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança, adolescentes de todo o Brasil uniram suas vozes, na capital do país, para construir a Carta de Brasília, exigindo a efetivação de seus direitos.

“Somos adolescentes em busca de um país melhor, somos de vários lugares: das cidades, do campo, da floresta, das favelas, dos quilombos, das aldeias, das fronteiras”, disse a carta. Leia a reportagem completa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

A iniciativa tem o objetivo de empoderar pessoas por meio da sétima arte, e busca mostrar a importância de indivíduos e comunidades como defensores da saúde e do bem-estar. Foto: OMS

OMS abre inscrições para o 1º Festival de Cinema Saúde para Todos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) convida cineastas de todo o mundo a participar da primeira edição do Festival de Cinema Saúde para Todos. Candidatos podem se inscrever até 30 de janeiro de 2020.

A iniciativa tem o objetivo de empoderar pessoas por meio da sétima arte, e busca mostrar a importância de indivíduos e comunidades como defensores da saúde e do bem-estar. Uma das categorias terá como tema o Ano Internacional da Enfermeira e da Parteira, que será celebrado em 2020.

Foto: Guilherme Larsen / PNUD.

Gestores públicos de PE são treinados para territorialização de objetivos globais

Representantes de governos, sociedade civil organizada e setor privado dos municípios pernambucanos de Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho participam, nesta semana, em Brasília (DF), do curso presencial do projeto “Territorialização e Aceleração dos ODS”.

Esses municípios foram selecionados, junto com outros 26, de diferentes regiões do país, para a segunda fase do projeto que capacitará gestores municipais na promoção e disseminação de políticas públicas alinhadas às metas da Agenda 2030. A iniciativa é resultado de parceria entre a Petrobras e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

ONU: trabalho decente é instrumento de combate à violência contra mulheres

O Ministério Público do Trabalho (MPT), o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e a ONU Mulheres promovem na segunda-feira (25) palestra em Brasília (DF) sobre trabalho no âmbito da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.

Serão apresentadas as principais iniciativas das Nações Unidas para promover o engajamento das empresas no processo de garantir às mulheres uma vida livre de violências. O encontro é aberto ao público e não é necessário realizar inscrição prévia.

Arquivo Histórico Municipal (Edifício Ramos de Azevedo), São Paulo. Foto: Wikimedia Commons/JMGM (CC)

UNESCO organiza evento em SP para discutir desafios à preservação de acervos documentais

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, organiza nesta quinta-feira (21) o Encontro Patrimônio Documental de São Paulo.

O evento vai discutir os principais desafios para a preservação dos acervos documentais. Representantes do Arquivo Público do Estado de São Paulo, da Biblioteca Nacional Digital, do Centro Cultural São Paulo, da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual (ABPA) e do Departamento de Cultura da Câmara do Comércio Árabe-Brasileira, entre outros, farão parte dos painéis de discussão.

Crianças em frente à sua nova escola, feita de tijolos de plástico reciclado em Sakassou, no centro da Costa do Marfim. Foto: UNICEF/Frank Dejongh

Cartilha para crianças explica direito a um meio ambiente seguro, saudável e sustentável

Apesar de as crianças serem mais vulneráveis aos problemas ambientais, seus pontos de vista e interesses geralmente são deixados de fora da tomada de decisões. Para reverter esse quadro, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) lançou uma cartilha em português que explica a crianças e jovens, de maneira didática, as principais conclusões do Relator Especial sobre os Direitos da Criança e o Meio Ambiente.

A exposição infantil a poluentes e outras substâncias tóxicas também contribui para deficiências, doenças e mortalidade prematura na idade adulta. Elas, por exemplo, são mais suscetíveis à poluição do ar do que os adultos e, como seus sistemas imunológicos ainda estão em desenvolvimento, correm maior risco de infecções respiratórias e têm menos capacidade de combatê-las.

Entre 11 e 13 de novembro, no Bahrein, Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) participou do 3º Fórum Mundial de Investimentos Empresariais. Foto: WEIF.

Inovação e empoderamento de mulheres e jovens é tema do 3º Fórum Mundial de Investimentos Empresariais

A terceira edição do Fórum Mundial de Investimentos Empresariais aconteceu entre 11 e 13 de novembro, em Manama, capital do Bahrein. Evento visou debater medidas de inclusão de jovens e mulheres no setor industrial da região do Oriente Médio e Norte da África, a fim de impulsionar o crescimento e garantir o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Agenda 2030.

O evento, promovido conjuntamente pela União das Câmaras Árabes; Câmara de Comércio e Indústria do Bahrein; Centro Internacional Árabe de Empreendedorismo e Investimento; e Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), também discutiu as inovações e os desafios trazidos com a 4ª revolução industrial, caracterizada por uma economia digital, para a região.

Em sua fala na abertura do evento, a diretora de suporte a políticas e programas da UNIDO, Fatou Haidara, observou que as mulheres representam metade da população mundial e, questionando a capacidade geral de alcançar os objetivos globais sem essa inclusão, apontou a existência de uma lacuna de gênero na indústria que “com a quarta revolução industrial, se não implementarmos as políticas e medidas corretas, a diferença poderá aumentar ainda mais, e essa é a última coisa que queremos que aconteça”.

Menina espera para receber água na República Democrática do Congo. Foto: UNICEF / Olivier Asselin

UNICEF: crianças pobres do mundo estão sendo deixadas para trás

Houve ganhos históricos em geral para as crianças do mundo desde que a Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC) foi adotada há 30 anos. No entanto, muitas das crianças mais pobres ainda não sentiram o impacto desses avanços, de acordo com novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), lançado na segunda-feira (18).

“Houve ganhos impressionantes para as crianças nas últimas três décadas, à medida que mais e mais meninas e meninos estão vivendo mais, melhor e com mais saúde. No entanto, as adversidades continuam pesando para os mais pobres e vulneráveis”, disse Henrietta Fore, diretora executiva do UNICEF.

A erradicação da pobreza é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Foto: Agência Brasil / Marcello Casal Jr

PNUD e Petrobras apoiam políticas municipais para desenvolvimento sustentável

Fortalecer políticas públicas locais que contribuem para a implementação das metas dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é o objetivo do projeto “Territorialização e Aceleração dos ODS”, resultado de parceria entre a Petrobras e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O projeto inicia este mês sua segunda fase de implementação. Dos 116 municípios atendidos, a segunda etapa terá atividades em 28 cidades, por meio do Programa Presencial de Capacitação. A seleção ocorreu de acordo com critérios econômicos, sociais e ambientais.

Falta de saneamento contribui para disseminação de doenças. Foto: EBC

Quase 16 milhões de latino-americanos e caribenhos não têm acesso a banheiros

Um total de 15,5 milhões de pessoas se veem forçadas a defecar a céu aberto na América Latina e no Caribe, uma prática que pode poluir o meio ambiente e espalhar doenças, alertou a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) na terça-feira (19), Dia Mundial do Banheiro.

Pessoas com renda mais baixa, grupos em situação de vulnerabilidade, populações rurais e povos indígenas são os mais afetados pelo saneamento deficiente.

A atriz Millie Bobby Brown foi nomeada nesta terça-feira (20) nova embaixadora da Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Foto: UNICEF

Millie Bobby Brown e David Beckham lideram cúpula da ONU sobre direitos da criança

A atriz britânica Millie Bobby Brown e o ex-jogador de futebol britânico David Beckham, embaixadores do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), vão liderar nesta quarta-feira (20) uma cúpula global na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, onde se juntarão a crianças e jovens para exigir proteção e promoção de seus direitos.

A cúpula do UNICEF faz parte das comemorações do Dia Mundial da Criança. No mesmo dia, celebra-se o trigésimo aniversário da adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança, tratado de direitos humanos mais amplamente ratificado da história.

Condições de trabalho inseguras também são comuns para esvaziadores manuais e mecânicos de fossas sépticas e latrinas. Foto: Sharada Prasad CS

Relatório aponta trabalho precário no setor de saneamento de países em desenvolvimento

Um relatório conjunto de Organização Internacional do Trabalho (OIT), Banco Mundial, Organização Mundial da Saúde (OMS) e WaterAid destacou as condições inseguras e indignas dos trabalhadores do setor de saneamento em vários países em desenvolvimento.

Os trabalhadores que atuam na limpeza de banheiros, fossas, caixas de esgoto e na operação de estações de bombeamento e de tratamento geralmente enfrentam alto risco de exposição a patógenos fecais, salientou o documento. Segundo o relatório, pouco foi feito pelos países para proteger os direitos desses profissionais.

Campanha no oeste do Paraná visa prevenir gravidez não planejada na adolescência

Todos os anos, cerca de 500 mil bebês nascem de mães com idade entre 10 e 19 anos no Brasil. O Paraná respondeu no ano passado por 22,3 mil desses nascimentos. Em geral, são gestações que não foram planejadas e acontecem em decorrência da falta de informação, de acesso a métodos contraceptivos ou até mesmo de situações de abuso e violência.

Para tentar reverter esse quadro, a Itaipu Binacional e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) lançam na quinta-feira (21) a Campanha Tá no Rumo. Voltada ao público adolescente, a iniciativa leva informação de qualidade por meio de exposição interativa e cinedebate.

UNICEF apresentará no evento um panorama sobre avanços e desafios para a garantia dos direitos de crianças e adolescente no Brasil e no estado do Rio de Janeiro. Foto: Fora do Eixo (CC)

Evento no Rio reafirma compromissos com direitos de crianças e adolescentes no Brasil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), realiza na quinta-feira (21) o evento “30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança: Reafirmando Compromisso”.

Tratado mais ratificado da história, por 196 países, a Convenção sobre os Direitos da Criança colocou crianças e adolescentes como sujeitos de direitos. No Brasil, ela inspirou o Artigo 227 da Constituição Federal de 1988 e o Estatuto da Criança e do Adolescente (lei 8.069/90).

Para participar é necessário enviar proposta, conforme orientações do edital, até 27 de novembro. Foto: PNUD

PNUD seleciona projetos que promovam desenvolvimento sustentável em AM e PI

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançou edital para seleção de projetos nos estados do Amazonas e do Piauí. O objetivo é identificar experiências e metodologias de inovação alinhadas às cadeias de produção locais.

As propostas vencedoras receberão 100 mil reais cada uma para ampliar, aprimorar ou dar continuidade a projetos que promovam o desenvolvimento sustentável da região. O prazo para inscrição é 27 de novembro.

O Desafio Inova escola contou com a parceria da representação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil. Foto: Fundação Telefônica Vivo

Fundação premia projetos brasileiros que fomentam inovação nas escolas

A Fundação Telefônica Vivo anunciou na semana passada (14) os cinco projetos vencedores do Desafio Inova Escola, iniciativa que visa estimular projetos de inovação no ambiente escolar. Entre os vencedores, estão escolas de Maranhão, Pará, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Cada uma receberá assessoria técnica especializada por seis meses, a fim de apoiar a implementação e avaliação do plano de inovação, apoio financeiro de até 10 mil reais e intercâmbio com outras escolas inovadoras do país. A iniciativa teve a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) como parceira.

Centro de Excelência contra a Fome enfatizou importância dos agricultores familiares para a erradicação da fome no mundo. Foto: PMA/Francisco Fion

Agricultores familiares têm papel-chave no combate à fome, diz centro da ONU

Cerca de 200 representantes de governos, organizações não governamentais, setor privado, academia e potenciais investidores reuniram-se em São Paulo (SP) na semana passada (12 e 13) para buscar formas de fortalecer as relações entre o Brasil e o continente africano no que se refere à segurança alimentar.

Na ocasião, o diretor do Centro de Excelência contra a Fome, Daniel Balaban, enfatizou a importância de os países adquirirem produtos de pequenos agricultores como forma de enfrentar a fome no mundo, que teve um aumento recente após anos de declínio.

Cerca de 50 mulheres refugiadas participaram da série de workshops do Empoderando Refugiadas em São Paulo no segundo semestre de 2019. Foto: Fellipe Abreu

Empoderando Refugiadas encerra série de workshops sobre educação financeira

Após uma série de treinamentos realizados no segundo semestre de 2019, as mulheres do Empoderando Refugiadas estão capacitadas para a segunda etapa do projeto, que prevê dinâmicas de empregabilidade com representantes de empresas. O último workshop aconteceu na sexta-feira (8) no banco ABN AMRO, em São Paulo, e abordou o tema de educação financeira.

O Empoderando Refugiadas está em sua quarta edição e trabalha a empregabilidade de mulheres em situação de refúgio em São Paulo (SP) e Boa Vista (RR), além do engajamento de empresas na contratação de migrantes e refugiados. O projeto é uma parceria entre Rede Brasil do Pacto Global, Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e ONU Mulheres.

Vencedoras de concurso do projeto +Algodão Paraguai, implementado em conjunto com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), visitaram atividades da cadeia produtiva brasileira. Foto: Bishnu Sarangi | Pixabay.

Paraguaias premiadas por iniciativa da FAO conhecem produção de algodão do Brasil

Paraguaias vencedoras do Concurso de Sistema de Produção de Algodão, promovido pela Diretoria de Educação Agrícola (DEA) do Paraguai em conjunto com o projeto +Algodão Paraguai, foram premiadas com uma viagem ao Brasil para uma visita técnica sobre atividades brasileiras no setor. País é referência para o projeto por ser importante exportador da matéria-prima que é uma das 20 commodities mais importantes do mercado mundial em termos de valor.

Natalia Aguilar Venega e Luisa Curtido Martínez, da Escola Agrícola de Villarrica, no Paraguai, visitaram por uma semana as cidades nordestinas de Barbalha (CE), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB) e Remígio (PB) e trocaram conhecimentos com os agricultores familiares que produzem algodão de maneira agroecológica na região; conheceram políticas públicas voltadas para o setor; e visitaram a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer-PB).

O projeto +Algodão Paraguai é uma iniciativa conjunta promovida pelo governo do Paraguai; governo do Brasil –representado pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC); e Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Segundo o representante da FAO no Paraguai, o intercâmbio entre Brasil e Paraguai é importante “para expandir experiências e predisposição à inovação na produção de algodão que, por muito tempo, significou um meio de vida importante para os agricultores paraguaios”.

Profissional de saúde verifica os níveis de açúcar no sangue de um paciente diabético. Foto: OMS | A.Loke.

No Dia Mundial da Diabetes, ONU lidera iniciativa de oferta de insulina mais acessível

Hoje (14) é lembrado anualmente como o Dia Mundial da Diabetes. Na véspera da data (13), a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou um plano piloto para diversificar a produção global de insulina, medicamente utilizado no controle da doença, e, por consequência, diminuir os preços.

Atualmente, três fabricantes controlam a maior parte do mercado global de insulina, que foi descoberto como um tratamento para o diabetes em 1921. Segundo as Nações Unidas, é essencial democratizar o acesso ao medicamento, já que, em todo o mundo, o número de pessoas com a doença quadruplicou desde 1980 – são 420 milhões de pessoas em todo o mundo, principalmente vivendo em países de baixa e média renda.

Segundo a OMS, esse aumento excessivo de casos é atribuído à má alimentação e à falta de exercício. A organização da ONU explicita que dos 65 milhões de pessoas com diabetes tipo 2 que precisam de insulina, apenas metade tem possibilidade de obtê-la.

Secretário-geral da ONU, António Guterres, em discurso no Fórum da Paz de Paris - Foto: Christelle Alix/UNESCO

Guterres: multilateralismo deve resistir aos desafios de hoje e do futuro

Em discurso no Fórum da Paz de Paris, na segunda-feira (11), o secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que o multilateralismo deve se adaptar para responder aos desafios de hoje e de amanhã, lembrando que “os conflitos persistem, criando sofrimento e deslocamento”. Sua fala aconteceu enquanto celebrações do fim da Primeira Guerra Mundial, em 1918, aconteciam em diversos países.

Para ele, o multilateralismo deve estar em rede e próximo às pessoas, trabalhando de mãos dadas com organizações regionais, mas também com instituições financeiras internacionais, bancos de desenvolvimento e agências especializadas. Também deve ser inclusivo com a plena participação da sociedade civil, incluindo jovens, empresas, círculos acadêmicos e filantrópicos, e combater a desigualdade de gênero, com uma estratégia para alcançar a paridade bem antes de 2030.

O Projeto Paulo Freire impulsiona, desde 2013, a produção sustentável e o aumento da renda em territórios do Ceará. Foto: FIDA | Irshad Khan.

Missão do FIDA realiza avaliação do Projeto Paulo Freire desenvolvido no Ceará

De 4 a 8 de novembro, uma Missão de Avaliação e Acompanhamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola das Nações Unidas (FIDA) se reuniu com técnicos e diretores da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) do Ceará para analisar os resultados obtidos com o Projeto Paulo Freire (PPF).

Executado pela SDA, o PPF é uma iniciativa que conta com recursos de investimento do FIDA a fim de diminuir a pobreza e alavancar o desenvolvimento sustentável nas localidades com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) da região.

O Projeto Paulo Freire impulsiona, desde 2013, a produção sustentável e o aumento da renda a partir de atividades agrícolas e não agrícolas desenvolvidas pelos grupos prioritários do projeto: jovens, mulheres e povos tradicionais.

Lixo recolhido em 2017 em praia de Bali, onde a ONU Meio Ambiente lançou a campanha Mares Limpos. Foto: ONU Meio Ambiente/Shawn Heinrichs

Campanha do PNUMA pretende diminuir uso de plástico em produtos de higiene e beleza

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) lançou um desafio online para que os internautas diminuam a quantidade de plásticos e microplásticos encontrados nos banheiros. “O que há no SEU banheiro?” faz parte da Campanha Mares Limpos, lançada em 2017 para gerar um movimento global para combater a poluição por plásticos.

O desafio convida que as pessoas façam vídeo ou foto dos plásticos e microplásticos encontrados no banheiro e postem nas redes sociais marcando o Programa – @UNEP_PT e a Campanha #MaresLimpos, além de se comprometerem a reduzir o consumo deste tipo de produto. A campanha digital acontece no mês de novembro.

PNUMA recebe prêmio pelos seus esforços em integrar dados de observação terrestre em um aplicativo web global. Foto: Guillen Perez/CC.

ONU Meio Ambiente recebe prêmio por trabalho sobre ecossistemas de água doce

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) foi premiado pela Earth Observations for the Sustainable Development Goals (“Observações da Terra para alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, na tradução livre) pelos seus esforços em integrar dados de observação terrestre em um canal de monitoramento on-line.

O aplicativo web criado pelo PNUMA com a ajuda de parceiros – como o Centro de Pesquisa Conjunta da Comissão Europeia; Google; NASA; Agência Espacial Europeia; entre outros – permite o monitoramento e a geração de relatórios oficiais sobre o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 6, “Água portável e Saneamento”, especificamente o indicador 6.6: “interromper a degradação e a destruição de ecossistemas relacionados à água e auxiliar a recuperação dos que já estão degradados”.

O trabalho foi um esforço conjunto das Divisões de Ciência e de Ecossistemas do PNUMA e reforça a importância das parcerias e dos usos inteligentes da tecnologia para o alcance dos ODS até 2030.