Programas de alimentação escolar podem fortalecer agricultura local e garantir que crianças frequentam o colégio. Foto: PMA / Vinícius Limongi

FAO: alimentação escolar cria ciclo ‘virtuoso’ que beneficia educação e agricultura familiar

Em congresso promovido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e pelo governo brasileiro, em Brasília, o representante da agência no Brasil, Alan Bojanic, elogiou o uso da alimentação escolar como ferramenta para promover a nutrição dos jovens e estimular a produção local de alimentos. Organismo internacional trabalha com o país e outras nações latino-americanas para incentivar iniciativas na área.

Segundo a OMS, um ambiente de trabalho negativo pode levar a problemas de saúde física e mental, uso abusivo de drogas ou álcool, faltas e perda de produtividade. Foto: EBC

OMS: empresas devem promover saúde mental de funcionários no ambiente trabalho

No Dia Mundial da Saúde Mental, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lembra a importância de empresas e gestores do mundo todo adotarem iniciativas que promovam o bem-estar físico e psicológico de funcionários no ambiente de trabalho.

A agência da ONU lembra que alguns dos principais fatores de risco para a saúde mental de trabalhadores são assédio e bullying, excesso de trabalho, jornadas inflexíveis, ameaça de desemprego, entre outros.

Segundo a OMS, as empresas podem adotar intervenções como parte de uma estratégia integrada de saúde e bem-estar que inclua prevenção, identificação precoce, apoio e reabilitação.

Foto: PEXELS

Concurso de fotografia sobre objetivos da ONU tem prazo prorrogado para 20 de outubro

O Concurso de Fotografias Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), organizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil, teve seu prazo de inscrição prorrogado para 20 de outubro. O concurso é dividido em 17 categorias, cada uma sobre um ODS específico. Serão selecionadas até três imagens por categoria.

Competição é aberta ao público em geral, de qualquer estado brasileiro ou do Distrito Federal, bem como estrangeiros residentes do país com a devida autorização. Candidatos devem ter 18 anos ou mais na hora de se inscrever.

Participantes de edições anteriores do programa Embaixadores da Juventude. Foto: UNODC

Escritório da ONU escolhe 24 jovens brasileiros para formação sobre sustentabilidade

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e o Instituto Caixa Seguradora anunciaram recentemente os selecionados para o Programa Embaixadores da Juventude. A partir de amanhã (11), a iniciativa reunirá os 24 escolhidos, com idade entre 18 e 24 anos, em Salvador. Participantes aprenderão sobre o seu papel na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, os ODS.

UNFPA participa de audiência na Câmara dos Deputados para discutir direitos das meninas

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, da Câmara dos Deputados, promove na quarta-feira (11) uma audiência pública sobre os direitos das meninas brasileiras. Reunião é aberta a representantes do poder público e da sociedade civil. Encontro contará com a participação do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Evento foi organizado para lembrar o Dia Internacional das Meninas, observado em 11 de outubro pela ONU. Audiência poderá ser acompanhada ao vivo, pela internet.

Foto: OPAS/OMS

Agência da ONU cita queda da mortalidade infantil e de casos de malária nas Américas

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) apresentou na Universidade de São Paulo (USP) na sexta-feira (6) relatório que analisa tendências, desafios e condições de saúde nas Américas.

Segundo a agência da ONU, houve avanços na redução da mortalidade infantil e de casos de malária e oncocercose na região. Mas ainda há iniquidades que precisam ser enfrentadas, tanto entre os países como dentro deles, salientou.

Avião CS100 da canadense Bombardier. Foto: Wikimedia Commons/Yan Gouger

A pedido do Brasil, OMC investigará subsídios do Canadá a fabricante de aviões

A pedido do Brasil, a Organização Mundial do Comércio (OMC) determinou a criação de um painel para avaliar se as medidas de apoio do governo canadense à fabricante de aeronaves Bombardier constituem uma violação das regras do organismo internacional. O Estado brasileiro questiona mais de 20 programas de estímulo das autoridades canadenses e contesta o aporte estimado em 3 bilhões de dólares ao longo da última década para a linha CSeries da empresa.

O comércio eletrônico é um dos setores mais dinâmicos da economia mundial, segundo a UNIDO. Foto: EBC

Evento da ONU na China promove comércio eletrônico e indústria verde nos BRICS

A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) realizou no fim de setembro (19) um fórum em Xiamen, na China, para divulgar a experiência de empresas verdes chinesas e promover o comércio eletrônico entre pequenas e médias empresas (PME).

O foco do evento foram países dos BRICS — Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul — e o “One Belt, One Road”, ambicioso plano de investimentos chinês para estimular o comércio e o crescimento econômico na Ásia e em outras regiões do globo.

Entre 2015 e 2016, mais 2,4 milhões de pessoas sofreram com a subnutrição na América Latina e no Caribe. Foto: EBC

ARTIGO: O repto da fome

Em artigo publicado na imprensa brasileira, o brasileiro e diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), José Graziano da Silva, alerta que a fome está aumentando no mundo, tanto em países em conflito, como em nações que passam por crises econômicas.

Em 2016, 815 milhões de pessoas passaram fome. Desse contingente, 20,8 milhões viviam na América do Sul, onde a desaceleração econômica, taxas crescentes de desemprego, perda real do valor do salário mínimo e deterioração das redes de proteção social agravaram os índices de subnutrição, segundo Graziano.

Ezequiel Vedana, fundador da PiiPee. Foto: PNUD

Brasileiros são finalistas de desafio do PNUD com produto que limpa urina sem usar água

Entre os dez finalistas da competição de empreendedorismo sustentável da ONU Accelerate2030, estão os brasileiros responsáveis pelo Piipee, iniciativa que visa reduzir os gastos com a água utilizada nas descargas. Um dos fundadores do negócio, Ezequiel Vedana desenvolveu produto que dispensa a água para limpar a urina. Com o projeto, já foram poupados mais de 6 milhões de litros de água limpa.

Relatório da OIT insiste no papel fundamental do diálogo social entre governos, empregadores e trabalhadores para a sustentabilidade das empresas. Foto: EBC

Desenvolvimento lento de pequenas e médias empresas prejudica empregos e economia global, diz OIT

As pequenas e médias empresas (PME) eram responsáveis por 35% de todo o emprego no mundo em 2016, comparado a 31% em 2003. No último ano, no entanto, a contribuição dessas empresas para o emprego total estagnou, segundo novo relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

“Para reverter a tendência recente de estagnação do emprego nas PME, precisamos de políticas para promovê-las (…), assim como um ambiente de negócios melhor para todas as empresas, incluindo acesso a financiamento para as mais novas”, disse a diretora-geral adjunta de políticas da OIT, Deborah Greenfield.

Público conversou sobre alimentação e sustentabilidade. Ao centro, de preto, o diretor Estevão Ciavatta com a placa do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de nº 2 da ONU — Fome Zero e Agricultura Sustentável. Foto: Centro RIO+/Brenda Sachiko

Centro da ONU exibe documentário sobre biodiversidade e alimentação saudável

O Centro RIO+ exibiu em outubro (5), no Palácio do Itamaraty, Rio de Janeiro, o documentário ‘Fonte da Juventude’. A exibição foi seguida de bate-papo com o diretor do filme, Estevão Ciavatta. Importante peça de conscientização sobre a conjuntura alimentar no Brasil, o filme traz entrevistas com José Graziano da Silva, chefe da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o chef Alex Atala e a culinarista Bela Gil. Obra está disponível na internet.

Banda Bomoko reúne refugiados de Angola e da RD Congo. Foto: divulgação

No Rio, ONU comemora aniversário com banda de refugiados e coletivo da Baixada Fluminense

A Década Internacional de Afrodescendentes será celebrada com música e festa no dia da ONU, em 24 de outubro. O Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio) realiza evento cultural com apresentação de uma banda de refugiados africanos e um grupo musical da Baixada Fluminense. As apresentações acontecem na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, com entrada franca.

Participam da apresentação a banda de congoleses e angolanos Bomoko, que significa união em lingala. O coletivo Baixada Nunca se Rende reunirá 13 artistas que tocarão reggae, rock e rap e inclui nomes conhecidos como Renato Biguli (Monobloco e Cabeça de Nego) e Eddi Mc (Nocaute).

A segregação socioeconômica nas cidades contribui para a fragmentação social e para os altos níveis de violência, alertou a CEPAL. Foto: OMS

CEPAL: segregação socioeconômica das cidades latino-americanas aprofunda violência

A segregação residencial e socioeconômica aprofunda as desigualdades e contribui para a fragmentação social e para os altos níveis de violência que caracterizam muitas cidades latino-americanas e caribenhas, disse a secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena.

Segundo dados da ONU, quase 80% da população da América Latina e do Caribe vivia em áreas urbanas em 2014, percentual que deve chegar a 85% em 2050. Trata-se da região mais urbanizada do mundo, com 68 cidades de mais de 1 milhão de habitantes que apresentam grandes desafios de gestão urbana.

Kuñangue Aty Guasu, grande assembleia das mulheres Kaiowá e Guarani, teve a presença de delegação da ONU Brasil. Foto: UNIC Rio/Natália da Luz

ONU participa do Aty Kuña, grande assembleia das mulheres indígenas, em Mato Grosso do Sul

Encontro é um dos principais atos políticos do calendário de mobilização das mulheres Kaiowá e Guarani. Neste ano, reuniu cerca de 300 participantes. Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil e coordenadora do Grupo Temático de Gênero, Raça e Etnia da ONU Brasil, liderou a delegação da ONU no Aty Kuña.

“A presença da ONU Brasil no Aty Kuña expressa o compromisso das Nações Unidas em aprofundar o trabalho com as mulheres indígenas e de elaborar um plano de emergência frente ao agravamento da situação relatada pelas lideranças indígenas”, disse Nadine.

Saiba mais nesta matéria e confira vídeo especial da ONU Brasil.

Plantação de algodão em Catuti (MG). Foto: OIT

Iniciativas brasileiras de trabalho decente no setor algodoeiro viram exemplo para outros países

Executado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e o Instituto Brasileiro do Algodão, projeto busca compartilhar boas práticas brasileiras no setor algodoeiro e promover o trabalho decente em países produtores de algodão de África e América Latina por meio da Cooperação Sul-Sul.

“No Brasil, o trabalho infantil na produção de algodão está virtualmente erradicado, principalmente como resultado da atuação da inspeção do trabalho e do desenvolvimento de processos de certificação do algodão”, explica a coordenadora do programa de Cooperação Sul-Sul da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Fernanda Barreto.

“Mas, infelizmente, este e outros problemas ainda persistem em outros países. Por isso, a Cooperação Sul-Sul é fundamental para compartilhar com esses países as possíveis soluções encontradas pelo Brasil.”

Michel Sidibé, diretor executivo do UNAIDS. Foto: Mark Garten/ONU

Maior desafio é a complacência com a AIDS, diz diretor-executivo de agência da ONU

O maior desafio atual é a complacência com a AIDS, afirmou o diretor-executivo do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), Michel Sidibé, em entrevista à rede de informações sobre saúde Global Health Now, no fim de setembro (26).

“Estamos percebendo com preocupação que somos vítimas de nossas histórias de sucesso. Os jovens não se protegem mais e o perigo é que as pessoas sintam que acabou. A questão é que o foco deve manter-se apesar do progresso, pois é a única maneira de acabar com a epidemia de AIDS até 2030”, declarou.

Mais Médicos aumentou número de pessoas atendidas e qualidade dos serviços de saúde. Imagem: OPAS

Mais Médicos ajuda Brasil a alcançar metas de saúde universal, avalia OPAS

Em visita a São Paulo, a diretora adjunta da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Isabella Danel, elogiou o Mais Médicos, descrito como “um êxito” por ampliar o acesso à atenção primária. “O fortalecimento desse setor é primordial para a saúde universal”, defendeu a especialista durante ida ao Hospital Municipal Infantil Menino Jesus. Atualmente, o município conta com 262 profissionais do Mais Médicos. Desses, 78 são cubanos.

Para ampliar o conhecimento sobre o papel dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – os ODS – e da Agenda 2030 da ONU, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) designou dois filhotes de panda como os primeiros embaixadores animais para os ODS. Além disso, 17 pessoas de todas as partes do planeta já foram anunciadas pela agência da ONU pelos seus esforços de conscientização sobre os objetivos globais. Confira nesse vídeo da TV ONU e do PNUD

VÍDEO: Os pandas embaixadores em ação pelos objetivos globais da ONU

Para ampliar o conhecimento sobre o papel dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – os ODS – e da Agenda 2030 da ONU, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) designou dois filhotes de panda como os primeiros embaixadores animais para os ODS. Além disso, 17 pessoas de todas as partes do planeta já foram anunciadas pela agência da ONU pelos seus esforços de conscientização sobre os objetivos globais. Confira nesse vídeo da TV ONU e do PNUD.

Foto: Flickr/João Guilherme de Carvalho (Creative Commons)

Todo passivo ambiental será um passivo fiscal no futuro, alerta CEPAL

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) defende uma reforma fiscal nos países da região que leve em conta a questão ambiental, disse na quarta-feira (4) Carlos Mussi, representante do órgão das Nações Unidas no Brasil.

Segundo ele, “todo passivo ambiental será um passivo fiscal no futuro”. “Se o Estado ou a sociedade não entrar, não tentar prever e atuar, o passivo ambiental não será pago apenas pelo princípio poluidor pagador, isso será uma conta da sociedade, isso será um passivo fiscal via dívida para as futuras gerações”, disse.

Fábrica da Natex, produtora de preservativos à base de látex natural, receberá visita de equipe do UNFPA. Foto: SECOM

ONU recebe inscrições para avaliação de produtos de saúde sexual e reprodutiva

Até 15 de novembro, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) receberá inscrições de empresas brasileiras da área de saúde sexual e reprodutiva que desejem ter seus produtos avaliados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A chamada é para fornecedores de contraceptivos hormonais injetáveis. Avaliação é uma das etapas do processo que aprova quais companhias podem vender produtos para programa de abastecimento da ONU.

Evento da FAO em Brasília abordará vínculos entre alimentação e migração. Imagem: FAO

Em Brasília, FAO celebra Dia Mundial da Alimentação com debate sobre migrações

Para marcar o Dia Mundial da Alimentação, lembrado em 16 de outubro, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil promoverá na próxima terça-feira (10), em Brasília, o evento “Mudar o futuro da migração: investir em segurança alimentar e desenvolvimento rural”. Encontro contará com a participação de especialistas e do chefe Alex Atala. Celebração acontece no Palácio do Buriti, das 9h às 12h.

Para UNESCO, professores devem ter autonomia e liberdade na hora de ensinar. Foto: UNESCO

Agências da ONU defendem liberdade dos professores e criticam precarização da profissão

A UNESCO marca o Dia Mundial dos Professores, lembrado neste 5 de outubro, com um apelo por mais autonomia para os profissionais da educação. Em mensagem para a data, a agência da ONU defendeu salários mais justos para educadores e criticou a precarização da carreira, sobretudo nas universidades. Organismo reiterou apoio à liberdade intelectual e pedagógica de docentes em todos os níveis de ensino. Declaração é apoiada também pelo PNUD, UNICEF e OIT.

Brasil deve crescer 0,7% em 2017, segundo projeções do Banco Mundial. Foto: Agência Brasil

ARTIGO: Tornando o teto dos gastos viável e efetivo

Em artigo, o representante residente do Fundo Monetário Internacional (FMI) no Brasil e a economista sênior do Departamento de Finanças Públicas do órgão afirmam que o Brasil está saindo da recessão e deve voltar a crescer em 2017. No entanto, lembram que a crise deixou cicatrizes profundas nas finanças públicas.

Na opinião do FMI, o Brasil precisa avançar na implementação de reformas estruturais para permanecer dentro do limite do teto de gastos.

Foto de capa do plano criado pela Global Task Force on Cholera Control (GTFCC). Foto: OMS/Acland

ONU e parceiros se comprometem a reduzir mortes por cólera em 90% até 2030

Uma nova e ambiciosa estratégia para reduzir em 90% o número de mortes por cólera até 2030 foi lançada nesta quarta-feira (4) pela Global Task Force on Cholera Control (GTFCC), uma rede diversificada de mais de 50 agências internacionais, instituições acadêmicas e ONGs que apoiam países afetado pela doença.

“A OMS se orgulha de fazer parte desta nova iniciativa conjunta para deter as mortes por cólera. A doença tem um maior impacto sobre as pessoas pobres e vulneráveis – isso é inaceitável. O Global Roadmap é a melhor maneira de acabar com isso”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

A brasileira Mariângela Batista Galvão Simão foi nomeada diretora-geral assistente para Acesso a Medicamentos, Vacinas e Produtos Farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde (OMS). Foto: UNAIDS

Brasileira é nomeada diretora da OMS para acesso a medicamentos e vacinas

A brasileira Mariângela Batista Galvão Simão foi nomeada diretora-geral assistente para acesso a medicamentos, vacinas e produtos farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde (OMS), informou a agência das Nações Unidas.

Anteriormente, ela atuava como diretora do Departamento de Direitos, Gênero, Prevenção e Mobilização Comunitária do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS). Tem mais de 30 anos de experiência no sistema brasileiro de saúde pública e teve papel ativo na ampliação e descentralização dos serviços de saúde no país, de acordo com a OMS.

Bebê nascido na cidade de Aktau, Cazaquistão. Foto: UNICEF

UNICEF pede que países priorizem desenvolvimento da primeira infância

Não há um período mais crítico para o desenvolvimento de uma criança do que os primeiros 1 mil dias de vida. Ainda assim, 32 países não possuem três políticas nacionais básicas para apoiar pais de bebês e crianças pequenas, segundo novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

A agência da ONU pede que os países garantam dois anos de educação pré-primária gratuita; pausa para amamentação no trabalho para as novas mães durante os primeiros seis meses da criança; e licença parental adequada para pais e mães.