Aldeia Paikum, TI Bakairi (MT), empenhada na produção de adubo orgânico. Foto: FUNAI

UNICEF e Mato Grosso promovem seminário para discutir direitos dos jovens indígenas

Em Barra da Graça, no Mato Grosso, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove na quinta-feira (20) o seminário “Atenção à Criança e ao Adolescente Indígena no Selo UNICEF – Edição 2017/2020”. Objetivo do encontro é definir propostas para enfrentar a mortalidade e a desnutrição infantis, o sub-registro de nascimento e as lacunas na oferta de educação para crianças e adolescentes indígenas do estado.

Centro cultural do BID em Washington é palco de exposição do Instituto Inhotim. Imagem: BID

Com a ONU, Inhotim inaugura exposição em Washington sobre impacto do homem na natureza

Em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Instituto Inhotim inaugurou na terça-feira (18), em Washington, uma exposição sobre o impacto das atividades humanas na natureza e os perigos das mudanças climáticas. A mostra reúne obras de arte e experiências audiovisuais inspiradas no centro de arte localizado em Minas Gerais.

Pai e filhas em Beirute, no Líbano. Foto: Banco Mundial/Dominic Chavez

ONU abre chamada de artigos para revista sobre proteção social no Oriente Médio e norte da África

O Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG) abriu nesta semana (17) a chamada de artigos para a nova edição da sua principal publicação, a revista Policy in Focus. O próximo volume abordará como políticas de proteção social não contributivas estão mudando países o Oriente Médio e do Norte da África — região conhecida pela sigla MENA, em inglês. Prazo para envio de propostas é 28 de julho.

Paraty. Foto: Agência Brasil/Fernando Frazão

Centro da ONU leva para a Festa Literária de Paraty debate e filme sobre sustentabilidade

Em parceria com a Liga Brasileira de Editoras (LIBRE), o Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável do PNUD no Rio de Janeiro (Centro RIO+) exibirá na 15ª Festa Literária Internacional de Paraty — a FLIP — o filme “Baixada Nunca Se Rende”, sobre coletivos de músicos da periferia da capital fluminense. Organismo da ONU também promoverá o debate “Territórios Criativos e Sustentabilidade”. Atividades acontecem no dia 28 de julho. Participação é gratuita.

Lilly Singh em visita a uma escola no estado de Madhya Pradesh. Foto: UNICEF/Patrick Brown

Atriz canadense Lilly Singh é nomeada embaixadora do UNICEF

A comediante Lilly Singh foi nomeada no ultimo final de semana (15) a mais nova embaixadora global do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Conhecida por sua personagem Superwoman (Super-mulher, em português) no Youtube, a atriz recebeu o título honorário da agência da ONU em cerimônia em Nova Déli, na Índia, durante viagem para encontrar crianças e adolescentes beneficiados por projetos do organismo internacional.

Nelson Mandela. Foto: Fundação Nelson Mandela

No Dia Nelson Mandela, centro da ONU no Brasil lança concurso de vídeos sobre pobreza

No Dia Internacional Nelson Mandela, lembrado neste 18 de julho, o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) lança um concurso de vídeos com o tema ‘A luta contra a pobreza é uma questão de justiça. Não é um gesto de caridade’. Os três melhores filmes serão divulgados em 1º de setembro e serão exibidos no mesmo mês no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Rio de Janeiro. Prazo para inscrição é 8 de agosto.

Crianças aguardando a refeição em uma escola em Bandarero, no norte do Quênia. Foto: OCHA/Daniel Pfister

Relatório da ONU pede ‘esforços acelerados’ para alcançar Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Se o mundo quiser erradicar a pobreza, enfrentar as mudanças climáticas e construir sociedades pacíficas e inclusivas para todos até 2030, são necessários mais esforços para acelerar o progresso em relação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A informação consta em um relatório das Nações Unidas apresentado nessa segunda-feira (17) pelo secretário-geral da organização, António Guterres.

Usina da COOPERCUC consegue processar 500 kg de fruta por dia. Foto: FIDA/Juan Cortes Carrasbal

Cooperativa do semiárido baiano expande produção com apoio do fundo agrícola da ONU

Há mais de uma década, mulheres do semiárido baiano decidiram liderar uma associação de cultivo de frutos silvestres, como o umbu, o maracujá e a goiaba. Hoje, a Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (COOPERCUC) vende anualmente 280 mil dólares em produtos comercializados mundo afora. Iniciativa recebeu apoio do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola das Nações Unidas (FIDA).

Os cinco vencedores da Mostra “Brasil Aqui Tem SUS”, na categoria região, receberam R$ 10 mil. Foto: EBC

Cinco experiências bem-sucedidas de trabalho no SUS são premiadas em Brasília

O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) premiaram nesta quinta-feira (13) cinco experiências bem-sucedidas de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Feita durante a abertura do 33º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, em Brasília, a homenagem reconheceu iniciativas de cada uma das regiões do Brasil.

Recordes de calor foram registrados em diferentes partes do mundo. Foto: Banco Mundial/Curt Carnemark

Agência da ONU registra recordes de calor em diferentes partes do mundo nos meses de maio e junho

Temperaturas extremamente altas para os meses de maio e junho bateram recordes de calor na Europa, Oriente Médio, norte da África e Estados Unidos. A informação foi divulgada pela Organização Meteorológica Mundial (OMM), que alertou também que as temperaturas médias dos oceanos e superfícies para os cinco primeiros meses de 2017 atingiram o segundo nível mais alto já registrado.

Porto de Tema, em Gana. Foto: Banco Mundial/Jonathan Ernst

Recomendações econômicas da ONU mostram-se exatas e aplicáveis ao desenvolvimento, diz relatório

Análises econômicas feitas pelas Nações Unidas nos últimos 70 anos mostraram-se precisas e úteis para ajudar países a enfrentar a atual situação econômica mundial e implementar os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), concluiu novo relatório da Organização.

Publicado pela primeira vez em janeiro de 1948, após a Segunda Guerra Mundial, a Pesquisa Econômica e Social Mundial (‘World Economic and Social Survey’) é o mais antigo relatório econômico e social anual do tipo e promove uma ampla compreensão do conceito de desenvolvimento.

A Agenda 2030 da ONU e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável não são apenas itens de uma lista. Representam uma abordagem holística para a compreensão e a resolução de problemas da atualidade, ao nos orientar a fazer as perguntas certas no momento certo. Precisamos considerar vários desafios para descobrir como eles se conectam e se impactam. Mas como isso funciona? Confira neste vídeo do Centro de Conhecimento para o Desenvolvimento Sustentável do UNSSC, a instituição de ensino dos funcionários da ONU, em parceria com a Fundação Simpleshow.

VÍDEO: Compreendendo as dimensões do desenvolvimento sustentável

A Agenda 2030 da ONU e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável não são apenas itens de uma lista. Representam uma abordagem holística para a compreensão e a resolução de problemas da atualidade, ao nos orientar a fazer as perguntas certas no momento certo.

Precisamos considerar vários desafios para descobrir como eles se conectam e se impactam. Mas como isso funciona? Confira neste vídeo do Centro de Conhecimento para o Desenvolvimento Sustentável do UNSSC, a instituição de ensino dos funcionários da ONU, em parceria com a Fundação Simpleshow.

Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL. Foto: CEPAL

CEPAL elogia compromisso da América Latina e Caribe com objetivos da ONU, mas cobra mudanças tributárias

Dezenove dos 33 países da América Latina e Caribe possuem instituições intersetoriais de alto nível para coordenar o cumprimento da Agenda 2030 das Nações Unidas. Também na região, 14 Estados já apresentaram informes nacionais voluntários sobre progressos obtidos no biênio 2016-2017. Mas para avançar, nações precisam aumentar carga tributária para mobilizar recursos, defendeu a CEPAL em Nova Iorque, durante o Fórum Político de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável (HLPF).

Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Foto: Agência Brasil/Tomaz Silva

Cidades latino-americanas lideram taxas de homicídios no mundo

Desigualdade social, urbanização não planejada, políticas antidrogas falhas, impunidade, disponibilidade de armas e cultura machista. Esses são alguns dos fatores que contribuem para que cidades latino-americanas liderem ranking mundial de homicídios, segundo especialistas.

A América Latina e o Caribe concentram apenas 8% da população global, mas respondem por mais de 33% dos homicídios do mundo, de acordo com o Observatório de Homicídios, do Instituto Igarapé. Quatorze dos 20 países com as maiores taxas de assassinato globalmente estão localizados na região. Leia a reportagem completa.

Alain Grimard, do ONU-HABITAT, no lançamento do projeto 'Vida Nova nas Grotas'. Foto: Agência Alagoas

ONU-Habitat e Alagoas firmam parceria pelo desenvolvimento de zonas urbanas com assentamentos informais

O Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) e Alagoas iniciaram um projeto que inclui a elaboração conjunta de estratégias de desenvolvimento urbano, com foco na produção de dados de qualidade, sobretudo de assentamentos informais localmente conhecidos como “grotas”. Com uma duração de dois anos, iniciativa será implementada em regiões de Maceió e abordará temas como infraestrutura, inclusão social e prevenção da violência.

Paraguai, Bolívia e Brasil discutem projeto transfronteiriço para erradicação da febre aftosa

No Rio de Janeiro, representantes da indústria pecuária da Bolívia, Paraguai e Brasil se reuniram no início do mês (3) com o diretor e especialistas do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA). Encontro discutiu projeto transfronteiriço entre os três países para eliminar a doença. Iniciativa será financiada pelo Grupo Interamericano para a Erradicação da Febre Aftosa (GIEFA), que também participou dos diálogos na capital fluminense.

Mulheres representam 20% da mão de obra do setor agrícola na América Latina e Caribe. Foto: Banco Mundial/Romel Simon

Especialistas defendem inclusão financeira para maior autonomia das mulheres latino-americanas

A inclusão financeira e a igualdade de gênero são ferramentas fundamentais para alcançar a autonomia econômica das mulheres e avançar para o desenvolvimento sustentável, afirmaram na segunda-feira (10) autoridades e especialistas reunidos na sede da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) em Santiago, no Chile, para apresentação do relatório “Gênero no Sistema Financeiro”.

Segundo dados da CEPAL, uma em cada três mulheres na América Latina e no Caribe não tem renda própria, enquanto uma em cada quatro possui renda inferior a um salário mínimo. Além disso, oito em cada dez estão empregadas majoritariamente em setores de baixa produtividade e, apesar de seus níveis de escolaridade mais elevados, continua persistindo uma desigualdade salarial importante.

São Paulo vai receber cursos e oficinas sobre consumo de energia em edificações. Foto: Flickr / Gordon (CC)

Negócios e direitos humanos: os deveres dos Estados não terminam nas fronteiras nacionais

Os Estados devem controlar as corporações para além de suyas fronteiras nacionais para proteger as comunidades dos impactos negativos de suas atividades, disseram especialistas da ONU em direitos humanos, ao lançarem novas orientações sobre as obrigações dos Estados Partes no Pacto Internacional de Direitos Econômicos, Sociais e Culturais (PIDESC), no contexto das atividades comerciais.

Foto: OMC

Diferenças comerciais devem ser resolvidas com discussão e cooperação, diz chefe da OMC ao G20

A líderes do G20, o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevêdo, defendeu a continuidade de mercados abertos para se ter os benefícios do comércio que, quando acompanhado das políticas domésticas certas, constitui uma poderosa força para o crescimento inclusivo, a criação de empregos e melhores padrões de vida, especialmente quando todos os países trabalham para se adaptar à rápida mudança econômica.

Falta de saneamento contribui para disseminação de doenças. Foto: EBC

Mais de 4 milhões de brasileiros precisam defecar ao ar livre, diz relatório da ONU

Mais de 4,1 milhões de brasileiros de áreas rurais, ou 2% da população do país, não têm acesso a banheiros e precisam defecar ao ar livre, mostrou novo relatório publicado nesta quinta-feira (13) por Organização Mundial da Saúde (OMS) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Países como Canadá, Chile e Austrália, por exemplo, não têm cidadãos sem acesso a banheiros. A Argentina tem 1% de sua população nessa condição e a Bolívia, 14%, de acordo com o documento que detalhou as desigualdades globais no acesso a água e saneamento básico.

Atendimento de saúde no Acre. Foto: Sérgio Vale/Secom/Agência de Notícias do Acre/Flickr

UNICEF promove seminário no Acre sobre educação e saúde de jovens indígenas

Para discutir desafios enfrentados pelos jovens indígenas do Brasil, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove na sexta-feira (14), em Cruzeiro do Sul, no Acre, o Seminário Atenção à Criança e ao Adolescente Indígena no Selo UNICEF – Edição 2017/2020. Evento abordará estratégias para reduzir a mortalidade, a desnutrição infantil e o sub-registro civil de nascimento, além de debater iniciativas para melhorar a educação das crianças e adolescentes.

José Graziano da Silva, à esquerda, e Roberto Azevêdo, à direita. Foto: OMC

ARTIGO: Unidas pela segurança dos alimentos

Em artigo publicado na imprensa brasileira, os brasileiros Roberto Azevêdo, da Organização Mundial do Comércio (OMC), e José Graziano da Silva, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Alimentação (FAO), explicam como as atividades das duas agências da ONU se complementam e defendem a importância dos padrões internacionais de qualidade para produtos alimentícios. Normas garantem que a comida que chega à mesa das pessoas seja mais saudável, segura e barata.

Educadores do ensino fundamental de todo o país terão à disposição oito vídeos explicando o que são nove dos 17 ODS. Foto: EBC

UNESCO e governo brasileiro lançam vídeos para auxiliar educadores a falar sobre desenvolvimento sustentável

Como falar dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para crianças? A partir desta quinta-feira (13), os educadores do ensino fundamental de todo o país terão à disposição oito vídeos explicando o que são nove dos 17 ODS.

Em cada um dos vídeos, a explicação é apresentada por crianças. Também estará disponível a publicação “Educação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável — Objetivos de Aprendizagem”, sobre os todos os ODS. A ideia é aumentar a conscientização da comunidade escolar sobre a importância da Educação para o Desenvolvimento Sustentável.

UNESCO e governo lançam em Manaus materiais para divulgar objetivos da ONU entre estudantes

A partir de amanhã (13), educadores do ensino fundamental de todo o Brasil terão à disposição oito vídeos explicando o que são nove dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas — os ODS. Também será possível ter acesso à publicação da UNESCO “Educação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Objetivos de Aprendizagem”, em português. Lançamento ocorre em Manaus, das 8h30 às 10h30, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques.

Criança com sintomas do sarampo. Foto: Blog da Saúde/NatUlrich

Surtos de sarampo continuam a se propagar e provocar mortes na Europa

Os surtos de sarampo na Região Europeia da Organização Mundial da Saúde (OMS) causaram 35 mortes nos últimos 12 meses. A fatalidade mais recente ocorreu com um menino de 6 anos na Itália, onde mais de 3,3 mil casos de sarampo, incluindo dois óbitos, ocorreram desde junho de 2016. Outros países também relataram surtos. De acordo com autoridades nacionais de saúde pública, a doença causou 31 mortes na Romênia, uma morte na Alemanha e outra em Portugal.

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil recebeu homenagem pela contribuição que tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Foto: EBC

Agências da ONU participam de mostra sobre experiências municipais de saúde

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) participam da comissão de organização da “14ª Mostra Brasil aqui tem SUS”, cujo objetivo é trocar experiências municipais bem-sucedidas no Sistema Único de Saúde (SUS), estimular, divulgar e valorizar ações municipais que inovem nas soluções visando à garantia do direito à saúde. A mostra é coordenada pelo Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS).