Categoria: Desenvolvimento Sustentável

Fundo de População da ONU mobiliza R$467 mil para enfrentamento da COVID-19 no Brasil

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil está mobilizando 90,3 mil dólares, ou aproximadamente 467,2 mil reais, de recursos próprios em ações de curto e médio prazo para enfrentamento à pandemia de COVID-19. O foco é nas populações mais vulneráveis, no apoio aos serviços de saúde sexual e reprodutiva e prevenção da violência contra a mulher. Os recursos também serão direcionados a fomentar análises do impacto da doença em termos populacionais.

COVID-19 destrói o equivalente a 14 milhões de empregos na América Latina e Caribe, diz OIT

O efeito catastrófico da COVID-19 sobre as horas de trabalho e a renda no mundo se repete na América Latina e no Caribe, onde a pandemia provoca a perda de 5,7% das horas de trabalho no segundo trimestre deste ano, o equivalente a 14 milhões de trabalhadores em tempo integral. Segundo estimativas da Organização Internacional do Trabalho (OIT), na América Latina e no Caribe, a taxa de informalidade é de 53%, o que afeta mais de 140 milhões de homens e mulheres no trabalho.

Ação humanitária: a ONU contra a COVID-19

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) e parceiros ampliaram seus serviços de assistência humanitária aos países que mais precisam para atender às novas demandas impostas pela pandemia do novo coronavírus. Junto às ONGs, as Nações Unidas têm um papel direto na resposta global à COVID-19. Conheça algumas das ações da ONU nesse vídeo.

ARTIGO: A experiência internacional com os impactos da COVID-19 na educação

Em meio à pandemia de COVID-19, a principal atenção está nos desafios impostos aos sistemas de saúde, mas os sistemas de educação também são diretamente afetados. Em pouco mais de três semanas, cerca de 1,5 bilhão de estudantes em pelo menos 174 países ficaram fora da escola em todo o mundo. No Brasil, todas as escolas estão temporariamente fechadas e provavelmente continuarão assim por algum tempo. Como podemos aprender com as experiências de como os outros países estão lidando com isso? Leia artigo publicado na Folha de S.Paulo pelo coordenador da área econômica do Banco Mundial para o Brasil, Rafael ... Read more

Sony Corporation doa US$3 milhões para fundo de proteção a refugiados frente à COVID-19

A Agência ONU para Refugiados (ACNUR) comemorou o anúncio da multinacional japonesa Sony Corporation de instituir o Fundo de Ajuda Global da Sony para COVID-19, através do qual uma contribuição de 3 milhões de dólares será feita para ajudar a proteger os refugiados da ameaça dessa pandemia. Esta é a primeira grande contribuição do setor privado ao apelo lançado pelo ACNUR. Fundos oportunos e irrestritos como estes são essenciais para ajudar as operações de campo da agência a preparar e responder à pandemia da COVID-19 e impedir sua propagação entre refugiados e comunidades anfitriãs.

ARTIGO: Violência contra mulheres e meninas é pandemia das sombras

Em artigo, a diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, afirma que, à medida que mais países relatam crescimento das infecções e bloqueios por conta do novo coronavírus, mais linhas de ajuda e abrigos para violência doméstica estão informando demanda crescente. "O confinamento está promovendo tensão e tem criado pressão pelas preocupações com segurança, saúde e dinheiro. E está aumentando o isolamento das mulheres com parceiros violentos, separando-as das pessoas e dos recursos que podem melhor ajudá-las." Leia o artigo completo.

OMS: somente uso de máscaras é insuficiente para se proteger da COVID-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu novas diretrizes sobre a utilização de máscaras em público para apoiar os países que decidiram implementar o uso desse equipamento de forma mais generalizada. As orientações destacam que “o uso da máscara por si só é insuficiente para oferecer um nível adequado de proteção”, e que para isso também devem ser adotadas outras medidas, como higienizar as mãos e evitar aglomerações. A OMS reforça ainda que é fundamental dar prioridade aos profissionais de saúde quando se trata de usar máscaras e respiradores.

OPAS pede que países protejam trabalhadores da saúde diante do avanço da COVID-19 nas Américas

Após advertir que os casos de COVID-19 dobraram em uma semana na região das Américas, a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne, pediu na terça-feira (7) aos países que adotem medidas que protejam os profissionais de saúde, garantindo que tenham acesso a equipamentos de proteção individual e aos suprimentos necessários para cuidar de pacientes afetados pela doença. "A escassez de equipamentos de proteção mais básicos deixa médicos, enfermeiras e outros trabalhadores da linha de frente vulneráveis enquanto cuidam de pacientes com COVID-19", afirmou Etienne em entrevista coletiva virtual.

OMS e UNICEF unem-se na resposta à pandemia por meio do Fundo de Resposta Solidária

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) anunciaram na sexta-feira (3) um acordo para atuarem juntos na resposta à pandemia, por meio do Fundo de Resposta Solidária à COVID-19, alimentado pela Fundação das Nações Unidas e pela Fundação Suíça de Filantropia. O fundo foi criado para facilitar uma resposta global sem precedentes, apoiando o Plano Estratégico de Preparação e Resposta da OMS.

Relatório da OMS aponta déficit de 6 milhões de profissionais de enfermagem no mundo

Relatório lançado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em parceria com o Conselho Internacional de Enfermeiras (ICN, sigla em inglês)) e a iniciativa Nursing Now mostra que atualmente existem pouco menos de 28 milhões de profissionais de enfermagem em todo o mundo. Entre 2013 e 2018, os números aumentaram 4,7 milhões. Mas isso ainda deixa um déficit global de 5,9 milhões – com as maiores lacunas encontradas em países de África, Sudeste Asiático e da região do Mediterrâneo Oriental (da OMS), além de algumas partes da América Latina.

OIT: COVID-19 causa perdas devastadoras de empregos e horas de trabalho no mundo

Globalmente, prevê-se que a crise da COVID-19 faça desaparecer 6,7% das horas de trabalho no segundo trimestre de 2020, o que equivale a 195 milhões de trabalhadores em tempo integral no mundo. "Os trabalhadores e as empresas enfrentam uma catástrofe, tanto nas economias desenvolvidas quanto nas em desenvolvimento”, disse o diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder. "Temos que agir rápido, decisivamente e juntos. Medidas corretas e urgentes podem fazer a diferença entre a sobrevivência e o colapso."

Trabalhadoras e suas famílias precisam de mais apoio na resposta à COVID-19

Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Organização Internacional do Trabalho (OIT) e ONU Mulheres pediram aos governos que fortaleçam medidas de proteção social, especialmente para famílias vulneráveis, inclusive apoiando os empregadores a continuar fornecendo trabalho e renda e garantindo apoio financeiro às pessoas que perdem seus empregos.

Os coronavírus vieram para ficar?

Pesquisadores ainda não identificaram o ponto exato em que o vírus SARS-CoV-2 foi transferido de animais para humanos e se apresentou na forma de COVID-19. No entanto, uma coisa é clara: o novo coronavírus não será a última pandemia. Em 2016, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) sinalizou preocupação com o aumento mundial de epidemias zoonóticas. Especificamente, apontou que 60% de todas as doenças infecciosas emergentes nos seres humanos são zoonóticas e estão intimamente ligadas à saúde dos ecossistemas. Leia a reportagem completa.

OIT adia Conferência Internacional do Trabalho até 2021 devido à COVID-19

Como consequência da disseminação da COVID-19, o Conselho de Administração da Organização Internacional do Trabalho (OIT) adiou a próxima reunião anual da Conferência Internacional do Trabalho, prevista para os dias 25 de maio a 5 de junho, em Genebra. Apesar do adiamento da Conferência, a OIT e seus escritórios em todo mundo continuam trabalhando e seguirão a trabalhar em estreita colaboração com seus constituintes, parceiros de desenvolvimento e o sistema multilateral. A Organização está direcionando esforços significativos para abordar respostas políticas e técnicas à pandemia, a curto e longo prazo.

COVID-19: ONU Mulheres lista 9 ações para eliminar as desigualdades de gênero dentro de casa

Enquanto todas as pessoas fazem a sua parte para retardar a disseminação da COVID-19 praticando o distanciamento e o isolamento social, a ONU Mulheres compartilha algumas das melhores recomendações para apoiar a igualdade de gênero em casa, em cada canto do planeta.

No dia mundial da saúde, ONU homenageia profissionais de enfermagem e obstetrícia

Em uma mensagem especial em vídeo dedicada ao Dia Mundial da Saúde, lembrado anualmente em 7 de abril, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, destacou que a data é marcada em um ano particularmente difícil para todos. “Hoje, minha mensagem é para nossos profissionais de saúde – enfermeiras(os), parteiras(os), técnicos, paramédicos, farmacêuticos, médicos, motoristas, profissionais de limpeza, administradores e muitos outros – que trabalham dia e noite para nos manter seguros.” Confira aqui o vídeo.

UNICEF lança chatbot para responder principais dúvidas sobre coronavírus

Diante da pandemia do novo coronavírus, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com a empresa de tecnologia e engajamento digital Talk2U e a empresa de inteligência artificial e automação de comunicação Ilhasoft, lança uma experiência interativa virtual em que usuários podem tirar suas dúvidas sobre a COVID-19.

Como lidar com o estresse causado pela pandemia do coronavírus?

Em artigo, a psicóloga da ONU Brasil Alessandra Faustino falou sobre os desafios de se gerir o estresse em um momento de distanciamento social e trabalho remoto por conta da pandemia provocada pelo novo coronavírus. "Este é um momento desafiante, pois o distanciamento social requer uma mudança ampla no nosso modo de vida", disse. "Todos compartilhamos esta experiência, porém, há várias medidas que podem ser adotadas para reduzir seu estresse e manter a calma." Leia o artigo completo.

ONU convida comunidade criativa a enviar peças sobre o coronavírus; saiba como participar

Você tem o poder de mudar o mundo por meio da criação de artes e peças de comunicação? Então a ONU precisa de sua ajuda para impedir o avanço da COVID-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. Saiba aqui como participar deste chamado global.

UNOPS e MPT entregam equipamentos de saúde a hospital em Santa Catarina

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) entregou nesta sexta-feira (3) dez monitores multiparâmetro para o Hospital Regional São José - Homero de Miranda Gomes (HRSJ), na Grande Florianópolis (SC). “Este tipo de monitor serve para verificar os sinais vitais dos pacientes como temperatura, funcionamento do coração, ritmo da respiração, nível de oxigênio no sangue, que é quanto do oxigênio do pulmão que chega ao sangue”, explica o coordenador da área de equipamentos médicos da força-tarefa do UNOPS para COVID-19 na América Latina e no Caribe, Valerio Di Virgilio. Segundo ele, como a infecção por COVID-19 afeta ... Read more

CEPAL: integração regional é crucial para enfrentar pandemia de COVID-19

De acordo com a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), para tratar a emergência sanitária é imperativo aplicar imediatamente e de maneira eficiente as medidas de contenção sugeridas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), fortalecer os sistemas de saúde e garantir o acesso universal a exames e medicamentos. Para tratar a emergência social são necessárias medidas de proteção de renda para os grupos mais vulneráveis, medidas de proteção do emprego, como os benefícios de desemprego e renda básica de emergência, e medidas de apoio às pequenas e médias empresas (PMEs) e aos trabalhadores autônomos.

Série de webinars aborda a relação da COVID-19 com a sustentabilidade

A Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas está promovendo uma série de webinars que relacionam a COVID-19 com temas ligados à sustentabilidade. Durante todo o mês de abril, especialistas foram convidados para compartilhar seu conhecimento na série "Quarentena com o Pacto". Acesse a programação completa.

UNAIDS elogia decisão de Portugal de conceder residência temporária a migrantes

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) elogiou a decisão tomada pelo governo português de conceder direitos de residência temporária a todos os migrantes e solicitantes de refúgio que solicitaram residência no país antes de 18 de março de 2020, quando foi anunciado o estado de emergência da COVID-19. Esses direitos darão aos migrantes e solicitantes de refúgio acesso a benefícios sociais e de saúde, incluindo acesso ao serviço nacional de saúde, contas bancárias e contratos de trabalho e aluguel, até pelo menos 1 de julho de 2020.

OPAS busca US$95 milhões para ajudar países latino-americanos e caribenhos na pandemia

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) está chamando doadores para arrecadar 95 milhões de dólares, dinheiro que será utilizado para executar medidas de saúde pública prioritárias para ajudar os países da América Latina e Caribe a enfrentar a pandemia de COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus. Os recursos serão direcionados à Estratégia de Resposta da OPAS, alinhada à da Organização Mundial de Saúde (OMS), que tem o objetivo de salvar vidas e desacelerar a transmissão do novo coronavírus para mitigar que seu impacto nos serviços e na saúde da população, principalmente nos países que mais precisam de ajuda.

ARTIGO: Todos na luta contra uma pandemia sem precedentes

Apenas trabalhando em conjunto o mundo poderá enfrentar as consequências devastadoras da COVID-19, afirma o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, em artigo de opinião publicado em jornais de todo o mundo.  Ele defende testagem e identificação de contatos, quarentenas, tratamentos e medidas de segurança para equipes médicas, combinadas com a restrição de movimento e de contatos até que apareçam terapias e vacinas.

Mulheres elevam suas vozes na vanguarda das mudanças climáticas

A região do Pacífico tem uma das maiores taxas de violência baseada em gênero do mundo. Pesquisas nacionais mostram que 72% das mulheres de Fiji sofrem violência de gênero em comparação com a média global de 35%. As mulheres da região também têm baixa representação em posições de liderança — dos 560 parlamentares do Pacífico, 48 são mulheres e apenas 10 são mulheres Fijianas. Para além destes impactos socioculturais, as mulheres do Pacífico estão exigindo mais envolvimento na tomada de decisões relacionadas ao clima e se engajando totalmente nas respostas climáticas. Conheça a história da Narayan, Raduva e Maisamoa.

CEPAL apresentará relatório sobre efeitos econômicos e sociais da COVID-19 para América Latina e Caribe

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) apresentará nesta sexta-feira (3) o relatório "A América Latina e o Caribe diante da pandemia da COVID-19: efeitos econômicos e sociais", onde aborda a conjuntura, os cenários e as projeções até 2030, diante da atual crise pandêmica global. A publicação será apresentada em uma coletiva de imprensa virtual, por Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL, de Santiago, Chile, às 13h de Brasília.

ONU-HABITAT lista 5 ações que promovem cidades mais inclusivas e seguras para mulheres

Diante da urgência de alcançar a igualdade de gênero, o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) listou iniciativas implementadas pela organização e parceiros com o objetivo de transformar a realidade das mulheres nas cidades brasileiras. Os projetos são realizados em Rio de Janeiro, Alagoas, Pernambuco, Piauí e Minas Gerais, envolvendo temas de inclusão social, moradia adequada e uso misto do solo, resiliência urbana, espaços públicos e mobilidade urbana.

Conferência do clima da ONU é adiada para 2021 devido à pandemia de coronavírus

Sem fim à vista para a pandemia provocada pelo novo coronavírus, as negociações da ONU sobre mudanças climáticas que ocorreriam na Escócia no final do ano foram adiadas para outubro de 2021. A decisão foi anunciada na noite de quarta-feira (1) pelo grupo consultivo para as negociações da COP26, supervisionadas pelo órgão da ONU sobre mudanças climáticas, a UNFCCC, após conversas envolvendo Reino Unido e outros países.

OIT pede políticas rápidas e coordenadas para reduzir impactos da COVID-19 sobre os trabalhadores

As perspectivas para a economia e para a quantidade e a qualidade do emprego estão se deteriorando rapidamente frente ao avanço da pandemia do novo coronavírus, disse a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Embora as previsões atualizadas variem consideravelmente, e em sua maioria subestimem a situação, todas apontam para um impacto negativo e significativo na economia mundial, pelo menos no primeiro semestre de 2020. A organização pede respostas políticas rápidas e coordenadas em nível nacional e global, com forte liderança multilateral, para limitar os efeitos diretos de saúde da COVID-19 sobre as(os) trabalhadoras(es) e suas famílias.

ONU-HABITAT lembra importância dos governos locais e regionais no enfrentamento à COVID-19

Mais de 20 representantes de governos, parceiros locais e regionais reuniram-se virtualmente no fim de março (26) com representantes da sociedade civil e das Nações Unidas para trocar experiências sobre a resposta à pandemia da COVID-19. A reunião virtual teve como objetivo lançar seminários online convocados conjuntamente pelas redes de cidades CGLU e Metropolis e o ONU-HABITAT para facilitar o intercâmbio de ideias entre governos locais e regionais.

OMS manifesta preocupação com escalada de COVID-19 à medida que número de casos se aproxima de 1 milhão

As mortes por COVID-19 mais do que duplicaram na semana passada e em breve chegarão a 50 mil em todo o mundo, enquanto o número global de casos está caminhando para 1 milhão, disse o chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) a jornalistas na quarta-feira (1). O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que houve "um crescimento quase exponencial" no número de casos nas últimas cinco semanas, afetando praticamente todos os países, territórios e regiões do mundo.

ARTIGO: Fechar escolas desestabilizou vida de crianças; como podemos ajudá-las a continuar aprendendo

A pandemia da COVID-19 fechou escolas em 165 países, deixando 87% de todos os alunos do mundo sem aulas. A reposta para isto é o ensino  online mas nem todas as crianças têm acesso a tecnologia necessária para o aprendizado remoto. A Coalizão Global pela Educação estimula a adoção de soluções práticas, que podem incluir alternativas como rádio e TV. É o que explicam Angelina Jolie, enviada especial da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), e Audrey Azoulay, diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), em artigo publicado na revista 'Time' nesta ... Read more

ACNUR lança página de apoio a empreendedores refugiados em meio à crise de COVID-19

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) lançou nesta quarta-feira (1) a página “Refugiados Empreendedores”, na qual, a cada semana, cinco diferentes casos de pessoas refugiadas empreendedoras no Brasil serão listados. A proposta é gerar visibilidade aos negócios de pessoas refugiadas que seguem empreendendo no país e contribuindo para o desenvolvimento de suas comunidades e da economia local, mesmo diante das dificuldades geradas pela pandemia da COVID-19.

COVID-19: Crise iminente em países em desenvolvimento ameaça devastar a economia e aumentar a desigualdade

A crescente crise da COVID-19 ameaça atingir países em desenvolvimento de forma desproporcional, não apenas como uma crise de saúde no curto prazo, mas também como devastadora crise social e econômica ao longo dos próximos meses e anos. Nesse cenário, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) está trabalhando no apoio aos sistemas de saúde de países como Bósnia e Herzegovina, China, Djibuti, El Salvador, Eritreia, Irã, Quirguistão, Madagascar, Nigéria, Paraguai, Panamá, Sérvia, Ucrânia e Vietnã.

Países devem atenuar os efeitos da COVID-19 no comércio e nos mercados de alimentos, alerta FAO

A incerteza sobre a disponibilidade de alimentos pode desencadear uma onda de restrições à exportação, gerando escassez no mercado mundial. Essas reações podem alterar o equilíbrio entre a oferta e a demanda por alimentos, levando a picos de preços e maior volatilidade. É preciso fazer tudo que é possível para assegurar que o comércio flua tão livremente quanto seja permitido, principalmente para evitar a escassez de alimentos. Da mesma forma, também é essencial proteger os produtores de alimentos e trabalhadores do setor alimentício na elaboração e comercialização no varejo, visando minimizar a propagação da doença nesse setor e manter as ... Read more

Tempo para desacelerar propagação da COVID-19 nas Américas está diminuindo; países devem agir agora

Mesmo com muitos países das Américas relatando a transmissão comunitária da COVID-19, ainda há tempo para desacelerar a propagação do vírus, reduzir seu impacto nos sistemas de saúde e salvar vidas, afirmou a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne, durante coletiva de imprensa realizada na terça-feira (31). Etienne disse ser essencial que os países decidam quais medidas de distanciamento devem ser adotadas, como e por quanto tempo. Essa é a única forma de evitar que os hospitais fiquem sobrecarregados com um número muito grande de pessoas doentes em um curto espaço de tempo. Com base na ... Read more

Economia global deve encolher quase 1% este ano devido à pandemia do coronavírus

A economia global deve encolher quase 1% este ano devido à pandemia da COVID-19, e a produção mundial poderá recuar ainda mais se as restrições impostas às atividades econômicas se estenderem para o terceiro trimestre e se as respostas fiscais falharem em apoiar renda e gastos do consumidor. A conclusão é de um novo relatório divulgado nesta quarta-feira (1) pelo Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais (DESA, na sigla em inglês). Segundo o documento, um pacote de estímulo fiscal bem elaborado, priorizando os gastos em saúde para conter a propagação do vírus e fornecendo suporte de renda ... Read more

Como me proteger do novo coronavírus? A OMS responde neste vídeo

A COVID-19 é uma doença infecciosa causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), transmitido aos humanos pela primeira vez. O vírus circula de pessoa em pessoa, através da transmissão de gotículas infectadas de alguém contaminado ao falar, tossir ou espirrar. Medidas como o distanciamento social e lavar constantemente as mãos com água e sabão, ou higienizá-las com uma solução à base de álcool 60-70%, protege você de adquirir a COVID-19 e também de se tornar um transmissor. Permaneça saudável. Evite a transmissão do novo coronavírus em sua comunidade.

ONU lança plano para ‘derrotar o vírus e construir um mundo melhor’

Para combater as devastadoras dimensões socioeconômicas da crise da COVID-19, o chefe da ONU se concentrou nos mais vulneráveis, elaborando políticas que, entre outras coisas, apoiam o fornecimento de seguro de saúde e desemprego e proteções sociais, além de fortalecer as empresas para evitar falências e perdas de empregos. O alívio de dívidas soberanas também deve ser uma prioridade, disse António Guterres, observando que a ONU está "totalmente mobilizada" e está estabelecendo um novo Fundo Fiduciário para a Resposta e Recuperação frente à COVID-19, formado por múltiplos parceiros, para responder à emergência e promover a recuperação após o choque socioeconômico. ... Read more

VÍDEO: ‘Os jovens não são invencíveis contra o coronavírus’, diz OMS

“Os jovens não são invencíveis contra a COVID-19. O coronavírus pode colocá-lo no hospital por semanas ou até matá-lo. Mesmo que você não fique doente, as escolhas que você faz sobre onde vai podem ser a diferença entre a vida e a morte, para outra pessoa.” O alerta foi feito pelo diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus. Segundo a OMS, a juventude deve levar a sério a situação de pandemia, evitando aglomerações, contatos com outros e, principalmente, evitando contaminar os mais velhos e vulneráveis.