Autoridades ministeriais de Botsuana em visita ao Brasil. Foto: PMA/Sophia Andreazza

Delegação de Botsuana vem ao Brasil conhecer iniciativas de combate à fome

Ao longo da semana passada, uma delegação ministerial de Botsuana esteve no Brasil para conhecer as experiências de combate à fome do país sul-americano. Viagem foi organizada com o apoio do Centro de Excelência contra a Fome, organismo do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA). Autoridades fizeram visita de campo no Distrito Federal para entender como funcionam as compras públicas de alimentos da agricultura familiar para as escolas brasileiras.

Em seu discurso, Michel Sidibé destacou a necessidade de uma liderança contínua na saúde pelos EUA. Foto: UNAIDS/Divulgação

Liderança dos EUA é crucial para o fim da AIDS, diz agência da ONU

O diretor-executivo do UNAIDS, Michel Sidibé, falou sobre a necessidade de uma liderança contínua na saúde global por parte dos Estados Unidos para acabar com a epidemia de AIDS. Durante discurso na Conferência do Capitólio da Fundação da Pesquisa da AIDS (amfAR), realizada em Washington, Sidibé disse: “o que me espanta é o movimento para uma conspiração da complacência”. “As pessoas pensam que a AIDS está encerrada, que podemos seguir em frente. Agora não é hora de perder o nosso impulso”, declarou.

Mulheres representam 20% da mão de obra do setor agrícola na América Latina e Caribe. Foto: Banco Mundial/Romel Simon

CEPAL chama mulheres a se emancipar política, física e economicamente

As mulheres devem buscar a emancipação e a autonomia política, física e econômica, afirmou na terça-feira (20) a secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), durante uma apresentação no Fórum Forbes Mulheres Poderosas 2017, realizado na Cidade do México.

Em seu discurso, Alicia Bárcena afirmou que as mulheres da região têm de alcançar a igualdade, mas com titularidade de direitos, “não por ter mais dinheiro ou menos, nem por ter mais ou menos meios, nem apenas por vontade individual”.

Barcos de pesca no México. Foto: Banco Mundial/Curt Carnemark

América Latina e Caribe adotam primeira lei modelo de pesca artesanal do mundo

Nova lei do Parlamento Latino-Americano (Parlatino) reconhece a pesca artesanal como um modo de vida e uma atividade produtiva que contribui para o desenvolvimento sustentável da região e a segurança alimentar e nutricional de milhares de famílias.

A Lei Modelo de Pesca Artesanal ou de Pequena Escala, formulada pela Comissão de Pecuária, Agricultura e Pesca do Parlatino com o acompanhamento técnico da FAO e o apoio da Frente Parlamentar contra a Fome da América Latina e no Caribe, estabelece um marco jurídico de referência para que os países possam adotar, fortalecer e complementar suas políticas e legislações nacionais vinculadas a esse setor.

certificação contribui para estruturar a cadeia têxtil, gerando oportunidades de negócios e favorecendo a oferta de boas condições de trabalho. Foto: Elói Corrêa/ AGECOM

Setor têxtil certifica empresas para eliminar trabalho escravo de cadeias produtivas

A garantia de direitos trabalhistas e a eliminação do trabalho escravo são os principais objetivos do Programa de Monitoramento de Cadeia Produtiva do Vestuário e Calçados, uma iniciativa desenvolvida pela Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), com empresas do segmento em todo o país.

O programa tem o papel de assegurar segurança e saúde ao trabalhador, além da formalização das oficinas de costura e empresas de produção de vestuário.

Estudos estabeleceram relação entre microcefalia e zika. Foto: EBC

Feira apoiada por agências da ONU em Salvador apresenta soluções de combate ao zika

Centenas de expositores apresentarão um conjunto de soluções de combate a doenças transmitidas por mosquitos na Feira de Soluções para a Saúde — Zika, que ocorre em Salvador (BA) de 8 a 10 de agosto. Os interessados podem cadastrar suas soluções até 14 de julho no site www.feirazika.unb.br.

Reunindo parceiros nacionais e internacionais, a feira é apoiada por Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), ONU Mulheres e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), sendo patrocinada pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS).

Projeto do UNODC visa a prevenir a violência por meio das práticas esportivas. Foto: UNODC

ONU recebe propostas para iniciativas de prevenção à violência por meio do esporte no Rio e no DF

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) lançou chamada para receber propostas de organizações da sociedade civil que atuem no campo do empoderamento da juventude, em especial por meio do esporte.

Estão habilitadas a concorrer organizações baseadas no Distrito Federal ou na região metropolitana do Rio de Janeiro que tenham experiência na implementação de projetos esportivos para evitar que jovens se envolvam em crimes, em violência e no abuso de drogas.

Pedro Piauí (primeiro à direita), sua mulher e seus oito filhos. Foto: CPT

‘Depois de trabalhar três meses em uma fazenda, não quiseram me pagar’

Após trabalhar três meses em uma fazenda de Campos Lindos, no Tocantins, dormindo em uma barraca de lona e comendo pouco, o trabalhador rural Pedro Alves dos Santos foi informado de que não receberia pelo trabalho efetuado. Pedro procurou sindicatos e autoridades locais e só assim conseguiu garantir seus direitos.

A história de Pedro assemelha-se às de mais de 50 mil pessoas resgatadas do trabalho escravo no Brasil desde 1995. Entrevistados pelo Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC Rio), especialistas e representantes da ONU instam o Brasil a continuar o combate a esse crime ainda frequente no país, garantindo a manutenção da legislação para o tema, as fiscalizações e a publicação do cadastro de empregadores flagrados.

Segundo as agências, as habilidades digitais irão conectar os jovens a oportunidades de trabalho sem precedentes. Foto: Flickr/CTEP AmeriCorps (CC)

Agências da ONU lançam campanha para impulsionar habilidades digitais de jovens

A União Internacional de Telecomunicações (UIT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançaram uma campanha para treinar 5 milhões de jovens globalmente até 2030 em habilidades digitais para serem aplicadas no mercado de trabalho.

A campanha “Habilidades Digitais para Empregos Decentes” é parte da iniciativa global da OIT de fomento a trabalhos decentes para a juventude, o primeiro esforço abrangente do Sistema ONU para a promoção do emprego jovem mundialmente.

Clínica veterinária móvel da FAO em Les Cayes, no Haiti. Foto: FAO/Justine Texier

No Haiti, FAO opera clínicas veterinárias móveis e beneficia 12 mil pessoas que dependem da pecuária

No Haiti, apenas cerca de 40 veterinários trabalham como funcionários públicos, prestando assistência gratuita a agricultores. Num país assolado pela seca e por desastres naturais, o número reduzido desses profissionais coloca em risco a subsistência de milhares de pessoas. Para reverter esse cenário, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) mantém no país caribenho clínicas veterinárias móveis.

Vista aérea de propriedade rural na Colômbia. Foto: Banco Mundial/Edwin Huffman

FAO e Colômbia firmam parceria de US$ 8 milhões para melhorar condições de vida no campo

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e a Agência de Desenvolvimento Rural da Colômbia (ADR) firmaram na semana passada (12) uma parceria que disponibilizará 8 milhões de dólares para melhorar as condições de vida nas regiões agrícolas do país. Iniciativa mobilizará a assistência técnica da agência da ONU para orientar produtores a aumentar sua competitividade.

Ao centro, o representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic. Foto: FAO/Palova Souza

FAO discute como usar estatísticas para monitorar políticas agroambientais na América Latina

Em evento sobre políticas agroambientais na América Latina e Caribe, o representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil, Alan Bojanic, enfatizou que a produção de alimentos no futuro depende de modelos sustentáveis de crescimento econômico. Encontro reuniu mais de 70 especialistas em Brasília para debater como o uso de estatísticas pode acelerar a implementação de recomendações da agência da ONU sobre o tema.

Segurança alimentar é um dos destaques da cooperação entre Brasil e países da África. Foto: Centro de Excelência contra a Fome

Agência brasileira lança publicações sobre estratégias para Cooperação Sul-Sul

Como parte das comemorações por seus 30 anos, a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) lançou três publicações que discutem os caminhos da cooperação brasileira para o desenvolvimento e possíveis estratégias para monitorar e avaliar iniciativas de Cooperação Sul-Sul.

Uma das publicações cita o Centro de Excelência contra a Fome — fruto de parceria entre o governo brasileiro e o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas — como exemplo de parceria entre o Brasil e agências internacionais para a cooperação na área da segurança alimentar e nutricional.

Alimentação escolar. Foto: Agência Brasil

Seminário em Washington discute cooperação internacional em alimentação escolar

O Centro de Excelência contra a Fome, fruto de parceria entre o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas e o governo brasileiro, participou na semana passada (15) de seminário em Washington (EUA) para discutir evidências sobre os impactos de programas de alimentação escolar nos países. O evento foi organizado pela Global Child Nutrition Foundation e pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Porto no Sri Lanka. Foto: Banco Mundial/Dominic Sansoni

Banco Mundial vê alta de 2,7% do PIB mundial em 2017; Brasil deve crescer 0,3%

Graças a uma retomada da manufatura e do comércio, a economia global está se recuperando, mas a fraqueza da produtividade e do investimento ameaçam as perspectivas de longo prazo nas economias em desenvolvimento, informou o Banco Mundial no início de junho (5).

Em seu mais novo relatório de expectativas, o Banco Mundial prevê crescimento global de 2,7%, conforme relatado em janeiro. Para o Brasil, a previsão é de avanço de apenas 0,3% em 2017 e de 1,8% em 2018.

Mulheres carregando símbolos religiosos em imagem que faz parte da mostra 'Vidas Deslocadas', em exibição a partir do dia 21 de junho no Museu do Amanhã. Foto: AFP/Philippe Lopez

Seminário e exposição fotográfica marcam Dia Mundial do Refugiado no Museu do Amanhã

Como parte das celebrações do Dia Mundial do Refugiado, lembrado em 20 de junho, o Museu do Amanhã realiza nesta semana, em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a Agence France-Presse (AFP), um seminário na terça-feira um seminário sobre deslocamento forçado causado pelas mudanças climáticas. No dia seguinte (21), tem início uma mostra fotográfica sobre o mesmo tema.

Desde 2008, uma média de 25 milhões de pessoas foram forçadas a se deslocar, a cada ano, por causa de intempéries como inundações, tempestades, incêndios florestais e temperaturas extremas.

Plantação de arroz em Chengdu, Sichuan, na China. Foto: ONU/John Isaac. (arquivo)

BRICS podem ter papel de liderança no combate à fome, diz agência da ONU

Enquanto o tempo passa rumo ao prazo de 2030 para atingir os objetivos globais de erradicar a fome e a pobreza, a agência das Nações Unidas para a agricultura afirmou que cinco importantes economias emergentes, conhecidas como BRICS, estão bem posicionadas para ter papel de liderança em ajudar o mundo a atingir essas metas.

Para a representante regional da FAO, Kundhavi Kadiresan, os programas de proteção social adotados nesses países têm papel essencial no desenvolvimento rural, reduzindo a pobreza, beneficiando a saúde e fortalecendo a confiança dos agricultores familiares.

Instabilidade política e pobreza extrema limitam desenvolvimento econômico e social na Guiné-Bissau. Na foto, uma família viaja para a aldeia de Tebe-Zinho, onde as crianças receberão vacinas e outros serviços de saúde, com apoio do UNICEF. Foto: UNICEF / LeMoyne

Guiné-Bissau: relatório da ONU pede reforma abrangente do sistema de saúde

Relatório da ONU divulgado no início de junho revela que a implementação do direito à saúde na Guiné-Bissau está enfrentando enormes desafios. Existem apenas três pediatras no país da África Ocidental, todos eles expatriados, para uma população de cerca de 720 mil crianças menores de 15 anos. Além disso, são apenas quatro obstetras, cerca de 34 parteiras qualificadas e um anestesista em todo o país, que tem 1,8 milhão de pessoas.

ONU realiza concurso universitário de fotografias sobre desenvolvimento sustentável, migração e refúgio

Estão abertas até 30 de agosto as inscrições para um concurso de fotografia da ONU sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e também sobre a aceitação de refugiados e migrantes. Promovido pelo Centro de Informação das Nações Unidas no Japão (UNIC Tóquio) e pela Universidade de Sophia, a iniciativa é destinada a estudantes universitários — graduandos e pós-graduandos — ou de escolas técnicas e/ou profissionalizantes do mundo inteiro.

Participaram da oficina de capacitação gestores e funcionários públicos, representantes de movimentos sociais e organismos não-governamentais, bem como estudantes. Foto: UNFPA/Divulgação

Agência de população da ONU participa de programa de capacitação em dinâmica demográfica

O Fundo de População da ONU (UNFPA) participou em junho do programa de capacitação “População, Cidades e Políticas Sociais”, realizado no âmbito do Programa de Seminários do Observatório das Migrações (NEPO/UNICAMP), em parceria com a Fundação Carlos Chagas, em São Paulo.

O evento teve como objetivos centrais a sensibilização e a capacitação de gestores públicos municipais, estaduais e federais acerca de temas relacionados com a dinâmica populacional e as políticas sociais, com ênfase nas políticas educacionais.

Discutir como novas tecnologias podem colaborar com o cumprimento da Agenda 2030 para fortalecer a inclusão, a erradicação da pobreza, o crescimento econômico e a sustentabilidade do planeta é a proposta do estande ODS na Campus Party Brasília. Foto: ONU

Estande na Campus Party Brasília debate novas tecnologias e desenvolvimento sustentável

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a estatal Furnas, do grupo Eletrobras, promovem até sábado (17) na Campus Party Brasília discussões sobre como as novas tecnologias podem colaborar para o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O estande ODS servirá de espaço colaborativo para a troca de informações sobre iniciativas para a implementação dos objetivos globais.

Um em cada seis idosos sofre alguma forma de abuso, afirma novo estudo apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Foto: EBC

Estudo revela que um em cada seis idosos sofre alguma forma de abuso no mundo

Um em cada seis idosos sofre alguma forma de abuso, afirma novo estudo apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e publicado na Lancet Global Health. Esse número é maior do que o estimado anteriormente, e a previsão é de que aumente à medida que as populações envelhecerem em todo o mundo.

A pesquisa se baseia nas melhores evidências disponíveis de 52 estudos em 28 países de diferentes regiões, incluindo 12 países de baixa e média renda.

Grãos de soja. Foto: Jonas Oliveira/ANPr

ONU Meio Ambiente, SEBRAE e EMBRAPA lançam edital para cadeia produtiva de grãos

Em iniciativa inédita, startups e empreendedores de todo o país poderão participar de edital para projetos de inovação e sustentabilidade na cadeia produtiva de grãos, fruto de parceria entre ONU Meio Ambiente, SEBRAE e EMBRAPA.

O lançamento do edital, que selecionará ideias inovadoras e sustentáveis para o setor, ocorrerá nesta sexta-feira (16), às 17h30, no estande do SEBRAE na “open area” (área de acesso gratuito) da Campus Party Brasília.