ARTIGO: Progresso rumo ao desenvolvimento sustentável está fora dos eixos

Em artigo publicado no jornal Financial Times nesta semana, o secretário-geral da ONU, António Guterres, lembra que metade da população mundial não tem acesso à educação e a cuidados de saúde; mulheres enfrentam discriminação e o número de pessoas com fome aumenta no mundo. Ele pede maior engajamento da iniciativa privada para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável até 2030. Leia a íntegra abaixo.

UNESCO e IBRAM promovem reunião técnica para discutir políticas de prevenção e gestão de riscos em museus. Foto: Ichigo/CC.

UNESCO promove encontro para discutir prevenção de riscos em museus

Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil promove, em parceira com o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e o Ministério da Cidadania, encontro técnico para discutir políticas de prevenção e gestão de riscos em museus.

Evento acontece hoje (6), no Centro Cultural Paço Imperial, no Rio de Janeiro, e conta com a participação de representantes em âmbito latino-americano de instituições especializadas em políticas patrimoniais e de preservação; gestores públicos; e sociedade civil. Diretor-geral adjunto de Cultura da UNESCO, Ernesto Ottone, também participa das discussões.

Segundo a coordenadora de Cultura da UNESCO no Brasil, “os constantes desastres, naturais ou não, que afetam o patrimônio cultural no mundo geram enorme preocupação e evidenciam a necessidade de termos um encontro como esse, que possa articular instâncias governamentais e da sociedade em prol do objetivo comum de proteger e preservar”.

"A FabricAID redesenha a forma como pensamos a moda", Omar Itani, 24, um dos ganhadores do Prêmio Jovens Campeões da Terra 2019.

No Líbano, jovem premiado pela ONU reformula o futuro da moda enquanto ajuda refugiados

O ganhador do Prêmio Jovens Campeões da Terra 2019 para a região do Sudoeste Asiático, Omar Itani é fundador da FabricAid, uma iniciativa de Beirute, no Líbano, que recicla roupas e tecidos descartados que gerariam danos ao meio ambiente.

A indústria da moda é o segundo maior consumidor de água no mundo, utilizando água suficiente para satisfazer as necessidades de cinco milhões de pessoas e produzindo o equivalente a três milhões de barris de petróleo em microfibra – que muitas vezes são despejados no mar.

A solução de Itani está dando novos usos a antigas peças enquanto protege a natureza e ajuda refugiados vivendo em Beirute – que podem comprar as roupas da FabricAid por uma preço que varia entre 30 centavos de dólar e dois dólares.

Rede Brasileira de População e Desenvolvimento percorre o Brasil em consultas sobre avanços e desafios do tema desde a Conferência Internacional de 1994. Foto: UNFPA Brasil | Yareidy Perdomo.

UNFPA apoia consulta em Roraima sobre o cenário da imigração no Brasil

Como parte de um amplo processo de consulta em várias partes do país sobre os avanços desde a Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), realizada no Cairo em 1994, a Rede Brasileira de População e Desenvolvimento visitou Roraima no final de setembro.

O objetivo foi colher demandas, experiências e proposições de imigrantes, profissionais que atuam na resposta ao fluxo migratório e a comunidade acadêmica sobre os desafios atuais da imigração no Brasil, no contexto dos 25 anos da Conferência Internacional no Cairo.

O encontro foi realizado em parceria com o Fundo de População da ONU (UNFPA) e contou com a participação de professores e estudantes da Universidade Federal de Roraima; profissionais do Exército da Salvação; da Associação Voluntários para o Serviço Internacional (AVISI Brasil); do Núcleo de Mulheres de Roraima e pessoas refugiadas e migrantes de diferentes gerações e gêneros.

Totens ilustram os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na sede da ONU em Nova Iorque – Foto: Manuel Elias/UM Photo

Cúpula dos ODS: Brasil se compromete em reduzir mortalidade prematura em 1/3 até 2030

Quatro anos depois da adoção da Agenda 2030, líderes mundiais firmaram um acordo para uma década de ação ambiciosa para entregar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e anunciaram ações que estão sendo tomadas para avançar na Agenda.

Entre elas, o Brasil se comprometeu em reduzir a mortalidade prematura causada por doenças não transmissíveis para 1/3 até 2030; a Finlândia alcançará a neutralidade de carbono até 2035 e o México irá garantir acesso à internet para todos, incluindo pessoas em comunidades vulneráveis.

A declaração política foi adotada por unanimidade na apertura da Cúpula da ONU para os ODS.

Assembleia Geral da ONU. Foto: ONU/Cia Pak

Guterres pede ambição e ação nas discussões da Assembleia Geral da ONU

Cinco cúpulas das Nações Unidas serão realizadas na próxima semana para discutir a crise do clima e outras preocupações globais.

Para o secretário-geral da Organização, António Guterres, não há tempo a perder frente às mudanças climáticas, ao aumento da desigualdade, do ódio e da intolerância, entre muitos desafios alarmantes nas áreas de segurança e paz.

Ele pediu ambição e ação durante as discussões dos próximos dias.

Livros sobre raça e relações étnico-raciais foram sorteados no encontro IFEC e UNIC Rio. Foto: UNIC Rio | Naiara Azevedo.

No Rio, evento no Palácio Itamaraty discute gênero e relações étnico-raciais

Celebrando 15 anos de parceria, o Instituto Interamericano de Fomento à Educação, Cultura e Ciência (IFEC) e o Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio) promoveram na quarta-feira (18) um evento no Palácio Itamaraty (RJ) para debater gênero e raça.

O encontro reuniu estudantes, iniciativas do poder público e instituições que se organizam em favor dos direitos humanos em seus contextos – com destaque aos direitos das mulheres e da população negra do Brasil.

Segundo o presidente do IFEC, Raymundo Stelling, os encontros anuais do Instituto nas instâncias do UNIC Rio, além de marcar a parceria com a ONU, também são uma oportunidade para reunir pessoas e grupos de trabalhos que estão na linha de frente da promoção dos direitos humanos de todas e todos.

Anísio, de 10 anos, nasceu com HIV e está tendo problemas com o tratamento devido à desnutrição. Foto: ONU News/Reprodução

Moçambique: metade das pessoas vivendo com HIV interrompeu tratamento após ciclones

Na noite de 28 de abril, o ciclone Kenneth entrou pela costa da província de Cabo Delgado, no extremo norte de Moçambique, e destruiu a casa de Luísa Maio. Luísa, de 36 anos, vive em uma casa de palha e barro com o marido e o filho mais novo. A família, que já tinha dificuldades para se alimentar, teve a situação agravada depois que a tempestade arrasou os campos onde cultivava legumes.

A moçambicana e três de seus quatro filhos vivem com HIV. Preocupada em reconstruir a casa e encontrar o que comer, a família interrompeu o tratamento com medicamentos antirretrovirais.

O mesmo ocorreu com outros moçambicanos vivendo com HIV em locais atingidos pelos ciclones Kenneth e Idai. Segundo uma análise do Ministério da Saúde do país, apoiada pelas Nações Unidas, houve uma queda de 50% no número de consultas de acompanhamento para o vírus. O número de pessoas em tratamento também caiu para cerca de metade. O relato é da ONU News.

Projeto Paulo Freire melhora condições de vida de agricultores familiares do Ceará. Foto: Flickr/Orgânicos do Pivas (CC)

Países africanos visitam CE para conhecer projetos de desenvolvimento agrário

Uma delegação de oficiais de países africanos visitou na segunda-feira (10) a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) do Ceará para conhecer e reproduzir experiências do estado no impulso ao desenvolvimento rural sustentável.

Representantes de governos e da sociedade civil de Senegal, Níger e Burkina Faso assistiram a apresentações do Programa de Cisternas e do Projeto Paulo Freire e debateram a implantação de ações.

O Projeto Paulo Freire é uma parceria entre o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e o governo do estado do Ceará, que através da Secretaria de Desenvolvimento Agrário atua em 600 comunidades em situação de pobreza e extrema pobreza no semiárido cearense de modo a fortalecer e desenvolver a agricultura familiar.

As economias em desenvolvimento, lideradas pela China e pela Índia, responderam por quase 90% das 750 milhões de pessoas que ficaram online pela primeira vez entre 2012 e 2015, de acordo com dados da União Internacional de Telecomunicações (UIT). Foto: EBC

Países latino-americanos reúnem-se no Chile para discutir políticas públicas digitais

Representantes de países de América Latina e Caribe reuniram-se esta semana em Santiago, no Chile, para discutir a nova agenda digital regional, denominada eLAC2020, com a convicção de que a revolução tecnológica em curso exige uma atualização permanente das políticas públicas digitais, em linha com os objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Em um cenário de baixo crescimento regional e de aumento do protecionismo no mundo, “é necessário implementar políticas de mudança estrutural na América Latina e no Caribe, priorizando a adoção das tecnologias digitais como catalizadoras da produtividade, do crescimento, da inclusão e da sustentabilidade ambiental”, disse Alicia Bárcena, secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

Lideranças da indústria reunidas no Festival Internacional de Criatividade de Cannes Lions como parte da Aliança sem Estereótipo Foto: Getty Images /Cannes Lions

Em Cannes, ONU Mulheres convida indústria global a eliminar estereótipos de gênero na publicidade

A diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, pediu esta semana durante o Festival Internacional de Criatividade Cannes Lions um maior compromisso das empresas com a igualdade de gênero e uma atuação coletiva para a eliminação de estereótipos na publicidade.

Durante o evento, 25 empresas se comprometeram com uma agenda global para enfrentar estereótipos de gênero nos anúncios e campanhas publicitárias.

Banco Mundial chama população a opinar sobre parceria entre o organismo financeiro e o Brasil

O Banco Mundial chama a população brasileira a participar de uma consulta pública sobre os rumos da parceria entre o organismo financeiro e o Brasil. Até 31 de maio de 2017, a agência da ONU receberá contribuições por e-mail de qualquer pessoa interessada. Recomendações do público serão levadas em conta na elaboração da nova estratégia nacional do Banco para o período 2017-2023.

Refugiados no campo de Bahirka, perto de Erbil, no norte do Iraque. Foto: UNAMI

Cátedra Sérgio Vieira de Mello promove temática do refúgio nas universidades brasileiras

Cerca de 3 mil alunos universitários do Brasil têm acesso à temática do refúgio e dos deslocamentos forçados por meio de disciplinas oferecidas pela Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM). As universidades associadas à cátedra têm facilitado o ingresso e a permanência de refugiados no ensino superior.

Os resultados da iniciativa no Brasil, promovida pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) desde 2003, foram divulgados na quinta-feira (24) durante a I Conferência Latino-Americana e VII Seminário Nacional da Cátedra, na Universidade Federal do ABC (UFABC), em São Bernardo do Campo (SP).