Menina caminha pela lama carregando seu irmão mais novo no campo de deslocados internos Khair Al-Sham em Idlib, na Síria. Foto: UNOCHA

ONU pede ação do G20 para evitar agravamento de crises humanitárias devido à pandemia

A pandemia de COVID-19 e a recessão resultante devem desencadear o primeiro aumento da pobreza global em três décadas, levando 265 milhões de pessoas à fome até o final do ano, alertou a principal autoridade humanitária da ONU na quinta-feira (16).

Mark Lowcock exortou as principais economias do mundo, o grupo do G20, a intensificar seu apoio, lançando um apelo atualizado de 10,3 bilhões de dólares para combater a disseminação do novo coronavírus em 63 países de baixa renda.

ACNUR e parceiros distribuem roupas de frio para venezuelanos no Distrito Federal

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e parceiros locais distribuíram mais de 680 peças de roupas de frio doadas pela empresa japonesa UNIQLO em São Sebastião, região administrativa do Distrito Federal. A ação aconteceu no último domingo (12) e beneficiou cerca de 350 pessoas, das quais cerca de 100 eram venezuelanas.

Na Praça da Bíblia, ao lado da administração da cidade, a ação solidária também contou com um café da manhã e apresentação musical de crianças, tudo organizado por voluntários brasileiros, venezuelanos e até de outras partes do mundo – como Cuba e República Dominicana.

Gislene Pereira participa do projeto que recebe apoio do Fundo de População da ONU. Foto: Gislene Pereira/arquivo pessoal

Costureira que perdeu renda com a pandemia volta a trabalhar em projeto apoiado pelo UNFPA

Gislene Pereira, uma costureira de 51 anos moradora da área rural de São Sebastião (região administrativa do Distrito Federal), tem uma pequena empresa de confecção de camisetas que foi afetada pela pandemia da COVID-19. Ela fazia camisetas para eventos, como festas de aniversário, além de uniformes para empresas e igrejas.

“As pessoas que já tinham feito pedidos cancelaram. Parou totalmente”, ela lamenta. Por meio do projeto Fábrica Social Jardim Botânico, uma iniciativa do Movimento Comunitário Jardim Botânico apoiada pelo Fundo de População da ONU, ela voltou a trabalhar costurando máscaras faciais de pano, algo que nunca tinha feito antes.

Foto: ACNUR Brasil/Felipe Irnaldo

Novo abrigo aprimora acolhimento de refugiados e migrantes indígenas venezuelanos em Manaus

Para aprimorar o acolhimento de indígenas venezuelanos da etnia Warao na capital do estado do Amazonas, a Prefeitura de Manaus, com apoio de agências das Nações Unidas, inaugurou na terça-feira (14) um novo abrigo na região do Tarumã-Açu, zona oeste da cidade.

Ao todo, 158 pessoas refugiadas e migrantes desta etnia foram realocadas nesta etapa, que dá seguimento à estratégia de resposta do município ao fluxo desta população venezuelana para a cidade.

A ação contou com apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), da Organização Internacional para as Migrações (OIM), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

OMS e UNICEF alertam para declínio na vacinação durante pandemia da COVID-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) alertaram na quarta-feira (15) para um declínio alarmante no número de crianças que recebem vacinas vitais em todo o mundo. Isso ocorre devido a interrupções na entrega e na aceitação dos serviços de imunização causadas pela pandemia da COVID-19.

A situação é especialmente preocupante para a América Latina e o Caribe, onde a cobertura historicamente alta caiu na última década. No Brasil, na Bolívia, no Haiti e na Venezuela, a cobertura vacinal caiu em pelo menos 14 pontos percentuais desde 2010. Esses países também estão agora enfrentando interrupções, de moderadas a graves, relacionadas à COVID-19.

Fotos; UNAIDS

Projeto Balaio ajuda mais de 800 pessoas LGBTI e pessoas vivendo com HIV em SP

O Projeto Balaio, liderado pela ONG Instituto Cultural Barong, em São Paulo (SP), concluiu em junho a entrega de mais de 390 cestas básicas de alimentos, itens de higiene e limpeza, kits de saúde e prevenção sexual.

No total, foram beneficiadas mais de 800 pessoas LGBTI e pessoas que vivem com HIV em situação de extrema vulnerabilidade na capital paulista. A expectativa é de que mais 550 cestas de alimentos e itens de higiene, além de 550 kits de saúde e prevenção sexual, sejam distribuídos em julho.

A ação é realizada em parceria com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) e apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Entrega de ajuda humanitária a uma mulher em meio à pandemia de COVID-19 em Dhaka, Bangladesh. Foto: ONU Mulheres/Fahad Kaizer

‘Vire a maré’ de um mundo em turbulência, pede chefe da ONU em fórum de desenvolvimento

“Soluções concretas, arrojadas e implementáveis” são necessárias para virar a maré dos muitos desafios que o mundo enfrenta, incluindo a pandemia de COVID-19, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, na terça-feira (14), durante fórum das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável.

Apontando para mais de 12 milhões de infecções, 550 mil mortes, centenas de milhões de empregos perdidos e o maior declínio na renda per capita desde 1870, o principal funcionário da ONU lamentou que “cerca de 265 milhões de pessoas estejam sob risco de insegurança alimentar aguda até o final do ano – o dobro do número anterior à crise”.

Países das Américas unem esforços para garantir acesso às vacinas contra COVID-19

Os países das Américas estão unindo esforços para garantir o acesso a tratamentos e vacinas contra a COVID-19, afirmou nesta terça-feira (14) a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne.

“Atuando como um bloco, os Estados-membros da OPAS se beneficiarão de nossa expertise técnica, bem como de nossas décadas de experiência em garantir e distribuir vacinas de maneira rápida e eficiente. Também garantiremos que o processo seja o mais inclusivo possível, alocando as doses de maneira justa entre os países participantes”, disse.

A iniciativa de voluntariado é coordenada no Brasil pelo Movimento Nacional das Cidadãs Posithivas (MNCP). Foto: UNAIDS

Ação de solidariedade atende mais de 400 pedidos de assistência alimentar e medicamentos no Brasil

A estratégia Voluntariado pelas Américas atendeu de abril a junho mais de 400 pedidos de assistência alimentar, atendimento psicológico e envio de medicamentos no Brasil.

A iniciativa foi lançada pelo Movimento Latino-Americano e do Caribe de Mulheres Positivas (MLCM+), sendo coordenada no Brasil pelo Movimento Nacional das Cidadãs Posithivas (MNCP).

Até o fim do mês passado, tinham sido atendidos 90% (418) dos 465 pedidos recebidos por meio de campanhas de mobilização realizadas principalmente nas redes sociais. As ações são apoiadas pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

Profissionais de saúde em Madagascar testam cidadãos para a COVID-19. Foto: Banco Mundial/Henitsoa Rafalia

ONU destaca liderança de mulheres no enfrentamento à crise de COVID-19

O Women Rise for All foi lançado em 27 de abril em apoio ao pedido do secretário-geral da ONU por solidariedade e ação urgente em resposta aos impactos socioeconômicos da COVID-19.

Como um esforço global de defesa de direitos para salvar vidas e proteger os meios de subsistência, o Rise for All insta lideranças de todos os países, em todos os setores, a lidar com a crise humana da pandemia e a apoiar o Fundo de Resposta e Recuperação das Nações Unidas COVID-19.

O mecanismo foi projetado para ajudar os países e as pessoas mais expostas às dificuldades econômicas e às perturbações sociais causadas pela pandemia.

O artista e músico jamaicano Ziggy Marley promete seu apoio ao 'Say Yes for Children' enquanto visitava a sede da ONU, em julho de 2001. Foto: UNICEF/Nicole Toutounji

Clássico ‘One Love’ de Bob Marley é relançado para ajudar crianças afetadas pela crise

A icônica canção “One Love” de Bob Marley será relançada com a autorização da família do músico para apoiar crianças cujas vidas foram alteradas pela COVID-19, informou a ONU na semana passada (9).

A iniciativa de arrecadação de fundos surge no momento em que o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) avisa que mais 6 mil crianças podem morrer todos os dias por causas evitáveis ​​nos próximos seis meses.

Quase todas elas vivem em países em desenvolvimento, onde a pandemia do novo coronavírus colocou pressão adicional em sistemas de saúde e serviços básicos já frágeis.

Concurso da UNESCO convida famílias a contar histórias em vídeo

UNESCO convida famílias para concurso latino-americano de vídeos

A UNESCO e o Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e Caribe (CERLALC) convidam todas as famílias da América Latina e do Caribe a criarem histórias e compartilhá-las em vídeos de até 5 minutos de duração com a hashtag  #OsContosDoVento no Facebook e no Instagram.

O fechamento de escolas, bibliotecas, centros culturais e outros locais de encontro, como resposta preventiva à COVID-19, causou impactos na vida de todas as pessoas. As famílias enfrentam o desafio de realizar atividades que promovam aprendizagens significativas, além de contribuírem para a convivência harmônica. Uma dessas atividades é exatamente a de “contar contos”.

O secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU/Manuel Elias

ARTIGO: Um alerta global

Em artigo de opinião publicado no jornal Folha de S.Paulo nesta sexta-feira (10), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, alerta para a necessidade de união dos líderes de todo o mundo para superar os desafios múltiplos que os países enfrentam: a pandemia da COVID-19, as mudanças climáticas, a injustiça racial e o aumento das desigualdades. Ele traça dois cenários possíveis pós-pandemia e defende um multilateralismo em rede, inclusivo e eficaz.

UNFPA entrega 500 kits para mulheres migrantes e refugiadas em Manaus

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), em parceria com a União Europeia, entregará nos próximos dias, em Manaus, 400 kits de higiene pessoal e íntima, chamados de Kits Dignidade, e 100 kits de limpeza para pessoas migrantes e refugiadas, com foco especial em mulheres e meninas.

A primeira entrega ocorreu nesta quarta-feira (8) com a distribuição de kits na rodoviária da capital, onde se encontra o Posto de Recepção e Apoio gerenciado pela Operação Acolhida, e na Casa Miga, abrigo de uma organização não-governamental voltado para pessoas LGBTI.

Foto: EBC

América Latina e Caribe tornam-se epicentro da pandemia; ONU sugere ações

A América Latina e o Caribe tornaram-se o epicentro da pandemia de COVID-19, com vários países da região registrando agora as maiores taxas de infecção per capita e o maior número absoluto de casos no mundo. O alerta é do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que lançou nesta quinta-feira (9) um relatório sobre os impactos da COVID-19 na região.

Segundo o documento, espera-se uma contração de 9,1% no Produto Interno Bruto (PIB), que será a maior em um século. Os impactos sociais da pandemia serão sentidos de maneira aguda, com fortes aumentos do desemprego, da pobreza, da extrema pobreza e da desigualdade. Acesse aqui o relatório na íntegra e a mensagem em vídeo do secretário-geral.

Moradia popular em São Paulo (2017) Foto: Luis Blanco/ A2IMG / Agência Pública

Especialista da ONU pede fim dos despejos no Brasil durante a crise da COVID-19

O especialista da ONU para o direito à moradia pediu nesta quinta-feira (9) ao Brasil que acabe com todos os despejos durante a crise da COVID-19, logo depois que mais de 2 mil famílias foram expulsas de suas casas. Outras milhares de pessoas correm risco de despejo nas cidades e no interior do estado de São Paulo.

“O Brasil tem o dever de proteger urgentemente todas as pessoas da ameaça da COVID-19, especialmente as comunidades em risco. A pandemia já afetou mais de um milhão e meio de pessoas no país e matou mais de 65 mil”, disse Balakrishnan Rajagopal, relator especial da ONU para o direito à moradia. “Os despejos forçados de pessoas nessa situação, independentemente do status legal de posse, é uma violação de direitos humanos”.

UNIC Rio’s multitasking interns face the challenge of home office during the pandemic

“The day the earth stopped”, music by Raul Seixas, inspired Gabriella de Azevedo Carvalho, 25 years old, to name the dog she adopted the week she started quarantining because of the COVID-19 pandemic. At almost the exact same time, she also began work as an intern at the United Nations Information Center Nations for Brazil (UNIC Rio). Since then, her dog Raul has been her daily companion on her home office journey as a graphic designer for UNIC Rio.

Discover how Gabriella and other UNIC Rio interns cope with home office during the quarantine days imposed by the pandemic.

Estagiários multi-tarefas do UNIC Rio encaram o desafio do teletrabalho durante a pandemia

“O dia em que a terra parou”. A música de Raul Seixas inspirou Gabriella de Azevedo Carvalho, 25 anos, a batizar o cachorro adotado na semana em que iniciou a quarentena por conta da pandemia da COVID-19 e, quase em seguida, também o estágio voluntário no Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio). Desde então, o cachorro Raul a acompanha diariamente na jornada de teletrabalho como designer do escritório.

Descubra como ela e os outros estagiários do UNIC Rio estão se adaptando ao desafio do trabalho remoto durante a pandemia do novo coronavírus.

OPAS pede coordenação entre países das Américas no combate à pandemia de COVID-19

A diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne, destacou na terça-feira (6) que região das Américas tem notificado cerca de 100 mil casos por dia da COVID-19. Ela pediu uma forte coordenação entre os países e que os líderes orientem ações a partir de evidências, e chamou as pessoas a se protegerem e protegerem os demais do novo coronavírus.

O número de casos da COVID-19 nas Américas continua a acelerar, com 20% a mais de casos na semana passada do que na semana anterior e novos padrões estão surgindo. “Há dois meses, os EUA representavam 75% dos casos da COVID-19 em nossa região. Na semana passada, registraram pouco menos da metade dos casos, enquanto a América Latina e o Caribe registraram mais de 50% – sozinho, o Brasil registrou cerca de um quarto deles”.

Uma vez que os cartões cheguem até os beneficiários, eles poderão utilizar os recursos em qualquer estabelecimento, desde que o uso seja feito para compra de produtos de primeira necessidade. Foto: WFP

WFP recebe primeiro lote de doações da campanha Compra Solidária do Carrefour

O Centro de Excelência contra a Fome do WFP (Programa Mundial de Alimentos) no Brasil recebeu o primeiro lote de 6 mil cartões de vale alimentação no valor de 100 reais cada, como parte da campanha Compra Solidária, do Grupo Carrefour Brasil. O WFP recebeu os cartões e encaminhou às ONGs parceiras que farão a distribuição em 12 estados e no Distrito Federal.

Este primeiro lote deve alcançar 50 mil famílias de Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rondônia e Distrito Federal. As ONGs parceiras do WFP para essa distribuição são Cáritas, Fundação Amazônia Sustentável (FAS), Diaconia e Ação da Cidadania.

A entrega dos 85 equipamentos em Rio Branco (AC) e em Porto Velho (RO) foi realizada pelo Ministério da Saúde e pelo Corpo de Bombeiros de Rondônia. Foto: Marcos Vicentti

UNOPS e parceiros entregam 85 ventiladores pulmonares a hospitais de Rondônia e Acre

O UNOPS, organismo das Nações Unidas especializado em infraestrutura, compras e gestão de projetos, comprou 85 ventiladores pulmonares que serão destinados a hospitais do Acre e de Rondônia.

A entrega dos equipamentos foi finalizada na quinta-feira (2). A compra foi realizada com recursos do projeto de conversão de multas destinadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Rondônia e Acre e aplicadas pela Justiça do Trabalho.

Relatório mostra ampla resposta da OPAS à pandemia da COVID-19 nas Américas

Em um novo relatório, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) detalha sua ampla resposta em mobilização e apoio técnico à emergência de saúde desde que os primeiros casos de COVID-19 foram notificados, em janeiro de 2020.

O organismo internacional ajudou a adquirir equipamentos de proteção individual (EPIs), enviando 54 remessas para 26 países – 1,3 milhão de luvas, 1 milhão de máscaras cirúrgicas e N95, 403 mil aventais e 42 mil óculos. Além de ter realizado 25 missões com especialistas a 20 países e ter promovido 49 capacitações e seminários virtuais para mais de mil profissionais de saúde.

O relatório afirma que o epicentro da pandemia é a região das Américas. Os Estados Unidos e o Brasil juntos representam 75% de todos os casos e 74% de todas as mortes já notificadas na região.

Ismenia works daily to ensure the protection of those who live in the Rondon 1 shelter. Photo: Tainanda Soares/ACNUR

Venezuelan helps the fight against COVID-19 in a Brazilian refugee shelter

Ismenia is a 46-year-old Venezuelan who currently lives in the Brazilian city of Boa Vista, where she lives and works in the refugee shelter Rondon 1, which operates with support from the United Nations High Commissioner for Refugees (UNHCR). She left Venezuela after failing to find adequate medical treatment for her thyroid cancer, leaving behind not only her husband and children but also her career as a nurse.

Currently, Ismenia is part of the Rondon 1 shelter’s health committee. With the new coronavirus, the community leader was recruited by WHO for the noble mission of making sure that other residents of the shelter are following hygiene recommendations against COVID-19.

A venezuelana Ismenia trabalha diariamente para garantir a proteção da população que vive no abrigo Rondon 1, em Boa Vista – Foto: Tainanda Soares/ACNUR

Venezuelana atua no combate ao coronavírus em abrigo de refugiados no Brasil

A venezuelana Ismenia tem 46 anos e mora em Rondon 1, abrigo em Boa Vista apoiado pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). Ismenia teve câncer de tireoide e deixou a Venezuela por não conseguir encontrar tratamento médico adequado. Sem opção, ela também deixou para trás o marido, filhos e a carreira como enfermeira.

Atualmente, Ismenia faz parte do comitê de saúde do abrigo Rondon 1. Com a chegada do novo coronavírus, a líder comunitária foi recrutada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para uma nobre missão: garantir que outros moradores do abrigo Rondon 1 estejam seguindo corretamente recomendações de higiene para proteger todos contra o novo coronavírus.

Guia ajuda jovens vivendo com HIV a enfrentar questões de saúde mental em tempos de COVID-19

O “Guia rápido de saúde mental e HIV em tempos de COVID-19” é fruto de uma construção conjunta do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) com a Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV e AIDS (RNAJVHA) e outros parceiros.

A elaboração do Guia aconteceu a partir de encontros e capacitações que utilizaram a técnica de Terapia Comunitária. Em tempos de COVID-19, a técnica se apresentou como uma ferramenta potente para redes de pessoas vivendo com HIV, proporcionando a possibilidade de criação de uma rede de proteção, fundada a partir da própria comunidade.

OPAS lança novo site para doações ao fundo de resposta à COVID-19

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) está buscando mobilizar mais recursos para seu trabalho na pandemia da COVID-19 nas Américas por meio de um novo portal de doações ao Fundo de Resposta à COVID-19.

A Região das Américas é atualmente o epicentro da pandemia da COVID-19, que agora se propagou para todos os 54 países e territórios do hemisfério, com notificação de cerca de 5,2 milhões de casos e quase 250 mil mortes até o momento. A OPAS está trabalhando dia e noite com os países e territórios das Américas para responder a esta crise sanitária.

Prêmio de jornalismo reconhece reportagens sobre cobertura humanitária focadas nas vítimas

Estão abertas a partir desta quarta-feira (1) as inscrições para o Prêmio CICV de Cobertura Humanitária, uma iniciativa do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para dar voz às vítimas.

Este ano há a categoria especial “ACNUR 70 anos”, que premiará produtos jornalísticos ou de caráter documental voltados exclusivamente a temas relacionados a refúgio e apatridia.

A categoria é oferecida pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), parceira do prêmio, que neste ano completa 70 anos. O período de inscrição vai até 1° de setembro.

UNOPS e MPT entregam mais de 2 mil cestas básicas à população do Amapá

Mais de 2,1 mil cestas básicas começaram a ser entregues no sábado (27) para organizações não governamentais (ONGs) no Amapá. Famílias de todo o estado serão beneficiadas, e 800 cestas serão enviadas para reservas indígenas.

As cestas foram compradas pelo UNOPS, organismo das Nações Unidas especializado em infraestrutura, compras e gestão de projetos, com recursos destinados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) no Amapá, decorrentes de Ações Civis Públicas e de Termos de Ajuste de Conduta.

Cristo Redentor no Rio de Janeiro será iluminado de laranja no próximo 25 de novembro. Foto: UNIC Rio/Célio Durães

Cristo Redentor é cenário do primeiro grande tributo às vítimas da COVID-19

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Cáritas Brasileira, com apoio do Verificado – iniciativa das Nações Unidas para combate à desinformação -, promoverão na próxima quarta-feira, dia 1◦ de julho, uma missa no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, em tributo às vítimas da COVID-19 com o tema “Para Cada Vida”.

A missa terá uma mensagem de solidariedade e uma benção do Papa Francisco e será presidida pelo Cardeal brasileiro Dom Orani João Tempesta. Em seguida, uma projeção será transmitida no Cristo Redentor, um dos maiores cartões-postais do mundo. Para encerramento, haverá um show da cantora Alcione, contribuindo para promover um momento de esperança, essencial em meio ao sentimento de fragilidade do cenário atual.

Foto: UNICEF/Raoni Libório

UNICEF e parceiros apoiam mais de 1,7 milhão de pessoas em 10 capitais brasileiras na pandemia

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), 19 empresas parceiras, celebridades, organizações da sociedade civil e governos locais se uniram para apoiar mais de 1,7 milhão de pessoas vulneráveis em dez capitais brasileiras.

As ações ocorrem por meio da distribuição de produtos de higiene, limpeza e outros itens essenciais, acompanhados de informação de prevenção para as famílias.

Carta da ONU

‘Carta da ONU foi assinada há 75 anos – e seus princípios continuam verdadeiros’

No dia 26 de junho de 1945 – há exatos 75 anos –, 50 países se comprometiam com os 19 capítulos e 111 artigos da Carta das Nações Unidas, o documento que fundou a ONU. Entre os valores descritos no documento, se destacam uma visão de paz mundial, a promoção dos direitos humanos universais e justiça para todos.

Em uma mensagem em vídeo marcando a data, o secretário-geral da organização, António Guterres, afirmou que os seus princípios continuam a ser verdadeiros hoje em dia. Ele classificou o documento como um “guia atemporal” que ainda é válido para enfrentar os desafios atuais.

ONU e Comitê Olímpico Internacional unem forças para combater a COVID-19

No dia 23 de junho, data em que se celebra o Dia Olímpico, o Comitê Olímpico Internacional (COI), a Organização Mundial da Saúde (OMS) e as Nações Unidas lançaram uma parceria para incentivar pessoas e comunidades ao redor do mundo a se unirem por meio da campanha #HEALTHYTogether. Os três parceiros e diversos atletas olímpicos destacarão a colaboração global necessária para manter-se saudável e reduzir a propagação e o impacto da COVID-19.

Os atletas olímpicos ajudarão a divulgar informações importantes sobre saúde pública, inspirando as pessoas a adotarem ou manterem comportamentos que reduzirão a pandemia e fornecerão informações que promovam a saúde física e mental. A parceria começou nesta terça-feira (23) com atletas olímpicos de todo o mundo, apresentando exercícios para estimular as pessoas manterem-se saudáveis durante esse período.

Pabllo Vitar conversa com refugiado venezuelano Elvis Messias sobre os desafios da comunidade LGBTQIA+ especialmente no contexto da pandemia do novo coronavírus. Foto: Divulgação

Pabllo Vittar e Liberatum se unem ao ACNUR em apoio a refugiados e lançam vídeo

Como parte de projeto humanitário global e das celebrações do Dia Mundial do Refugiado, a organização internacional Liberatum lança na quarta-feira (24), em apoio à Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), um episódio em vídeo sobre os desafios de pessoas LGBTIQIA+ e refugiadas no Brasil e no mundo, especialmente em tempos de pandemia.

Em conversa com a drag queen e cantora Pabllo Vittar, o assistente de laboratório e refugiado venezuelano Elvis Messias fala sobre a realidade de seu país de origem, as barreiras que encontrou quando chegou ao Brasil e como o ACNUR contribuiu para que hoje tenha uma vida digna e já consiga ajudar outros em situação similar. Pabllo Vittar, por sua vez, conta e compartilha suas vivências como pessoa queer.

Guia de Proteção Online para Crianças da UIT traz recomendações para um ambiente online seguro. Foto: Julia M Cameron / Pexels

ONU lança novo guia de proteção online para crianças

A União Internacional de Telecomunicações (UIT) lançou nesta terça-feira (23) o novo Guia de Proteção Online para Crianças 2020, um conjunto abrangente de recomendações para crianças, pais e educadores, indústria e tomadores de decisão sobre como contribuir para o desenvolvimento de um ambiente online seguro e empoderador para crianças e jovens.

A internet e tecnologias digitais relacionadas têm proporcionado novas maneiras das crianças se comunicarem, aprenderem, brincarem, ouvirem música e participarem de uma vasta variedade de atividades culturais e educacionais. Por conta disso, elas também estão mais expostas a uma gama de condutas, conteúdos e contatos danosos online.

Foto: Banco Mundial/Dominic Chavez

OPAS e Global Citizen unem-se em campanha e show para resposta à COVID-19 nas Américas

No próximo sábado (27), será realizado um show transmitido online que fornecerá aos governos, líderes de corporações e filantropos(as) uma plataforma para assumir seus compromissos com a distribuição justa de ferramentas e tratamentos para a COVID-19.

Apresentado por Dwayne Johnson, o show terá apresentações de Chloe x Halle, Christine e Queens, Coldplay, J Balvin, Jennifer Hudson, Miley Cyrus, Shakira, entre outros.

Também haverá a participação de celebridades como Charlize Theron, Chris Rock, David Beckham, Diane Kruger, Forest Whitaker, Hugh Jackman e outros.

Trabalhadora da saúde na Colômbia. Foto: OPAS/OMS

ONU ressalta papel dos funcionários públicos na resposta à pandemia

Enquanto o mundo continua a enfrentar a pandemia de COVID-19, os funcionários públicos estão na linha de frente da resposta à crise. Marcando o Dia Mundial do Serviço Público (23), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, destacou a importância destes servidores no sucesso da resposta humanitária.

“São enfermeiros, médicos e paramédicos que prestam cuidados que salvam vidas. Trabalhadores do saneamento que desinfetam e limpam os espaços públicos. Trabalhadores dos transportes que mantêm ônibus e trens funcionando. Professores que educam os nossos filhos online e offline. E as autoridades de saúde pública, gestores de dados e profissionais de estatística que fornecem informações vitais e confiáveis sobre a transmissão e prevenção da doença”, disse na mensagem em vídeo.

Jovens de todo o mundo estão sendo afetados pelos efeitos socioeconômicos da pandemia de COVID-19. Foto: Alexandra Koch/Pixabay

UNESCO participa de lançamento de pesquisa sobre reflexos da pandemia na juventude

O Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), em parceria com a representação no Brasil da UNESCO, Fundação Roberto Marinho, Rede Conhecimento Social, Em Movimento, Visão Mundial, Mapa Educação e Porvir, lança nesta terça-feira (23), às 16h, a pesquisa “Juventudes e a Pandemia do Coronavírus”.

O estudo ouviu 33.688 jovens de todas as regiões do Brasil e apresentará dados inéditos sobre o tema. O evento virtual será transmitido ao vivo pela pelo Canal Futura no YouTube.

Conheça as ações realizadas pelo ACNUR para proteger refugiados da COVID-19 no Brasil

No Brasil, os efeitos da pandemia impõem desafios adicionais a um contexto já emergencial. Por isso, o ACNUR, Agência da ONU para Refugiados, intensificou seus esforços para frear a disseminação entre os refugiados e a comunidade que os acolhem.

Para responder à esta crise de saúde, o ACNUR e parceiros apoiaram a construção um hospital de campanha para COVID-19, distribuiu itens de emergência e informações seguras sobre a prevenção ao novo coronavírus, ofereceu auxílio financeiro emergencial e realocou refugiados para espaços seguros.