Saúde pública merece prioridade em meio aos desafios globais, diz diretora da OMS

Margaret Chan afirma que, em meio a tempos preocupantes, a saúde pode inspirar todos os países a trabalharem juntos. “Todos, independentemente da sua capacidade de pagamento, devem ter acesso aos cuidados de saúde de qualidade que precisam, sem o risco de uma ruína financeira.”

66a Assembleia Mundial de Saúde, em Genebra, na Suíça. Foto: OMS/Pierre Albouy

66a Assembleia Mundial de Saúde, em Genebra, na Suíça. Foto: OMS/Pierre Albouy

No momento em que o mundo lida com muitos desafios, das mudanças climáticas até a fome e desnutrição, é mais importante do que nunca garantir que a saúde pública receba tanto a atenção quanto os recursos que merece para garantir o bem-estar de milhões de pessoas, disse nesta segunda-feira (20) a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan.

“Estamos vivendo tempos profundamente preocupantes”, disse Chan, durante a 66a Assembleia Mundial de Saúde, em Genebra, na Suíça. “Nestes tempos conturbados, a saúde pública parece mais e mais como um refúgio, um porto seguro de esperança que permite e inspira todos os países a trabalharem juntos pelo bem da humanidade”.

Segundo Chan, o medo de novas doenças pode unir o mundo, como também a determinação para aliviar a miséria humana evitável. “Isto é o que faz com que a saúde pública se destaque de outras áreas do engajamento global: os motivos, os valores e o foco. Sabemos que temos de influenciar as pessoas no topo, mas são as pessoas na base que mais importam.”

A diretora-geral da OMS ressaltou que nada reflete esse espírito melhor do que o crescente compromisso com a cobertura de saúde universal que, segundo Chan, reflete a a necessidade de maximizar os resultados de saúde para todos. “Todos, independentemente da sua capacidade de pagamento, devem ter acesso aos cuidados de saúde de qualidade que precisam, sem o risco de uma ruína financeira.”

Chan também destacou a necessidade de assegurar que a saúde ocupe um lugar de destaque na agenda de desenvolvimento global para além de 2015, prazo para o cumprimento das metas de combate à pobreza, conhecidas como os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).