Salvador ganha mobiliários urbanos da Campanha pela Redução da Mortalidade Materna

Pontos de ônibus, bancas de jornal, ruas, avenidas e praças por onde milhares de pessoas circulam diariamente em Salvador ganharam imagens da Campanha pela Redução da Mortalidade Materna, que completa três anos.

Pontos de ônibus, bancas de jornal, ruas, avenidas e praças por onde milhares de pessoas circulam diariamente em Salvador ganharam imagens da Campanha pela Redução da Mortalidade Materna, que completa três anos. Realizada pela Prefeitura, em parceira com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), a ação foi ampliada com a instalação de 35 mobiliários urbanos.

“A divulgação massiva de informações relevantes, com imagens fortes, tem um impacto positivo que continua nos surpreendendo e atingindo todas as camadas sociais. A imagem e slogan desta campanha são poderosos, despertando a sensibilidade e a curiosidade das pessoas”, avalia a Assessora de Relações Internacionais da Prefeitura de Salvador, Ruth Pucheta.

Segundo Pucheta, policiais, moradores de rua e professores já se aproximaram dos cartazes e questionaram o porquê de tantas mulheres ainda morreram de causas relacionadas a gravidez ou parto. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 90% das mortes poderiam ser evitadas.

A Campanha trabalha em conjunto com o Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal, que propõe a melhoria da atenção obstétrica e neonatal, com participação dos governos federal, estadual e municipal e da população. O Pacto é considerado pela Organização das Nações Unidas um modelo de mobilização para a promoção dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).