Saída dos EUA de acordo do clima é ‘grande decepção’, diz secretário-geral da ONU

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

António Guterres disse que a decisão dos EUA de se retirar do Acordo de Paris sobre as mudanças climáticas é uma “grande decepção para os esforços globais para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e promover a segurança global”. O chefe da ONU lembrou que o Acordo de Paris foi adotado por todas as nações do mundo devido ao reconhecimento sobre o “imenso mal que as mudanças climáticas já estão causando e a enorme oportunidade que apresenta a ação climática”.

Secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU / Mark Garten

Secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU / Mark Garten

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse nessa quinta-feira (1) que a decisão dos EUA de se retirar do Acordo de Paris sobre as mudanças climáticas é uma “grande decepção para os esforços globais para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e promover a segurança global”.

Em um comunicado divulgado por seu porta-voz, o chefe da ONU lembrou que o Acordo de Paris foi adotado por todas as nações do mundo em 2015 porque estas nações “reconhecem o imenso mal que as mudanças climáticas já estão causando e a enorme oportunidade que apresenta a ação climática”.

Leia na íntegra abaixo:

Declaração do porta-voz do secretário-geral da ONU sobre a decisão dos EUA de se retirar do Acordo de Paris

A decisão dos Estados Unidos de se retirar do Acordo de Paris sobre as mudanças climáticas é uma grande decepção para os esforços globais para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e promover a segurança global.

O Acordo de Paris foi adotado por todas as nações do mundo em 2015 porque estas nações reconhecem o imenso mal que as mudanças climáticas já estão causando e a enorme oportunidade que apresenta a ação climática. Oferece um quadro de ação significativo e flexível para todos os países.

A transformação prevista no Acordo de Paris já está em andamento. O secretário-geral continua confiante de que cidades, Estados e empresas nos Estados Unidos – juntamente com outros países – continuarão a demonstrar visão e liderança trabalhando para o crescimento econômico resiliente e de baixo carbono que criará empregos e mercados de qualidade para a prosperidade do século XXI.

É crucial que os Estados Unidos continuem a ser um líder em questões ambientais.

O secretário-geral aguarda com expectativa para se engajar com o governo norte-americano e todos os atores nos Estados Unidos e em todo o mundo para construir o futuro sustentável de que nossos netos dependem.

Stéphane Dujarric, porta-voz do secretário-geral da ONU, António Guterres, 1o de junho de 2017


Comente

comentários